O PAPEL DO SENAC NA NOVA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

0

Entrevista com Paulo do Eirado Dias Filho
Diretor Regional do Senac SE
Especialista em Pedagogia Empresarial

André Pestana: O Planejamento Estratégico do SENAC/SE contempla o avanço e maiores investimentos no Ensino Profissionalizante ?

Paulo do Eirado: O planejamento aponta na direção de ampliar a participação do SENAC no universo do Ensino Profissional e Tecnológico. Trata-se de um plano de ação focado na inovação, no empreendedorismo e na consolidação da aprendizagem comercial como acesso seguro ao mercado de trabalho de forma mais qualificada. Estão previstos investimentos como a criação de novas e modernas unidades do SENAC em Sergipe, contemplando a capital e o interior.  Porém, vivemos em uma sociedade muita dinâmica que nos obriga a rever nossas metas e estratégias com frequência, fazendo dessa forma, com que o nosso planejamento estratégico seja uma peça dinâmica e conectada com as demandas sociais, tecnológicas e culturais.

André Pestana: O mercado de trabalho aponta para oferta de empregos aos profissionais, especialmente em nível de especialização, nas áreas do chamado novo conhecimento. Assim, carreiras como; Biotecnologia, Nanotecnologia, Mídias Digitais, aparecem entre as mais procuradas. Qual a perspectiva do SENAC em atender a essa demanda?

Paulo do Eirado: O SENAC está atento a essas novas demandas e à crescente participação do setor de serviços na composição do PIB, mundialmente. Para enfrentar o permanente desafio da inovação e das mudanças de tendências de mercado, aprimoramos nossas parcerias com as empresas líderes na área de software, a exemplo da Microsoft, Adobe, Corel, Auto Desk, dentre outras, para certificarem nossos serviços. Também desenvolvemos projetos integradores em robótica, desenvolvimento de games, empreendedorismo, lançamentos de foguetes, fotografia analógica/digital e sustentabilidade, visando levar nossa comunidade escolar a desenvolver atitudes colaborativas para o mundo do trabalho, além dos conhecimentos e habilidades muito atualizados. Também entendemos que se deve manter um amplo debate entre nossos colaboradores e instrutores, no sentido de estarmos conectados com a sociedade e os desafios da presente conjuntura, incluindo-se neste contexto,a promoção de palestras e eventos já realizados com ícones brasileiros e internacionais em ciências & tecnologias, como Miguel Nicolelis (Universidade  DUKE – EUA), Marcelo Néri (FGV), Rafael Pereira (Portugal), Valdemar Setzer (USP) e Rodrigo Baggio (CDI).    

André Pestana: A chamada Educação Corporativa vem despontando nos últimos 5 anos como uma das mais eficazes formas de capacitação e atualização para os profissionais de nível gerencial e altos executivos. No entanto, os profissionais de nível operacional ainda encontram uma dificuldade maior para que as empresas invistam em sua formação continuada. O SENAC vem encontrando boa receptividade por parte das empresas e associações de classe quanto à procura por esses cursos?

Paulo do Eirado: A educação profissional exige um diálogo firme com as classes empresariais e sindicatos, porque preparar um profissional é muito mais que habilitar uma pessoa para um emprego específico. Assim, nossa formação tende a ser mais ampla que a preparação direcionada a uma oportunidade de trabalho, além de preparar o aluno para os desafios que a profissão abraçada lhe proporcione em qualquer empresa que trabalhe, independentemente da cultura e do nível tecnológico aplicado. Esse diálogo está crescente e sentimos, a cada dia, maior interesse do empresário pelos egressos do SENAC, o que se comprova pela performance do nosso Banco de Oportunidades, que auxilia na colocação dos alunos no mercado de trabalho. É necessário cuidar para que os trabalhadores mais operacionais sejam assistidos por programas de educação continuada, visando o permanente aperfeiçoamento de suas competências laborais, o que fazemos por meio do projeto Itinerários Formativos, que orienta a evolução do trabalhador na direção do crescimento pessoal e profissional. Entendo que é função do SENAC assistir ao trabalhador do comércio, serviços, saúde e turismo em todos os níveis operacionais e gerenciais da melhor forma, como retribuição da confiança que a sociedade nos deposita.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais