O mito da Toxoplasmose e os gatos

0

  Os animais entraram cedo na minha vida e na galeria dos meus afetos.  Os gatos estão presentes na minha rotina, desde que eu era criança. É verdade que o amor de um cão é mais exuberante, ruidoso e submisso. O amor do gato é mais discreto, “distante”, mas igualmente intenso e possessivo.

  Muitas pessoas se deixam levar pelo preconceito e reproduzem a convicção de que os felinos são traiçoeiros, desleais e incapazes de demonstrarem afeto.

Foto: Luciana Aguilar

  Hoje venho defender este sentimento de amor pelos gatos e falar sobre um tema bastante polêmico: a Toxoplasmose.

  Há muito tempo acreditou-se que o gato fosse o maior responsável pela transmissão da Toxoplasmose. Infelizmente esta informação equivocada é uma das causas do grande abandono, maus tratos e preconceito em relaçao aos gatos. Na gravidez, a Toxoplasmose pode acarretar implicações sérias para o feto, o que aumenta ainda mais as reações negativas em relação aos animais.  No entanto, sabe-se hoje que esta transmissão só seria possível se ingeríssimos as fezes contamindas dos gatos.

  Para esclarecimento, a Toxoplasmose é uma doença infecciosa causada pelo protozoário Toxoplasma Gongii,  que pode ocorrer tanto no homem, como em animais domésticos ou silvestres. E apesar dos gatos e outros felinos serem seus hospedeiros definitivos, menos de 1% da população felina participa da disseminação da doença. Isso ocorre porque a transmissão só seria possível se ingeríssemos suas fezes contaminadas com oocistos em processo de esporulação. Resumindo: as fezes dos gatos contaminadas deveriam estar expostas a temperaturas elevadas de 36ºC  por pelo menos dois dias, para que este ciclo da doença se desenvolvesse e se tornasse infectante e ainda assim seria preciso ingerir este oocisto para que a Toxoplasmose fosse transmitida.

  Situação pouco provável que aconteça, lembrando que geralmente os gatos defecam em terra fofa ou areia e são animais de hábitos muito higiênicos, pois enterram suas fezes e não ficam com os pêlos sujos.

A via mais frequente de transmissão desta doença ocorre por meio de ingestão de carnes cruas ou mal cozidas, ou ainda verduras mal lavadas.  As medidas de prevenção mais importantes indicadas são o cozimento adequado dos alimentos e a higiene de lavar as mãos após manipular alimentos crus.

  Os sintomas da Toxoplasmose muitas vezes não se manifestão e é geralmente diagnosticado quando fazemos um exame de sangue e ele revela a presença de anticorpos do parasita. Seu tratamento consiste em uso de antibióticos.
Fica claro que a possibilidade de transmissão em seres humanos pelo simples fato de tocar ou acariciar um gato ou até mesmo por arranhões e mordidas, é considerado inexistente.

  Gatos são animais sensitivos, inteligentes, que se comunicam conosco por vários sons, linguagem corporal e desenvolvem grande laço afetivo com seus donos. Sou “mãe” de quatro gatos siameses e posso dizer com precisão.  Mas, isto é um tema para outra postagem.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários