O impeachment a todo vapor no Senado

0

O processo do impeachment da presidente afastada Dilma Roussef no Senado está chegando ao fim. Nesta segunda-feira, a partir das 9h da manhã, a palavra é dela, que terá 30 minutos para se defender com voz própria. Depois do discurso, ela deverá responder a perguntas que poderão ser feitas pelos senhores Senadores. O Presidente da sessão especial, o Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandovski, já disse que não vai permitir perguntas ofensivas à presidente afastada tenham andamento. Dilma poderá ter um tempo maior para se defender, se assim o desejar. O fato é que desde quinta-feira o país está voltado para as transmissões que a TV Senado faz diretamente do plenário do Senado. Fica-se torcendo para que nada turve a sessão de hoje e que, tanto a situação quanto a oposição, se comportem  e que tudo ocorra cem por cento em paz. A gente sabe que isso é quase impossível, até porque dona Dilma não é de levar desaforos para casa. Hoje, afinal, vai  se saber, por exemplo, como votará o presidente do Senado, Sr. Renan Calheiros, se contra ou a favor do impeachment. Durante todo este tempo que rola o impeachment, ele esquivou-se de perguntas do tipo “como o senhor votará?” Hoje não tem como fugir da curiosidade de todos. Ele volta a favor ou contra Dilma? A favor ou contra o presidente interino Michel Temer.

A promessa de uma sessão longa

Será uma das mais longas sessões da história do Senado Federal. Sabe-se que começa as 9h de hoje, mas, não se tem ideia que hora vai terminar. A hora que fôr, se Dilma sair vencedora – é preciso 55 votos para derrubá-la – ela volta imediatamente a ocupar a cadeira presidencial. Já o Presidente interino, Michel Temer, se confirmado no cargo fará um pronunciamento à Nação dentro de 48 horas, antes, portanto, de viajar a China, com uma comitiva que, se brincar, não cabe no avião presidencial.

Que a luva de boxe fique em casa

 Que o espírito briguento da Senadora Gleisi Hoffman – mulher do ex-Ministro do Planejamento, Paulo Bernardo – tenha ficado em casa, justamente para evitar novos embates com qualquer dos Senadores, inclusive o presidente da Casa, Renan Calheiros.  O mesmo conselho serve para o Lindberg Farias, cujo “petismo” assola até num simples e rápido aparte. Na plateia – além dos Senadores, evidentemente – estarão todos os ministros do Governo Dilma, além do ex-Presidente Lula, recém-indiciado pela Polícia Federal num dos muitos processos que responde.

Rodada de negócios multissetorial

Em tempos de retração econômica nada como aquecer as venda s participando de uma rodada de negócios. É o que muitos empresários sergipanos estão acreditando quando se inscreveram na Rodada de  Negócios Multissetorial de Sergipe, que será realizada nos dias 31 de agosto a 1º. De setembro. Na quarta- feira acontecerá no auditório do Sebrae a palestra de abertura com as apresentações das empresas âncoras. Já na quinta-feira, acontecerá a Rodada no Hotel Quality, das 8h30 às 18h. As inscrições podem ser feitas até as 18h de hoje, pelo endereço eletrônico www.rodada.com.br. Mais de 60 pequenas empresas ofertantes já estão inscritas no evento. Elas terão oportunidade de sentar à mesa de negociação com representantes de doze grandes empresas âncoras, interessadas em ampliar seu leque de fornecedores de bens e serviços. O Superintendente do Sebrae, Sr. Emanoel Sobral, o evento permite uma aproximação entre compradores e fornecedores. “A proposta é incentivar a realização de novos negócios. Como os encontros são agendados previamente, potencializa a realização de parcerias comerciais, pois as empresas já sinalizaram quais são suas necessidades e interesses”, explicou.

           … e para encerrar…

*** A Assembleia Legislativa entrega hoje, em sessão a se realizar a partir das 17h, o título de Cidadão Sergipano a Gilberto Magalhães Occhi, hoje Presidente da Caixa Econômica Federal, depois de ter sido Ministro das Cidades e da Integração Nacional. Natural de Ubá, em Minas Gerais, ele foi tamém Superintendente das Agências da CEF em Sergipe e depois Alagoas.

           ***

Só agora, depois de todo um período regular na Prefeitura de Aracaju, o Prefeito João Alves Filho revela ter recebido a Municipalidade com uma dívida consolidada e não paga de 160 milhões de reais. É com esse discurso que espera reverter sua sorte eleitoral. Não encontrou alo melhor?

           ***

O Instituto Dom Luciano Duarte, que é mantido pela irmã do homenageado, d. Carmen Duarte, vai encerrar as atividades. A sua be la biblioteca será doada a escolas da Capital

Comentários