PARA BOI DORMIR…

0

O senador José Almeida Lima (PSDB) conversou muito nesses últimos dois dias. Em Brasília, na quarta-feira, onde se reuniu com membros do seu partido, e em Aracaju, a partir das 14 horas de ontem, com aliados do Estado. Imaginava-se que Almeida Lima estivesse aliviado com o forte noticiário de que o ex-governador Albano Franco levantaria vôo do ninho tucano, com todos os seus correligionários, para pousar no campo ainda confuso do Partido Liberal. Mas não foi assim. Ao ser perguntado sobre a retirada de Franco do PSDB, foi curto e grosso: “é conversa para boi dormir! Ele não deixará o partido de jeito nenhum”. Em Brasília, entretanto, numa conversa com os senadores Eduardo Azeredo, Arthur Virgílio, Sérgio Guerra e Theotônio Vilela, Almeida Lima reafirmou que não fará política ao lado do ex-governador Albano Franco e lembrou que nunca foi seu aliado e nem pretende fazer composição com ele.

 

Os senadores – que formam a cúpula do tucanato – fizeram ponderações por um entendimento, para o PSDB se manter forte em Sergipe: “não percam tempo, porque essa convivência não vai acontecer”, avisou ele, para desencanto dos parlamentares que o ouviam em Brasília. Almeida Lima, entretanto, os tranqüilizou: “não deixarei o partido e tenho paciência. Quando vocês entenderem que o comando terá que vir para o nosso grupo, estaremos bem”. Lembrou, entretanto, que se filiou ao PSDB para disputar o governo de Sergipe em 2006, sob o compromisso de ter o comando da legenda no Estado: “mas se ainda não me foi passada, paciência”, disse. Só que, em Sergipe, os seus aliados estão preocupados e nem um pouco tranqüilos com essa situação. A maioria acha que o tempo está correndo e o limite para filiações termina em setembro. Para obter o comando do partido e formar diretórios, leva muito tempo.

 

O senador José Almeida Lima que o PSDB é um partido muito grande, “mas não dá para os dois”. Avisou que não quer dividir o diretório regional e não aceita que nenhum aliado do senador Albano Franco o integre: “Uma divisão do diretório com o ex-governador significaria uma boa convivência e não quero conviver com ele”, decidiu.

 

O senador Almeida Lima também fez críticas contundentes ao programa exibido pelo PSDB na segunda-feira passada, nas emissoras de televisão: “foi uma garapa”, disse. Acusou Albano Franco de não aparecer na TV para “se esconder ou não se comprometer”. Considerou que a sua presença no programa era incômoda, já que o partido teria obrigação de se manifestar sobre o assunto mais debatido no país, que é a corrupção nos Correios e Telégrafos, além da tentativa de abortar uma Comissão Parlamentar de Inquérito por parte do governo federal. Lembra que o PSDB de todo o país está na luta em favor da CPI e no combate à corrupção: “só em Sergipe os tucanos se mostraram coniventes com o que está acontecendo, porque em nenhum momento se referiram ao assunto. O objetivo era agradar o Partido dos Trabalhadores”. Além disso, segundo Almeida, não foi mostrado nenhum projeto de governo, nenhuma vontade de mudança, nenhuma crítica ao que está acontecendo no país.

 

Do Rio de Janeiro, onde se encontrava, o ex-governador Albano Franco confirmou o que Almeida dissera anteriormente: “não vamos deixar o PSDB”. Lembrou, entretanto que em toda sua vida pública, jamais vetou alguém para ingressar em qualquer partido que ele também fosse filiado: “esse não é o meu estilo”, disse. Quanto à questão do Partido Liberal confirma os convites, mas disse que jamais entraria na legenda agredindo o deputado federal Heleno Silva: “procuraria o entendimento para uma composição. Afinal Heleno praticamente montou o partido e está no comando dele”, disse. Mas em Brasília continua rolando a informação que ele está com um pé entre os liberais, tanto que na próxima semana o deputado Heleno Silva terá uma reunião em Brasília, com a cúpula liberal, exatamente para tratar do assunto.

 

Os maldosos garantem quem Albano ingressará no PL. Mas só em setembro, para não dar chance a Almeida Lima refazer o PSDB.

 

 

ADOTANTE

O Senado aprovou por unanimidade, proposta de emenda constitucional da senadora Maria do Carmo Alves (PFL) que assegura licença-maternidade à trabalhadora que adotar criança. O benefício até agora existe para mães biológicas ou servidoras públicas federais. Só depois da votação de uma emenda e que o projeto será considerado aprovado em primeiro turno.

 

ARGUMENTO

A senadora Maria do Carmo diz que os filhos naturais e adotivos têm os mesmos direitos, não se justifica que a mãe adotante tenha direitos diferentes da mãe biológica. A licença-maternidade para adoção terá de ser submetida a um segundo turno de votação, sendo encaminhada depois ao exame dos deputados.

 

JANTAR

O ex-governador Albano Franco confirmou, ontem, que jantou com o vice-presidente José Alencar (PL). Eles e os deputados Jorge Araújo, Ulices Andrade e Bosco Costa (PMDB). Não negou que tenha sido convidado para ingressar no Partido Liberal, mas reafirmou que “por enquanto todos nós continuaremos no PSDB”.

 

SOMAR

Albano Franco também disse que caso ingresse no Partido Liberal, junto com todo o seu grupo, o fará com o objetivo de somar. Acrescentou que tem preocupação com os membros da legenda e lembrou que o faria em entendimento com o deputado federal Heleno Silva (PL).

 

HELENO

O deputado Heleno Silva (PL) teve uma conversa ontem com o líder do partido, deputado Sandro Mabel (GO). Foi marcada uma reunião para a próxima semana, com o presidente do PL, Waldemar Costa. Heleno não sabe se Albano vai participar.

 

MABEL

O deputado federal Sandro Mabel disse ontem que ainda não há nada definido. “A vinda do grupo de Albano para o PL é algo que não está decidida”. Reconheceu que Heleno é o principal nome do PL em Sergipe e foi dele que partiu o convite para a vinda do ex-governador para o partido.

 

TUCANO

Antes de encontrar-se com José Alencar, o ex-governador Albano Franco teve um encontro com o presidente nacional do PSDB, senador Eduardo Azeredo (MG). Azeredo quer a solução dos tucanos em Sergipe para um entendimento entre Albano e Almeida Lima. O ex-governador admitiu que “não é impossível”.

 

REUNIÃO

Um político importante do interior percebeu que existe o dedo do prefeito Marcelo Déda (PT), para que Albano Franco fosse conversar sobre o Partido Liberal. Segundo a fonte, Déda e Albano estiveram reunidos por todo o dia do feriado de quinta-feira (26/05) e desse encontro pode ter chegado à saída, via PL, para uma composição.

 

IMAGEM

Esse mesmo político lembrou que, enquanto não se esclarecer o caso dos Correios e Telégrafos, a imagem do PTB, seu partido, fica muito ruim. Há, inclusive, pensamento de alguns membros do partido em abandonar a legenda, se o deputado federal Roberto Jefferson continuar sendo seu presidente.

 

THEOTÔNIO

O senador Theotônio Vilela (PSDB-AL) confidenciou para um parlamentar sergipano que gostava do ex-governador Albano Franco, mas torcia por um entendimento. Acrescentou, entretanto, que o senador José Almeida Lima está sendo muito fiel à legenda no Senado e está disposto a disputar o Governo do Estado.

 

VERTICALIZA

A reforma política em discussão no Congresso Nacional foi o principal tema da reunião realizada ontem pelo Partido dos Trabalhadores. Os parlamentares confirmaram apoio à proposta de manutenção da verticalização eleitoral para as candidaturas nacionais, estaduais, distritais e municipais.

 

ENCONTRO

Secretários de Estado e membros do segundo escalão vão se reunir no auditório de um hotel da orla hoje à noite. A reunião continuará por todo o dia de amanhã e da segunda-feira. Será feita uma avaliação do trabalho de todas as pastas. Segundo um dos auxiliares do Governo, haverá também um momento de reflexão para melhorar a alto-estima.

