O papo furado dos prefeitos

0

Desde que tomaram posse, os novos prefeitos não se cansam de reclamar. A grande maioria acusa os antecessores de terem dilapidado o patrimônio público, enquanto outros culpam a crise pela falta de recursos para cumprir as promessas feitas na campanha. Embora as queixas ganhem generosos espaços na mídia, não passam de filmes velhos. De quatro em quatro anos, é a mesma ladinha. Os prefeitos que derrotaram seus adversários acusam estes de terem deixado dívidas fabulosas, as cidades sujas, os servidores ganhando pouco e coisa e tal. Quem conquistou o mandato com a ajuda do antecessor e os que foram reeleitos, escolheram a crise financeira como vilã. Muitos já alardearam que a arrecadação caiu, as emendas do Orçamento não vão ser mais liberadas e os bancos reduziram os créditos. Tudo conversa fiada para engabelar o contribuinte. Ora, se a coisa fosse tão feia como os prefeitos estão pintando, eles não gastavam tanto para se eleger, nem se submeteriam ao sacrifício de administrar a “casa de mãe Joana” de ninguém. Portanto, deixem de lero-lero e vão trabalhar, pois o povo não é bobo. 

 

Causa própria

 

O novo secretário estadual de Esporte e Lazer, Maurício Pimentel, começa bem. Seu primeiro projeto é estimular a prática do Kitesurf. E por que investir num esporte tão pouco conhecido pelos sergipanos? Porque Maurício é praticante desse desporto aquático, que utiliza uma pipa e uma prancha com uma estrutura de suporte para os pés. Já pensaram se o secretário fosse adepto de brigas de galos? O Estado ia investir em rinhas por todo o Estado.

 

Borrachudos

 

O volume de cheques devolvidos no mês de dezembro passado chegou a 2.485.888 unidades, com aumento de 9% sobre o número de cheques sem fundo no mês anterior e de 8% em relação a dezembro de 2007. Dezembro também registrou 809.409 títulos protestados, o que representa aumento de 33,07% sobre igual mês de 2007 e de 4,6% em relação a novembro. Alguns vão dizer que a crise é culpada pelo aumento do número de borrachudos no país. É não! A turma é que gosta de espalhar cheque voador por aí.

 

O chiste de Albano

 

Já era para a coluna ter falado do mais novo chiste tirado pelo deputado federal Albano Franco (PSDB), mas ainda há tempo. Outro dia, talvez para ganhar espaço na mídia, o ex-governador João Alves Filho (DEM) anunciou que está fazendo um livro onde conta episódios do seu relacionamento político com Albano. Informado sobre a intenção do democrata, o tucano contra-atacou: anunciou que também vai escrever um livro contando os encontros e desencontros que teve com Alves Filho. Só rindo!

 

Caixa empresta


Uma boa notícia para quem está duro e endividado: a Caixa Econômica Federal oferece diversas opções de empréstimos para pagamento das despesas de início de ano. Contas como cartão de crédito, cheques pré-datados ou crediário, pagamento de IPTU, IPVA, matrícula e material escolar podem comprometer o orçamento familiar. As linhas de crédito da Caixa atendem aos mais variados públicos e bolsos. Os atrativos são as taxas de juros a partir de 0,88% ao mês e o prazo para o pagamento, que pode chegar a até 96 meses, em função da modalidade escolhida e da empresa onde trabalha, no caso do
consignado.

Atrás de empresas

O prefeito de Estância, Ivan Leite (PSDB), participou em São Paulo de uma reunião com o diretor-presidente da indústria têxtil Canaciba, Romeu Provolam. No encontro, o administrador estanciano mostrou o potencial de município que, segundo disse, reúne as condições exigidas para instalação de empresas, como área de terra, gás natural, água de boa qualidade, energia, mão-de-obra qualificada e a BR 101, que favorece o escoamento do produto. Na conversa com Provolam, Ivan Leite informou ainda que mão-de-obra não será problema, pois Estância possui histórico das indústria têxteis.

Inadimplência aumenta

A inadimplência medida entre as empresas brasileiras em novembro registrou alta de 13,9%, na comparação com outubro. Segundo o levantamento da Serasa, o indicador acumulado de janeiro a novembro deste ano cresceu 2,1%, ante o mesmo período do ano passado. Com relação a novembro de 2007, a inadimplência das empresas foi ainda maior, registrando 28,2%.Os casos de inadimplência entre pessoas jurídicas continuam ocorrendo mais com títulos protestados, cuja representatividade passou de 40,6% de janeiro a novembro de 2007 para 41,8% neste ano.

Novo governador

 

O governador em exercício de Sergipe, Belivaldo Chagas (PSB), transmitirá o cargo ao presidente da Assembléia Legislativa, deputado Ulices Andrade (PDT). A solenidade de transmissão acontecerá às 11 horas, no auditório do Palácio dos Despachos. O deputado pedetista ocupará o cargo até o próximo dia 16, quando o governador Marcelo Deda (PT) retorna às atividades depois de um curto período de férias.

 

Dinheiro novo

Uma boa notícia: o Programa Sergipe Cidades, iniciativa do governo sergipano que busca implementar o desenvolvimento sustentável nos municípios do interior do estado, vai receber financiamento no valor de R$ 250,5 milhões aprovado pelo BNDES. Esse é o maior empréstimo já aprovado pela instituição para projetos multissetoriais integrados, cujo objetivo é a geração de emprego e renda e a diminuição das desigualdades sociais. O programa tem investimento global de R$ 406,7 milhões e a participação do BNDES corresponde a 62% do total.

Viva a cultura

 

Uma boa opção para esta sexta-feira é visitar a cidade de Laranjeiras, que está promovendo o seu XXXIV Encontro Cultural. Grupos folclóricos, artistas populares e estudiosos são responsáveis pelas comemorações. O evento vai prosseguir até o próximo domingo. Participe.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários