Os 60 anos da Faculdade de Medicina pioneira de Sergipe

0

Estamos celebrando, no ano em curso, o sessentenário de fundação e de efetiva instalação e funcionamento da Faculdade de Medicina

Antonio Garcia Filho

de Sergipe, ocorrida em 1961. Ah! quantos sonhos, quantas pessoas se envolveram para dar ao Estado de Sergipe a oportunidade de formar aqui os seus médicos, tão oportuna quanto importante para a comunidade sergipana. Esse acalentado sonho da classe médica já vinha dos primeiros anos da década de 50, do século passado. Todos juntos e irmanados, queriam a faculdade. Nessa década, uma época de ouro da Medicina em nosso estado, uma plêiade de médicos idealistas lideradas por Dr. Augusto Leite e Garcia Moreno, agitava-se para buscar meios de tornar realidade a primeira escola médica em nosso meio. E era também um clamor da sociedade. Mas não foi luta fácil…

Nos idos de 1959 o movimento se  intensificou e finalmente chegou a oportunidade real  para a criação da faculdade, quando à vontade indômita do governador Luiz Garcia aliou-se o dinamismo e à liderança do médico Antonio Garcia Garcia, à época tríplice secretário de governo ( educação, saúde e cultura) e presidente da Sociedade Médica Sergipe. A tríplice aliança governamental comandada por Garcia foi decisiva para que todas as dificuldades emanadas do Ministério da Educação  fossem suplantadas.

Liderando uma plêiade de médicos altruístas, abnegados, que tinham um sentimento comunitário acima do interesse pessoal, Antonio Garcia Filho conseguiu reunir as forças necessárias para a criação da nossa querida Faculdade. A partir da formatura da primeira turma,  em 1966, médicos formados por ela, foram se engajando  posteriormente, como professores e gestores, ajudando a consolidar a instituição, nestes sessenta anos de vida. Integraram a primeira turma: Antonio Leite Cruz, William, Salviano, Rosa, Simone, Zulmira e Lidia ( na ordem a partir da esquerda,

Garcia, ao centro, paraninfo da primeira turma.

na foto abaixo)

Celebramos pois sessenta anos de sua fundação, sessenta anos de sucesso, sessenta anos de transformação da Medicina de Sergipe e diríamos mais, sessenta anos de libertação do nosso povo, porque o povo só pode ser libertado pela educação.

Hoje ela está aqui, pujante, a Faculdade de Medicina incorporada à Universidade Federal de Sergipe, vibrante e esplendorosa, esta que é o maior patrimônio cultural da nossa gente, a Universidade que todos nós temos o dever de apoiar e ajudar na perspectiva do seu crescimento cada vez maior.

Os 60 anos da Faculdade de Medicina de Sergipe estão sendo comemorados neste final de semana, com ampla programação virtual, por iniciativa do Departamento de Medicina da  UFS, que instalou uma comissão especial para    definir as atividades, sob o comando da professora Rosa Amélia. Da comissão, fazem parte representantes das entidades médicas, Academia de Medicina, Conselho de Medicina, Somese e Sobrames. Importante destacar a veiculação de um vídeo documentário produzido pelo professor Hyder Aragão, que já está sendo vinculado pelas redes sociais.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais