O estupro nosso de cada dia!

0

1 – EU NÃO QUERO ISTO, ELE ME FORÇA E TIRA MINHA CALCINHA.
2 – ME PENETRA, FORÇA MEU CORPO COM TANTA FORÇA QUE SINTO MEUS MÚSCULOS DOEREM.
3 – RECEBO UM TAPA NA CARA. FORÇARAM MEU ROSTO, MACHUCARAM MINHA ALMA.
4 – POR MAIS QUE EU ME QUEIXE, TENTE EVITAR. ESTOU SOZINHA.
5 – SINTO UM CHEIRO DE SANGUE VIVO. NÃO QUERO ACREDITAR QUE É MEU SANGUE, MAS É.
6 – PUXAM MINHA BLUSA, SINTO MEU CORPO CONTORCIDO E UM FRIO INTENSO NO MEU CORAÇÃO.
7 – PENSO QUE SE EU FICAR QUIETA PODEM PARAR ISTO TUDO. NÃO QUERO ESTAR AQUI.
8 – TREMO COMPULSIVAMENTE, NÃO SEI MAIS CONTABILIZAR O TEMPO. MORRO A PARTIR DAQUI.
9 – ESTE DE AGORA ABRE MINHAS PERNAS. OUTROS DOIS SEGURAM MEUS PÉS. NÃO SINTO MAIS RAIVA. O MEDO DEU LUGAR AO NADA.
10 – TAPAM MEUS OLHOS. OUÇO QUE SOU DELES, MAS O MEU MAIOR MEDO É NUNCA MAIS VOLTAR A SER MINHA.
11 – AMASSAM MEU VENTRE. SINTO UM PESO ATRAVESSAR MEU VENTRE COMO SE ALGUMA COISA ESTOURASSE DENTRO DE MIM.
12 – OS DEDOS DELE ABREM MEU CORPO, AGE COMO SE EU FOSSE COISA ALGUMA.
13 – OUÇO RISOS.
14 – AS VOZES SE MISTURAM NO QUARTO. NÃO CONSIGO IDENTIFICAR UMA VOZ AMIGA.
15 – NUNCA IMAGINEI QUE ISTO PUDESSE ACONTECER COMIGO. NÃO AUTORIZO ESTES ATOS. NÃO AUTORIZO MINHA POSSE.
16 – NÃO QUERO RESPOSTAS DELES. EU NÃO MEREÇO ISTO AQUI. NINGUÉM MERECE O QUE ESTOU PASSANDO.
17 – POR QUE ME ESCOLHERAM? EU ERREI EM VIVER MINHA VIDA? EU ERREI EM PARTICIPAR DAQUELA FESTA? O QUE ESTÃO FAZENDO COMIGO?
18 – PAREM LOGO. ME DEIXEM IR!
19 – MEU CORAÇÃO ACELEROU ALGUMAS VEZES, MAS AGORA SÓ CONCENTRO EM MINHA RESPIRAÇÃO.
20 – O QUARTO FEDE IGUAL AOS MEUS 33 AGRESSORES. MAL CONSIGO RESPIRAR.
21 – APAGO. ESTOU INCONSCIENTE.
22 – VOLTO DEPOIS DE ALGUNS MINUTOS E PERCEBO QUE AINDA ESTOU AQUI. NÃO É UM PESADELO. ESTÃO ME MATANDO A CADA SEGUNDO.
23 – QUAL A NECESSIDADE DE ME VIRAR DE BRUÇOS?
24 – SINTO UMA DOR CORTANTE. RESPONDEM PRA MIM EM FORMA DE DOR.
25 – APERTAM MEU PESCOÇO OUTRA VEZ.
26 – APAGO OUTRA VEZ.
27 – SACODEM MINHA CABEÇA. OUTRO TAPA NA MINHA CARA ME TRAZ DE VOLTA PARA ESTE TORMENTO INFINITO.
28 – MAIS DE UMA HORA DEPOIS, MEU CORPO NÃO TEM MAIS O MESMO CHEIRO. ESTOU COBERTA DE SUOR ALHEIO. NADA MAIS EM MIM, PERTENCE A MIM.
29 – AINDA ESTÃO EM CIMA DE MIM. CADA UM É UM PESO. UM JEITO. UM MAL.
30 – POR QUE NÃO ME MATAM LOGO? POR QUE ESTÃO FAZENDO ISTO COM MEU CORPO?
31 – ESTÃO SEGURANDO MEUS BRAÇOS OUTRA VEZ. MINHAS MÃOS ESTÃO TREMENDO, NÃO CONSIGO CONTROLAR MEUS DEDOS. NÃO CONSIGO ABRIR MINHAS MÃOS.
32 – SINTO MEU CORPO EM CONVULSÃO. NÃO SEI ATÉ QUE PONTO VOU AGUENTAR.
33 – ELES AINDA NÃO ACABARAM DE ABRIR MEU CORPO. VOLTAM. REVEZAM…

Depois de alguns minutos, o quarto foi sendo esvaziado. Ela estava apagada mais uma vez, o cérebro não conseguia mais registrar a coisa em si, a defesa do corpo foi negar e apagar ao ato violento. O coração ainda batia, mas não existia mais alma naquele corpo semi-rasgado. Estava milimetricamente morta, apesar de ainda estar viva. Como se o que sobrou pudesse ser chamado de vida.

Se fosse apenas um homem, já seria crime!

Estupro é crime. Comunique qualquer indício, qualquer suspeita, qualquer violência. Ligue 180. Denuncie!

Para conversar comigo sobre este e outros assuntos (e sugerir temas também):
Facebook: https://www.facebook.com/jaime.neto.58
Twitter: @jaimenetoo
Instagram: @jaimenetoo

Comentários