Pequeno glossário dos principais “termos sustentáveis”

0

Nem todo mundo tem a exata compreensão do significado de muitos dos termos utilizados quando o assunto envolve Meio Ambiente, Sustentabilidade ou Educação Ambiental. Com a intenção de informar e compartilhar conhecimento, reproduzo aqui um breve glossário com os principais conceitos que costumamos ler, ouvir ou falar. Espero que seja útil e que possa servir também como fonte de pesquisa para quem se interessar ou eventualmente precisar buscar tais termos. A minha fonte foi o ‘Guia de Comunicação e Sustentabilidade do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável’, que está disponível na página do Santander. Seguem alguns significados:

Agenda 21
Programa de ações do Ministério do Meio Ambiente que visa concretizar objetivos do desenvolvimento sustentável definidos no Rio de Janeiro, em 1992, durante a Segunda Conferência da Terra, patrocinada pela ONU.Os países que se comprometeram a implementá-la devem aplicá-la nos âmbitos nacional, regional e local. Com isso, cidades e comunidades são incentivadas a colocar em prática uma política de desenvolvimento sustentável. No Brasil, já existem mais de 150 Agendas 21 locais em andamento.

Alimentos orgânicos
A Lei Federal no 10.831, de 23 de dezembro de 2007, considera o sistema orgânico de produção agropecuária aquele em que se adotam técnicas, mediante a otimização do uso dos recursos naturais e socioeconômicos disponíveis e o respeito à integridade cultural das comunidades rurais, tendo por objetivo a sustentabilidade econômica e ecológica, a maximização dos benefícios sociais e a minimização da dependência de energia não renovável e empregando métodos culturais, biológicos e mecânicos para a proteção do meio ambiente.

Ambientalmente amigável (Ecofriendly)
O termo aplica-se às atitudes ecologicamente corretas, tomadas por empresas, instituições ou pessoas. Atesta que elas agem em concordância com o que há de mais sustentável naquele segmento.

Aquecimento global
É o resultado do lançamento excessivo de gases de efeito estufa, sobretudo dióxido de carbono (CO2), na atmosfera. Esses gases formam uma espécie de cobertor, cada dia mais espesso, que torna o planeta cada vez mais quente e não permite a saída da radiação solar.

Biodegradável
São características de substâncias naturais ou com elementos naturais que, ao entrar em contato com o solo, sofrem um processo de decomposição, integrando-se a esse solo, sem causar poluição.

Biodiversidade
Conjunto de todas as espécies de seres vivos do planeta, é a célula mãe do desenvolvimento sustentável, pois afeta a qualidade da vida humana e constitui um componente essencial da sustentabilidade de toda a atividade humana, incluindo a atividade econômica.

Carta da Terra
A Carta da Terra é uma declaração de princípios éticos fundamentais para a construção, no século 21, de uma sociedade global justa, sustentável e pacífica. Busca inspirar todos os povos a um novo sentido de interdependência global e responsabilidade compartilhada voltado para o bem-estar de toda a família humana, da grande comunidade da vida e das futuras gerações. É uma visão de esperança e um chamado à ação.

Consumo consciente
Consumir de forma consciente é buscar o equilíbrio entre a sua satisfação pessoal e a sustentabilidade, maximizando as consequências positivas desse ato não só para si mesmo, mas também para as relações sociais, a economia e a natureza. O consumidor consciente busca disseminar o conceito e a prática do consumo consciente, fazendo com que pequenos gestos realizados por um número muito grande de pessoas promovam grandes transformações.

Comércio solidário/ comércio justo/comércio equitati vo ou fairtrade
Fluxo comercial diferenciado, baseado em justiça,solidariedade e transparência, para o fortalecimento dos empreendimentos econômicos solidários no país. Dentre os seus princípios, destacam-se: condições dignas de trabalho e remuneração às atividades de produção, agregação de valor e comercialização e a sustentabilidade socioambiental das redes de produção e comercialização; preservação do meio ambiente; e valorização da diversidade étnica e cultural nas relações comerciais.

Desenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações. É o desenvolvimento que não esgota os recursos para o futuro.Essa definição surgiu na Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, criada pelas Nações Unidas para discutir e propor meios de harmonizar dois objetivos: o desenvolvimento econômico e a conservação ambiental.

Ecoeficiência
A ecoeficiência é alcançada mediante o fornecimento de bens e serviços, a preços competitivos, que satisfaçam as necessidades humanas e tragam qualidade de vida, ao mesmo tempo em que se reduz progressivamente o impacto ambiental e o consumo de recursos, ao longo do ciclo de vida, a um nível, no mínimo, equivalente à capacidade de sustentação estimada da Terra.

Ecossistema
É um complexo dinâmico de plantas, animais, micro-organismos e características físicas ambientais que interagem umas com as outras. Os serviços dos ecossistemas são os benefícios que o homem aproveita
dos ecossistemas, os quais são produzidos pelas
interações dentro do ecossistema.

Efeito Estufa
O efeito estufa é um fenômeno natural para manter o planeta aquecido. Dessa forma, é possível a vida na Terra. O problema é que, ao lançar muitos gases de efeito estufa (GEEs) na atmosfera, o planeta se torna cada vez mais quente, o que pode levar à extinção da vida na Terra.

Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE)
Lançado em 2005, pela Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), o ISE oferece um indicador para as ações de empresas comprometidas com a responsabilidade social e a sustentabilidade e que promovam boas práticas de governança corporativa.

Impacto Ambiental
Qualquer alteração das propriedades físicas, químicas e biológicas do meio ambiente, causada por qualquer forma de matéria ou energia resultante das atividades humanas, que, direta ou indiretamente, afetem: a saúde, a segurança e o bem-estar da população; as atividades sociais e econômicas; a biota;
as condições estéticas e sanitárias do meio ambiente e a qualidade dos recursos ambientais.

Lavagem Verde (Greenwashing)
Usado para descrever o ato de enganar os consumidores sobre as práticas ambientais de umaempresa ou os benefícios ambientais de um produto ou serviço. O termo greenwashing, da língua inglesa, surgiu nos anos 1990, da junção de duas palavras: green (verde) e wash (lavar), em referência à prática de whitewash, nome dado a um tipo de tinta branca barata (tipo a pintura a cal, no Brasil) usada para pintar fachadas de casas com o objetivo de disfarçar a sujeira.

Lobby Responsável
Fazer lobby significa tentar influenciar o pensamento de legisladores ou outros atores políticos a favor de (ou contra) uma causa específica. O termo lobby responsável se refere ao lobby – feito por um grupo de pessoas engajadas em causas socioambientais ou tidas como 'politicamente corretas' pela maioria da sociedade – para tentar influenciar legisladores ou outros atores políticos a favor de (ou contra) uma causa específica. Normalmente os beneficiários dessa causa são a própria sociedade.

Marketing verde
Comunicação dos produtos que faz referências às características de respeito ao meio ambiente inerentes a eles e/ou aos processos de sua fabricação e de contribuição ao desenvolvimento local. Nesse caso, a intenção tende a ser prioritariamente promocional: as mensagens procuram vender produtos “verdes” de empresas que os veem como oportunidades de negócio.

Objetivos de Desenvolvimento doMilênio (ODM)
Compromisso aprovado por 191 países, em 2000, que prevê um conjunto de oito objetivos para melhorar a qualidade de vida, saúde, educação e meio ambiente
do planeta. Até 2015, espera-se tirar da miséria cerca de 1 bilhão de pessoas que vivem com menos de US$1 por dia e garantir que todas as crianças estejam
matriculadas em escolas.

Pacto Global (Global Compact)
Iniciativa desenvolvida pela ONU com o objetivo de mobilizar a comunidade empresarial internacional para a adoção, em suas práticas de negócios, de valores
fundamentais e internacionalmente aceitos, nas áreas de desenvolvimento humano, relações de trabalho,meio ambiente e combate à corrupção, refletidos em
10 princípios.

Pegada Ecológica (footprint)
Mostra até que ponto nossa maneira de viver está de acordo com a capacidade que o planeta tem de oferecer, e renovar seus recursos naturais e absorver os resíduos que geramos por anos. Não é uma medida exata, e sim uma estimativa do  tamanho das áreas produtivas, de terra e de mar, que uma pessoa ou toda uma sociedade utiliza para viver.

Produção Mais Limpa (P+L)
Aplicação contínua de uma estratégia ambiental preventiva integrada a processos, produtos e serviços, para aumentar a eficiência global e reduzir riscos para a saúde humana e o meio ambiente. A P+L pode ser aplicada a processos usados em qualquer indústria, a produtos em si e a vários serviços providos à sociedade.

Protocolo de Quioto
Acordo internacional lançado em 1997, no Japão, para estabilizar a concentração de gases que provocam o efeito estufa e garantir o modelo de desenvolvimento limpo. Entrou em vigor em 2005 e prevê que, entre 2008 e 2012, os países desenvolvidos reduzam suas emissões em 5,2%, em relação aos níveis de 1990.

Relatório de sustentabilidade
Focaliza os processos pelos quais a empresa mede, comunica e desenvolve seus valores, processos, objetivos e metas. O relatório é uma ferramenta para a promoção desses objetivos, à medida em que se torna uma referência como indicador da gestão empresarial com enfoque social e ambiental.

Responsabilidade Social Corporativa (RSE)
A RSE é a forma de gestão que se define pela relação ética e transparente da empresa com todos os públicos com os quais ela se relaciona e pelo estabelecimento de metas empresariais que impulsionem o desenvolvimento sustentável da sociedade, preservando recursos ambientais e culturais para as gerações futuras, respeitando a diversidade e promovendo a redução das desigualdades sociais.

Sustentabilidade
É a aplicação do conceito de desenvolvimento sustentável pelas empresas. Sustentabilidade é um jeito de fazer as coisas, de tomar decisões levando em conta as pessoas, o lucro e o planeta. Para as organizações, é uma forma de gestão dos funcionários, do impacto ambiental, da relação com comunidade, clientes e fornecedores.

Sustentabilidade Empresarial ou Corporativa
Para o setor empresarial, o conceito de sustentabilidade promove inclusão social, reduz – ou otimiza – o uso de recursos naturais e o impacto sobre o meio ambiente, preservando a integridade do planeta para as futuras gerações, sem desprezar a rentabilidade econômico-financeira da empresa. Essa abordagem cria valor ao acionista e proporciona maior probabilidade de continuidade do negócio no longo prazo, ao mesmo tempo em que contribui para o desenvolvimento sustentável de toda a sociedade neste planeta.

Tecnologia Limpa
Desenvolvimento de técnicas e alternativas viáveis de minimização do impacto ambiental. Definem-se como tecnologias limpas aquelas que reúnem as seguintes características: utilizam compostos não agressivos e de baixo custo, exigem
menor consumo de reagentes, produzem pouco ou nenhum resíduo e permitem controle mais simples e eficiente de sua eliminação.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais