Palanque armado

0

Os políticos sergipanos dão sinais que vão aproveitar o palanque das eleições municipais para a campanha de 2014. A polêmica em torno do empréstimo de R$ 727 milhões pretendido pelo governo mostra que, antes de se preocupar com o futuro do estado, boa parte dos deputados deseja mesmo é desgastar a administração estadual visando unicamente inflar a pré-candidatura do senador Eduardo Amorim (PSC) ao governo. Sem ter aprovado este ano qualquer projeto em benefícios dos sergipanos, a Assembleia Legislativa foi transformada na trincheira oposicionista. Dali, os parlamentares que rezam na cartilha dos irmãos Amorim atiram contra a administração estadual, mesmo sabendo que, ao agirem assim, podem inviabilizar a economia sergipana. Ao povo, que a tudo assiste, só resta puni-los nas urnas.

Sem surpresa

Não surtiu efeito a pressão externa contra a recondução de Orlando Rochadel Moreira para a Procuradoria-Geral de Justiça. Ontem, o governador Marcelo Déda (PT) colocou um ponto final no ‘disse me disse’ em torno da escolha, ao assinar o decreto reconduzindo Rochadel ao cargo máximo do Ministério Público Estadual. Ele integrou a lista tríplice como o foi o mais votado e vai comandar o MPE até 2014.

Impedida

Caberá à desembargadora Suzana Carvalho julgar o Mandado de Segurança impetrado por Belivaldo Chagas contra a escolha da deputada Susana Azevedo para o Tribunal de Contas do Estado. É que a desembargadora Geni Schuster, a quem foi distribuído o processo, alegou motivo de foro íntimo para não julgar o caso. Belivaldo alega que a escolha foi viciada porque, ao votar, o suplente Gilmar Carvalho (PR) agiu em benefício próprio.

Peçonha

As notificações de acidentes com animais peçonhentos cresceram 157% na última década. Segundo o Ministério da Saúde, em 2011 foram mais de 139 mil ocorrências, com 293 mortes. Entre as causas dos acidentes estão as chuvas, que levam os animais, como escorpiões, aranhas e cobras, a sair dos esconderijos e tocas. O desequilíbrio ecológico é outro motivo para o deslocamento dos animais para dentro das casas.

Banco dos réus

A roqueira Rita Lee presta depoimento hoje em Aracaju no processo aberto para apurar se ela desacatou policiais militares e fez apologia ao uso de maconha, durante um show na Barra dos Coqueiros. A audiência acontece no juizado especial civil do bairro Santa Maria. A musa do rock brasileiro postou ontem no twitter que “amanha começa meu calvário. Que Jesus me poupe da cruz. Adiós amigos”.

Saravá

Aracaju vai sediar no próximo sábado o 2º Encontro de Umbandistas de Sergipe, que vai celebrar os 104 anos da religião afro no Brasil. Com o tema ‘a Umbanda tradicional e exotérica’, o evento acontecerá durante todo o dia no Centro Educacional Professor José Sebastião Santos, localizado no bairro Ponto Novo. Aberto ao público, o encontro terá palestras sobre as duas vertentes da Umbanda. Prestigie!

Bancada

O senador Antônio Carlos Valadares (PSB) foi mantido ontem na coordenação da bancada federal de Sergipe e terá com o vice o deputado federal Mendonça Prado (DEM). Após essa decisão, os parlamentares federais sergipanos discutiram sobre as emendas que serão apresentadas ao Orçamento da União. O prefeito eleito de Aracaju, João Alves Filho (DEM), participou da reunião ao lado de seu vice José Carlos Machado (PSDB).

Sujeira

Alegando falta de pagamento, a empresa Via Norte deixou de fazer a coleta de lixo em Itabaiana. A prefeitura alega que o atraso das faturas foi provocado pelo bloqueio das contas pela Justiça para garantir o pagamento dos salários atrasados dos servidores municipais. Para minorar a situação, a prefeitura contratou duas caçambas, que só conseguem recolher 55 toneladas de lixo por dia, 25 toneladas a menos do que o volume recolhido pela Via Norte.

Homenagem

A Câmara de Vereadores homenageia hoje o conselheiro aposentado do Tribunal de Consta do Estado, Tertuliano Azevedo, com o título de cidadão aracajuano. Natural de Neópolis, o homenageado atuou fortemente contra a ditadura militar, sendo punido em 1966 com a transferência para o Rio de Janeiro. De volta a Sergipe, elegeu-se em 1978 deputado federal pelo MDB, tendo tido atuação marcante na Câmara Federal.

Do baú político

A coluna se socorre hoje com o jornalista e escritor Sebastião Nery, que em seu livro “Folclore Político” escreveu o seguinte: “Abril de 1964, logo após o golpe. O depois prefeito de Aracaju, Jackson Barreto, trabalhava na Agência Copacabana de Correios e Telégrafos, na praça 15, no Rio. Da agência Deodoro, onde fica o quartel do Exército, chega um telegrama para o Ministério: ‘Senhor General BDA fulano de tal, etc’. Um colega de Jackson ficou sem saber o que era BDA e traduziu: ‘Senhor General da Banda, fulano de tal, etc’. Horas depois, entra na agência uma patrulha do Exército, de ventas acesas: ‘Quem foi o engraçadinho do telegrafista que fez gozação com o  senhor general-de-brigada?’. Um mês suspenso por conta da banda que era brigada.”.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários