O resultado da fuga

0

O corregedor da Polícia Civil, Inácio Abelardo, reclamou, ontem, ao entrar em um restaurante de Aracaju, onde foi servido café da manhã a jornalistas, com o objetivo de apresentar o relatório do inquérito da fuga de Floro Calheiros e o projeto de ação da Secretaria de Segurança para reduzir a violência no Estado: “não pensava que iria falar em um circo”, disse. Referia-se a uma tenda que fora montada para acomodar o pessoal que trabalha em rádio, jornal e televisão. Um experiente repórter de TV lamentou: “o corregedor chamou todo mundo de palhaço, inclusive o secretário de Segurança, Luiz Mendonça, que estava lá”. Exagero do repórter, porque um circo não se faz só de palhaços. Tem também bons equilibristas, grandes trapezistas, contorcionistas e mágicos. Todos conseguem coisas tão mirabolantes quanto um inquérito que causou suspense, mas no final não deu em nada. Foram indiciados as delegadas Meire Belfort, um agente chamado Raimundo, Eliene Oliveira (Lico), Francisca Calheiros (irmã de Floro), Petrúcio e um desconhecido sargento Almeida. Ninguém foi preso neste episódio que mexeu com a sociedade sergipana e pôs em dúvida segmentos importantes da segurança no Estado, antecipadamente inocentados pelo corregedor Inácio Abelardo. Um experiente homem de polícia, advogado conceituado, comentou com Plenário que não sabe como o relator do inquérito chegou a essa conclusão, deixando de fora pessoas importantes no processo. “É possível que o corregedor tenha esquecido que o fugitivo Floro Calheiros estava utilizando colete à prova de balas, uma arma e circulava livremente pela Delegacia. E isso aconteceu muito antes da fuga”. Considerou que o resultado final não trouxe nenhuma novidade e que a sociedade volta a ficar perplexa com a conclusão, que fortalece a suspeita do suborno e de um projeto bem montado para facilitar a saída infantil de Floro Calheiros, do local onde se encontrava detido. O advogado Saulo Eloy, que tem como cliente Eliene Oliveira, também considerou que não houve qualquer novidade. Deu tudo no que estava previsto. Confidenciou que desde o dia 21 de agosto despreocupou-se com as investigações e evitou que Eliene prestasse depoimento ao corregedor Inácio Abelardo, marcado para o mesmo dia em que anunciou a despreocupação do caso. Ajuizou petição relatando os motivos de sua cliente não atender à intimação policial. Saulo baseou-se em declarações prestadas pelo próprio Inácio Abelardo, no dia 20 de agosto, no noticiário da TV-Sergipe, anunciando que a delegada Meire Belfort e Eliene Oliveira (Lico) eram culpadas. Na manhã do mesmo dia, no programa do radialista Gilmar Carvalho, Abelardo repetiu o que dissera na televisão, acrescentando que não havia nada contra o secretário da Segurança, Luiz Mendonça. As fitas das declarações estão em poder do advogado. Saulo tinha razão. Se o relator do inquérito já havia julgado quem era culpado e inocentado o secretário, não precisava mais ouvir ninguém. Como em anuncio da conclusão de um inquérito pode-se evitar informações sobre prisões, nada impede que ele o faça no momento de repassa-lo à Justiça. A apuração da fuga de Floro, agora publicamente conhecida, mantém as dúvidas da sociedade em relação a tudo que foi revelado nas entrevistas que levantavam suspeitas mais amplas. Realmente tudo ocorreu como o próprio Inácio Abelardo reclamou: um espetáculo circense, onde não predominaram as brincadeiras dos palhaços, mas as deduções retiradas da cartola do mágico e equilibrista… QUEDA A avaliação do desempenho pessoal do presidente Luiz Inácio Lula da Silva caiu no Nordeste, segundo pesquisa CNT/Sensus, divulgada ontem. Segue uma tendência nacional. Em agosto 76,7% dos nordestinos disseram que aprovavam Lula como presidente. Dois meses depois este percentual baixou para 74,5%. Uma queda de 3,2 pontos percentuais. DISCURSO O senador José Almeida Lima (PDT) vai fazer seu pronunciamento hoje, quando mostrará irregularidades praticadas pela Prefeitura de Aracaju. Almeida adianta que “foram recursos autorizados para determinadas obras, mas que não existem”. Almeida é o terceiro orador inscrito. SLIDES Durante o discurso, serão exibidas fotografias de ruas, avenidas e praças citadas pelo senador Almeida Lima em seu pronunciamento. O presidente do Senado, José Sarney, deferiu pedido de Almeida, para que fossem colocados em plenários tela e aparelho para exibição de slides. ESTADÃO Repórteres políticos do jornal Estado de São Paulo procuraram Almeida Lima para publicar em primeira mão o discurso que fará hoje, denunciando irregularidades na Prefeitura de Aracaju. Almeida se recusou, porque não quer antecipar os fatos e distribuirá o material minutos antes do pronunciamento. CONTRIBUIÇÃO O prefeito Marcelo Deda diz que se o senador Almeida Lima tiver alguma coisa para contribuir que o faça. Acha que “isso já esta virando novela” e reconhece que o movimento em torno do assunto caracteriza uma ação meramente eleitoral. LAMA Marcelo Deda considera, ainda, que o político que joga lama nos seus adversários, “é porque tem uma vida no lamaçal. Eu jamais vou atirar lama em adversários, porque minha vida pública sempre foi pautada pelo respeito a eles”, disse. BELIVALDO O deputado estadual Belivaldo Chagas (PSB) lamentou, ontem, a aprovação do requerimento que convida o senador Almeida Lima para expor as denuncias contra a Prefeitura na Assembléia Legislativa: “é um péssimo precedente, porque a Assembléia não pode servir de palanque político para ninguém”. SUGESTÃO Belivaldo Chagas disse que o lugar de Almeida Lima falar é mesmo no Senado e se ele quisesse expandir a Sergipe que colocasse um parlamentar do seu partido para faze-lo. O mesmo seria na Câmara Municipal. Belivaldo acha que “há muita coisa mais importante a discutir, com as reformas da Previdência e Tributária, do que questiúnculas municipais”. AUDIÊNCIA O governador João Alves Filho teve uma audiência, ontem, no Rio de Janeiro, com a governadora Rosinha Garotinho, com quem falou sobre a reforma Tributária. Hoje, João Alves Filho viaja a São Paulo, onde se reúne com o governador Geraldo Alckmin (PSDB) e de lá segue direto para Brasília. CONVERSA O ex-governador Albano Franco (PSDB), o delegado da Agricultura, Jorge Araújo, e a deputada Susana Azevedo (PPS) sentaram-se à mesma mesa para almoço em um restaurante do centro. Segundo Albano Franco, a deputada está muito animada para disputar a Prefeitura de Aracaju e admitiu que ela é muito ativa e tem boa votação na capital. TRABALHADORES A repercussão é negativa sobre a Lei das Falências que o Governo Lula conseguiu aprovar no Congresso, privilegiando os banqueiros como credores. O deputado federal João Fontes considera isso um retrocesso para a classe trabalhadora, que o presidente Lula tanto defendeu quando era líder classista. FLORO Segundo comentário feito, ontem, por um policial, o agiota Floro Calheiros não fugiu: “apenas deixou a delegacia, pela porta da frente, como se fosse para casa”.Acrescentou que, quem foge, o faz ou de forma violenta ou arrombando portas e grades: “ele apenas deixou o recinto em que descansava”. MENDONÇA O mesmo policial disse que o secretário Luiz Mendonça realmente não teve nenhuma participação para que Floro Calheiros fugisse da Primeira Delegacia. Observou que a hipótese de eliminação poderia passar pela cabeça do secretário, mas jamais de deixa-lo fugir. Notas REFORMA O governador João Alves Filho tem feito argumentações bem fundamentadas para mostrar que a reforma Tributária, da forma que está, prejudica o Nordeste: “negam ate mesmo a criação de um Fundo de Desenvolvimento Regional, para minimizar as conseqüências dessa reforma, que é desumana com a região”. João lembrou que, durante o processo de industrialização brasileira o ex-presidente Getulio Vargas adotou uma política tributária “draconiana, favorecendo as regiões industrializadas, em detrimento das consumidoras”. DISPUTA As famílias Passos e Costa devem abrir um disputa política acirrada pelas Prefeituras de Cristinápolis e Moita Bonita, nas eleições do próximo ano.O presidente da Assembléia Legislativa, Antônio Passos, não descarta a possibilidade de ter um candidato à Prefeitura de Moita Bonita. Trabalha para isso. O deputado federal Bosco Costa foi quem deu o primeiro passo para a abertura da disputa, ao transferir o seu título eleitoral para lá. Bosco não revela, mas deixa no ar que dependendo das circunstâncias pode ser candidato a prefeito de Ribeirópolis. Críticas A deputada estadual Susana Azevedo (PPS) levantou ontem a bandeira em defesa do rio São Francisco, ao criticar declarações do presidente Lula da Silva, de que faria a transposição do rio na marra: Susana acha que para essa transposição é preciso ter cuidado com sua revitalização, para que não prejudique os estados banhados pelo Velho Chico. Susana disse que não pode acredita que um presidente nordestino, que saiu em busca de melhores dias em São Paulo, fugido da seca, possa ter em mente a transposição do rio São Francisco, depois que conquista o Planalto. É fogo Kércio Pinto recebeu título de Cidadão Sergipano. Como superintendente da Polícia Federal ele prestou um serviço relevante ao Estado. Kércio Pinto chegou a Sergipe como delegado e chegou ao posto por competência. É um cidadão que se dedicou à área de abrangência da Polícia Federal no Estado. O prefeito de Pirambu, André Moura, transferiu seu titulo para Japaratuba, onde se mantém em primeiro lugar nas pesquisas e pode ser candidato a prefeito daquela cidade. André Moura tem se revelado na região pelo trabalho que fez em Pirambu e na defesa dos interesses dos Vales do Cotinguiba e Japaratuba, de cuja associação é presidente. O deputado estadual Augusto Bezerra viajou para Minas Gerais, onde participou de reunião que analisa a transposição das águas do rio São Francisco. Os servidores da Assembléia Legislativa devem ter aumento de salário a partir de janeiro de 2004, conforme projeto de Resolução da Mesa Diretora. O percentual de aumento do pessoal que serve à Assembléia será de 15,45%. De qualquer forma é um bom começo de ano. A partir de janeiro também terão aumento os servidores dos Tribunais de Justiça e de Contas, dentro do mesmo percentual. O governador João Alves Filho esteve ontem em Brasília, onde conversou com senadores sobre as mudanças na reforma Tributária. O deputado federal José Carlos Machado (PFL) diz que ao presidente Lula interessa ficar apenas com a DRU e a CPMF. Só a DRU deixa o Governo Federal à vontade para gastar 20% do Orçamento sem precisar prestar contas. É uma beleza em ano eleitoral… O deputado Walker Carvalho passa bem, depois de ter se submetido a uma cirurgia que foi obrigado a se submeter no exterior. Ela acompanhava uma missão do Sebrae-Se pela Europa e teve uma crise de apendicite. Correu tudo em ordem… Por Diógenes Brayner brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários