PAIXÃO PELO SUCESSO

0

Sem esforço, uma grande visão permanecerá apenas como um sonho irrealizado. Nenhuma meta que valha a pena jamais foi atingida sem trabalho extenuante e significativo”.

Kazuo Inamori, Presidente da Kyocera


Ao longo dos dez últimos anos venho trabalhando com grupos de pessoas em empresas visando ajudá-los a resgatar e desenvolver o seu potencial criativo, por conta disso, volta e meia os questiono acerca dos seus sonhos. Ao mesmo tempo, depois que escuto as respostas comparo com a realidade que os cerca e, na maioria das vezes, felizmente há uma nítida concordância. As pessoas são exatamente do tamanho dos seus sonhos, ou seja, sonhos grandes respostas grandes, sonhos pequenos respostas pequenas…

 

Muitas delas têm grandes sonhos dignos de respeito, ao mesmo tempo muitas sonham “apenas em acertar na loteria esportiva” para resolver o problema delas e do mundo. Essas últimas irão passar a maioria da vida tentando, simplesmente porque entregaram seu destino apenas a questão da “sorte” e nada estão fazendo para modificá-lo.

 

Todos os estudos sobre potencial humano afirmam que na jornada da vida não encontramos tapetes mágicos, na verdade precisamos andar sobre os nossos próprios pés, um passo de cada vez. Isso é bem verdade porque a combinação de pequenos passos, persistentes, decididos e constantes vai produzindo as pequenas vitórias que irão nos permitir que possamos atingir o nosso almejado sonho maior.

 

Portanto, um passo de cada vez, muita ação e persistência é, sem sombra de dúvidas, a única maneira segura de se fazer com que o sonho verdadeiro se torne real.

 

Muitas vezes escuto pessoas afirmando que um indivíduo simples não pode sonhar grande, ou seja, que cada um deve sonhar o sonho condicionado à sua vida. Acredito que esse é um fator limitador de vida sem precedentes, porque o resultado da vida de cada um de nós poderá ser representado por uma equação:

Resultado da Vida = Capacidade x Entusiasmo x Maneira de Pensar

 

Chamamos de capacidade os nossos talentos e aptidões inatas. Portanto, muitas vezes percebemos que pessoas de capacidade mediana pelo fato de perceberem as suas fraquezas e, por tentarem compensá-las, podem muitas vezes alcançar e, até mesmo, ultrapassar aqueles naturalmente dotados, mas que não têm por hábito a trabalhar de maneira intensa. È justamente aí que entra o entusiasmo.

 

Dessa maneira se quisermos melhorar a qualidade da nossa vida, o primeiro passo verdadeiro é adquirirmos a capacidade para enfrentar as barreiras que iremos encontrar, sendo que a maior de todas elas é a nossa própria mente que na maioria das vezes está à procura de conforto e sossego.

 

Portanto, fica claro que a capacidade de termos sucesso na vida não está condicionados, apenas, ao fato de sermos muito inteligentes ou muito cultos.

Por outro lado, encontrar sucesso na vida profissional depende primeiramente na nossa capacidade de encontrarmos e nos dedicarmos a um trabalho que tenha significado para nós. Assim sendo, teremos as horas de trabalho preenchidas com satisfação e prazer e não apenas por uma obrigação.

 

Dessa forma percebemos que a linha que separa uma pessoa de sucesso de outra que não conseguir atingir o seu objetivo é muitas vezes muito tênue. Podemos dizer que a diferença está na tenacidade e a perseverança; ou seja, muitas pessoas que não alcançaram o sucesso nos seus objetivos tiveram por característica ao encontrarem o primeiro grande obstáculo o considerarem como intransponível. Não é que elas não fazem esforço, mas a energia que investem no seu sonho é fraca e limitada e assim geralmente desistem de continuar lutando pelo seu objetivo.

 

Embora muitos não acreditem, mas a nossa vida pode acontecer exatamente como a imaginamos. Muitas linhas espiritualistas dizem que a Providência Divina não ignorará o esforço sincero e a verdadeira determinação. Em outras palavras isto significa que é necessário muito suor para conseguirmos qualquer coisa na nossa vida.

 

Particularmente, isso é uma realidade para mim, tudo que quis na minha vida e que ao primeiro instante pode parecer muito fantasioso é irreal, cedo ou tarde aconteceu; todavia, no meio do caminho entre o sonho e a realidade, com certeza coloquei muito trabalho, energia e parcerias séria ajudaram a realizar o sonho. A vida é assim mesmo.

 

Realizamos aquilo para o qual nos determinamos, principalmente, quando entendemos que temos uma missão de vida, e precisamos a todo custo descobri-la. Será essa descoberta que irá dar sentido à nossa vida, e a essa missão de vida chamamos por nossa Obra, ou seja, a razão da maior da nossa existência, o motivo principal porque vivemos, porque nascemos em determinada família, porque conhecemos determinadas pessoas, porque realizamos determinado trabalho.

 

Todos nos temos um trabalho, através do qual sobrevivemos, pagamos as nossas contas, compramos a nossa casa, nosso carro, educamos os nossos filhos, pagamos impostos que deveriam ajudar outras pessoas menos favorecidas.

 

A grande sabedoria de vida é fazer com que o nosso Trabalho e a nossa Obra coincidam e quando isso acontece encontramos a verdadeira realização de vida, as horas não passam, o trabalho dá prazer e paixão e o sucesso é uma conseqüência desse resultado. Portanto, na verdade nunca antecede a ele, é só lembrar daquela velha frase popular: “Não dá para colocar o carro antes dos bois”.

 

Logo sucesso é sempre conseqüência e nunca resultado. Não podemos pautar a nossa vida rumo ao sucesso se não realizamos algo, se o nosso ofício não nos dá prazer. É tudo uma questão de escolhas.

 

Se estiver fazendo algo que me martiriza, há dois caminhos a seguir. Primeiro aprender a gostar do que estou fazendo e já que estou fazendo, fazer o melhor; o outro passo é abandonar o que estou fazendo e buscar algo que realmente me dê prazer em fazer. Isso é uma escolha de vida. É as escolhas da vida sempre têm um preço e, na verdade, a sabedoria da vida me diz que quando faço uma escolha devo fazê-la consciente porque ela tem um preço e devo avaliar se estou disposto a pagar esse preço. Se não estou é melhor nem tentar.

 

Conheço muitas pessoas que mudaram radicalmente a sua vida, souberam gerar oportunidades que os desafiaram e, como conseqüência, pagaram um preço por isso, a maioria delas estão satisfeitas com o preço que pagaram e dizem que valeu a pena; mesmo tendo que começar tudo outra vez.

 

Se você se sente infeliz com o que está fazendo, procure imaginar que está assistindo a um filme, e nesse filme está a sua vida, procure se ver nele, o que lhe traz felicidade, o que lhe chateia, que tipo de trabalho lhe dar prazer, procure criar uma imagem se vendo fazendo esse trabalho procure se imaginar os resultados daqui a cinco, dez, quinze anos… É um exercício simples e poderoso.

Conheço dezenas de pessoas que transformaram literalmente a sua vida com esse exercício.

Buscar a paixão pelo que faz é a chave da vida. Busque descobrir o trabalho que lhe dá paixão, ai você encontrará também a paixão pela vida…

 

Pode acreditar eu fiz isso, deu certo! Hoje já ensinei a dezenas de pessoas a fazê-lo e muitas e muitas delas me dizem que deu certo. Sucesso está atrelado à persistência, capacidade, estudo, muito trabalho, dedicação e, sobretudo, paixão pela vida!

(*) Fernando Viana é diretor presidente da FBC

fbc@fbcriativo.org.br

Comentários