 

ASSALTO

Não aconteceu o assalto a uma agência bancária que fora antecipadamente informado ao sistema de segurança do Estado, que uniu forças das Polícias Civil e Federal. Três dos assaltantes foram presos na Bahia e o restante fugiu. A quadrilha era formada por assaltantes do Pará, São Paulo, Rio de Janeiro e Goiás.

 

 

Notas

 

RENDA

Apear dos avanços nas áreas de educação e combate à pobreza, o Brasil tem uma das piores distribuições de renda do mundo, perdendo apenas para Serra Leoa, na África. Foi o que mostrou um estudo feito pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), vinculado ao Ministério do Planejamento. A desproporção é absurda e vergonhosa: um por cento dos brasileiros mais ricos detém uma renda equivalente aos ganhos de 50% dos mais pobres. O combate a esse distanciamento depende do crescimento econômico.

 

REPROVA

O senador Almeida lima (PSDB) criticou a viagem do prefeito Marcelo Déda (PT) à Europa, alegando que não existe uma justificativa plausível para isso: “tenho lido na imprensa que o prefeito de Aracaju está em um dos países da Escandinávia, e o que é que ele tem para trazer de lá”. Almeida Lima aproveita para dar uma alfinetada no prefeito: “o que Marcelo Déda deverá trazer desses países da Europa são as mais novas estruturas de dominação do Estado e maneiras de subalternar a sociedade”.

 

RESPONSABILIDADE

O secretário de Comunicação do Município, Milton Alves, disse que o prefeito Marcelo Déda tem “responsabilidade social com uma administração voltada para o povo”, e admitiu que Almeida Lima está com “dor de cotovelo”. Déda foi a Finlândia e Dinamarca mostrar avanços na área da saúde, com o Samu. Segundo ainda informação de Milton Alves, o prefeito Marcelo Déda também foi a Paris como vice-presidente internacional da Frente dos Prefeitos da Capital, para participar de uma convenção sobre municípios.

 

 

É Fogo

 

O secretário de Finanças do Município, Nilson Lima (PT), está começando a visitar cidades do interior, para conversar com lideranças políticas. Nilson é candidato a deputado federal.

 

O Governo do Estado tem certeza de que vai a Vila Chapéu de Couro, montada na Atalaia, vai atrair um grande número de turistas durante o São João.

 

No ano passado a vila fez sucesso durante 60 dias, com a presença de turistas. A vila é uma rua cenográfica de uma pequena cidade do interior.

 

O deputado Ivan Paixão (PPS) apoiou a manifestação contra o tabagismo, que é a maior causa mortes preveníveis existente na sociedade de hoje.

 

O ex-prefeito Jerônimo Reis (PTB), que e encontra em Recife, já está abrindo seu escritório político para iniciar a campanha para o próximo ano.

 

As eleições estaduais do próximo ano foram as mais antecipadas de todos os tempos. As candidaturas foram conhecidas com muita antecedência.

 

O deputado Edney Caetano (PSB) adverte que o Hospital de Cirurgia pode fechar, por falta de recursos. Ele pede uma solução para o Cirurgia.

 

O deputado Mardoqueu Bodano (PL) sugere ao secretário da Educação que coloque nas salas de aula, o número do telefone do disque denuncia de abuso sexual infantil.

 

A posse do prefeito Altamiro Faustão (PPS) e dos vereadores eleitos no município de São Francisco em 2004 foi anulada pelo juiz Evilásio de Araújo Filho, da comarca do Cedro.

 

Nove sergipanos, entre secretários de Turismo e técnicos, estão em São Paulo participando do Salão do Turismo – roteiros do Brasil.

 

O consumidor brasileiro esteve menos “atolado” em dívidas no mês e abril, em relação a março, conforme revelou o Indicador Serasa de Inadimplência.

 

Uma pesquisa mostra que a maioria dos brasileiros ainda não sabe exatamente como definir os impostos, mas mesmo assim sente que paga além do que deveria por eles. 

 

brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários