O que a consideração faz conosco?

0

(CASAL PARA FIGURAÇÃO): Marianne Heinisch e Luciano Freire Araújo.

O que a consideração faz pelas pessoas? Ela é muito valorosa no relacionamento humano e devemos cada vez mais exercitá-la. As amizades tornam-se mais construtivas, o amor mais evolutivo, sem contar com o bem-estar, que a consideração induz para a vida ser mais bem vivida.
Conviver com pessoas desagradáveis e mal humoradas que se esquecem de cumprimentar, dar um bom dia, agradecer, pedir desculpas e que se estressam e fazem um drama com tudo, tornam a nossa vida angustiante.
E sempre colocamos a culpa no estresse, no consumismo, na concorrência, na busca da riqueza, no crescimento profissional e com isso vamos nos afastando das amizades, da pessoa amada, do vizinho, do colega ou de pessoas valorosas que deixamos de conhecer e que iriam contribuir para a nossa felicidade e o nosso bem-estar.
Outro vilão em nossas vidas é viver robotizado, acredito que a nosso convívio com máquinas e aparelhos transmitam um estilo de vida despersonalizado, onde há gestos corriqueiros e palavras ditas de maneiras insensíveis, deixando de enxergar e entender a natureza.

E o olhar? Dizem que os olhos são o espelho da alma… Encontramos pessoas que mal olham nos olhos, não se explicam ou não se desculpam por alguma inconveniência. Pior ainda é aquela que ama sem olhar… Fecham os olhos pra segurar o momento vivido, mas, esquecem de abri-los para enxergar e dar atenção a pessoa amada.
A grosseria tem de ser banida em busca da consideração. As palavras intolerantes, ofensivas e depressivas são venenosas no inter-relacionamento pessoal e devem ser substituídas pela amabilidade para haver união entre as pessoas.
Encontro esta atenção, quando a pessoa efetua ligações telefônicas para agradecer, elogiar, falar de amor, se desculpar, informar algo que não pode fazer ou simplesmente saber como ela está vivendo. A falta de telefonemas é um dos vilões da correria, do estresse vivido por nós, que descarrilamos um montão de desculpas para suprimir a cortesia e consideração existentes. O telefonema pode também ser substituído por uma visita, às pessoas estão cada vez mais negligenciando se encontrar uma com as outras.

A violência versus cortesia, batalha que é travada diariamente. Quem será que desejamos que ganhasse essa guerra? Temos muitas angustias e tristezas por causa da crescente violência no mundo. Para combater, devemos fazer uso do bem, exercitar a nossa cortesia para prestar atenção às necessidades do outro.
Não podemos abrir mão das nossas gentilezas devido as nossas insatisfações, frustrações e tristezas, pois o nosso remédio para as nossas mazelas é justamente prestar e receber atenção e consideração uns aos outros para adquirir uma vida mais saudável e feliz.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários