Perseguição política contra Edvaldo?Olhar de Cerveró x hosp. campanha

0

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.


Do ex-deputado federal João Fontes ontem, 08, pelo WhatsApp:


“A imprensa chapa branca lança um novo Factoide, uma nova Fake News: A Operação Serôdio é perseguição política contra o prefeito Edvaldo. Muita gente no jornalismo de Sergipe perdeu a noção e prescreveu com o tempo. As operações para fiscalização da aplicação dos recursos federais nos hospitais de campanha têm acontecido no Brasil inteiro. Aqui, os vivas vão para a destemida Eunice Dantas, sou fã! Pena que exista muita gente analisando os fatos com olhar Cerveró, a culpa é sempre do sofá, vamos queimar esse Diabo do sofá!

Na política de Sergipe, terminaram os ciclos de Valadares, Albano, JB e João Alves. Destes, João foi o melhor de todos! No jornalismo é a mesma coisa: tudo no seu tempo!
Em Tempo, a minha fonte muito segura confidenciou a importância do trabalho feito pela oposição nesse Sarapatel de Coruja construído no campo do meu Clube Esportivo Sergipe!
Os parabéns vão especialmente para Elber, Paulo Márcio e Danielle Garcia pelo belo trabalho, alertando o MPF nesse imbróglio!

Vamos aguardar o desfecho dessa apuração sem fazer julgamentos precipitados. Vale a regra de ouro: “não faças a outro o que não queres que te façam!”

 

Tirando o sono Nos 200 anos de emancipação política de Sergipe não se escuta outra pergunta entre as pessoas: será que a investigação sobre o Hospital de Campanha está tirando o sono do prefeito de Aracaju Edvaldo Nogueira?

Nada é tão ruim que não possa piorar… E para completar, a primeira solidariedade pública para Edvaldo saiu, nada mais nada menos, do deputado Luciano Bispo, que tem uma penca de processo por improbidade administrativa e o mandato sub judice.

Estão realizando testes com os garis em Aracaju? Será que a Prefeitura de Aracaju está orientando suas empresas terceirizadas a realizarem testes com seus colaboradores? Por exemplo, a empresa Torre que tem centenas de colaboradores diariamente nas ruas de Aracaju está realizando testes com eles? É um setor vital porque não fica entre quatro paredes e sim nas ruas em toda Aracaju, sejam nos carros de lixo, ou nas ruas fazendo a limpeza e pintura dos meios fios.

E quem fiscaliza a Orla? A Prefeitura de Aracaju assumiu ou não? Está virando uma favela sem fiscalização O blog já mostrou aqui a favela que está na praia de Atalaia no trecho em frente ao estacionamento da Passarela do Caranguejo onde ambulantes estão delimitando seus espaços deixando carrinhos de madeiras com cadeiras amarradas, restos de geladeira e tudo mais. Nada foi feito. Agora as fotos mostram que tem gente construindo na praia. A primeira é uma construção em frente ao posto do Corpo de Bombeiros a outra é de um bar que fez um puxadinho também de alvenaria, o que é proibido. Quem fiscaliza? Com a palavra o MPF acionar judicialmente quem deve fiscalizar a orla.

Desabafo Após perder os avós num intervalo de 17 dias, o empresário Everton Souza, pré-candidato a vereador de Aracaju, fez um desabafo nas redes sociais sobre a dor que é perder dois familiares em tão pouco tempo para o coronavírus. No vídeo, ele compartilha com seus seguidores a dor de perder familiares para a doença. Everton também afirmou não ser contra a reabertura do comércio por reconhecer que por trás das empresas estão pais de família, responsáveis pelo emprego de outras pessoas e por movimentar a economia do Estado, mas destacou a importância de manter os cuidados preconizados pela Organização Mundial de Saúde, como usar máscara, álcool em gel e manter o distanciamento social.

Itabaiana e a politicagem Este espaço não se considera dono da verdade. Mas também não se omite nem em situações delicadas e sensíveis, como é o caso da pandemia do novo coronavírus. Ao questionar se o aventado lockdown em Itabaiana, cidade que não é nem de longe a mais problemática de Sergipe na questão da Covid-19, se trataria de uma politização do problema por parte do governador Belivaldo Chagas, a intenção foi mesmo levantar a reflexão sobre quais as razões que levariam o governador a considerar o pujante e desenvolvido município a ser tratado como “vilão” da pandemia. E isso sem esconder que a busca de aconselhamento de Belivaldo junto ao presidente da Assembleia e seu aliado de primeira hora, Luciano Bispo, só reforçava a perseguição política a Itabaiana e a seu gestor, o prefeito Valmir de Francisquinho. O que seria pura politicagem, das mais baixas, por sinal.

 Governador atento E assim como critica quando tem que criticar, este espaço elogia o que merece ser elogiado. Ao perceber que poderia cometer uma injustiça com os itabaianenses, Belivaldo enviou sua secretária de Saúde, a operosa Mércia Feitosa, para conferir in loco a situação nesta quarta, 9. E Mércia, com sua capacidade técnica reconhecida, elogiou a condução da prefeitura de Itabaiana no enfrentamento à pandemia, inclusive classificando o Centro de Atendimento para o Enfrentamento à Covid-19, montado pela prefeitura itabaianense, como possuindo “estrutura boa e sistema adequado, tanto na parte física como na de insumos e profissionais”, nas palavras da própria secretária. Portanto, ponto para Belivaldo.

 E Itabaiana é exemplo Mas esse episódio todo que envolve a cidade serrana ganhou um contorno ainda mais favorável à atual administração municipal. É que, em entrevista ao radialista Roosevelt Santana, da Itabaiana FM, também nesta quarta sobre os números da Covid-19 em Itabaiana, o Farmacêutico Bioquímico com Doutorado em Ciências Biológicas, Lysandro Borges, da Universidade Federal de Sergipe (UFS), disse textualmente que “as pessoas têm alegado que Itabaiana está com muitos casos. Só que, na verdade, os outros municípios é que não estão testando. Itabaiana está sendo pioneira. Foi a cidade que melhor nos acolheu, pela organização, pela parceria, e contratou 3 mil testes da nossa força tarefa. E vai contratar mais. Itabaiana está sendo pioneira pela importância que ela dá ao teste (da Covid-19). E as pessoas têm que entender que, ao mesmo tempo em que se descobre o positivo, descobre o recuperado também. E quando se tiver uma quantidade boa de recuperados, o vírus para de circular no município”. Lysandro Borges é um profissional da saúde, da ciência, que nada tem a ver com a política. Por isso que este espaço pergunta: não está na hora de seguir o exemplo de Itabaiana, ao invés de politizar essa crise mundial? As vidas de milhares de sergipanos agradecerão se o exemplo de Itabaiana e de seu corajoso prefeito, Valmir de Francisquinho, for seguido.

Em nota, Sedurbs esclarece que governo vem pleiteando recursos para recuperação da malha viária estadual e tem planejamento para recuperar dezenas de rodovias A respeito da nota ‘Rodovia esburacada: motoristas largados a própria sorte’, publicada em 06 de julho de 2020, no referido blog, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs), esclarece que o Governo de Sergipe vem há anos pleiteando recursos para a recuperação da malha viária estadual, porém, sem obter sucesso, a exemplo do FINISA. Ressalta ainda que boa parte da malha viária tem mais de três décadas de construída e nunca passou por nenhuma revitalização, bem como o aumento do fluxo de veículos de cargas nas últimas décadas e as chuvas acima da média contribuíram ainda mais para a sua deterioração. Mesmo o Estado não dispondo de recursos específicos para a recuperação das rodovias, por meio do DER executa a Operação Tapa Buraco regularmente desde abril de 2019 em rodovias dos oito territórios sergipanos, a fim de minimizar os transtornos aos condutores e pedestres, inclusive, há três semanas vem executando os serviços em diversos trechos da Rodovia SE-290 (Umbaúba/Itabaianinha), citada na nota em questão. A Sedurbs informa ainda que o Governo do Estado possui um planejamento detalhado de recuperação de dezenas de rodovias em todos os territórios, e que aguarda o empréstimo no valor de R$ 200 milhões, junto à Caixa Econômica Federal, destinado à recuperação de vários trechos de rodovias estaduais, estando nesse primeiro momento as rodovias: Tobias Barreto/Riachão do Dantas, Riachão dos Dantas/Lagarto, Aracaju/São Cristóvão (João bebe água), Moita Bonita/Serra do Machado, Serra do Machado/Ribeirópolis, Nossa Senhora das Dores/Ribeirópolis, Umbaúba/ Itabaianinha, Aquidabã/Graccho Cardoso, Povoado Triunfo/Poço Verde, Entroncamento da SE-100 com a BR-101, Monte Alegre de Sergipe/Porto da Folha, BR 101 ao povoado Rita Cacete em São Cristóvão, o que equivale a 291 km de rodovias, totalizando cerca de 200 milhões de reais. A Sedurbs enfatiza que as licitações estão quase todas finalizadas, todos os trâmites do empréstimo junto a Caixa Econômica Federal já foram realizados, faltando apenas aprovação do Conselho da CEF. O Governo do Estado espera que a aprovação do empréstimo aconteça nesse mês de julho, para que a partir de agosto, quando as chuvas diminuírem, a restauração das rodovias possa ser iniciada.

Em nota DER, esclarece que asfalto usado  é de boa qualidade A respeito da nota DER usa material de péssima qualidade em operação tapa buraco, publicada na edição de 08 de julho de 2020 no blog de Vossa Senhoria, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs), esclarece que o asfalto aplicado nos serviços da Operação Tapa-Buraco, que é executada pelo Departamento Estadual de Infraestrutura Rodoviária de Sergipe (DER), em diversas rodovias dos oito territórios sergipanos, é o mesmo e de boa qualidade. A Sedurbs ressalta que em setembro de 2019, a Operação Tapa-Buraco foi realizada nos poucos trechos da Rodovia SE-226 (BR-101/Capela, via Povoado Miranda) que apresentavam problemas, e que dezenas de caminhões de carga trafegam diariamente pela rodovia, o que pode ter causado a reabertura do buraco, sendo este um fato isolado. A Sedurbs informa ainda que o DER enviará nos próximos dias uma equipe de profissionais a fim de verificar os problemas em toda a rodovia, bem como recuperar o buraco em questão.

Influenza: Ipesaúde ressalta a importância da imunização contra a doença Manter as vacinas atualizadas contribuem para a prevenção de muitas doenças, a exemplo de caxumba, sarampo, tétano e gripe. O Ipesaúde reforça a importância da imunização e possui um setor de vacinação disponível para beneficiários e público em geral, seguindo o Calendário Nacional de Vacinação do Ministério da Saúde (MS). Entre as doses imprescindíveis, está a contra a Influenza.

Série de problemas respiratórios Sobre o assunto, a coordenadora de enfermagem do Centro de Especialidades do Ipesaúde, a enfermeira Camila de Oliveira, explica a importância dessa vacinação. “A Influenza, causada por um vírus, foi responsável por centenas de óbitos e hospitalizações entre os anos de 2009 e 2010, fazendo a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarar em abril de 2009 pandemia mundial da gripe H1N1. Ele é responsável por causar uma série de problemas respiratórios e resulta em grande parte da procura pelos serviços de saúde sendo um vírus que ainda circula, causa complicações e leva ao óbito. Por isso é necessário que a população entenda a necessidade de seguir à risca as recomendações dos órgãos de saúde sobre a imunização”, conta.

Sintomas De acordo com dados do Ministério da Saúde (MS), os sintomas desta síndrome gripal se caracterizam pelo aparecimento súbito de febre, cefaleia, dores musculares (mialgia), tosse, dor de garganta e fadiga, são as manifestações mais comuns. Nos casos mais graves, geralmente, existe dificuldade respiratória e há necessidade de hospitalização. A vacinação contra a Influenza ainda é uma das medidas mais efetivas na prevenção da doença.

Sala A Sala de Vacinação do Ipesaúde fica localizada na sede da autarquia, na rua Campos, 177, bairro São José, em Aracaju. O setor, aberto das 8h às 13h e das 14h às 15h30, de segunda a sexta-feira, está disponibilizando para a população geral a vacina contra Influenza desde o dia 01 de julho. Lembrando que a população que ainda não foi imunizada também pode buscar o posto de vacinação mais próximo, portando um documento de identidade, cartão do SUS e cartão de vacinação.

O SUAS em tempos de pandemia O Conselho Regional de Serviço Social 18ª Região (CRESS Sergipe) vem realizando o Curso de Serviço Social e Crise Sanitária com o objetivo de oferecer uma reflexão crítica sobre o exercício profissional do/da assistente social no contexto da pandemia e os principais desafios postos pela conjuntura brasileira. O módulo 4 foi realizado nessa terça-feira, 7, e teve como tema “O Serviço Único de Assistência Social (SUAS) em tempos de pandemia”. Os ministrantes foram a assistente social e professora titular da ESS/UFRJ, Ivanete Boschetti, e o assistente social e secretário municipal do Desenvolvimento Social e do Trabalho de Lagarto, Valdiosmar Vieira Santos; além da mediadora Izabel Almeida, assistente social e conselheira do CRESS/SE.

O SUAS em tempos de pandemia II Ivanete Boschetti, que também é mestre em Politica Social/UnB e foi vice-presidente e presidente do Cfess (2005-2011) e presidente da Abepss (1998-2000), destacou durante a sua fala sobre a relação da assistência social com a desigualdade social e o capitalismo. “Pensar a assistência social, significa pensar como a assistência social se relaciona com esse sistema de produção e reprodução ampliada da riqueza, que é muito desigual pelo não acesso, tanto à propriedade, quanto ao rendimento. A assistência social se organiza para dar respostas às situações de desigualdades e pobrezas, e sempre se estrutura numa perspectiva voltada para o atendimento das necessidades sociais”, explicou a assistente social. Já para o assistente social Valdiosmar Vieira Santos, mesmo diante de uma pandemia, infelizmente, as vidas que se perdem são tratadas como números. E também participou do curso a presidente do CRESS/SE, Dora Rosa, que agradeceu a participação dos ministrantes para contribuir com a qualificação dos/as profissionais do serviço social.

CANTINHO ESPORTIVO

 TIME VENCE E SE APROXIMA DE RECORDE

 Já campeão inglês, o Liverpool visitou o Brighton, ontem, e venceu por 3 a 1 no Falmer Stadium. Salah (duas vezes) e Henderson marcaram para os Reds, enquanto Trossard descontou para os donos da casa. A vitória deixa o Liverpool com 92 pontos e 30 vitórias após 34 jogos no Campeonato Inglês. A equipe comandada por Jurgen Klopp agora busca superar a melhor campanha da história da Premier League, que pertence ao Manchester City de 2017-18, com 100 pontos. O Liverpool tem mais quatro partidas e 12 pontos em jogo para ultrapassar a marca. Já o Brighton soma 36 pontos, na 15ª posição.

 CAMPEONATO REÇOMEÇA DIA 22 DE JULHO

 O governo de São Paulo anunciou ontem o retorno do Campeonato Paulista para o dia 22 de julho. A data foi confirmada pelo governador João Doria (PSDB), em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes. O evento também contou com a presença do presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF).

 COPA DO NORDESTE JÁ TEM DATA DE RETORNO

 O próximo dia 21, uma terça-feira, marcará o retorno da Copa do Nordeste. A organização da competição confirmou a data através das redes sociais nesta quarta-feira, 8.  A cidade de Salvador, capital da Bahia, será a sede única para a conclusão da competição. A mudança foi necessária porque nem todos os estados do Nordeste já avançaram em protocolos para o retorno do futebol. A Copa do Nordeste ainda têm uma rodada da fase de grupos para ser disputada e outras quatro datas referentes à fase mata-mata da competição. Os estádios Barradão, Pituaçu, Fonte Nova e, possivelmente o Jóia da Princesa, em Feira de Santana, devem receber as partidas finais.


PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018

Mobilização para Unimed liberar medicamento para tratamento da criança Gabriel O blog é solidário à luta dos pais da criança Gabriel que é portador da doença Atrofia Muscular Espinhal – AME, que ganharam na Justiça o direito da Unimed repassar um remédio (que paralisa a doença), mas por conta de um mandado de segurança o plano de saúde não liberou. Todos estão se somando a mobilização para que a Unimed libere o quanto antes o medicamento já que a criança está dependendo de um aparelho para respirar e está se alimentando através de sonda.  O apelo:

 

 



                                                                                                                                                           
O mundo mudou de uma hora pra outra e você não pode ficar pra trás Por isso, o Senac oferece 600 vagas EAD gratuitas para cursos do novo protocolo sanitário nas áreas de hotelaria, restaurantes, lojas e salões de beleza. Essa é a sua chance de atualizar o currículo e evoluir junto com o mercado. Inscrições a partir do dia 13 de julho, no site www.se.senac.br.

 

 

 


LIVES SERGIPE – É SÓ ENVIAR PARA DIVULGAR NESTE ESPAÇO                                             
          
Live hoje, 09/07, às 19h30 A política na ótica de um ex-deputado petista Vem bomba por aí: O que esperar de uma live do Lúcio Flávio Rocha com o ex-Deputado petista João Fontes sobre a política de Sergipe? Na pauta do dia: *Covidão, Hospital de Campanha, STF, Fake-news, Pandemia e muito mais! Quer saber porque João Fontes abandonou o PT e se tornou desafeto dos petistas? Assista esse bate papo imperdível: hoje, 09/07, às 19h30 nos perfis do Instagram: https://www.instagram.com/luciofmrocha/ e https://www.instagram.com/joaofontesf/

                                                                                                                                                               
Live hoje, 09/07, às 19h30 Perspectivas para o mercado de eventos particulares e corporativos E dando continuidade as lives de todas as quintas-feiras, hoje, 09/07 às 19h30, o vereador Elber Batalha receberá para bater um papo cerimonialista Marianna Felipe (@mariannafelipecerimonial). Vão falar sobre as Perspectivas para o mercado de eventos particulares e corporativos. Em: https://www.instagram.com/elberbatalha/

 


                                                                                                                                                               
Live amanhã, 10/07, às 20h Temas atuais Improbidade Administrativa Amanhã, 10, será realizada mais uma live do MP Acadêmico, às 20h, com o promotor de Justiça no Espírito Santo, Rodrigo Monteiro (@rodrigomonteiro.es ) que vai tratar de Temas atuais de Improbidade Administrativa, área em que é autoridade e tem obras escritas tais como sua participação no livro Improbidade Administrativa: doutrina e jurisprudência para utilização profissional, que terá um exemplar para sorteio na live. Participe: https://www.instagram.com/mpacademico/

Olha quem estará conosco no Programa Arte na Federativa Sexta-feira, 10, às 19h30, no Canal Artes FEES, com César Tucci/SP. Aproveita e se inscrevam: https://youtu.be/trgSW-ECzNM


“I E-Congress – O Direito é seu’ O delegado Gabriel Nogueira palestrará sobre ‘Família, Violência, Maus Tratos’ no ‘I E-Congress – O Direito é seu’ a partir das 17h do próximo sábado, 11. O debate é um dos previstos no congresso totalmente on-line que ocorrerá neste fim de semana. O evento terá acessibilidade para todos os participantes. “Em apoio à causa da pessoa com deficiência. Então vai ser um seminário muito interessante, relativo aos direitos da pessoa com deficiência e orientando a comunidade”, destaca Gabriel, que atuou como delegado do idoso e pessoa com deficiência por dois anos em Sergipe. No evento, além do delegado, outros especialistas participarão de seminário em diversas áreas do Direito da pessoa com deficiência, abrangendo temas como fiscal, trabalhista, educacional, tratados internacionais e segurança. As inscrições podem ser feitas por meio deste link. O evento dá direito a certificado de participação.


PELO E-MAIL E FACEBOOK

NOTA PÚBLICA – Prefeitura garante lisura em todos os processos de implantação do Hospital de Campanha

A Prefeitura de Aracaju assegura transparência nos processos de construção do Hospital de Campanha Cleovansóstenes Pereira Aguiar, principal unidade de tratamento da covid-19 na rede municipal de Aracaju e responsável pela recuperação de 154 dos 238 aracajuanos que necessitaram de internamento por conta da doença, de acordo com o boletim desta terça-feira, 07.

Desde o mês de abril, a gestão municipal estabeleceu um caminho de troca de informações com a Polícia Federal, que solicitou dados sobre o processo de implantação do HCamp na capital sergipana. No dia 24 de abril, foi enviado e-mail com o Ofício nº 31/2020, entretanto como o envio foi feito no final do dia e tratava-se de uma sexta-feira, a assessoria jurídica tomou conhecimento da solicitação no dia 27 de abril. O e-mail solicitava todos os documentos relacionados à construção do Hospital de Campanha, sem prazo fixado para resposta. Já em 30 de abril, a Secretaria recebeu o Ofício nº 0036/2020, reiterando o Ofício nº 31/2020, também sem prazo fixado para resposta.

Nesse mesmo dia, 30/04, a Polícia Federal encaminhou o Ofício de nº 0038/2020, solicitando documentos das seguintes dispensas: 25/2020 – Contratação de 20 leitos do Hospital São José; 04/2020 – Contratação da empresa Ramac Empreendimentos; 33/2020 – Contratação da empresa Três Leões Material Hospitalar e Cirúrgica; 12/2020 – Contratação da empresa Philipes Medical Systems Ltda; 15/2020 – Contratação da empresa AF Empreendimentos Eireli; 04/2020 – Contratação da empresa Biotech Indústria e Comércio de Descartáveis Ltda; e 03/2020 – Contratação da empresa Equilibrium Distribuidora de Medicamentos, concedendo o prazo de cinco dias úteis. Expediente que foi respondido em 7 de maio, por meio do Ofício nº 1.495/2020, quatro dias úteis após o recebimento da demanda.

Já em 04 de maio, início do mês que o Hospital de Campanha começou a operar, a SMS respondeu o Ofício nº 31/2020, no primeiro dia útil do mês, por meio do Ofício nº 1.435/2020. Em 25 de junho, a equipe municipal de Saúde recebeu Ofício n º 0075/2020, solicitando cópia da Dispensa nº 065/2020, contrato, processos de pagamento. O documento foi devidamente respondido em 1º de julho, através do Ofício nº 2.167/2020.

Transparência

Paralelo ao envio de informações para a Polícia Federal, a gestão desenvolveu o site “Transparência Covid-19: informações sobre o combate ao coronavírus”, com o objetivo de reforçar as ações de transparência e integrar o Portal da Transparência do Município, a partir do qual a população tem fácil acesso a todos os dados referentes às ações de enfrentamento ao coronavírus adotadas pela administração municipal.

Outro fator que atesta o zelo da administração é o arquivamento da investigação do Ministério Público Estadual sobre indícios de combinação entre as empresas para apresentarem seus orçamentos. O Ministério Público Estadual arquivou o procedimento ao não constatar qualquer indício de que houve a obtenção de informações privilegiadas ou situações de favorecimento.

A secretária municipal da Saúde, Waneska Barboza, afirmou que recebeu com surpresa a operação da Polícia Federal e defende o papel de fiscalização da Instituição. Ela afirma que as ações da SMS são transparentes e objetivam garantir assistência médica adequada à população.

“Todos os processos de contratação têm obedecido a legislação. Sobre esse projeto em particular, foram feitos procedimentos que não estão previstos na dispensa de licitação justamente para deixar mais clara e mais transparentes as ações realizadas. Todos os questionamentos e solicitações de documentações têm sido atendidos pela Secretaria. Em nenhum momento nos furtamos de encaminhar qualquer informação. Por conta disso, estamos surpresos com a operação. Estamos aqui para colaborar e tenho certeza que, no final de tudo, ficará atestado que não houve nenhum desvio de finalidade. Nossa equipe é uma equipe guerreira e trabalha diariamente para materializar as ações de enfrentamento à covid em prol da nossa população”.

Sobre os questionamentos noticiados nesta terça-feira, 07, pela operação realizada pela Polícia Federal e reafirmados pela Procuradora da República Eunice Dantas, a Secretaria esclarece que não há divergência no tocante ao piso que foi descrito no termo de referência. O piso instalado atende todas as especificações solicitadas no edital. Inclusive o TCE acompanhou esse caso na época da montagem da unidade e constatou que foram aplicadas três camadas de pisos: o easyfloor, o tablado de madeira e a manta de linóleo.

Sobre a inexistência de instalações elétricas, hidráulicas, sanitárias, de dados e voz, os serviços foram implementados em contratos diferentes ao da montagem do HCamp. Porém, o município garante que todas as instalações foram realizadas dentro dos padrões de segurança e das legislações da administração pública vigentes. Para o projeto hidrossanitário, por exemplo, foi feito um termo de referência para contratação de empresa para execução e o projeto foi, inclusive, elaborado pelos técnicos da Deso, em parceria com a prefeitura de Aracaju.

A respeito do custo de locação de aparelho de ar condicionado, cada máquina de refrigeração instalada no HCamp custa aproximadamente R$ 70 mil. Como são 20 máquinas instaladas, o custo para a aquisição seria de R$ 1,4 milhão. Todas as 20 máquinas locadas hoje representam um custo mensal de R$ 175 mil por mês, o que, ao final do contrato de seis meses, representaria uma economia de mais de R$ 300 mil. Além disso, o contrato vigente já inclui todos os serviços de manutenção e substituição, caso seja necessário.

Sobre o pagamento do serviço vigente, o primeiro faturamento não foi pago pela secretaria, justamente porque a área técnica identificou que o serviço prestado pela empresa estava em desacordo com o descrito no projeto. Ou seja, a empresa executou o serviço de forma parcial, o que gerou uma glosa total do valor que seria pago.

Já a questão do pé-direito mínimo inferior ao previsto em projeto básico, o Laudo Pericial também indicou a existência de sobrepreço na locação da estrutura de climatização e na locação de containers. O pé-direito da unidade Hospitalar tem diversas alturas. As divisórias dos leitos em TS medem 2,20m e serve apenas para separar os pacientes, porém a estrutura metálica tem altura mínima de 4m e a cumeeira tem 5,80m, o que atende a exigência do termo de referência.

Quanto as demais acusações de supostas irregularidades, a SMS garante que continuará atuando em prol da transparência e da regularização dos serviços que, porventura, sejam prestados em desacordo com o que foi preestabelecido nos termos de referência. Prova disso é o processo administrativo já aberto pela Prefeitura contra a empresa diante da prestação parcial do contrato, que já foi encaminhado para a comissão permanente de apuração de infração antes mesmo da deflagração da operação da Polícia Federal.

Além disso, existe um processo interno de auditoria na Controladoria Geral do Município que está avaliando não só a formalidade do processo, mas também o pagamento desses serviços. Por fim, a gestão esclarece que continuará apresentando todos os documentos que forem requisitados pelos órgãos de controle, fiscalização e investigação (como Tribunal de Contas, Ministérios Públicos e Polícia Federal), mantendo o seu compromisso com a transparência e a lisura dos atos praticados.


OPINIÃO

Por Paulo do Eirado (https://www.instagram.com/paulodoeirado/)

Silenciosa e surpreendente e, talvez, pela primeira vez desde a chegada dos portugueses, a véspera de São João de 2020 não teve fogueiras ou fogos para os sergipanos. O que para a maioria das pessoas foi apenas uma triste novidade, para Faustino que rodou de carro por Aracaju e pela zona rural de São Cristóvão, sem ver uma fogueira sequer, foi arrasador. Impactado, porque no fundo, apesar da pandemia, ele nutria a esperança de que “havia linguiça por debaixo do feijão” (como diria Stanislaw Ponte Preta ou Lalau, inspirador deste capítulo), e assim, ver o povo feliz comemorando sua festa mais tradicional.

“Numa melancolia de pinguim no Piauí”, as recordações vivas e doloridas de outro São João invadiram sua cabeça branca, porque aos 7 anos de idade, o pequeno Faustino também não viu a festa junina devido a uma catapora tratada pelo Dr. Chagas, o melhor pediatra da década de 1960.

Àquela altura, com limitadas vacinações, os médicos faziam diagnósticos clínicos sem exames de laboratórios. Então, competentes pediatras viam as doenças infantis atuarem sobre as crianças de forma benigna, como aceleradores do desenvolvimento. Segundo essa visão, tais doenças promovem rápidos avanços da individualidade (reconhecimento do EU) em conflito com a hereditariedade (matéria herdada) no corpo das crianças. Em outras palavras, a doença infantil é a crise da perda da importância do passado sobre o futuro, porque “ninguém se conforma de já ter sido”. Com Faustino, obviamente, não foi diferente, até porque ganhou um novo tom de voz, bem mais encarnado, uma vez curado dessa marcante catapora junina.

Com base nessa imagem, façamos uma metáfora com o desenvolvimento do universo digital neste momento. A pandemia do coronavírus e seu isolamento social esfriou o mundo real e inflamou o digital. ”Só levanto o olho da máquina de escrever para botar colírio”, digo do celular, em uma imersão compulsória nas redes digitais para garantir o home office ou até os, agora essenciais, serviços delivery. Não resta dúvida de que, com esses novos hábitos, o mundo não mais será o mesmo: será bem mais digital, automatizado e rastreado.

“Antes só que muito acompanhado”. A experiência do afastamento social criará um ‘novo normal’, no qual o digital terá uma participação maior e irreversível na vida de todos. A humanidade vivencia uma transformação digital forçada que demoraria muito tempo em um transcurso normal. Parafraseando JK, avançamos 50 anos em 5 (meses). Temos a sensação que fomos invadidos pelo futuro, sem perdão.

No ambiente da Educação “ficou a impressão que o meu anjo da guarda está gozando licença-prêmio” – refletiu Faustino. Nele ocorre uma verdadeira revolução, quando todos viraram alunos, sejam professores, diretores, pedagogos ou alunos mesmos. Mas, isso é muito saudável, pois o que faz um jovem ter gosto pelo estudo é ver o adulto, e o próprio professor estudando e desenvolvendo novas habilidades. Educação é vida. Educação é transformação. Contudo, a desigualdade cresceu e, portanto, a nível de política pública, para mais equidade entre alunos de variadas classes sociais e econômicas, faz-se urgente assegurar acesso à internet para todos, em especial nos sítios de conteúdos educacionais.

“Quem não tem quiabo não oferece caruru” – Considerando a internet como serviço essencial, necessitamos superar as limitações de acesso que atingem grande parcela da população. Acesso gratuito aos sítios .gov é o que propõe Projeto de Lei do Deputado Federal Laércio Oliveira (PP-SE): ‘Afinal, se os endereços .gov da internet são públicos, tal como as ruas e as repartições, logo todos devem ter acesso livre e gratuito’ – defende o atuante parlamentar.

Prever o futuro próximo, segundo Faustino, está ficando “mais monótono que itinerário de elevador”. Como quem foi sequestrado pelo futuro, ele projeta com pouco risco de errar: Muitas empresas praticarão home office permanentemente. Os negócios digitais entrarão na rotina das pessoas com intensidade. A mobilidade será repensada, as aglomerações serão evitadas, isolamento será sinônimo de qualidade de vida e status. O turismo será revisado e os eventos culturais também. Uma nova cultura nascerá global, bem mais digital. As pessoas viajarão mais de carro e buscarão morar melhor. Vamos nos cuidar mais e entender que “uma feijoada só é realmente completa quando tem uma ambulância de plantão”.

“Não sei se é verdade, nunca fui chinês” – Para Faustino, a atual pandemia age sobre o reino digital como uma doença infantil aceleradora, dessas que traz o futuro para o colo. Dá um salto! Por coincidência ou não, “cruzam cabra com periscópio pra ver se conseguem um bode expiatório”, já que esse coronavírus, lançado no mesmo local do 5G, em Wuhan, na China, fará a criatura digital sair brevemente da infância para ingressar em conturbada adolescência. “Mas isto ainda não está na hora de contar”. Se prepare!

*Superintendente do Sebrae/SE.

PELO TWITTER

www.twitter.com/andretrig Quem ama, cuida. Cuidar é verbo auxiliar de amar. Cuidar de si, cuidar dos outros, cuidar do coletivo.Em tempos de pandemia, desprezar os riscos pode ser fatal. Para si, para os outros, p/o coletivo.



www.twitter.com/LeonardoBoff  Atribui-se a Hegel a frase em seu livro a Filosofia da História:”Aprendemos da história que não aprendemos nada da história. Mas tudo do sofrimento”.Isso deve valera ao presidente,se tiver o vírus,para deixar de ser genocida.Talvez aprenda a ter empatia e juízo.

www.twitter.com/PimentelLuciano Nosso objetivo é criar ambientes de debate acerca do Transtorno do Espectro Autista (TEA) para ajudar essas pessoas a romperem a barreira do preconceito, que é gerada pela falta de informação e conhecimento sobre o TEA.




www.twitter.com/BlogdoNoblat FOLHA Máscara é ‘coisa de viado’, dizia Bolsonaro na frente de visitas Relatos de pessoas que estiveram com presidente na epidemia descrevem momentos de tensão.

www.twitter.com/Felipe1985__ Acabei de perder meu tio para o vírus maldito. Quase 1 mês lutando. Hoje ele descansou. A dor é enorme, era, além de tio, padrinho e amigo. Ficarei com as boas memórias. E quero dizer que quem não respeita a quarentena é a ESCÓRIA da humanidade. O universo sabe de todas as coisas.





Siga Blog Cláudio Nunes:                                                                                                       

Instragram
Facebook
Twitter

Frase do Dia
“Morrer é inevitável. Viver é uma arte que exige empenho e sabedoria. Nada do que eu fizer pode impedir que eu encerre minha existência um dia…É preciso ter esperança. A falta de esperança emperra tudo, independente da renda” Leandro Karnal, ontem,08, “O Valor de Tudo”, Estadão.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários