OAB ENTRA EM CENA

0

Auxiliares e ex-auxiliares do governo, além de aliados do presidente Lula (PT), estão preocupados com a possibilidade da oposição estar armando um processo de impeachment. Dois advogados já o fizeram e deve encontrar respaldo exatamente em segmentos que fazem oposição e até em alguns petistas que estão indignados com a crise em que se meteu o partido. Há um detalhe que não se pode deixar de registrar. A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) está começando a entrar nesse processo, para impedir que tudo isso acabe em pizza. Quer também que as instituições envolvidas, como os bancos e empresas públicas envolvidas, colaborem com as CPMIs, fornecendo com rapidez todos os documentos solicitados, para que se chegue com maior rapidez aos culpados. É bom lembrar que o impeachment de Fernando Collor ocorreu através de uma ação da OAB.

 

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Roberto Busato, acha que a situação do país , diante da crise política, começa a fugir do controle e que a convocação do Conselho da República pelo presidente Lula seria uma forma “dele ficar melhor estruturado e assessorado para não deixar que o Brasil continue à deriva ou nas mãos do deputado Roberto Jefferson”. O presidente do PT, Tarso Genro, também informou que levará ao presidente Lula, terça-feira, a idéia da convocação do Conselho, que deverá ser formalizada pela OAB na segunda-feira. Busato admite que Lula está se mostrando “completamente desestruturado diante da crise, revelando inclusive falta de estabilidade emocional, como ocorreu no discurso em Floriano, no Piauí, quando chorou invocando sua mãe e a família”. Acha que não será com esse comportamento, nem atacando as elites e apelando para as classes populares, que o presidente vencerá a crise: “é preciso que Lula também ouça a sociedade civil, para que encontre o caminho de saída da crise”, aconselhou.

 

Busato observou que, após o depoimento do deputado e ex-ministro José Dirceu ao Conselho de Ética, não há mais como negar que o presidente Lula tinha conhecimento do esquema de cooptação de parlamentares para aprovar projetos de interesses do governo, com pagamento de mesadas: “é conto da carochinha dizer que Lula não sabia”, sustentou ele, reclamando, contudo, que o presidente não venha a público se posicionar e definir os rumos para sair da crise: “ele precisa contar o que sabe, o que não sabe e dar o norte”, salientou. Com relação à eventualidade de uma proposta de impeachment, Busato observou que a oposição da OAB é acompanhar o andamento das investigações no Congresso. Lembrando a experiência do governo Collor, por um lado, e das expectativas depositadas por mais de 50 milhões de brasileiros ao elegerem Lula, por outro, ele entende que não pode haver precipitação nessa matéria e que “impeachment é remédio muito amargo e cruel”.

 

O presidente Nacional da OAB, Roberto Busato, destacou a importância do presidente Lula agir de forma rápida, transparente e eficaz se quiser debelar a crise institucional, “o que não fará com atitude de descontrole emocional ou convocando movimentos populares, setorizados”. Busato continua: “o país pode marchar para um abismo que custará muito caro à nação brasileira e que seria extremamente lamentável num momento em que temos condições econômicas favoráveis e uma oportunidade ímpar, portanto, de atacar nossos problemas sociais”.

 

A manifestação verbal do presidente nacional da OAB, Roberto Busato, que deverá ser colocada em discussão na próxima segunda-feira, para que o Conselho Federal aprove sugestões e medidas que possam colaborar com o fim da crise e contestar qualquer movimentação que possa inibir a apuração dos fatos. Essa participação da OAB e a movimentação popular que começa a se manifestar no país, é uma sinalização forte de que o resultado final de toda essa sujeira que envergonha a nação deve terminar da forma que a sociedade espera: a punição dos culpados e a esperança de se conviver com a ética e os bons costumes.

 

 

DEBATE

O governador João Alves Filho (PFL) suspendeu todas as solenidades e audiências, para se dedicar ao estudo sobre a transposição das águas do rio São Francisco. João Alves Filho é contra a transposição e voltará ao confronto com o ministro Ciro Gomes, que luta pela transposição, quinta-feira, no auditório do TCU.

 

LUTA

O governador João Alves Filho não esmoreceu na luta para impedir a transposição do São Francisco, porque considera que Sergipe será um dos estados mais prejudicados. João defende a revitalização do São Francisco e insiste que a transposição seria como tirar sangue de um doente que já está na UTI.

 

AUGUSTO

O deputado Augusto Bezerra (PFL) quer aproveitar o debate sobre a transposição do rio São Francisco, que acontecerá dia 11 no Tribunal de Contas de União (TCU). Segundo Augusto, o objetivo é corrigir as falhas do projeto federal, que ele considera inadequado para Sergipe.

 

JANTAR

O senador Valadares (PSB) jantou com o ex-governador Albano Franco (PSDB), quarta-feira, no restaurante Piantella, em Brasília. Conversaram sobre a crise que se alastra na política, mas também trataram das conseqüências que ela poderá levar aos estados nas próximas eleições.

 

ANIMADO

Albano Franco retornou de Brasília e São Paulo animado com os contatos que manteve nas duas capitais, em relação à fixação do seu grupo no PSDB. Albano conversou com a direção nacional do partido e teve um encontro, que considerou proveitoso, com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

 

QUEDA

Durante a conversa que teve com políticos de Sergipe, o ex-governador Albano Franco deixou claro que não deixará o ninho tucano. Revelou, também, que está apelando para que caia a verticalização, para que ele possa tomar a atitude que melhor convier à legenda.

 

MANIFESTAÇÃO

O deputado federal João Fontes (PDT) participou ontem de uma manifestação popular contra a corrupção e a favor da ética na política. Segundo Fontes, esta manifestação será realizada em outros estados, tendo à frente partidos como o PDT, PPS e Psol. Inicia-se assim um movimento pela criação de uma terceira via.

 

SERGIPE

João Fontes terá uma conversa hoje como deputado estadual Luiz Garibalde, para que ele permaneça filiado ao PDT. Fontes diz que já está convencido que o senador José Almeida Lima (PSDB) não terá o comando do partido no estado e nem será candidato ao governo em 2006.

 

ALMEIDA

O senador Almeida Lima, quando viajou a Brasília, tinha a missão de conversar com a direção nacional do PSDB para definir a questão do comando em Sergipe. Almeida retornou na quinta-feira e revelou que não manteve encontro com a direção nacional: “continuo esperando que eles cumpram o que foi acertado”.

 

BENEDITO

O presidente regional do PMDB, Benedito Figueiredo, disse que o seu partido está esperando uma definição do quadro político no país. Acha que tudo tem que ser primeiro definido em Brasília, para que se inicie um trabalho nos estados. Da forma que está realmente fica difícil.

 

ORDEM

O advogado César Britto, secretário geral do Conselho Federal da OAB, viaja a Brasília segunda feira para participar de reunião da Ordem. Segundo César, a pauta de discussão será a crise política que põe em risco o país. A OAB vai sugerir algumas medidas.

 

CONSTITUINTE

O Conselho Federal da OAB vai debate, segunda-feira, a proposta de convocação de uma Assembléia Nacional Constituinte que permita “refundar a República”. “Mais que nunca é preciso proclamar a República, restituindo-lhe o sentido original de Res Pública – coisa pública, bem comum”, disse o presidente da OAB, Roberto Busato.

 

CONSELHO

Segundo o advogado César Britto uma das posições da OAB é que o presidente Lula convoque o Conselho de Segurança para tentar dar um rumo ao Brasil. “É preciso que o país não esconda a crise e finja que não está acontecendo nada no Brasil”, disse César Britto.

 

Notas

 

CAMPANHA

O PFL protocolou ontem, na Procuradoria-Geral da República, representação contra o presidente Lula da Silva para a impedir que ele transforme solenidades oficiais, como inauguração de obras, em comícios “meramente eleitorais”, como o ocorrido esta semana na cidade de Floriano, no Piauí. “O presidente Lula está usando os palanques, bancados com dinheiro federal, para fazer campanha política”. O PFL acha que Lula já chegou até a antecipar o slogan da campanha: “vocês vão ter que me engolir novamente”.

 

VENDAS

As denuncias de corrupção que envolve o Partido dos Trabalhadores estão reduzindo a força da estrela do partido nas vendas de camisetas, bonés, broches, chaveiros e outros produtos. Especialistas em marketing consideram que a marca PT foi contaminada pela desconfiança em todo o Brasil. Uma das maiores fornecedoras de brindes dos petistas, a Focal, teve redução de 80% no faturamento este ano, prejudicado pela falta de eleições. Nos períodos eleitorais o PT responde por um terço das vendas.

 

PREMIADO

O sergipano Breno Azevedo Silva, selecionado entre os 10 melhores do mundo pela E.A – Eletrônic Arts, dos Estados Unidos – encontra-se em Los Angeles, convidado especialmente para fazer exposição do seu trabalho premiado. O Simpósio Internacional avalia os melhores jogos eletrônicos estratégicos. Breno tem formação superior em Informática, sendo reconhecido como expert no setor de computação gráfica com trabalhos aplaudidos no Brasil e exterior. Ele é filho do jornalista Raymundo Luiz e D. Lourdinha.

 

 

É fogo

 

O deputado federal Heleno Silva (PL) passou a quinta-feira em São Paulo, participando de reunião da bancada evangélica.

 

O vereador Sandro de Miro (PV) está defendendo que se crie o cargo de ouvidor na Câmara Municipal.

 

O presidente Lula, que nasceu no Nordeste, não conhecia a mamona, tão comum principalmente no sertão.

 

O deputado federal João Fontes (PDT) tem participado ativamente da CPI do mensalão e do Conselho de Ética.

 

O deputado federal Ivan Paixão (PPS) homenageou no plenário da Câmara dos Deputados o médico e ex-deputado Sérgio Arouca.

 

Não seria boa iniciativa a Câmara Municipal de Aracaju conceder título de cidadão ao deputado federal Roberto Jefferson (PTB).

 

O deputado Carlos Magno deve trocar o PFL por uma legenda nova, como o PSL, para disputar uma vaga na Assembléia Legislativa.

 

O vereador Fábio Henrique (PDT) está analisando sua candidatura a deputado estadual. Quer dá um salto mais alto.

 

O secretário de Serviços Metropolitanos, André Moura (PFL) teve uma longa conversa com o prefeito da Barra dos Coqueiros, Airton Martins (PFL).

 

O secretário André Moura vem conversando com prefeitos de cidades que formam a grande Aracaju, para que haja um trabalho em conjunto.

 

A líder de mercado de aviação do país, a TAM, registrou prejuízo de R$ 24,7 milhões no segundo trimestre deste ano.

 

O Banco Popular do Brasil, empresa do Banco do Brasil voltada para o público de menor renda, lançou um seguro de vida popular com custo de R$ 12,00 por semestre.

 

brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais