PARA OS POBRES, O RIGOR DA LEI

0

No nosso país, somente o pobre, humilde e com nenhum poder de organização, é obrigado a cumprir os desígnios da lei.

 

O que acontece com o Imposto de renda? Proporcionalmente, é o assalariado quem mais o paga.

 

Ainda há pouco, a secretaria da Receita Federal mostrou que as Leis Tributárias em vigor permitem que as grandes organizações e as grandes fortunas paguem tanto ou, em muitos casos, menos Imposto de renda do que um assalariado.

 

Sobre a corrupção no serviço público, todos falam, todos sabem de sua existência, mas poucos, muito poucos, temos vistos serem chamados para responder pelos seus crimes.

 

Nas greves dos servidores públicos é a população brasileira, principalmente os mais desprotegidos, quem paga os dias em greve, que a justiça sempre manda pagar, mesmo que nesses dias a população não tenha acesso aos serviços públicos.

 

Assim, o que se vê são os poderosos, os fortes e ricos desafiando a justiça. Com sua força, podem fazer com que, na maioria das vezes, as decisões lhes sejam favoráveis e quando não o são, simplesmente as desprezam. Enquanto isto, aos pobres, desorganizados e fracos não cabe outra alternativa, senão cumprir toda e qualquer decisão judicial.

 

Donde se conclui: Nem todos são iguais perante a lei.

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários