ONDE ESTÁ A COERÊNCIA?

0

A Reforma Política é uma prioridade para o nosso país, pois os nossos partidos políticos, com raríssimas exceções, nada mais são do que um amontoado de pessoas que têm como fim único, a conquista do poder, da riqueza e da perpetuação nele.

 

A verticalização nas eleições presidenciais é repudiada pela maioria dos nossos políticos. Segundo esses políticos, ela macularia os interesses e culturas regionais.

 

O Brasil é um país com enorme desigualdade social e se nós quisermos diminuir esta desigualdade teremos que adotar medidas que irão beneficiar as áreas menos desenvolvidas em detrimento das mais desenvolvidas. Assim terá que ser na política. Todos terão que abdicar de direitos em benefício dos menos protegidos para que possamos viver num país menos desigual.

 

Agora, nas últimas eleições presidenciais, tivemos em alguns estados determinado partido apoiando um candidato a presidente e outros estados apoiando outro candidato.

 

Quer dizer que o presidente eleito terá que priorizar os interesses regionais em detrimento do interesse nacional?

 

O que dizer também das constantes trocas de partidos. Aqui em Sergipe, mais precisamente em Aracaju, nas últimas eleições, tivemos um candidato a deputado que, no primeiro turno, apoiou Geraldo Alckmin, do PSDB. Sendo derrotado nas eleições, no segundo turno, apoiou a reeleição do Presidente Lula. Lá estava estampado nas paredes de seu diretório: “Vote em Lula para presidente”.

 

Esta falta de ideologia é que direciona um candidato a um partido. Ele procura se inscrever no partido que lhe traz chance de vencer e não naquele que prega aquilo que ele acredita e defende.

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários