Os resultados começam aparecer

0

O Presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, continuamente diz que em economia milagre não existe. O Ministro da Fazenda, Antonio Palocci, afirma que as medidas, à primeira vista amargas, devem ser mantidas para que se possa viver um desenvolvimento sustentável.

O Presidente da República, com o endosso da mídia, no entanto, parece querer nos fazer crer que todos os resultados positivos da economia, que começamos viver, são frutos exclusivos de seus três anos de governo. Parece, também, que o nosso presidente tem uma memória curta, pois diversos petistas, no início de seu governo, deixaram o partido, porque a política econômica do governo anterior, sempre alvo de crítica do PT enquanto oposição, fora mantida.

Os resultados começam aparecer. O Brasil alcançou a primeira das Metas do Milênio definidas pela Organização das Nações Unidas (ONU): reduziu a miséria à metade. A parcela das pessoas que ganham pelo menos US$ 1 por dia caiu de 12,41% em 1993 para 5,33% em 2004. O prazo para o cumprimento das Metas é de 25 anos, de 1990 até 2015.

A diminuição da desigualdade social nos três primeiros anos do milênio é a maior em toda a história do Brasil, a considerar a renda de toda a família.

De 2001 a 2004, os 50% mais pobres aumentaram a renda per capita em 13,8%. No mesmo período, no topo da pirâmide social, os 1% mais ricos perderam 7,8%. Já os 10% mais ridos perderam 5,5% da renda média domiciliar per capita. Nos 40% das faixas intermediárias, ho8ve ganho de 2,2%.

Três razões concretas e uma reflexão explica a redução da desigualdade social: o aumento expressivo da escolaridade, do emprego e do acerto do governo em programas sociais. A sociedade brasileira também estaria contribuindo, com mais consciência e solidariedade.

O Brasil vive o melhor momento da geração de empregos, afirmou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Acredito que um pouco de humildade e sinceridade não faria mal algum ao Presidente Lula.

A história confirma o que prega o Presidente do Banco Central. Não se tem conhecimento de país algum, que da noite para o dia tenha conseguido equilibrar sua economia. Todos os países, hoje à frente do Brasil, conseguiram a posição que ocupam no cenário econômicos mundial, depois de anos de coerência da política econômica adotada e hoje, nós brasileiros estamos colhendo esses resultados graças ao Governo Lula ter mantido os princípios da política econômica adotada pelo Governo Fernando Henrique.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários