Pescoço no seguro

0

O governador Marcelo Déda (PT) não esconde o temor com a fixação que alguns adversários têm pelo seu pescoço. Ele lembra uma gravação feita pela Polícia Federal onde o conselheiro do TCE, Flávio Conceição, promete colocar a faca em sua jugular e alerta para a coincidência de o ex-governador João Alves Filho (DEM) ter dito, outro dia, que deseja apertar o seu pescoço. Quem assistia a entrevista de Déda cuidou de aconselhá-lo a colocar fazer um seguro desta parte do seu corpo, pois uma faca no pescoço só não intimida se a vítima tiver jugular de aço.

Parada Gay

Aracaju vai sediar domingo próximo a 8ª edição da Parada do Orgulho Gay, que deverá reunir na Orla de Atalaia milhares de gays, lésbicas, bissexuais, transgêneros e populares. O tema deste ano é “Sexualidade e gêneros não distinguem a personalidade humana” e o símbolo um código de barras, representando a rotulação sofrida pela comunidade homossexual. “Não somos produtos. Somos seres humanos e não queremos ser rotulados como gays, mas sim como cidadãos”, diz o presidente da Associação de Defesa Homossexual de Sergipe (Adhons), Marcelo Lima.

Novo reajuste

A Agência Nacional de Saúde Suplementar autorizou um reajuste de 6,76% para os planos individuais antigos, contratos assinados antes da entrada em vigor, da Lei nº 9.656/98. A medida atinge beneficiários dos planos de saúde das operadoras Golden Cross e Amil e das seguradoras Sul América, Itauseg e Bradesco Saúde. Foi o maior aumento registrado desde 2006.

Conversa com lojistas

A Câmara de Dirigentes Lojistas Aracaju realizará amanhã mais uma edição do projeto “Conversando com o Lojista”. Será durante uma reunião-almoço conjunta com a FCDL/SE marcada para as 12 horas no Centro de Convenções da entidade, na rua Santa Luzia, 570, bairro São José. O convidado é Augusto Fábio Oliveira dos Santos, gerente executivo do INSS em Aracaju. Ele fará palestra sobre as ações da Previdência Social com reflexos diretos na economia do Estado. O evento é aberto aos empresários do comércio sergipano.

Bem na fita I

Aracaju voltou a se destacar nacionalmente pela qualidade dos serviços públicos oferecidos à população. De acordo com o Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM), medido pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), o município apresenta a maior média entre as capitais do Nordeste. O IFDM da capital sergipana ficou em 0,7945 numa escala que vai de 0 a 1, sendo que quanto mais próximo de 1 maior o nível de desenvolvimento. A média de todos os municípios do país foi de 0,6022.

Bem na fita II

O trabalho de modernização administrativa implementado pelo Governo de Sergipe desde 2007 recebe mais uma vez destaque em veículos da imprensa nacional. A edição n° 950 da Revista EXAME, traz uma reportagem especial intitulada ‘A banda boa do setor público’ mostrando exemplos de estados que estão desenvolvendo ações para tornar a gestão pública mais eficiente. Segundo a revista, a economia feita pelo Governo de Sergipe em 2008 colaborou para a realização de obras esperadas por muitos anos, como a recuperação da Rota do Sertão.

Operação Navalha

O Sindicato dos Auditores Tributários do Estado de Sergipe (Sindat) querem informações e certidões que apontem fatos “delituosos” cometidos pelo conselheiro do TCE, Flávio Conceição de Oliveira Neto, ao longo da sua vida pública. O Sindicato pretende mover uma Ação Popular para anular a nomeação de Flávio que foi afastado do Tribunal de Contas no final do ano passado por ter sido denunciado na Operação Navalha, deflagrada pela Polícia Federal em maio de 2007.

Venda proibida

O remédio Atroveran Plus foi cancelado pela Anvisa. Assim, também está proibida a venda e propaganda do medicamento, que teve o registro cancelado porque a sua fórmula base é diferente do Atroveran Composto. O Atroveran Plus tem como base o paracetamol e o Atroveran Composto, a dipirona. Segundo a Anvisa, o termo “Plus” leva o consumidor a entender que a fórmula do Atroveran Plus potencializa o princípio ativo do Atroveran Composto.

Menos, delegado!

A Polícia sergipana deu um “baculejo” na Invasão do Pantanal, em Aracaju, e prendeu dois traficantes, armas de grosso calibre e uma razoável quantidade de maconha. Após a bem sucedida operação, o delegado Luciano Cardoso disse que os traficantes estavam querendo transformar aquela comunidade num ponto de tráfico igual a Favela da Rocinha, no Rio de Janeiro. Tudo bem que marginal de a arte do cão, mas daí a querer reproduzir em Aracaju a violência registrada nos morros cariocas já é demais. Menos, delegado, menos!

Chuva e frio

Quem vista o semi-árido sergipano nesta época do ano fica impressionado com o volume de chuvas e o frio. A temperatura tem caído ao extremo durante a noite em municípios como Carira, Canindé e Porto da Folha. Precavido, o sertanejo enfrenta a “friagem” com milho cozido, um bom aguardente de cana e fogueiras acesas no terreiro. Com a boa safra de grãos, nem precisa dizer que a população do semi-árido está rindo de orelha a orelha. Maravilha!

De olho no Alecrin

O Clube Sportivo Sergipe, que fez bonito ao empatar com o Ferroviário vai enfrentar o Alecrim (RN), domingo que vem no Batistão. A coluna, que é Confiança desde criancinha, torce pelo sucesso do time rubro sergipano. Tá bom assim, Cássio?


 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais