O PTB e 2004

0

O deputado federal Jackson Barreto mostrou, ontem, que está retomando sua liderança política em Aracaju. À noite, em solenidade na Assembléia Legislativa, com a presença do presidente nacional do PTB, deputado José Carlos Martinez, e do líder do partido na Câmara, Roberto Jefferson, o deputado Jackson Barreto se filiou ao Partido Trabalhista Brasileiro, tendo ao lado o deputado estadual Fabiano Oliveira, além de vereadores, prefeitos, ex-vereadores, como João Augusto Gama, e lideranças da capital e interior. Foi uma festa que impressionou. E o objetivo era esse. Além disso, contou com a presença de nomes importantes que estão no auge da política sergipana, como o prefeito Marcelo Déda, o senador Antônio Carlos Valadares e deputados federais que formam o bloco da oposição em Brasília. Na mesma hora o deputado Jackson Barreto foi oficialmente indicado para presidir a Comissão Provisória do PTB, embora ele já vinha exercendo essa função informalmente. À noite, em sua casa, na praia de Atalaia, Jacksom e os novos aliados comemoraram, com scoths e vinhos, o trabalhismo sergipano… Jackson Barreto, na realidade, se cacifou para as eleições municipais de Aracaju, que se realizam em 2004, em que Marcelo Déda disputará a reeleição. Entre os partidos de oposição ninguém pensa na Prefeitura de Aracaju, mas todos desejam ser o vice na chapa do atual prefeito. O deputado Fabiano Oliveira, por exemplo, antes de filiar-se ao PTB, e quando se sentia isolado por Déda, declarou que os aliados da esquerda não iriam mais permitir que fosse feita uma chapa puro sangue. Embora sempre diga que não pretende ser vice, ironizando que esse título é privativo do Vasco da Gama do Rio de Janeiro, Fabiano, hoje no forte PTB também certamente deseja ver seu nome como vice do prefeito Marcelo Déda. E por que essa preferência exclusiva pelo vice da chapa petista? Simples: Marcelo Déda poderá ser reeleito, mas só ficará à frente da Prefeitura por 16 meses, proporcionando que o vice seja o titular por dois anos, com possibilidade de disputar a reeleição, assim como aconteceu com o atual senador José Almeida Lima, que era o vice de Jackson e assumiu a Prefeitura, para que o titular disputasse o Governo do Estado, em 1994, com o ex-governador Albano Franco. No início desta semana, quando correu a informação de que o deputado estadual Fabiano Oliveira, levado pela deputada Susana Azevedo (PPS) teria uma conversa com o governador João Alves Filho, cujo objetivo era retornar ao PPS. O comentário que surgiu, nos bastidores da política municipal, foi de que estaria sendo formada a chapa do Governo para a Prefeitura de Aracaju, tendo Susana Azevedo para prefeita e Fabiano Oliveira para vice-prefeito. O deputado se apressou em desmentir, mas na realidade houve toda a preparação para o encontro, inclusive com a vontade do parlamentar em integrar o bloco de apoio ao Governo, mesmo que se apresentasse de forma moderada. A questão é que não interessa a nenhum deputado interromper o mandato parlamentar para eleger-se vice-prefeito, cujo cabeça de chapa cumpriria um mandato de quatro anos. O deputado federal Jackson Barreto está absolutamente certo em fortalecer o seu grupo, para as eleições de 2004. Embora se evite comentários sobre o assunto, a sucessão municipal é o objetivo político do momento em todos o Estado. Está claro que a esquerda não pretende perder a Prefeitura de Aracaju, porque sempre esteve à frente dela, mas também não se pode ignorar que Jackson deseja retomar posições importantes no município. Bem montado, com nomes fortes para negociar, o deputado apresentará trunfos para indicar o vice-prefeito e favorecer o candidato petista, porque o PCdoB perderá o fôlego diante de uma legenda mais fortalecida e com um quadro em condições de disputar o pleito. Mas, dentro de qualquer prognóstico, o candidato de Jackson Barreto a vice de Marcelo Déda, com a mais absoluta certeza, será o ex-prefeito João Augusto Gama, que saiu prejudicado nas eleições estaduais do ano passado. Além disso, Gama fez um bom trabalho à frente da Prefeitura, Marcelo Déda tem alguma dívida com ele, pela ajuda recebida nas eleições de 2000, e o deputado Jackson Barreto lhe tem a mais absoluta confiança. Fabiano já sonhou com uma dupla formada por ele e Déda. Pode acontecer, mas até se chegar a essa discussão, muitos dissabores ainda vão se ter. ESTRANHO Setores da Polícia acham estranho que Floro Calheiros tenha recebido um e-mail noticiando o assassinato do promotor de Justiça, Djaniro Jonas, com seis tiros de pistola 380. Coincidentemente o mesmo número de tiros disparados no deputado Joaldo Barbosa… A estranheza decorre do fato de que o assassinato não aconteceu. Para que serviria uma informação tão mentirosa? BOMBA A Polícia já sabe que o e-mail foi passado por um jornalista que assessora o grupo liderado por Floro Calheiros e que trabalha em Aracaju. Falta apenas comprovar o computador que originou a mensagem… Um expert em Floro, disse que o “a informação foi uma brincadeira de mau gosto, só para massagear o ego do patrão”. Isso suja a imprensa… COMISSÃO A Comissão Processante ouviu, ontem à tarde, o secretário de Segurança, Luiz Mendonça, sobre a apuração do assassinato do deputado estadual Joaldo Barbosa. Um dos deputados disse que não sabe fazer questionamento de bandidos. A Comissão também vai ouvir membros do Ministério Público. CONFRONTO A Comissão pretende confrontar o que diz as áreas de segurança e justiça, para depois confrontar com o que já tem dos acusados. Só a partir daí é que a Comissão de ética vai fazer juízo de valor para avaliar se deve pedir ou não a cassação do deputado Antônio Francisco. DÉDA O prefeito de Aracaju, Marcelo Déda (PT), disse que se sente bem com o seu mandato, porque faz o seu trabalho no município, mas se sente parte do projeto nacional de mudanças. Acha que se sentiria angustiado, se estivesse isolado, não participando do projeto nacional. Déda diz que “um projeto sem lideranças nas bases é frágil”. ENTROSADO O prefeito Marcelo Déda sente que está muito bem entrosado no Governo Federal e lembra que, nesse curto período, já esteve no gabinete do presidente Lula da Silva três vezes, duas sem ter agendado. Também já jantou com o presidente Lula, no Palácio do Alvorada, duas vezes. Uma no seu aniversário e outra a convite de Lula para trocar idéias. ARACAJU Marcelo Déda é amigo da velha guarda do presidente e seu compadre, mas acha que esse relacionamento pode se traduzir em benefícios para Aracaju. Acrescentou que todo o prestígio que a gente possa ter é transferido para a cidade e o Estado, porque todos desejam o melhor para Sergipe. DESMENTE Marcelo Déda desmentiu a notícia de que o governador João Alves Filho só compareceu à solenidade da avenida São Paulo porque o presidente Lula o convidou. “Não aconteceu isso. Quem recebeu o presidente foi o governador João Alves Filho e permaneceu sempre ao seu lado, onde era o seu lugar”, desmentiu Déda. GENTILEZAS Contou até um fato que aconteceu na avenida São Paulo, quando João Alves estava sentado ao lado do presidente Lula e, gentilmente, ofereceu o lugar a Marcelo Deda por se tratar de um ato do município. Com a mesma gentileza, o prefeito Marcelo Déda agradeceu e disse ao governador João Alves Filho que o lugar era dele: “a relação institucional não pode ser confundida”, disse o prefeito. VOTAÇÃO O deputado federal João Fonte (PT), um dos radicais livres da legenda, disse ontem que vai votar nas reformas do Governo, como o seu partido fez na mesma proposta de FHC. Votará contra a taxação dos inativos, como fez o chefe da Casa Civil, José Dirceu, o presidente do PT, José Genoino, e o prefeito Marcelo Déda, quando eram parlamentares. VIAJANDO João Fontes está viajando por vários Estados do Brasil, participando de encontros e reuniões de instituições sobre a reforma da Previdência. Ele acha que a sociedade precisa estar informada de como será feita esta reforma e porque tem se manifestado contra ela, juntamente com outros companheiros do partido. MARDOQUEU O deputado estadual Mardoqueu Bodano (PL) ficou impressionado com a miséria de algumas pessoas instaladas nas proximidades da Prefeitura de Canindé do São Francisco. Mardoqueu lembra que Canindé é o município do interior que mais arrecada e a população passa fome: “tem gente trocando trabalho por um prato de comida”, denunciou. DESO O deputado Mardoqueu Bodano também denunciou que o Deso está ameaçando cortar o fornecimento d’agua dos moradores de Poço Redondo. Lembrou que “se o pessoal não tem dinheiro para comer, como é que vai pagar a água?” Lembrou que isso é porque o “Deso é do Governo, imagina se for privatizada”? GRAÇA A Assembléia Legislativa enviou ofício à Secretaria de Segurança, solicitando informações sobre o problema com o deputado estadual João da Graça. Todos os dados que forem fornecidos serão enviados à Comissão de Ética, para que seja analisado e levado a plenário. Um parlamentar disse que no mínimo João da Graça receberá uma advertência. DECORO Segundo ainda um dos parlamentares, o caso de João da Graça é questão de decoro: “um deputado não pode sair por ai dando tiros para cima, porque isso denigre o Parlamento”. O deputado reconhece, entretanto, que João da Graça teve a dignidade de ir a tribuna detalhar os fatos, “mas nós não poderemos ser corporativistas”. Notas VALADARES O senador Antônio Carlos Valadares (PSB) viaja hoje a Belim, na Alemanha, como representante do Senado Federal, para participar do Encontro Internacional do Grupo Mundial de Parlamentares de Habitat, do qual é vice-presidente para a América Latina. Valadares vai levando um trabalho do Congresso para apresentar no Encontro. O objetivo da reunião é fazer uma analise minuciosa do desenvolvimento das cidades e assentamentos humanos. Segundo Valadares, o encontro é importante, principalmente para o Brasil, que tem problemas graves nessa área. MEMÓRIA O presidente Lula da Silva mostrou, quando esteve em Aracaju, que tem boa memória. No comício do Siqueira avistou, no meio da multidão, o operário Zé do Rádio, que trabalho com José Eduardo Dutra na extinta Petromisa, e fez uma brincadeira com ele, ao tempo que solicitava um ato da presidente da Petrobrás. Lula cumprimento Zé do Rádio e falou no microfone para José Eduardo: “Receba Zé do Rádio em seu gabinete, porque já o recebi três vezes no meu”. Todo mundo riu, mas não ficou informado de que Zé Eduardo receberia seu xará na Petrobrás. MARIA DO CÉU A líder comunitária Maria do Céu, velha amiga do presidente de Lula, tentou furar o cordão de isolamento para dá um abraço no companheiro. Os seguranças impediram porque ela estava sem crachá e perguntaram por ela estava de bolsa: “para meter na cara do primeiro segurança que me impedir de passar”. A discussão chamou a atenção do presidente Lula e lá do meio das autoridades autorizadas ele grito: “Céu, minha companheira”. Foi lá, puxou-a pelo braço e lhe deu um grande abraço. Maria do Céu sempre acompanhou Lula quando ele esteve em Aracaju. É fogo O prefeito de Aracaju, Marcelo Déda, está entusiasmado com o resultado final da Reunião dos Prefeitos, realizada em Aracaju de terça a quinta feira. O ex-governador Albano Franco participou, ontem, de mais uma reunião do PSDB, ocorrida na sede do partido. Segundo informou o presidente do PSDB, deputado Ulices Andrade, o encontro foi informal e se conversou sobre acontecimentos políticos do Estado. O ex-governador Albano Franco ainda não está em atividade total na política sergipana, porque reserva boa parte do tempo para ficar com o pai. O deputado federal Jackson Barreto (PTB) deu um jantar, ontem, para a cúpula nacional do partido, que esteve ontem em Sergipe. A imprensa tem sido respeitosa com Floro Calheiros. O trata como empresário como se estivesse em Sergipe a negócio. A deputada Angélica Guimarães (PSC) representou a Assembléia Legislativa na reunião do Conselho Estadual de Saúde, no município de Itabaiana. O Crea vai discutir a possibilidade de instalação de uma Refinaria, em Sergipe, através de Fórum que se realiza dia 16 no auditório do Tribunal de Contas. O ex-deputado Jorge Araújo virou saco de pancada dos pefelistas porque alertou para o risco do Estado prejudicar os criadores que entregam leite para um programa do Governo. O chefe da Casa Civil, Flávio Conceição, está impaciente com sua hérnia de disco. Deve operá-la no próximo mês. O governador João Alves Filho iria discursar na inauguração da avenida São Paulo, terça-feira passada, mas cedeu o lugar para o prefeito Marcelo Déda, já que a obra era municipal. O ministro José Dirceu e o presidente do PT, José Genoino, telefonam com freqüência para Marcelo Déda e troca idéias sobre decisões do Governo e do partido. É possível que na próxima semana a Comissão Processante já sinalize com um relatório para ser posto em discussão pelo plenário. brayner@infonet.com.br

Comentários