O último pau de arara: A Saga da D20

0

O blog publica hoje um artigo do juiz de direito Sérgio Lucas, escrito no início de 2006, que não foi publicado na época na imprensa sergipana, sobre as rodovias no sertão. O leitor vai perceber que hoje já não se pode falar das vias esburacadas  ou não sinalizadas com a inauguração da Rota do Sertão, mas, constrange a constatação da atualidade dos demais dados relativos ao transporte de passageiros no  sertão sergipano.Nada de novo foi apresentado. O problema social (argumento demagógico) parece que só existe naquela região, porquanto já fora solucionado nos demais rincões do nosso Estado. O artigo do juiz de direito Sérgio Lucas escrito em 2006:

 

O último pau de arara : A Saga da D20 – Sérgio Lucas

 

Antes de dar início ao artigo venho esclarecer que escolhi este momento por não se tratar de período eleitoral e que estamos em uma época em que chega um novo governo. Isto serve para retirar toda e qualquer conotação política ou gerar prejuízos a postulantes a cargos eletivos.

Não vamos tratar de todas as mazelas do trânsito brasileiro. O assunto é vasto e demandaria espaço e tempo incompatível com o espírito deste texto que pretende fazer um alerta específico, qual seja: o desrespeito ao sagrado direito de locomoção do povo sertanejo de Sergipe. Por direito de locomoção não se entenda apenas a possibilidade de ir e vir; e sim, o ir e vir de forma segura, confortável e digna.

O Código de Transito Brasileiro já conta com mais de oito anos de existência. Sob a sua vigência houve significativa redução do número de acidentes, mortes nas estradas e a observação de critérios mais rígidos no proceder de motoristas, autoridades, passageiros e pedestres.

O uso de cinto de segurança é previsto em nossa legislação desde os idos de 1992.

Trabalhei durante sete anos no sertão – tempo somado entre as cidades de Nossa Senhora da Glória e Canindé do São Francisco. Sou filho de sertanejos e me orgulho destas raízes a ponto de ser identificado diversas vezes como oriundo de Canhoba ou Porto da Folha. Não vivo trancado em gabinete, alheio às coisas que ocorrem ao meu redor.

Tenho lido, com relativa freqüência, as iniciativas dos órgãos de trânsito para coibir o transporte clandestino de passageiros na grande Aracaju.  Observo uma preocupação constante das autoridades, da mídia, da própria população com relação ao uso de transporte alternativo para os moradores das regiões sul e centro do Estado de Sergipe.

Tudo é salutar. Contudo, quando o assunto se direciona à pobre e mal-servida população do sertão sergipano, há uma conspiração de interesses demagógicos, desinformação, desinteresse ou conformismo.

A afirmação pode parecer dura ou contundente; Todavia, aqueles que transitam pelas rodovias públicas que ligam as cidades de Porto da Folha, Glória, Monte Alegre, Feira Nova, Poço Redondo e Canindé do São Francisco se surpreendem ou não compreendem as razões que levam o Poder Público a continuar omisso e permitir que a população sertaneja continue sendo conduzida em carros apropriados apenas para o transporte de carga. Refiro-me ao uso indiscriminado, ilegal e irresponsável das D-20s. Para os que não conhecem (o que seria estranho) a D-20 é uma espécie de caminhonete. Um carro robusto, de manutenção barata e que, com algumas toscas adaptações (uso de bancos de madeira e capota de lona) vêm servindo para transportar a gente das cidades citadas, em disputa de espaço com caprinos, feiras, carnes, rações, pneus, bicicletas e outros.

Enquanto os demais rincões do Estado contam com uma rede de transporte oficial ou alternativo que atende aos ditames da Lei e ao princípio constitucional da dignidade da pessoa humana, o nosso sertão continua relegado e sujeito a um transporte – se é que assim pode ser chamado – que atenta contra as regras mais comezinhas do bom senso.

Não bastassem as estradas esburacadas, sem acostamento ou sinalização, disputadas palmo a palmo com assininos (jegues e burros) e eqüinos (cavalos e éguas), a população reconhecidamente menos aquinhoada financeiramente tem oferta de condução das já conhecidas caminhonetes.

Alguns, por pedantismo intelectual e por não precisarem dos serviços, afirmam que se trata de uma cultura arraigada. Outros, por pura demagogia e visando angariar vantagens eleitorais, filiam-se à tese de que as caminhonetes geram empregos. Alguns esgrimem o argumento da falta de condições para fiscalização. Outros, ainda, apontam que o empresariado não se interessa em colocar vans no sertão. Rebato os quatro argumentos:

Primeiro: não há como afirmar que os habitantes do semi-árido sergipano prefiram as caminhonetes aos micro-ônibus, vans e ônibus regulares. A nossa legislação não dá margem a esta escolha. Ela prevê que os passageiros sejam acomodados em automóveis com condições mínimas de segurança. Usando o argumento da opção pessoal de cada um, poder-se-ia permitir o não uso de capacete, de extintor, ou ainda o uso de moto-táxis. Isto só para citar algumas atitudes proibidas pelo Código de Trânsito Brasileiro.

 Somente com insensibilidade ou irresponsabilidade pode ser afirmado que as pick-ups, destituídas de cinto de segurança e com capotas feitas de lona e madeira, oferecem qualquer resquício de segurança para os pobres passageiros.

 

Conferência Estadual de segurança I

Ontem terminou a Conferencia Estadual de segurança pública, onde se elaborou princípios e diretrizes para serem encaminhadas para a conferencia nacional, que será realizada no final de agosto em Brasília. Esta etapa estadual também serviu para eleger delegados da sociedade civil e dos trabalhadores em segurança pública para participarem da nacional, a primeira que será realizada numa iniciativa do Governo Federal.

Conferência Estadual de segurança II

Diante da importância a sociedade poderia esperar maciça participação dos profissionais de segurança pública, da sociedade em geral e do segmento político. Isso não ocorreu, deputados estaduais e parlamentares federais de Sergipe não apareceram para discutir tema de tamanha importância. Nem os próprios profissionais apareceram, com exceção de uma minoria de oficiais e delegados, de praças e agentes.

 

Conferência Estadual de segurança III

Fato interessante é que havia cerca de meia dúzia de delegados da civil, mas no último dia, no momento da eleição apareceram mais de 20, apenas para votarem no delegado Jeferson, como representante para a Conferência Nacional. Mas não conseguiram,  pois a delegada Georlize venceu. Depois dizem que segurança pública é prioridade.

 

Prefeitura de Itaporanga ampliará o HPP 

A Prefeitura Municipal de Itaporanga D’Ajuda, através da secretaria de saúde e em parceria com o governo do estado fará a reforma e ampliação do Hospital de Pequeno Porte- HPP e do Posto de Saúde-PSF do município. Segundo a secretária de saúde, Tercília Cardoso, a unidade de saúde ganhará novas salas, inclusive uma sala com estrutura para fazer parto de urgência. “O HPP terá novas salas de estabilização,de fisioterapia, ultrasonografia, novos consultórios médicos e odontológicos.Vamos melhorar toda estrutura para melhor servir o povo itaporanguense,”ressaltou Tercilia. De acordo com a secretária as obras iniciarão ainda este ano.

 

Dia do Selo Postal Brasileiro

Neste sábado, 1º de agosto, comemora-se o Dia do Selo Brasileiro. A data foi escolhida pelos Correios como o Dia do Selo Postal Brasileiro em homenagem à data em que a primeira emissão postal brasileira, conhecida como Olho-de-Boi, entrou em circulação, no ano de 1843.O Brasil foi o segundo país do mundo a adotar o selo postal como comprovante de franqueamento, três anos depois da Inglaterra. Foram também os correios brasileiros que lançaram o primeiro selo do mundo com legenda em braile, em 1974, e o segundo com imagens tridimensionais, em 1989.

 

Peças filatélicas

O Dia do Selo ressalta o importante papel dessas peças filatélicas na divulgação dos fatos nacionais relevantes, registrando o que de mais expressivo o Brasil possui em seu vasto universo histórico e sociocultural. A partir do primeiro lançamento, diferentes emissões foram se sucedendo, das clássicas às comemorativas, visando popularizar o selo e, ao mesmo tempo, torná-lo mais atraente aos colecionadores. Para isso, os Correios vêm lançando selos impressos com técnicas inovadoras associadas à concepção gráfica moderna com microletras, odores, tintas e vernizes especiais, alto relevo e, também, resgatando técnicas tradicionais, como o talho-doce. Ao comemorar o Dia do Selo Postal Brasileiro, os Correios presenteiam os filatelistas com um canal de informações especializado no tema: o blog Correios Online/Filatelia. Por meio do blog, a empresa pretende divulgar emissões de selos, matérias sobre lançamento, além de produtos filatélicos à venda na loja virtual Correios Online. Também estarão acessíveis na página links para download de editais filatélicos.

 

Correios online no Twitter

Os colecionadores poderão ainda seguir a Correios Online no Twitter e ficar sempre atualizados sobre as ofertas da loja virtual e as novidades do blog. Com essas iniciativas, a empresa espera fortalecer ainda mais o relacionamento com os filatelistas e atender ainda melhor as expectativas desse público. O endereço do blog é www.correios.com.br/blog/correiosonline . Já para seguir as notícias via Twitter basta acessar a página do perfil: www.twitter.com/correiosonline .Em Sergipe a data será marcada com a abertura de uma Exposição de Selos, intitulada: “WALT DISNET”, do filatelista Luis Mendonça Barreto, composta de 128 peças, e o tradicional Encontro dos Filatelistas, que ocorre no primeiro sábado de cada mês, na Agência Central dos Correios. A exposição ficará aberta ao público durante todo o mês de agosto. 

 

Seleção para coordenador

O Instituto Nordeste de Cidadania está realizando processo seletivo para a vaga de Coordenador da unidade de Itabaiana, para atuar no Programa de Microcrédito do Banco do Nordeste, AgroAMIGO. O candidato selecionado irá trabalhar liderando a equipe de assessores da unidade, coordenando suas atividades e negócios, de acordo com as políticas e procedimentos operacionais e administrativos, orientando e ajudando no alcance eficiente dos resultados.Os candidatos devem ter maior idade, ensino médio completo e ou superior em andamento nas áreas de Administração, Ciências Contábeis, Economia ou Cursos Tecnológicos em áreas afins e domínio em informática.Serão disponibilizados remuneração fixa (R$ 607,78), situacional (R$ 678,35), e benefícios (vale-transporte, plano de saúde médico/odontológico, ticket alimentação, seguro de vida, previdência privada, auxilio creche e treinamentos de capacitação na área de atuação). Para participar da seleção, os interessados devem enviar seus currículos no período de 31 de julho a 10 de agosto, para o e-mail michelle.costa@inec.org.br

 

DO LEITOR

 

Sobre o artigo “Tentando antecipar 2010”

Comentário de Marcelo Dantas: “Peraí, o senhor disse: “a relação mudou para melhor diminuindo com as barganhas políticas, principalmente o uso da máquina pública em campanha eleitoral”. Claúdio Nunes, o senhor tá de brincadeira??? A midia tá dizendo que o governador está sendo processado por que? Deixe o puxa-saquismo de lado e seja mais transparente”.

 

Telhado de vidro do Arthur Virgílio

E-mail recebido: Ontem, nas notas do Yahoo, publicaram nota abaixo que já tinha saído em seu Blog como alerta de um leitor sobre nota pequena em jornal de circulação em Aracaju. O Yahoo comenta que o PMDB entrará com representação na comissão de ética contra o Arthur Virgílio “embasadas em reportagem da revista “IstoÉ”, que revelou que Arthur Virgílio teria pego, em 2003, US$ 10 mil emprestados do ex-diretor do Senado Agaciel Maia quando teve problemas com seu cartão de crédito em uma viagem particular a Paris. Segundo a revista, o parlamentar teria ainda extrapolado o limite permitido pelo Senado para tratamentos de saúde, quando a mãe dele ficou adoentada. Também pesa contra o Virgílio a revelação de que um funcionário de seu gabinete passou 18 meses na Europa sendo mantido às custas do Senado. Por causa deste funcionário, Virgílio devolverá R$ 210.696,58 aos cofres públicos, valor referente à soma de salários e recolhimento de impostos que saíram das contas da Casa para custear as despesas com o assessor na folha de pagamento.”(Esta última alertada pelo seu Blog)É o roto falando do rasgado ou não é??”

 

Frase do Dia

Nunca deixe que lhe digam que não vale a pena / acreditar nos sonhos que se têem / ou que os seus planos nunca vão dar certo / ou que você nunca vais ser alguém…”Renato Russo.

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários