Parabéns TV Sergipe: reconhecer um erro é um ato sábio

0

                           Blog Cláudio Nunes: a serviço da verdade e da justiça

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

Alguém já escreveu que reconhecer um erro é um ato sábio. A humildade de alguém para reconhecer que errou deve ser enaltecida sempre. Do contrário, mostrar arrogância quando a maioria esmagadora está contra um ato mostra não só despreparo para aceitar o contraditório, mas prepotência por se achar que está acima de tudo e de todos.

Alguns esquecem que a história deixa registrados os erros e acertos. No caso da TV Sergipe, cuja escolha de um cantor de arrocha para representar Sergipe no São João da Gente, da Rede Globo, a repercussão negativa estava tão grande que a emissora incluiu ontem, 01, ao lado de Deivinho Novaes, a banda Xote Baião e o artista Mestrinho através de um clip que será divulgado pela rede.

Para deixar claro: não foi um movimento contra o cantor Deivinho Novaes, pelo contrário, ele entrou de gaiato na história. Ele tem seu valor e sabe cantar muito bem o que escolheu: o arrocha. A responsabilidade foi da direção da TV Sergipe.

Sergipe tem dezenas de legítimos representantes do forró autêntico. Qualquer um deles representaria com maestria Sergipe que se intitula o “País do Forró”.

O blog homenageia, neste ato de humildade da emissora de reconhecer um erro, um dos seus fundadores, o empresário já falecido, César Franco. Ele, com certeza, está satisfeito porque Sergipe agora será realmente representado por uma banda de forró.

Foi um momento histórico para os forrozeiros e para a própria TV Sergipe. No futuro, este movimento será lembrado como um ato do sentimento de sergipanidade que aflorou na maioria dos sergipanos.

Parabéns à TV Sergipe, pois sua direção pensou como Juscelino Kubitschek: “Costumo voltar atrás, sim. Não tenho compromisso com o erro.”



Blog será atualizado na sexta-feira, 04 Devido ao feriado nacional de Corpus Christi, nesta quinta-feira, 03, o blog só será atualizado na sexta-feira, 04.

Corpus Christi: do mistério da eucaristia e o sentido de doação para quem tem fome Na situação difícil que o país atravessa, com quase 500 mil mortos, os brasileiros, principalmente os católicos, precisam aproveitar o feriado de Corpus Christi, que celebra o mistério da eucaristia para refletirem sobre o dia a dia, o que pode fazer para ajudar ao próximo, principalmente os mais pobres que estão passando fome por conta do enorme desemprego. É preciso não apenas rezar, mas colocar na prática o sentido de doação para os mais necessitados. Pensem e reflitam! Se cada um fizer sua pequena parte, ao final será uma grande ajuda para todos.

Extra! Prefeitura de Aracaju se apropriou do Hospital e maternidade Sempre Viva através de portaria publicada no Diário Oficial do município Consultado um jurista sergipano radicado em Brasília garantiu que não há base Constitucional para isso. Questionamentos:           
Qual o iminente perigo público?

Por que a SEMPRE VIVA?

Qual a fundamentação?

QuaL será a indenização?

O art. 5º, inciso XXV, da Constituição Federal, estabelece a possibilidade da “autoridade competente”, em casos de iminente perigo público, “usar” de propriedade particular, assegurada ao proprietário a indenização posterior, se houver dano.

A CF fala em uso, não em requisição. Uso de bens particulares, nunca de profissionais. É o quê? Escravidão? Requisitar o trabalho de médicos na tora?



Foto e manchete de matéria da Infonet: https://infonet.com.br/noticias/cidade/sobe-para-cinco-o-numero-de-vitimas-apos-incendio-no-nestor-piva/

Hospital Nestor Piva: morreram cinco pessoas. Cinco famílias destruídas. A pergunta que não quer calar: quem será responsabilizado? Não foi uma fatalidade!

CPI da Pandemia aprova pedidos de informação sobre incêndio em hospital de Sergipe (Agência Senado) A CPI da Pandemia vai enviar pedidos de informação a diversos órgãos sobre o incêndio ocorrido no Hospital Nestor Piva, em Aracaju, na última semana. Requerimento do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) com esse fim foi aprovado nesta terça-feira (1°), durante a reunião da CPI destinada a ouvir a médica Nise Yamaguchi.

Suspeita O incêndio, ocorrido no dia 28 de maio, atingiu a ala de estabilização para pacientes com covid-19. Quatro pessoas, todas pacientes, morreram e várias precisaram de atendimento médico. Mais um paciente morreu na segunda-feira (31), mas ainda não há comprovação de que a morte tenha sido causada pelo incêndio. A suspeita é de que o fogo tenha se iniciado no ar-condicionado do setor de covid-19.

Apuração dos fatos “Faz-se necessária a devida apuração dos fatos e eventuais responsabilidades por ação ou omissão nesse evento trágico que vitima os sergipanos e que se relaciona com o objeto desta CPI na medida em que recursos federais foram disponibilizados e devem ser utilizados para adequada preparação dos meios e instalações hospitalares, a fim de enfrentar grande aumento da demanda causado pela pandemia”, diz o Alessandro Vieira no requerimento.

Documentação No documento aprovado pela CPI, o senador Alessandro Vieira pede informações à prefeitura de Aracaju, ao Centro Médico do Trabalhador, que administra o Hospital Nestor Piva, ao Corpo de Bombeiros, ao Instituto Médico, Legal, ao Ministério Público e à Polícia Civil de Sergipe. Os documentos solicitados são cópia de alvarás e de licenças para construção do anexo e reforma do hospital; de laudos de inspeção; do Plano de Prevenção e Combate à Incêndio; dos autos do inquérito; e de laudos que relatem as causas das mortes das vítimas.

Deputado pede investigação rigorosa O deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania) afirmou, durante o seu discurso realizado na manhã desta terça-feira (01), na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), que é preciso haver uma investigação rigorosa em relação ao que que aconteceu na Unidade de Pronto Atendimento Nestor Piva, na última sexta-feira, 28 de maio.O parlamentar relembrou que a Alese aprovou no ano de 2016, a Lei 8151/2016 que estabelece e define critérios acerca de sistemas de segurança contra incêndios e situações de pânico nos prédios estaduais de Sergipe e que a base para essa investigação deve seguir os parâmetros da legislação aprovada.

Legislação Passos relembrou que na Lei 8151/2016 ficou determinado inclusive quais são os órgãos responsáveis pela liberação de alvarás, de planos de contenção e de combate aos incêndios. Outro ponto levantado pelo deputado em seu discurso foi o fato de os corpos das vítimas não terem sido encaminhados ao Instituto de Medicina Legal de Sergipe (IML).“No mínimo temos que ter uma investigação rigorosa que seja feita pelos órgãos competentes. Não podemos apenas lamentar o que aconteceu. Temos que apurar se houve negligência. Além disso, temos também o fato de os corpos das vítimas não terem sido periciados pelo IML. A nossa legislação obriga que quando a morte não é natural a perícia deve ser feita no IML”.

Nova UTI Covid-19 do Hospital São José tem verba parlamentar de Laércio Oliveira O deputado federal Laércio Oliveira (PP) realizou ontem, 01, uma visita às novas instalações da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Covid-19 do Hospital São José, em Aracaju. Serão 18 leitos para atender os pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Com uma emenda parlamentar no valor de R$ 300 mil, o deputado contribui para a realização da obra que ampliará a rede de atendimento às vítimas da Covid-19 no Estado.

Gratidão “O deputado Laércio Oliveira é uma pessoa muito importante para o Hospital São José, e nós reconhecemos isso com muita gratidão. Não é de agora que ele olha para esta unidade. Além de emendas para o combate à Covid-19, Laércio sempre investiu em verbas e ações políticas aqui dentro. É uma pessoa que a gente pode contar. Esperamos que esta UTI, que será inaugurada em breve, fique como um legado para a população sergipana”, disse o médico Jeferson D’Ávila.

Atenção especial Para o coordenador geral do Hospital São José, Fulvio Leite, a visita do deputado Laércio Oliveira reafirma o seu respeito e atenção com Hospital São José. “Os recursos destinados por ele viabilizam a abertura da nossa UTI. Serão 18 leitos para o combate à Covid-19 e quem ganhará com isso será a população e o Estado de Sergipe. Com essa verba, nós poderemos comprar os equipamentos, além dos investimentos na Otocenter que faz um trabalho fantástico com a população na saúde auditiva”, pontuou.

Empenho Laércio reconheceu o empenho de toda equipe do Hospital São José e se comprometeu em sempre ajudar a unidade que presta um excelente serviço para a comunidade. “O que a gente nota aqui é o envolvimento com a saúde da população do nosso Estado. Já conhecíamos essa realidade e na manhã desta terça-feira recebemos o convite para ver de perto o andamento dessa obra e outras necessidades do hospital. É importante estarmos ao lado do Hospital São José porque a gente nota que as coisas andam por aqui e isso é muito importante”, afirmou o deputado. Também acompanharam a visita a diretora presidente do Hospital São José, Irmã Vânia; a coordenadora de Captação de Recursos, Sandra Leite; a coordenadora da Tesouraria, Irmã Lúcia; a advogada Carolina Teixeira; e a secretária parlamentar, Glória Sena.

Prefeitura de lagarto nega ajuda a família que morava em barraco de taipa; vereador fica indignado com o caso Deu no “O Bolo é Grande”: Dona Maria José residia em um barraco feito de taipa no Povoado Olhos D´Água, em Lagarto. As brechas pelo lado de fora da moradia, serviam de espaço para o barbeiro, o transmissor da doença de Chagas. Quando chovia, à casa de Dona Maria ficava alagada. Alarmado com a situação, o vereador Washington da Mariquita (MDB) organizou uma campanha para construir uma nova casa para ela e sua família. No ensejo, ele solicitou uma retroescavadeira à Prefeitura de Lagarto, a fim do poder executivo municipal agir em benefício de uma munícipe, mas teve o pedido negado. Apesar da insensibilidade da prefeitura, diversas doações estão ajudando na construção da residência nova.

 Solicitações negadas Não é a primeira vez que o parlamentar recebe uma negativa da prefeitura, quando o assunto é moradia. Ao cobrar celeridade na construção de casas de alvenaria no município, não há o interesse – ações diretas – da prefeitura. Indignado, entrou ao vivo no Programa Sergipe em Destaque, 102.7 FM, apresentado por Aclécio Prata, nesta segunda-feira, 31. “ Uma prefeitura com recursos, dizer que não tem como ajudar. Isso é um absurdo! ”. Washington faz parte da oposição na Câmara Municipal de Lagarto, inclusive, aprovou junto dos demais vereadores da oposição, o Auxílio Emergencial Municipal de R$ 250 reais, mas ainda não foi aprovado pela prefeita Hilda de Gustinho (Solidariedade). Quem puder ajudar Dona Maria José, entrar em contato com o vereador pelo telefone – 79 99966 0114.

Jucese, Sebrae e Fames realizam evento sobre Desburocratização do Registro Empresarial Ontem, 1º, a Junta Comercial de Sergipe (JUCESE), em parceria com o SEBRAE e a Federação dos Municípios do Estado de Sergipe (FAMES), realizou um evento com gestores e equipes técnicas das prefeituras que ainda não estão integradas à Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesim). Além do presidente da Jucese, Marco Freitas, estiverem presentes o superintendente do SEBRAE, Paulo do Eirado, e o diretor técnico Brenno Barreto

Redesim Freitas detalhou os benefícios do Portal Redesim para os municípios, principalmente na desburocratização da abertura de empresas nos municípios, facilitando negócios e aumentando a arrecadação de impostos. “A formalização é fundamental e benéfica para todos, por isso devemos fazê-la com eficiência e agilidade”, destacou.

Integração De acordo com ele, para que haja essa integração das prefeituras com o Portal, é preciso que haja a capacitação dos servidores municipais sobre a ferramenta, em especiais as equipes das secretarias de Meio Ambiente, Vigilância Sanitária e Tributos. “O treinamento, que não traz nenhuma despesas para os municípios, é de suma importância para garantir menor burocracia na abertura de empresas, controle e aumento de arrecadação”, frisou Marco Freitas.

Informatização “Estamos em processo de informatização justamente para oportunizar um crescimento do mercado. Essa integração veio para impulsionar o funcionamento do nosso setor que há anos está em atraso”, afirma Jonhnat Fortes da Costa, secretário de finanças de Santana de São Francisco, que participou do evento.

Políticas públicas Segundo o superintendente do SEBRAE, a integração é importante não só pelo crescimento da base tributária proveniente da formalização, mas também pela informação usada a favor de políticas públicas. “O SEBRAE está inteiramente à disposição dos municípios para fazer um ambiente próspero de negócios vinculado à formalização. Com a informação, os gestores públicos poderão ter dados conclusivos sobre o cenário local e assim desenvolver projetos com resultados positivos”, salienta Paulo do Eirado.

Laranjeiras: Prefeitura, IPHAN e Arquidiocese firmam intenção de parceria para restaurar igrejas históricas Nesta terça-feira (1º), o secretário de Cultura e Turismo de Laranjeiras, Plácido Lyra, recebeu a visita do Arcebispo Dom João e do Superintendente do Iphan, Diego Amarante Santos Passos. Juntos, o religioso e os gestores visitaram algumas Igrejas, como a Matriz, do Sagrado Coração de Jesus e a de Nossa Senhora da Conceição dos Pardos, mais conhecida como Igreja do Galo.

Parceria Durante as duas visitas, ficou acertada a intenção de se firmar uma parceria entre a Prefeitura de Laranjeiras, o Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e a Arquidiocese, com o intuito de elaborar projetos de restauração desses dois importantes patrimônios históricos do município. Assim como, outros encontros devem ser agendados para o andamento dos trabalhos. Também estiveram presentes à visita, o padre Francisco de Assis, os secretários municipais de Planejamento, Redemarques Santos, de Obras, Marcelo Guimarães e o adjunto de Cultura e Turismo Leomax Célio.

PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018

Solidariedade Uma das consequências da pandemia é a insegurança alimentar. Mas a solidariedade tem sido forte, para ajudar as famílias menos favorecidas. O Sindicato do Comércio Atacadista e Distribuidor do Estado de Sergipe (Sincadise) e a Confederação Nacional do Comércio (CNC) entregaram 20 toneladas de alimentos à campanha Solidarize-SE, organizada pelo Governo do Estado, em parceria com empresários do setor atacadista distribuidor. Ao todo, foram entregues 1.575 cestas básicas que serão doadas a famílias sergipanas. “Nesse momento, qualquer tipo de doação é muito bem-vinda. Por isso, aproveito para convidar os empresários de todos os setores da atividade econômica do nosso estado para participarem desta nobre ação”, disse Breno França, presidente do Sincadise.





EVENTOS ONLINE – É SÓ ENVIAR PARA DIVULGAR NESTE ESPAÇO

Hoje, 02, ATEC promove live sobre nova lei de licitações A ATEC Contabilidade Pública promove hoje, 02, às 18h, uma live para esclarecer aspectos relevantes e principais alterações da nova lei de licitações (Lei nº 14.133/2021), que foi sancionada pelo presidente da República em abril passado. O palestrante será Matheus Carvalho (Procurador da Fazenda Nacional) e a mediadora será Íris Fernanda S. Nascimento (Advogada, Coordenadora de Licitações e Contratos e Analista de Controle Interno da ATEC).É importante frisar que o normativo substituirá, após dois anos de transição, a Lei Geral das Licitações (Lei nº 8.666/1993), a Lei do Pregão (Lei nº 10.520/2002) e o Regime Diferenciado de Contratações/RDC (Lei nº 12.462/11), além de agregar diversos temas relacionados a contratações públicas. O normativo já pode ser aplicado, mas ainda será possível lançar licitações pelo regime tradicional, a fim de que os órgãos e entidades se adaptem gradativamente às novas regras. Ao final do biênio, ela passará a ser obrigatória para todos. O objetivo da live, que será transmitida pelo canal do Instagram da ATEC https://www.instagram.com/ateccontabilidadepublica/ , é orientar equipes técnicas das gestões municipais a respeito da nova lei, que ainda provoca muitas dúvidas.


PELO E-MAIL nunesclaudio@infonet.com.br E FACEBOOK

Nota de Agradecimento

Em reunião realizada no dia de hoje (01), na TV Sergipe, fomos recebidos pela equipe de programação liderada por Fábio Carneiro, onde estiveram presentes, os representantes da Associação de forrozeiros, Jailson do Acordeon e Alberto Marcelino, e a representante do Fórum Nacional de Forró em Sergipe e do Grupo dos Artistas Independentes de Sergipe, Antônia Amorosa.

Na oportunidade, Fábio Carneiro destacou com sua equipe sobre o trabalho desenvolvido pelo TV durante todo o ano, a favor da cultura local, que foi reconhecida pelos presentes, onde o mesmo relatou toda movimentação feita nas últimas 24h visando agregar representações do nosso forró, na programação do São João do Nordeste, realizado pela Rede Globo Nordeste e afiliadas.

Por decisão acordada entre a afiliada e a central do Programa São João do Nordeste, as atrações que farão parte do projeto que irá representar o estado de Sergipe são: Xote Baião – que estará na mesma grade do Programa São João do Nordeste, ao vivo, além do artista já divulgado anteriormente pela emissora.
O artista Mestrinho irá representar os forrozeiros do nosso Estado, merecidamente, por ser um orgulho para todos os sergipanos através do clip que será divulgado pela rede. E, no Giro Sergipe, o nosso patrimônio, Erivaldo de Carira, será o grande homenageado.

Agradecemos a direção da TV Sergipe pela abertura do diálogo e pelo resultado que traz uma importante vitória para nossa cultura.

Aracaju, 01 de Junho de 2021
Grupo dos Artistas Independentes de Sergipe


ANÚNCIO DE PROTESTO, AMANHÃ, 03

Protesto no feriado de Corpus Christi pode complicar o trânsito das rodovias estaduais da região das praias de Aracaju.

Moradores do Robalo, zona sul da capital sergipana, vão realizar mais uma manifestação para protestar sobre a forma como o prefeito Edvaldo Nogueira encaminhou para a Câmara Municipal o projeto de lei para transformar toda a Zona de Expansão Urbana em seis bairros.

O protesto será realizado na manhã da próxima quinta, 3, na Rodovia dos Náufragos, KM 7, no Robalo e poderá deixar o trânsito na região ainda mais lento.

No dia primeiro de maio os mesmos moradores já haviam feito outra manifestação semelhante. A novidade para esta é que os organizadores prometem incrementar no protesto representações da cultura local, como reisado, samba de coco, sanfoneiros, entre outros. Querem aproveitar o início dos festejos juninos, que têm forte apelo nos povoados.

O protesto é pela abertura de diálogo por parte da prefeitura e da Câmara Municipal de Aracaju. Parte dos moradores tem insistido que a prefeitura e a Câmara de Vereadores descumpriram normas federais, especialmente as que determinam que, para a concepção das mudanças e antes do projeto tramitar no Poder Legislativo, audiências públicas sejam realizadas.

A proposta dos moradores é não interromper totalmente o trânsito e também não vão queimar pneus, como normalmente acontece nesses tipos de protestos. Levando em conta a pandemia e evitando as grandes aglomerações, as atrações culturais, as faixas e a entrega de panfletos serão espalhados nas duas margens da rodovia. O uso de máscaras e de álcool será garantido pela comissão organizadora.

A lei que transformou a Zona de Expansão de Aracaju em seis bairros (Mosqueiro, Matapoã, Areia Branca, Gameleira, São José dos Náufragos e Robalo) foi aprovada no dia 10 de março e foi sancionada pelo prefeito Edvaldo Nogueira no dia 23 do mesmo mês.

Desde lá se criou uma polêmica em torno da necessidade e da legalidade do ato dos poderes Executivo e Legislativo.

Segundo o prefeito Edvaldo Nogueira e a maioria dos vereadores que votou a favor do projeto, a transformação da Zona de Expansão em seis bairros vai facilitar a chegada de recursos e, consequentemente, de obras para a região.

Segundo juristas e especialistas em planejamento urbano, a Câmara de Vereadores, ao aprovar e a Prefeitura Municipal de Aracaju, ao sancionar a nova lei, cometeram uma série de ilegalidades, ferindo a Lei 10.257/2001, o Estatuto da Cidade.

Além da Comissão de Moradores, entidades que debatem o tema, como o Fórum em Defesa da Grande Aracaju, a Associação dos Geógrafos do Brasil (AGB), o Fórum de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro, sindicatos, pesquisadores, professores da área de arquitetura, urbanismo e engenharia, advogados, sindicatos, centrais sindicais se juntaram aos moradores para fortalecer o movimento.

Os moradores afirmam que convidaram todos os vereadores para as suas manifestações, porém somente alguns da oposição ao prefeito Edvaldo Nogueira têm comparecido e têm se mostrado abertos ao diálogo.

Em outra frente uma representação foi protocolada junto ao Ministério Público Estadual, onde são denunciadas o que os militantes chamam de ilegalidades.

O projeto entrou na pauta da Câmara Municipal do dia 10 de março após um requerimento de urgência apresentado pelo líder do prefeito, vereador Professor Bittencourt (PCdoB) e pegou os vereadores de surpresa, já que não tiveram tempo para a realização dos estudos.

Os vereadores que votaram contra tentaram explicar que aquele tipo de projeto não poderia ser votado sem observar o que determina o Estatuto da Cidade e sem a realização das audiências públicas e que a matéria poderia ficar para ser discutida quando chegasse ao parlamento municipal a revisão do Plano Diretor, mas prevaleceu a vontade da bancada de apoio ao prefeito.

Por sua vez, as entidades e os moradores alegam que o projeto, da forma como foi aprovado, trouxe reflexos negativos para quase todos os povoados, a ponto de não respeitar os núcleos tradicionais de alguns deles, assim como não respeitar minimamente os limites tradicionais.

Com as mudanças o núcleo do Robalo ficou no novo bairro São José dos Náufragos, o núcleo da Gameleira, ficou dentro dos limites do novo bairro Areia Branca, o Mosqueiro e a Areia Branca, dois dos maiores e principais povoados da região perderam áreas expressivas para um bairro novo – o Matapoã – que não correspondia a um povoado.

Na sessão realizada na Câmara Municipal de Aracaju, em 10 de março, votaram a favor do projeto do Prefeito Edvaldo Nogueira os vereadores Anderson de Tuca (PDT), Binho (PMN), Cícero do Santa Maria (PODE), Eduardo Lima (Republicanos), Fabiano Oliveira (PP), Fábio Meirelles (PSC), Isac (PDT), Joaquim do Janelinha (PROS), Manoel Marcos (PSD), Palhaço Soneca (PSD), Paquito de Todos (Solidariedade), Pastor Diego (PP), Professor Bittencourt (PCdoB), Ricardo Vasconcelos (REDE), Sargento Byron do Estrelas do Mar (Republicanos), Sávio Neto de Vardo da Lotérica (PSC) e Vinícius Porto (PDT).

Alegaram falta de tempo para a análise do projeto e votaram contra: Ângela Melo (PT), Emília Correa (Patriota), Linda Brasil (PSOL), Ricardo Marques (Cidadania) e Sheyla Galba (Cidadania). O vereador Breno Garibalde (DEM), que é pós-graduado em urbanismo e que é da base do prefeito Edvaldo Nogueira, se absteve, legando falta de tempo para análise do projeto. O vereador Josenito Vitale, por ser presidente não precisou votar, mas defendeu o projeto do prefeito.

Alguns moradores defendem que este deve ser o último protesto pacífico, dentro das comunidades e que, não havendo abertura de diálogo, as ações diretas devem sair para a Câmara e para a Prefeitura de Aracaju.


Siga Blog Cláudio Nunes:       

Instragram

 Facebook

 Twitter

 

 



Frase do Dia
O juízo dos homens é mais temeroso que o juízo de Deus; porque Deus julga com entendimento, os homens julgam com a vontade. (…)Na justiça dos homens (…) prevalece a inveja contra a inocência, a calúnia contra a verdade, a tirania contra a justiça (…) Sermão da Segunda Dominga do Advento.

https://www.vaticannews.va/pt/papa/news/2021-06/papa-francisco-constituicao-apostolica-codigo-direito-canonico.html

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais