Oposição se fortalece

0

Nestes quatro meses de Governo João Alves Filho, ainda não houve uma manifestação firme de oposição. Há um silêncio total, como se as coisas estivessem ocorrendo na mais perfeita ordem. Nenhuma queixa, não há denuncias e a Assembléia Legislativa vagueia entre discursos inflamado localizados ou na apresentação de moções e requerimentos de pouca importância. Pode-se dizer que não houve grandes debates e o parlamento está na base de espera, até porque o Governo ainda atua na fase de carência. Entretanto, tem gente muito atenta ao que vem acontecendo em certos setores e através da ação de um ou outro mais afoito. Na opinião de um cuidadoso membro da oposição, “já existe gato escaldado começando a deixar o rabo de fora”. Dentro do Governo, um experiente assessor diz que o governador João Alves Filho tem que se colocar em eterna vigilância, porque deve manter o discurso de campanha, com o qual venceu as eleições e servirá para disputar a reeleição. João sabe da possibilidade de enfrentar o prefeito Marcelo Déda, que desta vez chega com a amizade e apoio do presidente Lula da Silva. O deputado federal Jackson Barreto (PTB) adverte que o seu partido não vai entrar para brincar e usará sempre o discurso do deputado estadual Fabiano Oliveira. O próprio Jackson reconhece que se faz uma oposição fria ao Governo João Alves Filho, mas revela que pretende mostrar a reação do novo PTB em Sergipe, já a partir do programa de televisão que levará ao ar na próxima semana. Jackson Barreto quer começar um trabalho visando as eleições municipais do próximo ano e vai iniciar dando uma demonstração de que chegou para arrasar. O deputado não vai ficar indiferente às eleições do próximo ano e dará apoio à reeleição do prefeito Marcelo Déda. Entretanto não abre mão de indicar o vice, cuja preferência recai sobre o ex-prefeito João Augusto Gama, embora seja esse o interesse do deputado estadual Fabiano Oliveira. Mesmo sendo cedo para se tratar sobre sucessão municipal, é essa a bola da vez que o deputado Jackson Barreto tem em mãos, para retornar à Prefeitura da Capital, já que ele anda bem com o eleitorado que sempre lhe prestigiou, desde quando foi vereador por Aracaju. O prefeito Marcelo Déda (PT) não nega que está muito satisfeito com o atual mandato. Mesmo em Aracaju, Déda não se acha distante das decisões do Planalto. Tem participado de projetos mudanças e é ouvido pelo presidente Lula e seus ministros. Para o prefeito de uma capital pequena, isso é extremamente positivo, principalmente porque a intimidade com o poder central trás benefícios para a cidade e até para o Estado. Déda é candidato a reeleição sim, mas candidatíssimo ao Governo do Estado em 2006, principalmente se o Governo Lula satisfizer às expectativas da sociedade. Acha que esse é o melhor caminho. Um fato é importante, as eleições municipais do próximo ano contarão com a união de partidos de grande porte no apoio a Marcelo Déda, como é o caso de PSDB, que não tem as menores condições de se unir a nenhum dos nomes apoiado pelo governador João Alves Filho (PFL). Todos sabem que política é muito dinâmica e tudo que está acontecendo agora pode ser diferente daqui a duas semanas, dependendo dos interesses ocasionais. A política por ideologia é coisa do passado, amadora e sectária. Virou insulto nas transações para ganhar eleição. Foi isso que se viu nas eleições gerais do ano passado, onde esquerda e direita se transformaram em mistura tão homogênea quanto água e leite, dentro das proporções naturais. Em 2006 não haverá pecado abaixo da linha do Equador e todos podem se preparar para composições que antes eram consideradas absolutamente impossíveis. Simplesmente imorais. É muito provável, pelo menos neste momento, que a chapa para enfrentar a encabeçada por João Alves Filho, em 2006, já pode ser bem avaliada: Marcelo Déda para governador, um nome do PDT para vice, o próprio Jackson, por exemplo, no caso de João Augusto Gama assumir a Prefeitura, e o ex-governador Albano Franco para o Senado Federal. Falar em sucessão municipal, neste momento, pode ser natural, mas recorrer a nomes para disputar o Governo em 2006 é abusar da especulação. Mas já se vê agora essa tendência, porque as divergências se aprofundaram e nem mesmo um violento tornado pode colocar, em uma mesma praia, todo esse pessoal que hoje pensa igual, mas têm interesses absolutamente contrários. De qualquer forma, nestes próximos quatro anos, será muito natural o reencontro de quem um dia já exerceu o contraditório ideológico. O poder está muito acima dos programas partidários… COMISSÃO O secretário da Segurança Pública, Luiz Mendonça, levou para a comissão processante, um novo número que envolve ainda mais o deputado Antônio Francisco no crime de Joaldo Barbosa. O novo telefone é 9997-5071… O relatório de número mostra que dele foram feitas mais de 200 ligações para o filho do deputado, para a filha, para Marcos Munganga e outros envolvidos. Parecia um telefone familiar. DEFESA Os advogados de defesa se apressaram em dizer que as ligações não dão certeza que o telefone tenha sido do deputado, mas de outros membros da família. A defesa tenta mostrar que o deputado Antônio Francisco não se envolveu no crime, mas a Comissão conclui que ele foi o principal beneficiado. E isso é falta de decoro… ALBANO O ex-governador Albano Franco participou, sexta-feira passada, de jantar em casa do deputado estadual Jackson Barreto (PTB), com a alta cúpula nacional do partido. É, praticamente, a primeira aparição de Albano em uma solenidade de cunho político. O ex-governador só tem aparecido nas reuniões do PSDB, todas as sextas-feiras. NOVO BLOCO No jantar da casa de Jackson Barreto também estava o líder do PSDB na Assembléia Legislativa, deputado estadual Ulices Andrade. Isso demonstra que o bloco de oposição ao Governo, em que já consta o PSDB, terá os tucanos nas eleições majoritárias de 2004, quando serão escolhidos os prefeitos municipais. BERLIM O senador Antônio Carlos Valadares (PSB) se encontra em Berlim, como representante do Congresso Nacional, participando de Encontro do Grupo Mundial de Parlamentares de Habitat. O senador, que está levando um documento do Congresso, discute o desenvolvimento das cidades e assentamentos humanos. GRAÇA A Secretaria da Segurança deve enviar, ainda esta semana, à Assembléia, toda a ocorrência em que envolveu o deputado estadual José das Graças, que atirou em um dos seus adversários. Um dos deputado já disse que nenhum parlamentar pode andar atirando por aí sem sofrer uma punição, mesmo que seja advertência. Mas ele será punido. JACKSON O deputado federal Jackson Barreto vai movimentar o PTB em todo o Estado. Passará a ser o partido de oposição mais cerrada ao Governo do Estado. Ninguém pode negar que Jackson tem muita garra e terá forte influência nas eleições municipais do próximo ano. O PTB deixou de ser um partido de aluguel… JERÔNIMO O ex-prefeito de Lagarto, Jerônimo Reis (PTB) foi muito aclamado na noite da solenidade de filiação, porque levou o partido nas costa, nestes últimos meses, ao lado do filho Sérgio. Jerônimo chegou a se emocionar com os elogios e hoje acredita que o seu partido exercerá um papel importante na vida política do Estado. ROLLEMBERG O ex-senador Francisco Rollemberg não compareceu à solenidade de filiação do PTB, embora tenha conversado muito com Jackson Barreto e Jerônimo Reis. A ausência é sinal de que ainda não chegou à hora dele reiniciar suas atividades políticas. Francisco Rollemberg, entretanto, continua sendo esperado pelo pessoal do PTB em Sergipe. OPOSIÇÃO O deputado federal Jackson Barreto deixou bem claro, ontem, que o PTB será oposição para valer e vai buscar fundo o que houver contra o Governo. Advertiu: “quem pensar que ficará com um pé no PTB e outro no Governo não vai conseguir. Será um trabalho constante de fiscalização dos atos da Administração Estadual”. SECRETÁRIOS É possível que até julho o Governo dê uma sacudidela na administração, com a mudança de alguns secretários que não pegaram o ritmo de trabalho. Está havendo problemas com parlamentares e uma certa negligência no Comando. Três áreas estão bastante vulneráveis e podem ser alteradas, inclusive com outros nomes. DEPUTADO Todos os deputados viajaram ontem a Brasília, para participar de votação na Câmara Federal. Não há mais a folga de se chegar na terça-feira e retornar na quinta. Agora está havendo votação até às sextas-feiras. O objetivo é desobstruir a pauta, para que se inicie a votação das propostas de reformas da Previdência e Tributária. AUMENTO O secretário da Fazenda, Max Andrade, disse domingo que o governador João Alves Filho ainda não decidiu sobre os percentuais do aumento do funcionalismo. Acrescentou que está sendo feito um levantamento para que seja concedido o máximo possível, dentro das condições do Estado e da sua viabilidade financeira. Notas AUDIÊNCIA O deputado federal Jackson Barreto (PTB) está agendando uma audiência com o ministro do Turismo, Walfrido Mares Guias, com a participação do deputado estadual Fabiano Oliveira (PTB), que poderá ter uma participação no Ministério em relação às discussões turísticas do Nordeste, principalmente para Sergipe. Quem também vai ao Ministério do Turismo, levado pelo deputado federal Jackson Barreto, será a presidente da Funcaju, ex-deputada Tânia Soares, para discutir questões turísticas da cidade, principalmente para o São João. REFINARIA O presidente da Petrobrás, José Eduardo Dutra (PT), garante eu vai participar da sessão especial da Assembléia Legislativa, no próximo dia 23, para uma discussão ampliada sobre a possibilidade de Sergipe ganhar uma refinaria da estatal. Lideranças políticas do Estado esperam que José Eduardo tenha peso político, para que o Estado garante esse investimento. Embora seja uma grande oportunidade, para que José Eduardo Dutra explique quais são os parâmetros para que a refinaria seja instalada em qualquer capital do Nordeste, muitos políticos vão querer que ele mostre a sua força. JAPONÊS Quando esteve em Aracaju, dia 6 passado, o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, viu de longe o chefe de Gabinete do prefeito Marcelo Déda, engenheiro Fernando Akira, e gritou: Japonês! Deu-lhe um abraço e perguntou: “aonde é que Déda lhe colocou?” Akira lhe contou da posição que estava assumindo na Prefeitura. O fato é apenas para mostrar a boa memória de Lula. Fernando Akira era engenheiro do Deso e o único do grupo petista que possuía carro com ar condicionado. Todas as vezes que Lula vinha a Salvador o seu carro era utilizado para apanha-lo. É fogo A deputada Celinha Franco (PPS) também entrou na campanha em favor da revitalização do rio São Francisco e contra o projeto de transposição. O fórum dos Governadores do Nordeste que se realiza dia 27 próximo vai debater o problema o projeto da reforma Tributária. O deputado federal Jackson Barreto vai trabalhar intensamente a formação de Diretórios do PTB em todo o Estado. O ex-prefeito de Lagarto, Jerônimo Reis, também vai ajudar na formação de Diretórios. O partido vai chegar em todos os municípios. O ex-prefeito Jackson Barreto acha que quando Francisco Gualberto (PT) assumir a Assembléia Legislativa, muita coisa vai mudar. Francisco Gualberto é o nome da vez, caso o deputado Antônio Francisco tenha o seu mandato cassado. Na Assembléia é tida como certa a cassação. Ontem um dos deputado da Comissão Processante disse que os advogados de defesa de Antônio Francisco já não falam mais no filho Antônio Francisco Junior. Um expert em Floro Calheiros disse que ele não falaria nada e está acertando. O homem não entrega ninguém. Acha, também, que Floro Calheiros ao dizer que fora ameaçado de morte por Luiz Mendonça, o fez como instrumento de defesa. Na opinião de alguns parlamentares, a prisão de Floro Calheiros foi muito importante para uma amenizada nos crimes de mando em Sergipe. A deputada Ana Lúcia teria entrado com requerimento solicitando à Comissão de Ética que apurasse os tiros disparados pelo deputado João da Graça. Há suspeita, até nos meios policiais, que o envolvido Carlos Munganga já tenha sido assassinado como queima de arquivo. Dois ilustres oposicionistas estão esperando nomeação na área federal: João Augusto Gama e Paulo Viana. Até o momento nada… brayner@infonet.com.br

Comentários