PESQUISA DO IBOPE?

0

Na semana passada, por volta das 10 horas, uma pessoa ligou para o telefone fixo do colunista e identificou-se como um funcionário do Ibope, que estava fazendo uma pesquisa para avaliar a tendência do eleitorado em relação a apenas três candidatos, exatamente nesta ordem: João Alves Filho (PFL), João Fontes (PDT) e Marcelo Déda (PT). Depois de perguntar idade, escolaridade e nível salarial, a voz do outro lado fez três perguntas: “Em quem o senhor vota a governador do estado (citava os três nomes)”? “Qual dos três o senhor considera mais honesto”? “Dos três, quem o senhor não votaria de jeito nenhum”? Alguma outra pergunta não foi possível de lembrar. O colunista não respondeu a todas as indagações e estranhou uma pesquisa do Ibope estar sendo feita através de telefonema.

O pesquisador insistiu que era do Ibope, que falava de Curitiba e ofereceu números para comprovações. Não foi preciso, o pesquisador foi dispensado e nenhuma resposta concreta obteve para suas perguntas.

Ontem à tarde, um radialista de Sergipe também recebeu telefonema de um pesquisador do Ibope, em seu telefone celular. Fez as mesmas perguntas citadas acima pelo colunista. O radialista respondeu que votava em um dos três candidatos e percebeu que houve insistência do pesquisador por um outro nome, como se quisesse convencê-lo a trocar de opinião. Não conseguiu, apesar da insistência da pessoa que também se dizia integrar a equipe do Ibope e que estava fazendo pesquisa para governador do estado de Sergipe. Também não colocou na relação os demais candidatos.

No bina do celular apareceu o número (041) 3240-155. Ao colunista o pesquisador disse que estava em Curitiba, mas para o radialista se encontrava em Adrianópolis, uma cidade de pequeno porte, com apenas 6.311 habitantes, ao norte do Paraná, a 220 quilômetros da capital do estado. Lá os telefones têm prefixos 041, mas com oito números. Plenário tentou contato discando o primeiro número e deu sempre ocupado. Depois colocou um 3 à frente e discou (041) 3324-0155. Tratava-se de um escritório de advocacia em Curitiba e quem atendeu foi o advogado Antenor, que se surpreendeu com a informação de que seu telefone estava sendo utilizado para fazer pesquisas: “eles queriam fazer uma pesquisa sobre candidatos a governador por Sergipe?” Considerou tudo muito estranho e disse que tomaria providências. O colunista também ligou para o serviço de informações do Paraná e o atendente disse que todos os telefones do estado tinham oito números.

Ainda em busca de verificar se o Ibope estava fazendo algum tipo de pesquisa em Sergipe, o colunista ligou para o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e um funcionário do setor garantiu que não havia nenhuma pesquisa do Ibope registrada.

Comprovou-se então que alguém está telefonando para pessoas em Aracaju, dizendo-se do Ibope e tentando fazer com que eleitores revelem seus candidatos, ao mesmo tempo em que buscam mudar o voto de quem está sendo “pesquisado”, para o nome que interessa ao grupo que está usando este método. O mais estranho de tudo isso é que realmente se trata de uma pessoa que reside no Paraná, ou tenha clonado o telefone fixo do advogado Antenor, se é que isso seja possível. Como até o momento houve coincidência dos telefonemas terem sido feitos para pessoas da imprensa, pode haver o objetivo de saber em quem jornalistas e radialistas estão votando.

Se nenhuma dessas hipóteses for possível, o mais provável é que a Polícia Federal faça uma apuração de onde estão partindo as ligações, porque elas existem. O telefone é de outro estado, mas não há pesquisa registrada e o Ibope está sendo utilizado para fortalecer a farsa. Com absoluta certeza há preferência de um dos candidatos pelos pesquisadores, que nesta reta final de campanha pode influenciar junto a outros eleitores que desconheçam os métodos de consulta à opinião pública. A denuncia não pode ser levada na brincadeira.

 

 

LULA

O presidente Lula da Silva (PT), candidato à reeleição, chega a Aracaju sexta-feira, à noite e segue direto para comício na praça José Tomaz, no bairro Siqueira Campos.

Logo após o pronunciamento, o presidente Lula retornar ao jatinho e viaja para o Rio Grande do Norte, onde faz outro comício e retorna a Brasília.

 

TENTATIVA

Ontem, com a chegada do pessoal de apoio do presidente, o Diretório Regional vai tentar encontrar tempo para um jantar com lideranças da coligação e gravações para a TV.

Não é verdade que o presidente Lula vai a Itabaiana e Glória. Segundo o presidente do Diretório, trata-se de especulação.

 

CONFIRMA

Em entrevista à TV Atalaia, segunda-feira, o candidato a governador Marcelo Déda (PT) reafirmou sua posição contra a transposição do rio São Francisco.

“Reafirmo minha posição histórica contra a transposição e a favor da revitalização. Não agora às vésperas da eleição, mas desde meus tempos de deputado federal”, disse

 

MANTÉM

Paulo Hangenbeck (Paulinho da Varzinha) continuará ex-prefeito até que o TSE julgue a decisão do seu afastamento, confirmada ontem pela juíza Telma Maria dos Santos (TRE).

Para isso Paulinho da Varzinha terá o prazo de cinco dias para recorrer junto ao TSE, que dará a decisão final ao caso.

 

POSSE

A candidata que ficou em segundo lugar nas eleições de 2004, Ivone Sobral, tomou posse ontem à tarde, no fórum de Laranjeiras.

Ivone apóia Marcelo Déda para governador e em Jackson Barreto para deputado federal. A oposição fez uma festa na cidade.

 

HOSPITAL

Ao assumir a prefeita Ivone Sobral disse que a sua providência imediata seria reabrir o hospital municipal, para atendimento público.

Ivone prometeu ainda dar aumento aos funcionários e administrar o município dentro do seu estilo. Ivone é viúva do ex-prefeito José Sobral.

 

TROPAS

Segundo uma fonte do PSDB, o deputado Jorge Araújo (PSDB) está pedindo tropas federais para o interior, da mesma forma que o fez na eleição passada.

A mesma fonte disse que as tropas só foram solicitada porque o então governador Albano Franco o fez. Mas não aconteceu nada.

 

VELOX

Sergipe ficou, ontem, fora do ar, pelo menos para os usuários do Velox, por um bom tempo, em razão de um problema nacional.

Várias empresas que usam esse tipo de banda larga para acessar Internet ficaram impedidas de receber e enviar mensagens importantes. Foi um sufoco.

 

PROBLEMAS

Os servidores do Deso ficaram preocupados com as declarações dadas pelo candidato Marcelo Déda, em seu programa na televisão.

O candidato petista disse fará uma reforma total no Deso. Alguns servidores viram nas declarações uma ameaça ao emprego.

 

ALMEIDA

O senador Almeida Lima (PMDB) defendeu o voto aberto para todas as votações no Legislativo. Segundo ele, o voto secreto é uma forma de omissão do parlamentar.

Almeida criticou proposição aprovada pela CCJ do Senado, que mantém o voto secreto para a eleição da Mesa e escolha de autoridades.

 

PEDRINHO

O candidato a deputado federal Pedrinho Valadares (PFL) obteve apoio, ontem, ao se reunir com vários presidentes e diretores das CDL’s no Estado.

O encontro contou com líderes dos municípios de Aracaju, Lagarto, Tobias Barreto, Dores Carira, Propriá, Aquidabã, Itabaiana, Laranjeiras e Glória.  

 

DESAFIO

 Marcelo Déda (PT) será questionado pelos adversários sobre a transposição do rio São Francisco. Ele será desafiado a provar que tinha essa posição antes da campanha.

No PFL a mudança de posição de Marcelo Déda é vista como um ato de preocupação com o rumo que a campanha de João Alves tomou nas últimas semanas.

 

E-MAIL
O leitor Guilherme Henrique envia e-mail e reclama: “começo a notar que o caro amigo está perdendo um pouco da imparcialidade que deve caracterizar o jornalista”.
E continua: “está ficando claro, ainda que você tenta evitar, seu posicionamento contrário ao PT, a Lula e a Marcelo Déda. Cuide bem dos seus leitores…”

 

 

Notas

 

BOSCO-1

O deputado federal Bosco Costa (sem partido) enviou a eleitores uma síntese da sua atuação parlamentar no período de 2003 a 2006: “nesses anos, sabemos, vivemos a maior crise ética de todos os tempos”, disse o parlamenta, deixando claro: “minha espinha dorsal não se dobra e minha palavra é meu maior patrimônio”.

“Estou sem partido, percebi a fragilidade a fragilidade deles e por esta razão, dentre outras, é que considero que a Reforma Política não só é necessária como urgente em nosso país”, avisou o deputado Bosco Costa.

 

BOSCO-2

O deputado Bosco Costa lembra que “a Câmara Federal foi alvo de um verdadeiro terremoto político – mensalões, valeriodutos, sanguessugas, compras de voto e de consciências, enfim um lamaçal, onde corruptos e corruptores dominaram a cena política”. Bosco mostra que não foi atingido.

“Sergipe me conhece, sou um homem simples, tenho princípios morais dos quais não abro mão por nada, enfim, devo dizer que passei por este pântano sem sujar meus pés nem manchar minhas mãos”, disse Bosco.

 

BOSCO-3

A prestação de contas parlamentar do deputado federal Bosco Costa, assinada este mês, é uma despedida do período parlamentar: “no presente, tomei a atitude que a consciência determinou. No futuro estarei à disposição do povo e se Deus me der vida, saúde e entusiasmo, pretendo retornar à atividade política”.

O deputado Bosco Costa hoje está sem partido e trabalha para eleger um sobrinho a deputado federal. Está na oposição e rompeu que o amigo Albano Franco, por discorda da coligação que o partido fazia.

 

 

É fogo

 

Amanhã, às 20h, no auditório da CDL acontece um debate, onde o assunto é o combate a assaltos nos táxis do município de Aracaju e sorteio de 110 novos carros.

 

O debate conta com apoio do secretário da Segurança Flamarion D’avila, de João Eloy, da deputada Susana Azevedo e do presidente da associação dos taxistas, Adriano Pereira.

 

A candidata a presidente da República pelo Psol, Heloísa Helena, deve vir a Aracaju onde fará palestra na Câmara de Diretores Lojistas (CDL).

 

O candidato a vice-governador Belivaldo Chagas (PSB) vem trabalhando muito no interior junto a prefeitos e lideranças políticas.

 

Já o senador Antônio Carlos Valadares (PSB) está ajudando mais o filho a eleger-se deputado federal.

 

Vários carros de luxo estão colocados em pontos estratégicos da avenida Beira Mar com publicidade de candidatos proporcionais.

 

Esses carros não são velhos, a maioria e de luxo e de grandes marcas, tem até ônibus. Chega a ser um acinte a quem sequer tem dinheiro para pegar ônibus.

 

O deputado estadual José Milton de Zé de Dona está trabalhando para ser o mais votado em Itabaiana.

 

A fiscalização de velocidade por meio de radares eletrônicos deverá se tornar mais transparente no país, em razão do aviso dos pardais.

 

O Contran está exigindo que antes de se fazer a instalação de qualquer tipo de equipamento de fiscalização, faça-se um estudo da necessidade.

 

brayner@faxaju.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais