Petistas kamikazes

0

O que faz na administração estadual quem trabalha diuturnamente contra os projetos desenvolvidos pelos aliados? A pergunta se encaixa como uma luva em alguns integrantes da tendência Articulação de Esquerda. Embora façam parte do governo, eles vivem a desancar as idéias desenvolvidas pelos técnicos de outras facções petistas. O exemplo mais recente é o bombardeio dessa turma contra as fundações públicas concebidas pela equipe do secretário da Saúde, Rogério Carvalho. Mas este não é um caso único. Antes, a Articulação de Esquerda já havia colocado o governo de Marcelo Déda em algumas saias justas. Lembram da cartilha que denunciou até compra de votos por petistas? Esse comportamento faz recordar a primeira prefeita de capital eleita pelo PT. Maria Luiza Fontenelle até que tentou, mas uma banda petista não a deixou governar Fortaleza. Não seria mais ético largar as tetas do governo para depois criticá-lo?

Lei desrespeitada

 

No primeiro dia de vigência das novas regras para os call centers, ontem, grandes empresas já as descumpriram. Pela lei, os clientes que ligam têm de ser atendidos em no máximo um minuto. Em alguns casos, porém, o atendimento demorou 11 vezes mais. O Procon garante que já há elementos para multar quem não cumprir a regra. No caso em tela, o setor de telefonia fixa é um dos mais problemáticos.

 

Mais barata

A Cesta básica de Aracaju caiu 0,38% em novembro passado. Segundo o Dieese, o valor da cesta em novembro na capital sergipana foi de R$ 179,39. Entre janeiro e novembro, o preço do conjunto de gêneros alimentícios essenciais acumulou alta de 4,81%. Já na comparação com novembro de 2007 a elevação atinge 12,05%. Dos 12 produtos pesquisados em Sergipe, cinco tiveram seus preços reduzidos. A redução mais expressiva se verificou no tomate (-8,78%). Os outros itens apresentaram retração bem menor: feijão carioquinha (-6,77%), banana (-5,85%), açúcar (-2,96%), café (-1,23%) e farinha (-1,02%).

Encontro de lojistas

Começa na próxima sexta-feira o I Encontro de Lojistas de Material de Construção de Sergipe. Promovido pela Acomac/SE,  associação que reúne os comerciantes do setor, o evento vai acontecer até o domingo no Hotel Parque dos Coqueiros. O encontro objetiva promover e estreitar as relações entre os quase 500 empresários filiados à associação. Os participantes aproveitarão para fazer intercâmbio e prospectar novos negócios.

O leão quer mais

Desde abril deste ano, o governo federal determinou que alguns segmentos começassem a operar com o sistema eletrônico para a emissão de notas fiscais. Agora é a vez da indústria de automóveis, cimento, bebidas, refrigerantes, aço, ferro-gusa, frigoríficos, indústria e distribuição de medicamentos e carnes. Aos poucos, a nota fiscal eletrônica irá atingir todas as relações comerciais dentro do modelo 1 e 1A, que é utilizado para documentar o comércio de mercadorias entre empresas. É o Leão mostrando as garras!


Bandeira dois

Quem tomou táxi ontem em Aracaju já sentiu no bolso o peso da bandeira dois. Por conta das festas natalinas, a Prefeitura autorizou a cobrança dobrada durante as 24 horas do dia, como forma de garantir o “13º salário” dos taxistas. O presidente do sindicato da categoria, Luiz da Cunha, adverte os usuários para não aceitarem um possível aumento da tarifa do táxi-lotação. Como este sistema não usa taxímetro não pode majorar o preço da passagem neste período do ano.

Fogos do réveillon

Vendedores de fogos de artifício se preparam para faturar com a proximidade do réveillon. Três barracas foram instaladas no bairro Coroa do Meio para comercializar os fogos que vão iluminar a primeira noite de 2009. Os comerciantes garantem que vão oferecer o produto em grande variedade e com preços diversificados para atender a todas as classes sociais. Eles só não falam, ainda, sobre os preços, mas garantem que serão maiores do que os praticados nos festejos juninos deste ano. Prepare o bolso!

Aposta nos pobres

O comércio aposta nas classes C e D para repetir o faturamento do Natal de 2007. Quase todo o varejo reduziu as projeções de alta de vendas, mas ainda há otimismo nos setores que dependem menos das vendas a prazo, como vestuário e supermercados. Pesquisa revela que a população de baixa renda está preocupada com a crise, mas ainda não sentiu seus efeitos no dia-a-dia.

Roubo virtual

É bom tomar cuidado com os e-mails que chegam em seu computador nesta época do ano. É agora que o envio de spams e a ocorrência de ataques na internet para roubar dados e senhas pessoais costumam aumentar significativamente. Para evitar ser atacado pelos hackers, evite usar um computador do qual você não tem certeza sobre a segurança; pense muito bem antes de abrir um e-mail ou clicar em um link; e tenha cuidado com os sites em que navega.

Ponte no escuro

A decoração natalina de Aracaju só não está mais bonita porque o governo insiste em manter iluminada a “candeeiros” a ponte ligando a capital a Barra dos Coqueiros. Inaugurada no final de 2006, a obra chamava a atenção por sua iluminação colorida. Estranhamente, ela foi ficando no escuro com o passar do tempo e hoje exibe lâmpadas comuns, bem inferiores as instaladas na época da inauguração. A expectativa dos aracajuanos era que, com a proximidade do Natal, o governo devolvesse à ponte sua fulgurante iluminação, o que não aconteceu até agora. Uma pena!

Se segura malandro!

Depois da “lei seca”, que está atazanando a vida dos biriteiros, quem ameaça colocar as manguinhas de fora é o “maconhômetro”. Setores ligados à segurança pública estão avaliando a hipótese de usar um aparelhozinho dedo-duro para detectar quem deu um “tapa” na “manga rosa”. O alcagüete mecânico indica, através da saliva e em 90 segundos, se a pessoa consumiu substâncias como maconha, cocaína, heroína e metanfetamina. Pelo visto, não falta inventar mais nada. Só mesmo recorrendo ao impagável Bezerra da Silva que malandramente cantava: “Vou apertar, mas não vou acender agora”.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários