Peripécias judiciais de um deputado “ficha limpa”

0

Vários jornalistas que fazem a cobertura diária das sessões na Assembleia Legislativa foram ‘presenteados’ esta semana com um documento inusitado. Enviado por um advogado de grande prestígio na cidade, o documento esmiúça as peripécias judiciais de um deputado estadual que acaba de ser reeleito para o seu quarto mandato.

 

Em resumo, segundo o documento distribuído, são 44 processos na Justiça Estadual, 22 na Justiça Federal e outros 18 no Tribunal Regional do Trabalho. No total, são 84 ações referentes ao parlamentar com diversas naturezas.

 

Entre os mais comuns, insolvência civil, despejo, execução de título judicial, ação de cobrança, rescisão contratual, indenização, ação penal por estelionato e até uma ação penal pública por apropriação indébita previdenciária. O documento ainda diz que nesta legislatura, o citado foi o deputado que mais vezes foi acionado na Justiça, mas em várias delas usa a prerrogativa do foro privilegiado.

 

Outro fato curioso é que o deputado não possui bens nem dinheiro em seu nome, justamente para não ser penhorado pela Justiça. Este jornalista também possui cópia do documento, mas os dados estão disponíveis na internet, nos sites dos tribunais. Então, eis um grande exemplo de um “ficha limpa” eleito para representar o povo de um Estado no parlamento.

 

Licença

O governador Marcelo Déda se licenciou do cargo na última sexta-feira para um período de quinze dias de descanso. No início da manhã deste sábado, 6, o governador fará uma cirurgia para correção de uma hérnia, adquirida há um ano atrás, quando submeteu-se a uma cirurgia no abdômen. A cirurgia já estava programada, mas ainda não havia sido realizada em função da rotina de trabalho do governador e da campanha eleitoral. O governador fará a cirurgia aqui mesmo em sergipe, com o médico Prof. Dr. Antônio Alves Júnior. Após a cirurgia o governador aproveitará para descansar.

 

 

Valadares esclarece

Em entrevista ao portal Terra na sexta-feira, 05, o senador Valadares disse que até aquele momento ninguém tinha conversado com ele sobre o seu nome para um dos ministérios. Questionado se teria interesse o senador respondeu: “Para dizer a verdade, ninguém nunca falou isso comigo. Nem o presidente do partido, Eduardo Campos, nem Dilma e nem Zé Eduardo, presidente do PT”.

 

Dutra contribuiu para eleição de Valadares

Questionado se seria interessante ter uma participação no governo e Dutra assumir no Senado, Valadares disse: “Quando eu convidei o Dutra para ser meu suplente, eu pensei em me eleger. Não pensei em governo, pensei em me eleger. A aliança PT e PSB é muito forte e com a presença dele seria ainda mais forte. Eu acredito que a presença dele na minha chapa tenha contribuído para a minha eleição. Agora que está surgindo esse assunto, se alguém me procurar eu vou conversar. Até hoje, ninguém me procurou, como é que eu vou dizer? Não tenho o que falar. Com a maior sinceridade, eu trabalhei de corpo e alma pela eleição de Dilma porque eu acho que é melhor proposta para o Brasil. Mas, daí a participar do governo, mesmo como senador eu participarei. Então, se eu for convidado para a uma conversa eu não me negaria a conversar e não me negaria a refletir. Mas posso dizer, nem de longe, ninguém nunca me procurou. Eu tenho lido na imprensa a respeito, mas ninguém conversou comigo”.

 

PSB dará contribuição ao governo Dilma

Continuando a entrevista Valadares foi questionado sobre o espaço do PSB no governo Dilma, por conta da força que saiu da eleição de 2010. Ele respondeu: “Olha, eu espero. Fizemos seis governadores. E, outra coisa, apoiando Dilma, que demonstrou força nesses Estados. Ela ganhou em todos esses. Onde o PSB ganhou, Dilma ganhou. Então, eu ser o ministro não importa. Eu quero que o PSB tenha uma participação, não interessa que seja eu. O PSB tem muitos nomes importantes que podem integrar o governo e dar uma boa contribuição a Dilma. Se surgir uma oportunidade para mim, para representar o meu Estado, vamos conversar. Por que não? Eu não estou me oferecendo, tenho orgulho de ser senador”.

 

Demora atendimento no Banese I

O presidente do Banese, Saumineo Nascimento, que tem competência reconhecida, necessita urgentemente chamar o feito a ordem em algumas agências do Banese. Este jornalista é cliente do banco há mais de 20 anos e raramente vai a uma agência bancária, já que o sistema on line e o caixa eletrônico resolve quase tudo. Mas tem alguns pagamentos, a exemplo da Receita Federal, que só podem ser pagos diretamente no caixa. E aí você descobre que algo está errado.

 

Demora no atendimento do Banese II

A agência do Banese da Atalaia já foi alvo de criticas neste espaço e parece que ninguém dá jeito nos caixas daquele estabelecimento. Na sexta-feira, 05, foram uma hora e meia de espera. Na maioria do tempo só funcionava dois, dos quatro caixas. E quando estavam todos, dois sempre ficavam sem chamar os clientes e resolvendo “problemas internos”. Saumineo bem que poderia dar uma passadinha de surpresa na agência da Atalaia, de preferência no final do expediente bancário. É preciso um gerente para organizar aquela agência urgentemente.

 

Homenagem

O vereador licenciado de Aracaju, Danilo Segundo (PSB), acompanhou na manhã da última sexta-feira a inauguração da reforma e ampliação da Escola Estadual Poeta José  Sampaio, localizada no conjunto Parque dos Faróis, em Nossa Senhora do Socorro. O parlamentar, que estava acompanhado do pai, Danilo Sampaio e da tia Liana Sampaio, filhos do homenageado, fez um breve, mas emocionado discurso durante a solenidade. Danilo Segundo é neto de José Sampaio.

 

MPT realiza seminário para a imprensa sergipana

O Ministério Público do Trabalho em Sergipe promove, na próxima segunda-feira, dia 8, o Seminário “Tudo o que você precisa saber sobre o MPT. Ministério Público do Trabalho e a Imprensa Sergipana”.O evento, direcionado a jornalistas e estudantes de comunicação social, tem como objetivo aumentar a interação do MPT com a imprensa e melhorar a qualidade da informação levada à sociedade sergipana. Dentre os temas a serem discutidos durante o seminário estão: combate às fraudes trabalhistas e aliciamento de trabalhadores rurais, canais de denúncia, interiorização do MPT,segurança no ambiente de trabalho, estratégia de enfrentamento do trabalho infantil, competências do TRT e MTE.

 

Papel da instituição

De acordo com o procurador-chefe do MPT, Manoel Adroaldo Bispo, para que a imprensa conheça realmente o papel da instituição é preciso saber não apenas a atuação do MPT, mas distinguir as funções das três instituições públicas que asseguram o cumprimento da legislação trabalhista: Ministério Público do Trabalho (MPT), Tribunal Regional do Trabalho (TRT) e Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). O seminário está previsto para começar às 18h30, no auditório do MPT, localizado na Av. Desembargador Maynard, 72, bairro Cirurgia.Para obter informações sobre o evento ligue para o 3226-9100 ou pelo e-mail prt20.ascomse@mpt.gov.br.

 

A vez da mulher

As mulheres estão com tudo. Na presidencia da República, na presidência da Assembléia e agora também na presidencia do TCE. A conselheira Isabel Nabuco D”Avila será a próxima presidente do Tribunal de Contas do Estado, escolhida pelo sistema de rodízio, ela será eleita em dezembro, mas só tomará posse em marco do próximo ano, em substituição ao conselheiro Reinaldo Moura Ferreira.No Tribunal de Contas, a conselheira Isabel é reconhecida pelo colegiado e pelos próprios servidores como uma mulher inteligente e dedicada aos seus afazeres, honrando o sexo feminino no desempenho de suas funções e contribuindo muito para que o TCE cumpra seu papel constitucional de fiscalizador da gestão pública com eficiência e absoluta senso de justiça.

 

Casa arrumada e fortalecida

O conselheiro Reinaldo Moura está concluindo o seu mandato com algumas conquistas notáveis. Deu prosseguimento à reorganização da administração interna, enquadrou a instituição aos limites da lei de responsabilidade fiscal, acentou a função fiscalizadora do orgão, mas também pôs em prática sua missão educativa junto aos jurisdicionados do sitema. Reinaldo tem aproximado o TCE da sociedade com ações combinadas de gestão eficiente e comunicação aberta o que confere maior transparência aos atos da instituição.

 

Uma nova imagem

E o mais importante: em absoluto respeito às decisões judiciais e dispositivos legais, o conselheiro Reinaldo Moura vem gerenciando bem os fatos relativos aos antigos e tristes episódios que mancharam a imagem do Tribunal de Contas, o que permitirá agora à próxima presidenta confirmar essas conquistas e consolidar definitivamente a imagem da instituição como um grande instrumento de ação republicana em defesa da perfeita aplicação dos recursos públicos e dos mais altos interesses da sociedade.

 

Festa dos ex-alunos vai comemorar 140 anos do Atheneu

Está chegando o grande dia para a confraternização de todos os que fazem parte da história do tradicional Colégio Atheneu. A Festa de Confraternização dos Ex-Colegas do Atheneu Sergipense acontece dia 11 de dezembro, a partir das 15 horas, no próprio colégio, no bairro São José. Este ano, a sua 12ª edição do encontro tem como tema “Atheneu Sergipense: 140 anos de História”. Muita nostalgia, diversão e fraternidade vão marcar a festa. A comissão organizadora, liderada pelo ex-aluno João Quintino de Moura Filho, supervisor da Embrapa Tabuleiros Costeiros, acerta os detalhes da grande confraternização.

 

Reencontro

“Vai ser um reencontro com a nossa adolescência. Uma oportunidade para confraternizarmos com nossos ex-colegas e ex-professores, aliás, sempre professores, do nosso querido e inesquecível Atheneu Sergipense”, garante Quintino.Este ano os ingressos serão vendidos somente no Atheneu. “Assim que as camisas ficarem prontas, informaremos a data de início das vendas”, informou o coordenador.A comissão planeja realizar um documentário e uma exposição de fotografias antigas para exibir no dia da festa. “Pedimos aos colegas que têm fotos da época de estudante para entrar em contato conosco. Pretendemos escaneá-las e devolvê-las”, disse Quintino.

 

Patrocinadores

Como o encontro não tem fins lucrativos e os organizadores não recebem remuneração, a comissão busca apoio e patrocinadores para o grande dia. “É um evento organizado por ex-colegas que buscam proporcionar momentos inesquecíveis de alegria e confraternização e de reviver lembranças, com a satisfação de manter viva e acesa a memória de um colégio que contribuiu significativamente de forma positiva para a nossa formação”, reforça o coordenador.

 

Orla Pôr do Sol será inaugurada dia 12

O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira anunciou que a Orla Pôr do Sol, localizada no Mosqueiro

Mais uma foto espetacular do reporter fotográfico, César de Oliveira (Click na foto p/ampliar)
será inaugurada na próxima sexta-feira, 12, às 17h30 com uma grande festa e a presença da orquestra sanfônica. O prefeito disse que a orla tem tudo para se transformar numa nova opção turística da cidade. É preciso porém, que a PMA faça parceria com a comunidade local para que a orla seja preservada. É preciso conscientização.

 

 

 

 

 

 

 

VII Semana

Dos aposentados e pensionistas do BB. Encerramento será neste sábado, com o tradicional almoço de confraternização. A partir das 12,30 horas, no salão de festas da AABB Aracaju.

 

Monumento

Oscar Niemeyer, ícone da arquitetura nacional, está projetando um monumento/museu em homenagem ao rei do futebol, Pelé. Estará pronto em 2012 e será erguido em Santos, cidade em que Edson Arantes do Nascimento ganhou fama, ao lado de craques como Mauro, Zito, Dorval, Mengálvio, Coutinho e Pepe, dentre outros.

 

Manchete do Resistência

 O jornal semanal do Sindicato dos Bancários traz em destaque a seguinte manchete: “TRABALHADORES GARANTEM VITÓRIA DE DILMA. Sindicalistas comemoram eleição da primeira presidenta do Brasil e preparam agenda para negociar.”

 

Presidente ou presidenta?

Este blog já fez sua opção e explica o porquê deste posicionamento. Prefere dizer que Dilma Roussef tornou-se a primeira Presidenta do Brasil. A razão é simples. Ambas as formas estão corretas, do ponto-de-vista da gramática, da estrutura da linguagem culta. Claro que a grande maioria fala Presidente, forma que também está correta. Neste caso, o substantivo não sofre qualquer alteração, indicando-se o gênero com a simples anteposição do artigo o ou a. Assim, “Ele é o presidente.” – “Ela é a presidente”.

 

Dicionários

Dois dos principais dicionários do país, o Houaiss e o Aurélio, registram ambas as formas. Comecemos pelo Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa: Presidenta – substantivo feminino. 1. Mulher que se elege para a presidência de um país; 2. Mulher que exerce o cargo de presidente de uma instituição; 3. Mulher que preside algo; 4. (pouco usado) – esposa do presidente. Presidente – substantivo de dois gêneros: o presidente, a presidente. Já o Novo Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa define: Presidenta (feminino de presidente). 1. Mulher que preside. 2. Mulher de um presidente. Presidente (substantivo de 2 gêneros). 1. Pessoa que preside. 2. Pessoa que dirige os trabalhos duma assembléia ou corporação deliberativa. 3. O presidente da República.

Conclusão

Levando em conta que ambas as formas estão corretas e que o Brasil ter uma mulher na presidência da República é um fato excepcional é que este blog opta pela forma Presidenta, que é, por si só, diferente da norma geral e que, por isso, é usada pelas camadas mais esclarecidas da população. Para fechar: como, entretanto, quem faz a língua é o povo, vai demorar, ainda, muito tempo, para que o vocábulo Presidenta seja assimilada pelo povo. Em termos de linguagem, como em geral, Vox Populi, Vox Dei. Ou seja, A Voz do Povo é a Voz de Deus.

 

Memória política

Um dos grandes baluartes da campanha pelas Diretas Já foi o narrador esportivo, radialista e jornalista Osmar Santos, o locutor de esportes que revolucionou a linguagem da narração do futebol no rádio e na TV. Coube a ele animar os comícios que, cada vez mais, atraíam multidões, na defesa da volta do direito do povo de escolher, diretamente, os seus representantes. A campanha teve lugar ainda sob o regime militar, no começo da década de 80. Como se sabe, a emenda das diretas foi rejeitada, em 1984, e o pleito presidencial de 1985 ainda se deu de forma indireta, com Tancredo Neves derrotando Paulo Maluf, no Colégio Eleitoral, por 480 votos contra 180. A eleição para presidente só viria a ser realizada de forma direta em 1989.

 

Opiniões sobre Osmar

“Osmar foi o verdadeiro arauto da democracia no Brasil.” – Fernando Henrique Cardoso. “Um companheiro na luta pela redemocratização do Brasil.” – Luís Inácio Lula da Silva.DEUS tirou o que lhe era mais precioso, mas o tornou imortal.” – Édson Arantes do Nascimento, o Pelé, o melhor e mais famoso jogador de futebol de todos os tempos. “A história do rádio deve ser contada em dois capítulos: antes e depois de Osmar.” Washington Olivetto, eleito o profissional mais importante da propaganda do século XX pela Associação Ibero-Americana de Publicidade.

 

Trágico acidente

Foi em 22 de dezembro de 1994, na rodovia Transbrasilândia, perto da cidade paulista de Birigui, que o destino armou uma armadilha que destruiu a vida de um ídolo, a vida de toda uma família. OSMAR SANTOS, inimitável narrador esportivo do rádio e da TV, a quem muito deve o processo de redemocratização do Brasil.

 

Direito à cidadania

Os adolescentes que cumprem medidas socioeducativas de restrição de liberdade no Centro de Atendimento ao Menor (Cenam), da Fundação Renascer, puderam exercer a cidadania participando, no primeiro e segundo turnos, das eleições do presidente da República, governador, senadores e deputados estaduais e federais. A votação aconteceu no Cenam, onde foi instalada uma seção eleitoral para receber os jovens aptos a votar. Foi a primeira vez em Sergipe que os adolescentes que cumprem medidas socioeducativas de restrição da liberdade puderam exercer o voto, o que representa o resgate da cidadania, da autoestima e da valorização do adolescente, que se insere na sociedade ajudando a escolher seus representantes. A participação dos adolescentes nas eleições deste ano mostra o comprometimento e empenho da Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e Desenvolvimento Social (Seides). Além de garantir o acesso à educação formal e à capacitação profissional, o governo estadual tem procurado instrumentos para estreitar a relação entre os adolescentes e a sociedade civil organizada.

 

Semana Juridica da FaSe

“A Estácio-FaSe realiza, entre 08 e 12 de novembro, a sua 5ª Semana Jurídica. Sendo hoje um dos cursos de Direito mais bem avaliados de Sergipe, os seus alunos, durante o evento, acompanharão importantes preleções de renomados profissionais da área jurídica, como: Dr. Ricardo Maurício Soares, Coordenador do Mestrado e Doutorado da UFBA; Dr. Wanner Franco, professor do curso Marcato, em SP; Dr. Lúcio de Constantino, advogado no Rio Grande do Sul; Prof. José Lima de Santana, Mestre em Direito e Profesor da UFS; Dr. Paulo Guedes Fontes, Procurador da República em Sergipe; Dra. Flávia Moreira Pessoa, Juíza do Trabalho em Sergipe e professora da UFS. Além das palestras, haverá 12 mini-cursos conduzidos por professores da Estácio-FaSe, completando a programação do evento”. 

 

Dall e Odebrecth inauguram refeitório

A Dall recepcionou na última quinta-feira, 28/10, o grupo da presidência e superintendência da Odebrecth no refeitório do canteiro de obras em Salgueiro, interior de Pernambuco. O almoço contou ainda com a presença de Francisco Bahia, Jonas Augusto além de representantes do setor de marketing e nutrição da Dall. O evento foi um sucesso.  A ambientação do refeitório,  a qualidade do cardápio e a excelência dos serviços da Dall foram aprovados pela diretoria e presidência da Odebrecth e elogiados por todos.

 

 

DO LEITOR

 

Balaustradas

Do leitor Toni Sacramento: E quando será que a famosa novela sobre a reposição de toda iluminação da extensão da Balaustrada do Centro Comercial, das avenidas Ivo do Prado e Rio Branco será finalizada? Será que só será resolvida quando ocorrer algo grave com alguém na quela a´rea aí sim resolverão tomar as providências? E falando em Prefeitura, até hoje não conseguimos entender a falta de iniciativa por parte da prefeitura em reformar a conhecida Orlinha da Atalaia, alí na área do Farol.Na época em que o hoje Governador Déda era prefeito negou o pedido de João Alves, então Governador, que desejava fazer a reforma daquela área em complemento da outra parte da orla já reformada. Na época Prefeito e Governo era oposição, mas nestes quatro últimos anos em que Prefeitura e Governo são aliados qual a justificativa da não revitalização da área?”

 

Sobre a Proteção par a ponto de ônibus na Beira Mar

Ainda o leitor Toni Sacramento: “Como eu sei que esse Jornalista anda bem antenado com os acontecimentos em nossa Capital e Estado, que bom que vemos que alguém está atento para questões como esta, pena que a Prefeitura da Capital e o Setor competente para esta questão dos abrigos parece não terem esta preocupação uma vez que em vez de por abrigos descentes andam trocando os existentes, da época do então Prefeito Jackson e Gama, por um modelo de guarda-chuva do século XXI que, em vez de dar proteção temporaria àqueles que passam alguns minutos a espera do seu coletivo, os deixa mais desprotegido do que protegido.Se tivéssemos um sistema de transporte público eficiente aí sim poderia dizer que os tais abrigos serviram para uma proteção temporária ao tempo daqueles que muita das vezes passam 45min a 1h esperando seu transporte. E nem venham nos dizer que ônibus não demora tudo isso, só sabe quem utiliza deste meio, portanto os que utilizam dos carros das repartições dos setores de trânsito responsáveis por esta questão dos abrigos não sabem o que é depender de ônibus e de um abrigo que só expõe os populares ao tempo em suas variadas constancias, sol e chuva, seja ele em qualquer parte de nossa capital.Ressalta-se aqui que não somente estes abrigos mas como os tais terminais de integração que foram feitos com layouts bonitos porém proteção aos usuários, nenhuma, abertos totalmente submetem seus usuários a levarem um banho de sol ou de chuva, sendo que muita das vezes os usuários chegam quase a ficar no meio da pista para poderem se proteger das interperies do tempo mas como os idealizadores não fazem uso destes terminais eles não sabem do que se trata, bem que poderiam passar o dia fazendo uso do transporte público assim vivenciariam na pele os constantes atrasos em seus horários, levanto sol e chuva no lombo nos abrigos modernos espalhados pela capital como também sendo expostos ao tempo dentro dos terminais com layouts modernos”.

 

Concurso Rosário do Catete

E-mail recebido: “Venho por meio deste, solicitar interferência no concurso da Prefeitura Municipal de Rosário do Catete, uma vez que várias pessoas se inscreveram para diversos cargos neste concurso pagando a referida taxa de inscrição pensando em ter uma estabilidade de emprego, mas o concurso foi suspenso por vias judiciais diante da nota de esclarecimento da SEPROD (empresa que realizaria o concurso) publicada em seu site.Entretanto nem a Seprod, nem a Prefeitura se posicionam em relação ao concurso, ou seja, se estas inscrições e edital ainda estão válidos? Estando válidos, quando serão as provas?, pois inicialmente estavam programadas para 28/03/2010 e até a presente data nada. Não estando mais válidos, quando e como serão devolvidas as taxas de inscrição efetuadas”.

 

ARTIGO

 

O  Estado laico e  pluralista e as Igrejas – Leonardo Boff, teólogo

 

A descriminalização do aborto e a união civil de homosexuais, temas suscitados na campanha eleitoral, ensejam uma reflexão sobre a laicidade do Estado brasileiro, expressão do amadurecimento de nossa democracia. Laico é um Estado que não é confessional, como ocorre ainda em vários países que estabelecem uma religião, a majoritária, como oficial. Laico é o Estado que não impõe nenhuma religião mas que respeita a todas, mantendo-se imparcial diante de cada uma delas. Essa imparcialidade não significa desconhecer o valor espiritual e ético de uma confissão religiosa. Mas por causa do respeito à consciência, o Estado é o garante do pluralismo religioso.

 

Por causa dessa imparcialidade não é permitido ao Estado laico impôr, em matéria controversa de ética, comportamentos derivados de ditames ou dogmas de uma religião, mesmo dominante. Ao entrar no campo político e ao assumir cargos no aparelho de Estado, não se pede aos cidadãos religiosos que renunciem a suas convicções religiosas. O único que se cobra deles é que não pretendam impôr a sua visão a todos os demais nem traduzir em leis gerais seus próprios pontos de vista particulares. A laicidade obriga a todos a exercer a razão comunicativa, a superar os dogmatismos em favor de uma convivência pacífica e diante dos conflitos buscar pontos de convergência comuns. Nesse sentido, a laicidade é um princípio da organização jurídica e social do Estado moderno.

 

Subjacente à laicidade há uma filosofia humanística, base da democracia sem fim: o respeito incondicional ao ser humano e o valor da consciência individual, independente de seus  condicionamentos. Trata-se de uma crença, não em Deus como nas religiões que melhor chamaríamos de fé, mas de crença no ser humano em si mesmo, como valor. Ela se expressa pelo reconhecimento do pluralismo e pela convivência entre todos.

 

Não será fácil. Quem está convencido da verdade de sua posição, será tentado a divulgá-la e ganhar adeptos para ela. Mas está impedido de usar meios massivos para fazer valê-la aos outros. Isso seria proselitismo e fundamentalismo.

 

Laicidade não se confunde com laicismo. Este configura  uma atitude que visa a erradicar da sociedade as religiões, como ocorreu com o socialismo de versão soviética ou por qualquer motivo que se aduza, para dar espaço apenas a valores seculares e racionais. Este comportamento é religioso ao avesso e desrespeita as pessoas religiosas.

 

Setores de Igreja ferem a laicidade quando, como ocorreu entre nós, aconselharam a seus membros a não votarem em certa candidata por apoiar a discriminalização do aborto por razões de saúde pública ou aceitar as uniões civis de homosexuais. Essa atitude é inaceitável dentro do regime laico e democrático que é o convívio legítimo das diferenças.

 

A ação política visa a realização do bem comum concretamente possível nos limites de uma determinada situação e de um certo estado de consciência coletivo. Pode ocorrer que, devido às muitas polêmicas, não se consiga alcançar o melhor bem comum concretamente possível. Neste caso é razoável, também para as Igrejas, acolher um bem menor ou tolerar um mal menor para evitar um mal maior.

 

A laicidade eleva a todos os cidadãos religiosos a um mesmo patamar de dignidade. Essa igualdade não invalida os particularismos próprios de cada religião, apenas cobra dela o reconhecimento desta mesma igualdade às outras religiões.

 

Mas não há apenas a laicidade jurídica. Há ainda uma laicidade cultural e política que, entre nós, é geralmente desrespeitada. A maioria das sociedades atuais laicas são hegemonizadas pela cultura do capital. Nesta prevalecem valores materiais questionáveis como o individualismo, a exaltação da propriedade privada, a laxidão dos costumes e a magnificação do erotismo. Utilizam-se os meios de comunicação de massa, a maioria deles propriedade privada de algumas famílias poderosas que impõem a sua visão das coisas.

 

Tal prática atenta contra o estatuto laico da sociedade. Esta deve manter distância e submeter à crítica os  “novos deuses”. Estes são ídolos de uma “religião laica” montada sobre o culto do progresso ilimitado, da tecnificação de toda vida e do hedonismo, sabendo-se que este culto é política e ecologicamente falso porque implica a continuada exploração da natureza já degradada e a exclusão social de muita gente.

 

Mesmo assim não se invalida a laicidade como valor social.

 

Blog no twitter: www.twitter.com/BlogClaudioNun

 

Frase do Dia

“Os pescadores sabem que o mar é perigoso e que a tempestade é terrível, mas eles nunca julgaram esses perigos como razão suficiente para permanecer em terra.” Vincent Van Gogh.

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários