Oposição esfacelada

0

Esfacelada desde a fragorosa derrota do candidato a governador Eduardo Amorim (PSC), em 2014, a oposição sergipana levou ontem outro sério golpe: a decisão do deputado estadual Samuel Barreto (PSL) de renunciar a liderança oposicionista na Assembleia. Ao agir assim, ele deixou seus ex-liderados falando sozinhos. O ex-líder não explicou quais os motivos que o fizeram abandonar o posto, mas há quem garanta que o parlamentar anda pra lá de contrariado com os irmãos Amorim. Pode não ser verdade, mas o certo é que Samuel fez questão de não comunicar sua decisão antecipadamente ao senador Eduardo Amorim (PSC). Independente dos motivos que levaram o deputado é abrir mão da liderança, quem sai ganhando é o governador Jackson Barreto (PMDB). Aliás, desde a posse, em janeiro passado, JB não tem enfrentado maiores problemas no Legislativo, onde possui uma ampla maioria e, de quando em vez, recebe o apoio da oposição para aprovar alguns projetos.  Agora, mais do que nunca, a Assembleia virou a casa do amem.

Faz de contas

E os corruptos sergipanos estão rindo de orelha a orelha, pois sabem que as decisões do Tribunal de Contas de Sergipe não têm sustentação legal. Segundo a Revista Veja, há um bom tempo, as contas dos gestores públicos estão sendo auditadas por ocupantes de cargos comissionados que, legalmente, não possuem competência para tal. Em outras palavras: aquela Corte não passa mesmo de um Tribunal faz de Contas. Aff Maria!

Direito de resposta

Senado Federal aprovou o relatório do senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) sobre Projeto de Lei, que garante o direito de resposta ou retificação do ofendido por matéria veiculada na imprensa. De autoria do senador Roberto Requião (PMDB-PR), o Projeto segue agora para sanção presidencial. “Por maior que seja a divulgação da resposta, como propõe este projeto, ainda assim o ofendido terminará tendo prejuízo na sua imagem”, discursa Valadares.

Torre reage

A empresa Torre diz ter estranhado a greve deflagrada ontem pelos garis e margaridas de Aracaju. Os grevistas alegam que não receberam em dia a cesta básica e o vale transporte. Eles culpam a Prefeitura por ter atrasado o pagamento da fatura de outubro.  A Torre informa que, mesmo tendo garantido o pagamento do vale-transporte e se comprometido a não cortar o ponto pelo dia parado, nem demitir ninguém, a categoria insistiu em continuar com a paralisação. Os grevistas promovem assembleia daqui a pouco para definir se encerram o movimento.

Fogo amigo

Vereadores governistas estão sendo minados em suas bases por auxiliares do prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM). A denúncia é dos próprios parlamentares da situação. “Tem secretários aterrando o prefeito, pois querem se candidatar ou apoiar algum parente nas eleições de 2016. Por conta disso, não atendem às nossas reivindicações e alguns ainda nos queimam junto à população”, denuncia o vereador Dr. Gonzaga (PMDB).

Pensando

Com o título acima, o Jornal da Cidade publica hoje a seguinte nota: “O jovem Tiago Batalha, que é estimulado pelos amigos a disputar uma cadeira na Câmara de Vereadores de Aracaju em 2016, é filiado ao PSDB desde 2012, quando ingressou no movimento Jovem Tucano. Ele é filho do jornalista Carlos Batalha, secretário de Comunicação de Aracaju”.

Só segunda

O governador Jackson Barreto (PMDB) reassume o governo oficialmente amanhã, mas só começa a despachar mesmo pra valer na próxima segunda-feira. Após receber o cargo do vice Belivaldo Chagas (PSB), Jackson vai sentar com alguns secretários e outros auxiliares para se inteirar da situação em que se encontra o governo. Bem informado sobre a crise, ele retoma as atividades no início da semana que vem.

Posse marcada

A senadora Maria do Carmo Alves (DEM) está de malas prontas para trocar o luxo do Senado pela Secretaria de Ação Social de Aracaju. Ela já começou a convidar políticos e amigos para a posse, que deve acontecer na semana que vem. Ao se afastar do Parlamento, Maria cumpre o acordo feito com o ex-governador Albano Franco (PSDB) de se afastar para permitir que o filho do tucano e seu 1º suplente, empresário Ricardo Franco (PSC), assuma a cadeira do Senado por alguns meses. E o eleitor, ó!

Anistia aprovada

O Senado aprovou o projeto concedendo anistia a policiais e bombeiros militares punidos por envolvimento em movimentos reivindicatórios, inclusive os de Sergipe. No parecer, o senador Jader Barbalho (PMDB) destacou que “a anistia não abole o crime. É um perdão do Estado, aplicado a fatos passados e que extingue a punibilidade”. O projeto segue agora para sanção da presidenta Dilma Rousseff (PT).

Meia boca

A partir da próxima segunda-feira, os delegados de Polícia só vão trabalhar meio expediente. A categoria decidiu reduzir a carga horária pela metade como forma de protestar contra a política salarial do governo de Sergipe. Ora, se eles trabalhando tempo integral, a bandidagem já arrombou e furtou objetos até na Associação dos Delegados de Polícia (Adepol), imagine agora?

Bahia no Batistão

A CBF confirmou a partida entre o Boa Esporte e o Bahia para o Estádio Batistão, em Aracaju. Válido pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A, o jogo vai acontecer no próximo dia 14, sábado da semana que vem. A expectativa do mandante Boa Esporte é que um grande público compareça ao espetáculo, pois além de  o Bahia ter uma grande torcida em Sergipe, os torcedores do Esquadrão de Aço virão em massa de Salvador para Aracaju.

Recorte de jornal

Publicado no jornal Vida Laranjeirense em 26 de setembro de 1934

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais