Outsourcing no Estado

0

A política dos últimos governos de Estado foi de terceirizar, ou para usar as palavras da moda fazer outsourcing da parte de informática dos seus diversos órgãos, mesmo tendo a antiga Prodase (atual Agetis) que, em tese, deveria cuidar tanto da infra-estrutura de TI quanto das aplicações de todo o Estado.

Muita gente fala que o modelo aplicado foi bom e muita gente fala que foi ruim. Entretanto, não podemos aplicar uma resposta binária a esta questão. Digo isso pois não temos parâmetros de comparação. Foi bom ou ruim com relação a que? Não dá para saber se a prática foi boa ou se foi desastrosa para o Estado. Mesmo para órgãos como a SEFAZ, por onde passaram (e ainda tem) cabeças brilhantes, no qual existe um trabalho elogiado no Brasil inteiro tanto a nível tecnológico quando de negócio, as críticas ainda podem ser escutadas. O argumento é sempre o mesmo “lá tinha dinheiro sobrando”.

Então pergunto novamente: bom ou ruim com relação a que? Eu tenho certeza que a situação seria diferente se não tivesse o outsourcing, mas realmente não sei dizer se seria melhor ou pior. Até porque os defensores dos dois lados têm razão em vários e pontos e exageram em outros. Não vale a pena entrar no mérito dos argumentos uma vez que acabaria irritando os dois lados, mas o que posso dizer é que temos que conviver com a situação atual, corrigir as falhas e aproveitar os pontos fortes de cada “lado”.

De uma coisa eu tenho certeza, a Agetis não tem condições de tocar com seu quadro atual todos os projetos de TI do Estado, ela vai precisar de mão de obra externa(seja outsourcing ou concurso público) para poder alavancar a tecnologia do Estado, como vai ser feito isso é que ainda é uma incógnita. Entretanto, nas conversas de bastidores tenho ouvido muito sobre a política de Estado para a área de informática. Ponto positivo para o atual governo. Porém, já com nove meses completos de governo é preciso que essa política seja aplicada, até porque as idéias o novo governo já deveria ter na cabeça antes de assumir. Ponto negativo pela demora.

Vamos ter que esperar mais um pouco para ver como o governo vai se comportar. Espero que não demore pois com uma política sólida para a área de informática podemos ver bons projetos sendo disponibilizados, não somente para controles internos dos diversos órgãos do Estado, mas também em benefícios diretos para a população através de serviços.

Até a próxima semana!

 

Em tempo: Um dos projetos do Estado é colocar uma rede WiMax para todo o Estado. Já imaginou? Quando esse dia chegar vou comprar um telefone Skype wireless e jogo meu celular fora… Quer dizer… Vou vender, ele custou muito caro!

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários