O PORQUÊ DO SUCESSO

0

O Governo Lula, após um ano de mandato, vive em “Lua de Mel” com o mercado e a mídia internacional e por quê? Quando o PT era oposição, as ações que norteavam aquele partido era fazer tudo o que o mercado dizia para não fazer. Abaixo o FMI; não pagar as dívidas em moeda externa; não abrir o mercado; estatizar a economia era o que o PT pregava enquanto oposição. O Governo de FHC, em seus dois mandatos, tentou aprovar a Reforma Tributária e a Reforma da Previdência, que acabava com os privilégios do funcionário público e não conseguiu, porque o PT e seus aliados sempre votaram contra. O temor do mercado era tanto que em 2002, ano de eleições para presidente, a previsão, como de fato ocorreu, da eleição do candidato do PT, fez com que os riscos da economia brasileira desabar fossem constantes naquele ano. O Risco Brasil atingiu patamares não condizentes com a realidade; os títulos C-Bonds foram negociados a menos de cinqüenta por cento do seu valor de face; o dólar quase ultrapassou a R$ 4,00. Tudo isto fez com que o governo adotasse medidas drásticas para evitar que a inflação voltasse. Neste primeiro ano do governo Lula, tudo aquilo que o PT pregava, enquanto oposição, deixou de ser verdade. Uma política macro-econômica austera; controle financeiro preponderante; acordo com o FMI, superávit nas contas do governo; aprovação das Reformas Tributária e da Previdência, basicamente nos mesmos termos das propostas de FHC, tornaram-se prioridades do novo governo. Isto fez com que o mercado voltasse apoiar o país e a conseqüência foi a taxa de Risco Brasil despencar, a queda da cotação do dólar, a queda da inflação, a queda da taxa de juros e, novamente, colocar o país em condições de ter um desenvolvimento sustentável. Tudo porque o PT como governo fez exatamente aquilo, que como oposição condenava. Para o mercado, a surpresa foi tão grande que a recuperação do país ocorreu em tempo menor e em condições melhores do que se o presidente eleito tivesse sido aquele que foi indicado pelo partido ao qual estava vinculado o Presidente FHC. Isto para o Brasil é bom, mas não vai o PT “pisar na bola” e pensar que toda esta euforia do mercado e da mídia internacional é, pura e simplesmente, pelo PT. O Governo, para o bem do país, tem que acreditar que todo este clima é função única e exclusiva do Governo Lula ter feito em 2003, tudo aquilo que, como oposição, o PT sempre condenou. Edmir Pelli é aposentado da Eletrosul e articulista desde 2000 edmir@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários