O nó das subvenções

0

A cada audiência para apurar a distribuição das verbas de subvenção da Assembleia fica claro que boa parte do dinheiro público foi usada para azeitar as campanhas eleitorais de muitos deputados. Ontem mesmo, o depoente Antônio Batista Assunção confirmou na Justiça ter usado os R$ 300 mil repassados pelo Legislativo para distribuir com os eleitores de Estância óculos, remédios, cestas básicas e até enxovais de bebês. Se isso não é compra de votos, o que é então? Os depoimentos dos presidentes das associações ditas filantrópicas estão confirmando as graves denúncias feitas pelo Ministério Público Federal: quase a totalidade dos deputados usava a verba de subvenção para alimentar os currais eleitorais. Isso significa dizer que, dificilmente, os acusados sairão ilesos destas investigações. Portanto, pelo andar da carruagem, deve sobrar cadeia para alguns dos beneficiados com o dinheiro público e cassação de vários mandatos.

Indeciso

O senador Eduardo Amorim (PSC) ainda não decidiu se aceita o convite para ingressar no PSDB: "estou num bloco político e é bom ouvir a todos", postou no twitter o parlamentar cristão. Ele não nega, contudo, ter ficado satisfeito com a proposta: “É uma grande honra receber o convite do PSDB, um partido grande, encampado por Aecio Neves”.

Violência escolar

Uma comissão de policiais civis e servidores da Educação vai mapear as escolas públicas onde são maiores os índices de criminalidade. Reunidos ontem, os secretários Mendonça Prado (Segurança) e Jorge Carvalho (Educação) discutiram sobre a violência no interior e imediações das escolas. “Estamos formatando um plano estratégico para oferecer mais segurança aos sergipanos”, informa Prado.

Braços cruzados

E os servidores estaduais prometem cruzar os braços nos próximos dias 29 e 30 visando protestar contra o não cumprimento do ao Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos (PCCV). Segundo a direção do sindicato da categoria, se o governo insistir em não atender as reivindicações, o próximo passo será uma greve geral. Há quase dois anos, os servidores não sabem o que é um reajuste salarial.

Abandonados

Aliado do prefeito João Alves Filho (DEM), o vereador aracajuano Bigode do Santa Maria (PMDB) voltou a fazer duras criticas à administração municipal. Segundo ele, o bairro Barroso é mais um esquecido pela Prefeitura: “Lá não existe infraestrutura básica, falta linhas de ônibus, posto médico e a creche só funciona das 6h às 11h. É um absurdo”, protestou o peemedebista.

Defesa do piso

O deputado estadual Samuel Barreto (PSL) participou ontem, em Brasília, de audiências com o presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB), e com o deputado federal André Moura (PSC). Entre os assuntos abordados está a votação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 300/2008, que cria um piso salarial dos policiais civis e militares e bombeiros.

Dengue assusta

O mosquito transmissor da dengue segue fazendo vítimas aos montes em Sergipe. Levantamento da Secretaria Estadual da Saúde mostra que, de janeiro até agora, já foram notificados 2.789 casos e 759 confirmados. No mesmo período do ano passado foram 919 notificações e 405 confirmações. O mosquito tem atacado mais em Aracaju, Itabaianinha, Itabaiana, Estância, Neópolis e Carira.

Prazo maior

Os taxistas e as pessoas com deficiência terão mais prazo para pedir a isenção de impostos na compra de veículos. A Receita Federal ampliou, de 180 para 270 dias, a validade da autorização de aquisição de veículo sem o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).  A autorização para isentar o IPI, tributo federal, é um documento necessário para requerer a isenção do ICMS.

Borrachudos

A proporção de cheques devolvidos em relação ao total de documentos compensados no último mês de março atingiu 2,32%, taxa acima do percentual registrado no mês anterior (2,19%) e superior também à de igual período do ano passado (2,21%). De acordo com a pesquisa Indicador Serasa Experian, a inadimplência foi a quarta mais elevada em um mês de março desde 1991, quando teve início o levantamento.

Palestra na Acese

"A importância do seguro patrimonial e os impactos na economia". Este é o tema da palestra a ser proferida hoje por Nelson Brágio Uzêda, executivo da Companhia Excelsior de Seguros na Bahia. Será a partir das 12h, no Hotel Radisson, durante o Almoço com Negócios promovido pela Associação Comercial e Empresarial de Sergipe. Participe!

Recorte de jornal

Publicado no jornal Vida Laranjeirense em 24 de agosto de 1930

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários