Palanque desarmado

0

O bom exemplo vem de Itabaiana. O prefeito eleito Valmir de Francisquinho (PR) disse não permitir que ninguém agrida seu adversário e atual administrador do município, Luciano Bispo (PMDB). “Essa mentalidade é coisa antiga. Vivemos uma nova era e a sociedade quer ver os palanques desarmados”. Espera-se que o comportamento de Valmir seja seguido pelo governador Jackson Barreto (PMDB) e o dublê de empresário e político Edvan Amorim, que continuam se agredindo como se ainda estivessem em campanha. O embate verbal, desde que em alto nível, é natural durante a refrega política, mas passada a eleição os homens públicos devem desarmar os espíritos e trabalhar em benefício do povo.

De volta

“Já estou em Aracaju vendo da minha varanda o encontro seminal entre o Rio Sergipe e o Atlântico, no abraço que dá origem a todos os oceanos”. A frase foi postada ontem no twitter pelo governador Marcelo Déda (PT) logo após ter chegado de São Paulo, onde se trata de um câncer no estômago. O petista vai permanecer na capital sergipana até domingo, quando retorna ao Hospital Sírio Libanês para continuar o tratamento.

Protocolar

Foi extremamente protocolar o encontro ocorrido ontem entre o governador Jackson Barreto (PMDB) e o prefeito eleito de Aracaju, João Alves Filho (DEM). A audiência entre os dois durou pouco mais de 20 minutos, tendo os dois defendendo a manutenção de uma relação republicana de respeito institucional e espírito colaborativo em prol dos aracajuanos. Às 10h de hoje, Alves Filho será recebido pelo prefeito Edvaldo Nogueira (PC do B).

Sabatina

A 1ª secretária da Mesa Diretora da Assembleia, deputada Conceição Vieira (PT), vai discutir com o secretário da Educação, Belivaldo Chagas, sobre o dia e horário que ele deseja ser sabatinado pela comissão especial do Legislativo. Candidato à vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Chagas será ouvido pelos deputados Venâncio Fonseca (PP), Mundinho da Comase (PSL), Zeca da Silva (PSC), Francisco Gualberto (PT) e Zezinho Guimarães (PMDB).

Mudanças

O plenário da Câmara Municipal de Aracaju passará por adaptações para receber os novos vereadores, particularmente Lucas Aribé (PSB), que é deficiente visual. Segundo o presidente da Casa, Emmanuel Nascimento (PT), serão necessárias reformas físicas para acomodar os 24 eleitos, pois o plenário foi concebido para 21 vereadores. O petista já entrou em contato com a Associação de Deficientes Visuais de Sergipe para discutir as adaptações a serem feitas. Legal!

Em baixa

A jornalista Rita Oliveira publica hoje no Jornal do Dia a seguinte nota: “Oito membros da Polícia Militar disputaram mandatos de vereador em Aracaju. Sargento Vieira (PR/3.714 votos), Sargento Valfran (PTdoB/1.921 votos), Sargento Prado (PTdoB/1.329 votos), Sargento Cláudio Brão (DEM/517 votos), Sargento Ramilo (PP/322 votos), Sargento Acácio Pop Califa (PSDB/174 votos), Sargento Passos (PV/33 votos), e soldado Krisvania (PMN/20 votos). Nenhum foi eleito.

“Bobo” adiantado

O horário de verão terá início à 0h do próximo domingo. Os relógios devem ser adiantados uma hora nas regiões Centro-Oeste, Sul e Sudeste do Brasil e na Bahia, o único estado do Nordeste. A medida, que tem por objetivo aliviar as redes de transmissão de energia nos períodos do dia em que o consumo é mais intenso, vai vigorar até 17 de fevereiro de 2013. Mesmo estando fora, Sergipe sofrerá os reflexos do horário de verão.

De batina

E quem reapareceu no twitter depois das eleições foi Almeida Lima (PPS), que desistiu da candidatura a prefeito de Aracaju pouco antes de a onça beber água. Ele postou que estava ouvindo entrevista concedida à rádio Ilha/FM pelo dublê de empresário e político Edvan Amorim. “Parece-me que ele está de batina. Dom Lessa tenha cuidado, pois com essa fala de vigário, a próxima investida de Amorim vai ser para tomar seu lugar na liderança da Igreja”. Misericórdia!

Posse

Um grande público prestigiou ontem à tarde a posse de José dos Anjos como o novo desembargador do Tribunal de Justiça de Sergipe. Pessoa com grande círculo de amizade, o empossado atraiu para o auditório do Palácio da Justiça ex-alunos, colegas de magistério, desportistas, familiares e colegas da magistratura. José dos Anjos substituiu o desembargador José Alves Neto, que se aposentou ao completar 70 anos de idade.

Chororô

Aqui pra nós, muitos candidatos estão repetindo contrariados a música “Político”, do fantástico Dicró, que começa assim: “Dei cimento, dei tijolo/ Dei areia e vergalhão/ Subi morro, fui em favela/ Carreguei nenê chorão/ Dei cachaça, tira-gosto/ E dinheiro de montão/ E mesmo assim perdi a eleição/Traidor, traidor”. Como dizem lá em Carira, ah, se arrependimento matasse…

Essa é do baú

Nos anos 70, jovens do bairro Siqueira Campos, em Aracaju, criaram um grupo de teatro. Após encenarem uma peça no auditório Lourival Baptista, resolveram levá-la para o teatro Atheneu, principal casa de espetáculos da capital na época. Um ‘personagem’ era motivo de preocupação de todos: o cachorro Rex, que morria baleado no meio da apresentação e ficava por alguns minutos imóvel em cena. O cão foi exaustivamente treinado para permanecer quieto até o fechamento das cortinas, porém um gaiato resolveu ‘ressuscitá-lo’ e gritou da plateia: “Pega, Rex, pega!”. Enquanto o cachorro se levantava aturdido, o público caiu na risada e a peça teve que parar por ali, pois nem os atores conseguiam conter o riso. O texto foi modificado e Rex perdeu o ‘emprego’, que lhe rendia generosos pedaços de carne no fim da apresentação.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários