PCCV, obra de ficção

0

Concebido há sete anos, ainda no 1º governo de Marcelo Déda (PT), o Plano de Cargos,  Carreiras e Vencimentos (PCCV) finalmente chegou à Assembleia. Entre outras vantagens, o projeto institui a tabela de vencimentos, as formas de progressão funcional e o enquadramento dos servidores. Seria uma maravilha se, ao ser aprovado pelos deputados, o PCCV fosse colocado em prática. O governo, contudo, já avisou que os benefícios previstos só serão pagos quando estado tiver condições financeiras para tanto, quando Deus der bom tempo. Ou seja, vai se aprovar o plano e os servidores permanecerão recebendo um salário de fome, que não é corrigido há três anos. Portanto, o PCCV tem cara de obra de ficção e cheira a uma jogada eleitoreira para conquistar a simpatia da chamada raia miúda do serviço público estadual. Uma lástima!

Nova fábrica

Está pronta para ser inaugurada em Estância a nova e moderníssima fábrica de tecidos S/A Constâncio Vieira (SACV). Com a entrada em operação dos novos equipamentos, instalados numa área construída de 21 mil metros quadrados, a centenária indústria têxtil passará a fabricar mensalmente 2 milhões de metros de tecidos acabados, o dobro do que é produzido atualmente. O Sistema Empresarial Constâncio Vieira investiu cerca de R$ 90 milhões no novo projeto, que vai ampliar para 450 o número de empregos diretos.

Novo mercado

A Prefeitura de Aracaju inaugura hoje mais uma obra iniciada na administração do ex-prefeito Edvaldo Nogueira (PC do B). Trata-se do novo mercado do conjunto residencial Augusto Franco. Avaliado em R$ 6 milhões, a nova estrutura conta com seis pavilhões, 152 boxes, oito quiosques, oito galpões, um palco, um bloco administrativo, banheiros masculinos e femininos e um auditório.

50 anos do golpe

No dia 31 de março de 1964, o Brasil sofreu um radical choque em sua trajetória política que marcou profundamente a vida do país. Capitaneada pelas Forças Armadas, o golpe militar de 64 depôs o presidente João Goulart e assumiu o governo pelos 21 anos que se seguiram. Nestas duas décadas, os covardes militares golpistas assassinaram e torturaram grande número de brasileiros nos porões escuros da repressão. Portanto, hoje é um dia de luto para os brasileiros.

Divisão em debate

A seccional da OAB se reúne hoje com moradores da zona de expansão de Aracaju para discutir o processo sobre o limite territorial entre a capital sergipana e São Cristóvão. Este último município ganhou judicialmente o direito de incluir em seu território a chamada zona de expansão. Revoltados, os moradores e a Prefeitura da capital reagiram contra. No momento, o processo tramita no Tribunal Regional Federal da 5ª, Região, em Recife.

Expectativa

Esta é uma semana decisiva para o prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM). Até o próximo sábado (5), ele terá que resolver se permanece no cargo ou se renuncia para disputar o governo de Sergipe. Há quem garanta que, plagiando Dom Pedro I, o demista vai preferir dizer ao povo que fica. Em isso acontecendo, restará a dúvida sobre qual candidato a governador terá o apoio de João Alves. Aguardemos, portanto!

Medíocre

O prefeito João Alves Filho (DEM) está fazendo uma administração medíocre em Aracaju. Quem pensa assim é o deputado federal Márcio Macedo (PT). Segundo ele, apesar do péssimo governo, o demista não é criticado pelos partidos que deviam lhe fazer oposição, pois todos sonham com o apoio eleitoral de João, caso ele decida permanecer à frente da Prefeitura.

Lei seca

A lei seca vem impulsionando um produto até pouco tempo relegado ao segundo plano nas estratégias de venda e marketing das grandes companhias de bebida: a cerveja sem álcool. Para se ter uma ideia, no ano passado as vendas dessa bebida nas lojas do Walmart em Sergipe aumentaram 80% em relação a 2012. Apesar de ainda não estar definida, a expectativa para 2014 é que de as vendas desse tipo de bebida continuem fortes.

Prova dos nove

O deputado estadual Augusto Bezerra (DEM) denunciou, em dezembro passado, que o PSB tinha 600 cargos comissionados no governo. A acusação foi prontamente negada pelo senador Antônio Carlos Valadares: "Não temo essa tática nazista de adversários para destruir reputações. Quem viver verá!", reagiu. Agora que o PSB está abandonando o barco governista, vai ser possível saber qual o número exato de cargos que o partido ocupa na administração estadual.

Misturadoras

Boa parte do fertilizante usado na agricultura do Centro-Oeste brasileiro é produzido em Sergipe, onde existem 12 empresas misturadoras. Elas misturam Nitrogênio, Fósforo e Potássio – a famosa fórmula NPK – em grandes quantidades, que são transportadas por caminhões para a fronteira agrícola brasileira. A Vale e a FAFEN são as fornecedoras de potássio e nitrogênio às misturadoras sergipanas.

Recorte de jornal

Publicado no aracajuano Jornal de Notícias em 1º de fevereiro de 1932

Resumo de Jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais