Oposição alvoroçada

0

Político experiente, o governador Jackson Barreto (PMDB) tirou o sono da oposição sergipana ao dizer que trabalha para reconquistar a maioria na Assembléia. Os oposicionistas conhecem o estilo do peemedebista e sabem do que ele é capaz, principalmente tendo a seu dispor a caneta e o Diário Oficial. Não que Barreto tente ‘comprar’ o apoio deste ou daquele deputado. Porém, a um ano das eleições, nem todo político resiste ao oferecimento de cargos em comissão e robustos investimentos em suas bases eleitorais. O nervosismo da oposição é maior porque em breve o governo vai contar com os milhões do Proinveste e, certamente, privilegiará as obras nos municípios dos aliados. Portanto, se Jackson não for freado pelo governador licenciado Marcelo Déda (PT), passa por cima da oposição com o peso de um rolo compressor.

Na tora

E a Prefeitura de Aracaju insiste em aterrar o rio Sergipe como se esta fosse a única maneira para impedir o avanço das águas sobre a avenida Beira Mar. Ontem, o secretário municipal da Infraestrutura, Luiz Durval, disse a rotarianos que “a Adema não pode, não deve e não tem o direito de barrar esta obra”. Ora, a Adema deseja apenas que se faça estudos de impacto ambiental para avaliar as consequências do aterro. É pedir demais?

Novo código

A aprovação pela Câmara Federal do projeto que cria o novo Código Comercial é defendida pelo deputado Laércio Oliveira (PR). Segundo ele, a propositura visa sistematizar e atualizar a legislação sobre as relações entre pessoas jurídicas. Para discutir o assunto, Laércio visitou ontem o ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, que também defende a criação do novo Código Comercial.

Condenado

E o ex-prefeito de Itabaiana, Luciano Bispo (PMDB), foi condenado ontem pelo Tribunal de Justiça por prática de improbidade administrativa. Ele é acusado de fazer mal uso de recursos do Ministério da Educação. Bispo teve os direitos políticos cassados por três anos e terá que pagar multa correspondente a duas vezes o valor da remuneração de prefeito.

Posse

Será hoje à tarde a posse de Roberto Bispo na presidência da Companhia de Desenvolvimento Industrial e de Recursos Minerais do Estado de Sergipe (Codise). Marcada para as16h no auditório do Centro de Convenções de Aracaju, a solenidade será prestigiada pelo governador Jackson Barreto (PMB). O empossado é irmão do ex-prefeito Luciano Bispo (PMDB).

Eleição

E os jornalistas sergipanos vão às urnas na próxima quinta-feira para escolher a nova direção do sindicato da categoria. Está inscrita apenas uma chapa, encabeçada pelo comunicador Paulo Souza. De hoje até quinta os coleguinhas também votarão nas duas chapas que concorrem à direção da Federação Nacional dos Jornalistas.

Clima tenso

É tenso o clima na Secretaria da Saúde de Aracaju. A temperatura aumentou ainda mais após a senadora e primeira dama Maria do Carmo Alves (DEM) ter dito ao jornal Cinform que a secretária Goretti Reis erra ao não exonerar comissionados ligados ao PC do B e PT. Maria, inclusive, mandou um recado aos auxiliares do marido: agora no recesso parlamentar estará mais atenta às ações da Prefeitura. Podem rolar cabeças!

Relator

Caberá ao ministro do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, relatar a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) contra o artigo 15 da Constituição de Sergipe que ampliou o prazo para que defensores públicos não concursados optassem pela carreira. Segundo a Procuradoria-Geral da República, autora da ADI, a data estabelecida pela Constituição Federal de 1988 não pode ser ampliada pela legislação estadual.

Greve

Os auditores fiscais de Sergipe decidem daqui a pouco se cruzam os braços por tempo indeterminado. A categoria ameaça entrar em greve porque até agora o governo não atendeu reivindicações como reajuste salarial, melhor estrutura de trabalho e aprovação da Lei Orgânica para a Administração Tributária.

Do baú político

Em 1988, governador de Sergipe, Jackson Barreto (PMDB), só não foi preso em flagrante porque estava de carona num carro oficial. O fato aconteceu meses depois de a Assembléia ter aprovado a intervenção na Prefeitura de Aracaju, administrada pelo peemedebista. Num evento em Capela, Jackson e o também afastado prefeito daquele município, “Zé da Bomba” (PFL), reagiram contra o então deputado estadual Laonte Gama (PL), que votou a favor das duas intervenções. O político capelense, inclusive, arremessou um copo no rosto do parlamentar. Ferido levemente, o agredido prestou queixa na delegacia. A mando do delegado major Hélio Silva, dois policiais foram prender Jackson, porém o então vice-governador Benedito Figueiredo saiu em socorro do amigo. Alegou que a prisão não podia ser feita porque Barreto estava num carro oficial do governo. Aproveitando a indecisão dos PM’s, o vice e seu protegido deixaram Capela imediatamente, e o inquérito sobre o caso foi arquivado.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais