Palácio Inácio Barbosa vai para Uchoa

0

Para uns é uma baita noticia. Já para outros, não poderia ter ocorrido coisa pior. É que o Prefeito Edvaldo Nogueira entregou, de mão beijada, ao Reitor da Universidade Tiradentes, professor Jouberto Uchoa de Mendonça, o prédio do Palácio Inácio Barbosa, onde, por décadas, funcionou a Prefeitura de Aracaju. Há um ano o professor Uchoa brigava pela mudança do Hino de Sergipe, aquele que começa assim: “alegrai-vos, sergipanos”. Uchoa não gostava (e deve continuar sem gostar, quem sabe?) e andou patrocinando novas letras para o Hino, que, aliás, foi aprovado pela Academia Sergipana de Letras. A nova versão foi aprovada por lá, mas ficou por isso mesmo. Ninguém se dispôs patrociná-lo. Resultado: o que há poucos meses atrás era debatido intensamente, hoje já não se fala mais nele… Mas, o Palácio Inácio Barbosa, desocupado desde que a Prefeitura se mudou lá para os confins de Judas onde está hoje, está muito deteriorado. E o Prefeito Edvaldo Nogueira não tem verbas para recuperá-lo nem ideia para ocupá-lo. O melhor foi entregá-lo ao professor Uchoa com a missão de instalar ali o Museu da Cidade. Mas, o professor Uchoa, através da Universidade Tiradentes, não já mantém o Memorial de Aracaju, na praia 13 de Julho. O que se diz por aí é que ele vai encerrar as atividades do memorial e transferir todas as suas coisas para o Museu da Cidade, que fica no centro de Aracaju.  Os que criticam o Memorial mantido pela Unit não gostaram da nova missão de Professor Uchoa. É que fazem muitas criticas ao Memorial, por não ter um museologo em seus quadros… e o Memorial é apenas um ajuntamento de coisas, sem classificação definitiva… Não se pode todavia criticar a capacidade de trabalho do professor Uchoa que, quando quer alguma coisa, briga por ela até o fim.

O novo livro de Albano Franco

Nesta quinta-feira, a partir das 18h, no Museu da Gente Sergipana, na Avenida Ivo do Prado, 398, o ex-governador e imortal Albano Franco, vai autografar seu novo livro, “Artigos Globais e Outros Esparsos”. É uma coletânea de artigos publicados na Imprensa nacional e local, notadamente no jornal “O Globo”, palestras e pronunciamentos. O prefácio é da autoria do jornalista Ancelmo Góis, de “O Globo”, que estará presente. O texto das orelhas é do sociólogo e professor José Pastore, da Universidade de São Paulo. A renda com a venda do livro será destinada a Casa Maternal Amélia Leite.  Esta é a segunda obra de Albano e nela o autor analisa e opina sobre a conjuntura político econômico e defende propostas de geração de emprego, retomada do desenvolvimento com investimentos em projetos produtivos e estruturantes. A primeira obra de Albano, “Minha Trajetória na CNI Contra a Recessão e Pelo Desenvolvimento”, foi lançado em 2013, focalizando as realizações na Presidência da Confederação Nacional da Indústria no período de 1980 a 1994”.

Aécio Neves livre e … pronto para as boites

A novela de Aécio Neves terminou ontem no Senado. A Casa decidiu livrá-lo de qualquer perseguição do Supremo Tribunal Federal, livrando-o de qualquer processo.  Ou seja, ficou tudo como dantes. Os que cometeram crimes livram-se de qualquer coisa. Em outras palavras, o crime compensa. De direita e de esquerda. Quando será que a política brasileira tomará vergonha na cara?

Bienal do livro de Itabaiana começa 6ª

Por três dias, esta semana, ou seja, sexta, sábado e domingo, Itabaiana vai se transformar na Capital cultural do Estado. É que lá vai se realizar a IV Bienal do Livro, que ocupará o estacionamento do Shopping Peixoto. A Bienal estará dividida em oito  setores, mostrando as mais recentes novidades doo livro sergipano e do livro brasileiro. Vai ter até um espaço em aberto para quem quiser perder a timidez e mostrar sua arte na declamação e na música. Não é preciso ser profissional para almejar um espaço no palco. O pessoal de Itabaiana está dizendo que vão ser lançados 300 livros – mesmo que não seja tudo isso, vai ter um número suficiente de obras inéditas à procura do seu público. A IV Bienal do Livro de Itabaiana já é imperdível…

Audiência sobre LGBT

O plenário da Assembleia Legislativa abriga na 6ª feira, 20/10, a partir das 14h30, a audiência pública sobre “Direitos LGBT e LGBTfobia: uma análise a partir da decisão liminar sobre a resolução 01/99 do CFP”. Serão dois palestrantes: Eleonora Vaccarezza , psicóloga, doutoranda em Psicologia pela UFBA; conselheira, membro da Comissão de Direitos Humanos e coordenadora do Grupo de Trabalho Relações Interétnicas; e Mário Leony, delegado de Polícia Civil da 3ª. Divisão do DHPP, especialista em Ciências Criminais em Gestão Estratégica em Segurança Pública, membro da Rede Nacional de Operadores de Segurança Pública LGBT. A audiência pública é proposta pelo mandato da deputada Ana Lúcia. É realização da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa.

   …e para encerrar…

Saúde frágil – O Presidente Temer foi flagrado esta semana saindo de um consultório médico com lágrimas nos olhos, depois de receber o resultado de um exame que o diagnosticou com terrível e devastadora doença. É preciso acompanhar este noticiário com verdadeira preocupação.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários