Os “corruptos” da pandemia

0

É bom os prefeitos candidatos à reeleição se municiarem para desarmar os petardos a serem lançados contra eles na campanha que se aproxima. Um dos mais letais eleitoralmente será a acusação de terem se locupletado com os recursos destinados ao combate à Covid-19. Os adversários vão se aproveitar deste mote para acusa-los de corruptos, principalmente se os gestores estiverem sendo investigados sobre o possível mau uso do dinheiro liberado pelo governo federal para conter a pandemia. Naturalmente, a grande maioria dos prefeitos não tem culpa no cartório, porém o pouco tempo para se defender e a propagação da calúnia pelas redes sociais poderão derrotá-los nas urnas. Como a verdade demora a aparecer, muitos só conseguirão provar a inocência após as eleições. Aí, Amélia é morta. Danôsse!

Bom senso prevalece

Prevaleceu o bom senso no julgamento do recurso impetrada pelo governo de Sergipe contra a suspensão do relaxamento da quarentena. O Tribunal Regional Federal, no Recife, manteve o despacho da magistrada Telma Maria Santos Machado contra a efetivação da chamada fase laranja da economia. Para manter o isolamento, a Justiça se fundamentou no decreto do próprio governo, que proíbe abrir o comércio enquanto a taxa de ocupação de leitos de UTI estiver acima de 70%. Após a decisão, o governador Belivaldo Chagas (PSD) pediu aos técnicos da saúde que formulem uma nova estratégia para ajustar o plano de relaxamento. Cruzes!

Nome vetado

Uma abelhinha contou à coluna que o Banco Central não deverá aprovar o nome de Ademário Alves para presidir o Banese. Nada contra ele que, além de servidor de carreira do Banco do Nordeste, já foi secretário estadual da Fazenda. O problema é que o pai de Ademário, Demar Gomes Alves (PSC) é vereador em Carira, situação que vai de encontro aos rigorosos critérios do Banco Central. Por enquanto, a presidência do Banese está ocupada interinamente por Helom Oliveira da Silva, que vem a ser diretor de Finanças, Controles e Relações com Investidores do banco. Ah, bom!

De volta ao batente

E o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzer (PSC), pediu penico ao ex-deputado federal André Moura (PSC). Após ter exonerado o sergipano da Secretaria da Casa Civil, Witzer o convidou para ajudá-lo a recompor as relações com a Assembleia e tentar abortar o processo de impeachment. A nomeação de André foi publicada em edição extra do Diário Oficial, que circulou às 22h de ontem. O governador reza para que o habilidoso auxiliar consiga restabelecer a paz entre ele e os deputados, doidos para vê-lo pelas costas. Home vôte!

Comissão da Verdade

Até o próximo dia 15, a Segrase concluirá a edição do Relatório final da Comissão Estadual da Verdade. Segundo o presidente da estatal, jornalista Milton Alves, inicialmente o relatório será disponibilizado no e-book, com acesso livre. São mais de 30 depoimentos de vítimas e testemunhas da repressão militar ocorrida em Sergipe no período de 1946 a 1988. Entre os depoentes destacam-se o ex-governador Jackson Barreto (MDB) e os ex-presos políticos Marcélio Bomfim, Wellington Mangueira e Milton Coelho, este último cego pelas torturas sofridas que no quartel do Exército, durante a “Operação Cajueiro”. Misericórdia!

É fake news

O pré-candidato a prefeito de Aracaju, Almeida Lima (PRTB), desmentiu que tenha desistido da empreitada política, conforme foi veiculado nas redes sociais. Segundo Almeidinha, seu projeto é pra valer e, tanto isso é verdade, que ele já escolheu até o candidato a vice: o médico Luis Eduardo Prado Correia (PRTB), que foi seu braço direito na Secretaria estadual da Saúde e dirigiu o Hospital de Urgência de Sergipe. Então, tá!

Nome da direita

O nome do publicitário Lúcio Flávio (Avante) vem sendo trabalhado para ser o candidato da direita a prefeito de Aracaju. A direção do Avante, porém, ainda não definiu se lançará uma candidatura majoritária porque, segundo seu presidente Clóvis Silveira, é um projeto muito caro. Mesmo assim, Lúcio Flávio tem mantido contatos com várias legendas, entre as quais o DEM, que já lançou a pré-candidatura da delegada Georlize Teles. Vixe!

Amigo da criança

E quem está sorrindo de orelha a orelha é o prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PR). Tudo porque a Fundação Abrinq o escolheu como prefeito Amigo da Criança, prêmio conferido somente a 125 gestores municipais em todo o Brasil. Além do mais, Francisquinho é o primeiro prefeito de Itabaiana a ter o trabalho desenvolvido em favor da criançada reconhecido nacionalmente. Marminino!

Vota contra

O deputado federal Laércio Oliveira (Progresista) votará contra o projeto de combate às fake news. Apresentada pelo senador Alessandro Vieira (Cidadania), a propositura cria a Lei Brasileira de Liberdade, Responsabilidade e Transparência na Internet, com normas para as redes sociais e serviços de mensagem. Para se inteirar sobre o assunto, Laércio se reuniu com representantes do Facebook, Twitter, Google e Whatsap. Ao final, disse ser contra o projeto de Alessandro “porque ele pode gerar censura na internet”. Crendeuspai!

Portas abertas

A Assembleia aprovou um projeto reconhecendo a atividade religiosa como essencial à população sergipana. De autoria dos deputados Gilmar Carvalho (PSC) e Samuel Carvalho (Cidadania), a matéria visa impedir que decretos publicados em tempos de pandemia obriguem o fechamento das igrejas. Pelo projeto, as missas e cultos evangélicos devem ser mantidas, mesmo em períodos de crises ocasionadas por moléstias contagiosas, desde que respeitados as normas de segurança para evitar o contágio. Amém!

Recorte de jornal

Publicado no jornal Folha de Sergipe, em 27 de setembro de 1908

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários