O sono nosso de cada dia!

0

Os erros podem ser transformados em acertos quando com eles se aprende. Não existe a segurança do acerto eterno (anônimo)

Dormir é bom para a saúde, e faze-lo naturalmente e sem medicação é melhor ainda.

A falta de sono é um círculo vicioso: quanto mais se teme insônia mais ela nos ocupa, nesse caso o medo da insônia se transforma em obsessão, daí a grande incidência da atração por soníferos que, embora traga um alívio imediato, não representa uma solução a longo prazo, podendo ao contrário ocasionar uma dependência com efeitos colaterais como falhas de memória, dificuldade de atenção ou sonolência.

Sabidamente temos consciência de que nem todas as insônias são iguais. Observamos que na verdade, ocorrem  três tipos:

O primeiro acontece na hora de dormir, quando se revira na cama em busca do sono, os problemas atormentam a mente e em geral se devem a preocupações ou hiperatividade ocorridos durante o dia. Já no segundo é a insônia que ocorre no meio da noite: ou seja o sono se instala facilmente, mas é seguido de despertares noturnos, com dificuldade para se voltar a dormir. E finalmente em terceiro, existe a insônia da manhã: a pessoa acorda de madrugada (por volta das quatro horas) e não consegue tornar a dormir.

Devemos salientar de que as insônias em sua grande maioria estão ligadas a estados depressivos, no entanto se elas são variadas e resultam de causas diversas , suas conseqüências durante o dia são as mesmas : angústia , irritabilidade , fadiga , diminuição da eficiência intelectual e perda de vigilância , entre outras. Nossa grande questionamento, e o que devemos fazer?

Primeiro, eliminar eventuais causas orgânicas: uma rinite que obriga a respirar pela boca, um lumbago, dores de cabeça etc. Em seguida, não devemos permitir  que o fenômeno se instale. Teoricamente, não se deve ultrapassar quinze noites mal dormidas sem consultar o médico, além disso um sonífero é melhor que muitas noites  sem dormir, mas nunca na base de automedicação, por isso o melhor é tentar antes a adoção de certos hábitos mais naturais.

 São eles:

A atmosfera de uma boa noite é extremamente importante, prefira um filme cômico na TV em lugar de outro violento ou de suspense,além do que procure evitar notícias da atualidade que possam impressionar, e não tente dormir às oito da noite para recuperar o sono perdido na véspera.

  • Evite o estresse no final do dia: discussões acaloradas, problemas profissionais trazidos para casa ou preocupação com as notas escolares dos filhos,procure deixar tudo para o dia seguinte pela manhã, se for possível.
  • Em período de fragilidade do sono, procure estabelecer uma determinada hora para dormir, e adote certos rituais como, por exemplo, o de um chá ou a leitura de algumas páginas de um romance ou ainda cinco minutos de exercícios respiratórios.
  • Nada de jantares pesados, muito regados a bebidas, pois sabemos que o estômago muito cheio não favorece o sono.
  • Se não gosta de pés frios, é importante mantê-los aquecidos com meias enquanto espera pelo sono.
  • Convém referir também que a natação e um excelente esporte para musculação e respiração, porém se não tiver tempo mergulhe numa banheira de água morna antes de deitar.
  • Para muitas pessoas, noites de lua cheia são sinônimos de belas insônias, por isso tente em vez de procurar o sono, programe uma saída para um teatro ou cinema.
  • E, acima de tudo, tente adotar uma boa higiene de vida, por que dessa forma tudo acabará se pondo em ordem de forma espontânea e natural.

Uma boa e sonífera semana….

Comentários