O JUBILEU DE PRATA DA UNIMED SERGIPE

0

O Estado de Sergipe ganhou a sua Unimed em 1984.  No primeiro mês do ano, ela foi criada; no

Projeto Unimed Velas ao Vento, ação com as comunidades de pescadores da Atalaia Nova.
penúltimo, começou a funcionar. De 17 de janeiro, data da fundação a 19 de novembro, que marca o início efetivo  de seus trabalhos, passaram-se dez meses. E de lá, até hoje, 25 anos, uma viagem no tempo, um marco expressivo na vida de uma empresa, o seu Jubileu de Prata.  Sim, porque sabemos que “o valor do vôo não é medido pela decolagem, velocidade, muito menos, pelo itinerário. O valor do vôo não é outra coisa, é o vôo em si…”(Ivan Petrovich, no poema Poesofia).

            Vinte era o número mínimo de pessoas exigido por lei para se fundar uma cooperativa e, na noite memorável de 17 de janeiro de 1984, no antigo auditório  da Sociedade Médica de Sergipe, Aílton Pita Falcão e mais dezenove mosqueteiros, Antonio Franco Cabral, Antonio Garcia Filho, Apolônio Silva, Cleonaldo Araújo, Edney Caetano, Fátima Medeiros, Gervásio Monteiro, Jaílson Santana, João Augusto Figueiredo, João Maria de Oliveira, João Vieira, Jorge Morais, Jose Carlos Mota, José Hudson Figueiredo, José Job de Carvalho, José Maria Rodrigues Santos, José Villela Coronado, Marcos Aurélio Prado Dias e Marta Hagenbeck assinaram a histórica ata de fundação.

            E nesse vôo “em si”, grandes conquistas foral alcançadas. A confiança de 81 mil sergipanos ou aqui residentes,  todos clientes e a nossa maior riqueza,  os 765 médicos cooperados, prestando atendimento em seus consultórios, ambulatórios, clínicas ou hospitais, que acreditaram ser possível enfrentar os poderosos que intermediavam de forma danosa a relação médico-paciente. Com essa crença, estabeleceram uma alternativa digna e ética na relação, com muitos sacrifícios, é verdade, mas também com ganhos, mesmo que alguns tenham dificuldade de perceber. Voltando a citar Petrovich, “felizes são os homens que sabem trocar a superficialidade pela essência das coisas; na leveza do existir, não se deixa influenciar pelas aparências, pelo ganho fácil, pelas conquistas efêmeras”.

         Alcança o Jubileu de Prata com uma presença viva e forte. Graças aos seus clientes, cooperados, colaboradores, fornecedores, prestadores e parceiros, a Unimed recebe hoje o reconhecimento da sociedade sergipana pela qualidade do atendimento  que presta, por sua atuação no desenvolvimento do Estado e por suas  ações de sustentabilidade. Atingiu a maturidade nos seus processos e conformidades, apesar dos conflitos e das contradições que o sistema produz, mas com o firme propósito de manter reto os caminhos que nortearam a definição de sua Missão, construída na ampla discussão e no debate democrático, sem medos ou receios, por mais difíceis que sejam os caminhos. Como o pássaro, nas palavras do poeta e cientista Eduardo Garcia: “…a certeza do apoio invisível confere ao pássaro a incrível coragem de se arremessar contra o abismo”.

         Por 10 anos estive no comando da cooperativa (1998-2008), ao lado do seu presidente, Carlos Alberto Mendonça, a quem dediquei toda a minha força de trabalho e lealdade, encontrando por parte dele todo o apoio e o incentivo para as inúmeras ações que idealizamos e realizamos, na qualidade de vice-presidente, gestor da Diretoria de Negócios, coordenando ainda as área de comunicação e marketing, participando diretamente das decisões para o incentivo ao esporte e a cultura em geral, o desenvolvimento de projetos em defesa do meio ambiente e finalmente as ações de sustentabilidade que tornaram a cooperativa Unimed de Sergipe respeitada pela sociedade sergipana.

         A Unimed somos nós, todos nós, todos juntos, movidos pelo mesmo ideal que contagiou os artesãos de Rochdale na Inglaterra, quando fundaram a primeira cooperativa de trabalho, no século XIX, orgulhosa com a sua história, vivendo o presente com firme determinação e olhando para o futuro com esperança renovada.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários