“Petista que é petista não vota golpista”:esfacela palanque Belivaldo

0

 

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

 Neste domingo, 29, o PT realiza seu Encontro Estadual que resultará em deliberações sobre táticas e estratégias eleitorais do partido para as eleições deste ano em Sergipe.

  Embora cheia de controvérsias e sem consenso entre as correntes internas, a plenária deve abonar Rogério Carvalho para concorrer a uma vaga ao senado, Eliane Aquino ocupando a vice-governadoria na chapa governista e, como consequência lógica, referendar a aliança com a sopa de letrinhas que apoiam Belivaldo e oriundas de todas as matizes ideológicas.

 Mesmo continuando com um capital político que o cacifaria a empreender o protagonismo neste pleito, o PT escolhe o caminha do pragmatismo e prefere ser conduzido por um arco de aliança que sequer retribui o apoio dado pelo partido. A agremiação que possui o maior número de filiados em Sergipe (com 16.281 filiados), militância das mais altivas, imersão nos movimentos sociais e em duas oportunidades elegeu o governador do estado, hoje se vê apenas como apêndice de um projeto que nem de longe levará em conta o protagonismo do partido nos últimos anos.

E mais: a se confirmar em convenção a ampla aliança em torno de Belivaldo e Jackson ou o PT  reconhece e delimita todos (sim, todos) os políticos a quem chamam de golpistas por terem votado no afastamento de Dilma ou nega um dos seus mais recentes gritos de resistência (apenas para rememorar: “petista que é petista não vota em golpista”). As duas coisas são incompatíveis. Ou o partido ouve a militância, ou embarca nas decisões de cúpula. Ou reconhece sua origem reformista com projeto democrático e popular, ou parte para um revisionismo estatutário que resvala no mesmo fisiologismo praticado pelos demais partidos.     

No encontro, cerca de 400 delegados selarão um acordo (porque não há outra palavra) com os mesmos “golpistas” que defenestraram Dilma da presidência e aplaudem a prisão de Lula. Por exemplo, Belivaldo é do PSD, partido que votou majoritariamente contra Dilma, hoje ocupa espaços no governo Temer e deve apoiar Geraldo Alckmin para presidente. “Ah, mas o PSD daqui é diferente do de lá”, dirá alguém. Se isto é verdade, os demais partidos que combatem o PT no plano nacional,a exemplo do PP e MDB, não são golpistas, já que na terra do Cacique Serigy estão todos bem alinhados.

 O marketing edita as versões, não os fatos.  E o PT prestará conta de suas alianças  à memória de seus mártires e à sua militância futura. 

Como bem sabem os petistas: “a história se repete, a primeira vez como tragédia e a segunda como farsa”.

Vice-líder é Thiaguinho e não Isac O blog errou ontem, 27, ao informar que o vereador de Aracaju Isac é o vice-líder do prefeito na Câmara. Na verdade o vice-líder é o vereador Thiaguinho Batalha. Ambos apoiam a candidatura de André Moura ao Senado.

Metajornalismo e o caso de Sergipe: qualidades e vícios dos meios de comunicação Estudos feitos pelos Repórteres Sem Fronteiras (RSF), organização não-governamental internacional cujo objetivo é defender a liberdade de imprensa, identificou que no Brasil, as principais empresas de comunicação estão na mão de seis famílias, que controlam 90% de toda a receita publicitária pública e privada. Isto coloca nosso país entre os que têm os piores indicadores para a pluralidade na mídia analisados pelo organismo. Nem mesmo a popularização das novas tecnologias e a massificação das plataformas digitais. através da rede mundial de computadores que limitam a formação desses oligopólios.

 Influência Este poderio todo acaba por influenciar comportamentos, criar opiniões, perpetuar tradições e, o que de fato interessa nestes escritos, decidir e monopolizar os destinos políticos. A força dos meios de comunicação, que reduziremos para o termo imprensa para melhor compreender, acabam por  fabricar uma opinião pública cuja maioria das pessoas toma por verdade o que é publicado. Este fenômeno, socialmente construído por grupos de interesse, perverte a lógica da relação imprensa/sociedade civil e daí surge algo extremamente preocupante: a opinião publicada. 

Falta pluralidade Ou seja, recebimento das mesmas informações reiteradas vezes, contraditoriamente, limita o acesso à informação e atrofia a possibilidade da pluralidade, direito ao contraditório liberdade de imprensa e comunicação, valores caros a uma democracia moderna.

Quarto poder Disto tudo surge outro importante conceito bastante contraditório mas que muitos se apegam como forma de status quo, aceitação em grupos sociais ou como forma de defesa de pressões políticas e econômicas: a imprensa seria o quarto poder. Esta compreensão semântica surgiu lá pelo século 19 e teria como prisma uma imprensa comprometida e vinculada a valores socialmente consolidados e que combateria e fiscalizaria os possíveis  exageros e abusos dos três poderes estatais: Legislativo, Executivo e Judiciário. No entanto, a imprensa contemporânea, perdeu a representatividade a ela atribuída inicialmente. Hoje, jogos de interesses editam informações, direcionando editorias e criam uma cortina de fumaça que mascara os reais valores-notícias e os cristalinos e significativos interesses públicos. 

Sergipe em análise Embora Sergipe seja a terra de Joel Silveira, Orlando Dantas, Hugo Costa, Sílvio Romero e tantos cânones do jornalismo, a força da comunicação foi através das ondas sonoras dos rádios. Desde a metade do século XX, o radiojornalismo impera soberano nos lares, casas comerciais e redações em todo o estado. Quem não lembra do saudoso Silva Lima e seu informativo Cizano?  

Mandatos É justamente do rádio que começa o emaranhado das relações políticas. Não raro, radialistas optam  também por disputar mandatos eletivos: Reinaldo Moura, Laércio Miranda, mais recente Gilmar Carvalho, Adelson Barreto, Jaílton Santana, Fábio Henrique entre tantos outros espalhados por todo o estado. 

Concorrência Hoje os matutinos disputam cabeça a cabeça a audiência e o monopólio da informação. Cada comunicador quer dá a exclusiva e luta pela entrevista concorrida com a autoridade de plantão. É justamente neste momento que o radiojornalismo se perde na essência e no compromisso. É perceptível “boa vontade” de determinados programas com determinado grupo político e uma certa mostra “ranzinza.”

Espaço jornalístico ocupado E algumas táticas são sutilmente usadas para dar vazão a certas “notícias”. Alguns exemplos: em nenhum programa de rádio da Bahia, Pernambuco, São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul ou Brasília se vê um secretário de estado ocupando quase 40 minutos para “divulgar” calendário de pagamento, operação tapa-buraco, compra de um equipamento hospitalar, assinatura de ordem de serviço, inauguração etc etc etc. Ou seja, ao agir assim o jornalismo passa a dar lugar a uma mera assessoria de comunicação.

“Pegadinhas” As perguntas nas entrevistas também existem diversas pegadinhas. Enquanto para alguns casos o papo de amigos é apenas para prestar contas, informar as supostas obras feitas, para outros os questionamentos dizem respeito a questões éticas, morais e de cunho político-partidário. 

“Ouvintes” Outra tática é a alternância de aliados nas entrevistas e a participação de “ouvintes”. Por vezes, os nomes e os alinhamentos são conhecidos. É possível prever,  inclusive as perguntas. Sem contar os inúmeros releases lidos literalmente, sempre a favor de um lado. Xingamentos, insinuações, gratinarias e baixarias e um festival de anti-jornalismo é possível ouvir em nossos matinais.

Desserviço E como está se aproximando a campanha, ficará mais claro as tendências e escolhas dos programas  de radiojornalismo em nosso estado. Alguns se curvarão aos seus senhores e prestarão um desserviço aos sergipanos com factoides, versões enviesadas e claramente tendenciosas para agradar aos grupos dominantes, menosprezando o nobre dever de bem informar e invertendo a lógica e a função social da comunicação.

Princípios Fora isto, além do Ministério Público, os sindicatos dos radialistas e jornalistas se atendem para não permitirem abusos de pseudocomunicadores que na ânsia de polemizar maculam os princípios deontológicos, ético-profissionais e firam de morte o direito das pessoas terem acesso à informação verdadeira e com credibilidade. 

Crítica x calúnia Que os empresários e concessionários de emissoras não sejam permissivos quanto ao uso descabido deste tipo de programa que transforma estúdios em palanque e microfones em chorumes. Até porque uma coisa é a crítica, outra a calúnia.

 Direito a manifestar suas intenções de voto Ademais, é justo que comunicadores e veículos de comunicação tenham direito a manifestar suas intenções de voto. Nos Estados Unidos e nas democracias sociais liberais da Europa isto é perfeitamente aceitável e normal. O que não se admite é o uso inapropriado das concepções de palavras como neutralidade e imparcialidade, mas as práticas dizem exatamente o contrário. 

Protagonismo do eleitor Que a comunicação e a imprensa em geral possa colaborar e contribuir para que as eleições deste ano o protagonista seja o eleitor. Agindo assim, a democracia estará preservada e a comunicação social cumprirá os preceitos que consolidaram esta nobre missão através dos tempos e em várias sociedades.

Governo inicia calendário de pagamento dia 31 O governo do Estado inicia o pagamento de servidores estaduais na próxima terça-feira, dia 31, quando recebem integralmente os servidores da Educação lotados em escolas, Segrase, Agrese, Ipesaúde e Sergipeprevidência. Também serão pagos nesta data, todos os servidores, aposentados e pensionistas que recebem até R$ 3 mil, o que corresponde a 70% do funcionalismo público.Servidores que recebem acima desse valor receberão no dia 11 de agosto.

Drogas O pré-candidato a deputado federal, Pastor Antônio dos Santos, concedeu entrevista ao radialista Willame Lima, na Xodó FM de Glória e deu detalhes sobre projetos de prevenção, combate às drogas e assistência aos dependentes químicos. Antônio quer fazer do combate as drogas uma bandeira para levar à Câmara dos Deputados.

 PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018

Abertas às inscrições para a entrevista seletiva do Curso de Formação em Psicanálise em Aracaju Esse curso é destinado somente a portadores de diploma de CURSO SUPERIOR em QUALQUER ÁREA, ou que ainda esteja com a graduação EM ANDAMENTO. O curso tem como objetivo formar bons PSICANALISTAS para atenderem em consultórios e demais instituições da área de saúde e desenvolvimento humano. O corpo docente é formado por uma equipe de doutores, mestres e especialistas na área de saúde e humanas.  Agende a sua entrevista pelo fone: (79) 9 9158-6848 (whatsapp). Somente 30 vagas para Aracaju. Início: 20/10/2018. Duração: 30 meses com aulas mensais. Local: Auditório da CBM Office. Taxa da entrevista seletiva: 150,00. Mensalidade: 299,00 (sem reajustes). A SCOPSI – Sociedade Contemporânea de Psicanálise, é uma das maiores instituições de formação em psicanálise do Nordeste, atuando há 11 anos na formação dos melhores psicanalistas. A mesma também é uma das poucas instituições psicanalíticas do Brasil com reconhecimento internacional. Visite nosso site.

 

PELO E-MAIL E FACEBOOK

 Mensagem do ex-presidente do Patriota em Sergipe, João Nascimento

 Aos pré-candidatos do Patriota, bom dia !

 Diante do que chamaram a reunião de ontem de pré-convenção me sinto na necessidade de colocar para conhecimento geral minha percepção sobre a coligação sugerida pelo pres. Uezer, pelo Sec Geral Adelson e a Ver Emília Corrêa.

 Mas uma vez somos massa de manobra quando alguns e a classe política são sabedores de que o partido teve seu comando retomado pala liderança da coligação Amorin/André Moura e para alimentar o projeto de artilharia montado para o pré-candidato ao Gov. Milton Andrade, foi estabelecido que o Patriota dará seu sacrifício compondo com a chapa Milton Andrade para dar fachada a uma farsa política a qual os membros do Patriota serão induzidos ao erro.

 Uma chapa proporcional sem consistência aonde chegam a afirmar que o pré a candidato Zezinho Sobral do Podemos seguirá nessa aventura.

Em uma ação política o grupo do Amorim/ André Moura neutralizou o partido; desmoraliza o jovem pré-candidato ao Governo Milton Andrade; utilizasse do crescimento eleitoral da Ver Emília Corrêa; neutraliza o PTB com a retirada de Laurinho da Bonfim de candidatura e lhe compensa com o retorno ao Senado.

 Lamento que a Ver Emília Corrêa tenha disponibilizado para participar dessa aventura talvez até sem conhecimento pleno do caminho a ser seguido com a maravilhosa chapa MILTON ANDRADE – Gov. / BETINHO – Senador para ambos cumprirem a missão de bater no governo.

 Após convenção o presidente Uezer retornará  a sua querida Salvador com o sucesso na bagagem e ficará um grupo de andorinhas perdidas ao vento.

Entendo não ser demérito algum dos que defendem apoiar o Sen Amorim/ André Moura façam isso de maneira clara, transparente ao invés de uma aventura subterrânea que o ira desmerecer a confiança que o partido conquistou nesses últimos meses pelo trabalho de um grupo que buscava o sucesso coletivo.

 Somente o tempo para revelar o diagnóstico pré-convenção. 

 PELO TWITTER

  www.twitter.com/ComsensoWeb Tribuna: Do ex-deputado e conselheiro aposentado

www.twitter.com/ValadaresPSB  Na procissão de Simão Dias qdo a imagem da padroeira Sra San’Ana se aproximava da Igreja Matriz, no alto , cintilando junto c/a Cruz, apareceu, por uma coincidência, a lua brilhando no céu. Registrei esse fenômeno que não sei quando, ou se, em minha vida acontecerá outra vez.

@ReinaldoMoura1 “Toda eleição é a mesma ladainha; OS NOVINHOS esculhambam os VEINHOS; NOVINHO é honesto, VEINHO desonesto; NOVINHO é inteligente, VEINHO é burro. A eleição chega, novinho eleito, veinho eleito”

www.twitter.com/ThalesBrandao Eis o motivo dos lucros bancários  – Clientes vilipendiados dioturnamente por taxas de juros desumanas e imorais.

www.twitter.com/gilbertotv Até quando médicos no Brasil vão continuar deixando seus pacientes esperando nos consultórios horas a fio para serem atendidos seja por consultas particulares ou por planos de saúde? O que a gente tem a ver com isso se eles não sabem se organizar no atendimento?

www.twitter.com/FalaSergipe  Quando você vê um  candidato que critica demais o adversário e conjuga o verbo na primeira pessoa em todas as situações, tenha mêdo. É mais um pilantra aplicando o artigo 171.

www.twitter.com/clovis_silveira O sucesso nunca será um grande passo no futuro, o sucesso é um pequeno passo que tomamos agora!

www.twitter.com/veurocha Quem maltrata animal definitivamente não pode ser uma boa pessoa. 

Siga Blog Cláudio Nunes:

 Instragram

 Facebook

 Twitter

 

Frase do Dia

“Vocês não sabem como é divertido o absoluto ceticismo. Pode-se brincar com a hipocrisia alheia como quem brinca com a roleta russa com a certeza de que a arma está descarregada.” Millôr Fernandes.

 

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais