PF deve explicações: Nomes aos “bois’ da Operação Mosqueteiros

0

 

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

Se tem um espaço na imprensa de Sergipe que destaca sempre o trabalho da Polícia Federal – inclusive preferindo não divulgar algumas informações de bastidores para não prejudicar operações – é este aqui.

Porém, a Polícia Federal está devendo explicações à sociedade sergipana por conta da Operação Mosqueteiros que investiga fraudes de empresas que participam de licitações em diversas prefeituras. O problema é que gerou suspeita sobre os atuais gestores e muitos deles não são os responsáveis pelas licitações investigadas na operação.

Em alguns municípios, a oposição tentou misturar tudo para confundir a população. Foi o caso de Itabaiana, onde até mesmo uma rádio com concessão pública, a Capital do Agreste, cometeu um verdadeiro atentado à democracia e a informação, chegando a anunciar que a PF tinha conduzindo uma ex e uma atual secretária municipal para prestar depoimentos. A própria PF desmentiu e agora quem foi caluniado vai procurar a devida reparação através da Justiça, o caminho dos homens de bem.

Como se não bastasse a irresponsabilidade, para tentar atingir o atual prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho, o funcionário da emissora disse que havia sido a gestão de Valmir que fez a Polícia Federal atuar em Itabaiana. Acontece que a empresa investigada, a MW, teve licitação aprovada e assinada, inclusive, na gestão tampão da vice, Carminha Mendonça ,na prefeitura da cidade. Ficou muito feio para a emissora, que é da família da vice-prefeita, tentar atingir Valmir e acabar respingando dentro de casa. Ou seja, foi um tiro no pé que acabou desnudando a verdade.

Quanto a PF não há dúvida que seria muito bom que fosse convocada uma coletiva para a imprensa e os nomes dos “bois” fossem expostos à mesa ou até mesmo dos “bezerros”, se for o caso. Já não basta a Operação Marcha à Ré que completou um ano no último mês de agosto e de lá para cá parece que absorveu literalmente o nome dela: deu uma marcha à ré total…

 

Será que roubaram os cabos de energia das pontes da Linha Verde em Sergipe? Quem passa à noite pelas pontes Joel Silveira (Aracaju/Itaporanga) e Gilberto Amado (Estância/Indiaroba) percebe que grande parte, quase a maioria, dos postes está apagado. Será que roubaram os cabos de energia das pontes? Ou é economia de energia? Não tem justificativa. Com segurança não se economiza.

Estância: Ivan Leite pode ser a diferença entre a mesmice e a tragédia do passado recente Um grupo de empresários e de movimentos sociais de Estância se reuniu para apelar ao ex-deputado e ex-prefeito Ivan Leite, hoje no Republicanos, que seja candidato a prefeito. O grupo está cansado da mesmice da atual administração e também preocupado com o possível retorno de Carlos Magno, que quando prefeito fez uma administração desastrosa. É aguardar!

Mercado publicitário de Sergipe em polvorosa: de novo o Banese Card escolhe a mesma agência. É mole ou quer mais? O mercado publicitário de Sergipe nos últimos meses teve várias agências fechadas. Porém, a dificuldade não é somente pela crise, mas por alguns fatos. Como explicar que há cerca de dez anos a mesma agência é chamada para realizar as campanhas do Banese Card. Mas não é licitação Cláudio? Boa pergunta, porque alguns publicitários dizem que não. Parece que desta vez eles estão se mobilizando e vão acionar um importante órgão de fiscalização. É mole ou quer mais?

O Consórcio Nordeste, deveria exigir investigação rigorosa, e se posicionar publicamente, repudiando esse crime ou ato de extrema irresponsabilidade Estamos vivendo um desastre ambiental nacional por conta do derramamento de óleo de origem desconhecida no litoral de nove Estados. Todos os Estados do Nordeste foram afetados. E o que fez o governo federal até aqui? Nada ou quase nada. Se esse mesmo episódio ocorresse no litoral Sul do país será que o tratamento seria o mesmo? O Nordeste se tornou uma região inexistente para o Governo Bolsonaro. Do atual governo, mereceu apenas o escárnio ao usar o termo “Paraíba”.

Maruim: Possível candidato do prefeito Jeferson Santana não tem carisma E o prefeito já reeleito de Maruim, Jeferson Santana, está tentando emplacar um auxiliar como futuro candidato a prefeito. Muitas lideranças já comentam nos bastidores que é um fardo muito grande o rapaz, que não tem carisma e afinidade com o povo maruinense. A oposição já comemora e falta apenas montar a chapa.

Sergipe Previdência: demora para liberar aposentadorias E o Sergipe Previdência até que está com o comando em boas mãos, com José Roberto, mas de um tempo para cá as aposentadorias requisitadas pelos servidores saiam em 30 dias. Agora para o nome ser publicado no Diário Oficial leva de 90 a 120 dias. O Sergipe Previdência precisa vir a público e justificar o motivo desse atraso.

Emsetur: rescisões sem pagar O blog foi informado que um grupo de ex-funcionários da Emsetur está encaminhando um relatório para a Justiça do Trabalho por conta da demora do pagamento das rescisões. Uma empresa de economia mista que é uma verdadeira caixa preta em Sergipe.                                                                                                                                                 

“Memória Viva da medicina sergipana”  Já está em circulação a edição mais nova da revista da Sociedade Médica de Sergipe – SOMESE. A manchete principal é o projeto inovador “Memória Viva da medicina sergipana”, que foi lançado com o relato histórico de 30 médicos em vida. A revista tem também uma entrevista exclusiva com o ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, entre outros. A produção, que já é sucessão, é da Remacre Comunicação.

 

Sinpol/SE abre inscrições limitadas para o Workshop Modelos de Polícia que acontece na quarta-feira, 16 O Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Sergipe (Sinpol/SE) realiza na manhã da próxima quarta-feira, 16, de 7h30 às 12h30, no Primme Aracaju Hotel, o Workshop Modelos de Polícia. As inscrições estão abertas e limitadas a 200 participantes, sendo 150 vagas direcionadas para policiais civis de Sergipe e 50 para profissionais de Segurança Pública de outras instituições, profissionais de imprensa, estudantes ou demais interessados na temática. Para fazer a inscrição, o interessado deve acessar o site www.sinpolsergipe.org.br e preencher a ficha disponibilizada na notícia sobre o assunto. Não serão permitidas inscrições por telefone ou WhatsApp. O sistema de inscrição é automático e o Sinpol/SE informará quando as inscrições estiverem encerradas.

O evento contará com quatro palestras Adriano Bandeira, presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Sergipe (Sinpol/SE), abordará o tema “A Proposta Nacional de Modernização e Eficiência das Polícias Civis”. André Guitierrez, presidente da Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol), levará ao público o assunto “A Unificação dos Cargos, sua Eficiência e o Ciclo Completo de Polícia”. O evento também contará com as participações de Itamir Lima, presidente da Federação dos Policiais Civis da Região Norte (Fepol Norte), com o temática “Empoderamento Político e Amplitude Social dos Policiais Civis”; e de Luís Boudens, presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), com o tema “Carreira Policial e Integração das Polícias no Brasil”.

Ato de Alerta Geral dia 15 Todos os palestrantes também estarão participando do grande Ato de Alerta Geral do Sinpol/SE que acontece na terça-feira, 15, a partir das 7h, na praça Fausto Cardoso, Centro, Aracaju, e que reunirá todos os cidadãos interessados em uma Polícia Civil mais atuante, moderna e eficiente em Sergipe. Para isso, basta o governador Belivaldo Chagas encaminhar o Projeto Oficial de Polícia Civil (OPC) para aprovação na Assembleia Legislativa. Essa é a luta atual dos policiais civis que atuam nas delegacias dos 75 municípios sergipanos.

PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018

Terra Serigy – Dulce – Vale à pena conferir exibido pela TV Sergipe em 2014 com a apresentação do jornalista Anderson Barbosa e direção de Dida Araújo contando a história da Irmã Dulce no Convento de São Cristóvão. O vídeo:

 

Campanha trabalhadores OAB/SE Do Sindiscose: Já começou, com uma assembleia geral, a campanha salarial dos trabalhadores da seccional sergipana da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Sergipe e a principal pauta da categoria é a manutenção dos empregos.Afinal, a cada nova gestão vários trabalhadores são demitidos sem nenhuma justificativa. O Sindiscose vai apresentar uma proposta a OAB/SE para que haja seleção pública para contratação de seus funcionários e processo administrativo para efetuar demissões, assim como já ocorre na OAB/DF, isso dará mais transparência a gestão funcional da seccional.Douglas de Almeida Cunha, trabalhador da CAA/DF e presidente do Sindcof-DF, gravou um vídeo em apoio a nossa campanha salarial e explica como aconteceu essa conquista no Distrito Federal.

PELO E-MAIL E FACEBOOK

ARTIGO

Um Santo sergipano… Por Antônio Samarone

*A Irmã Dulce foi canonizada. Finalmente, uma Santa brasileira. O anjo bom da Bahia. Por que demorou tanto um Santo brasileiro?

O Vaticano, por preconceito, não reconheceu o milagre da hóstia no Juazeiro. Na véspera da Sexta-Feira Santa de 1889, a beata Maria de Araújo recebeu a hóstia das mãos do Padre Cícero, e a hóstia consubstanciou-se em sangue. Depois, o próprio Jesus apareceu para a Beata.

Além do não reconhecimento do milagre, o Padre Cícero Romão Batista foi excomungado. Morreu em 1934, proscrito da Igreja. O padre Cícero virou Santo pela crença do povo de Deus, sem o aval da igreja.

Em quase todas as casas desse vasto Sertão nordestino, encontra-se uma imagem do Padim Ciço, menos nas igrejas. Em 2015, o Vaticano reintegrou o padre Cícero. Aguarda-se a santificação oficial, pois santo ele já é, pela fé do povo.

O Concílio Vaticano II (1962/1965), reduziu a importância dos Santos. As igrejas foram esvaziadas. Sobraram Santo Antônio, São José, São João, São Pedro, e mais um ou outro perdido. O Vaticano II modernizou a igreja católica e perdeu fiéis.

O Vaticano II cassou os Santos não canonizados, criados pelas crenças populares. A revogação do Concílio de Trento (1545/1563) dessacralizou muita coisa. A Igreja católica começou a perder fiéis, esvaziar.

Até a minha mãe, filha de Maria, devota de Santo Antônio, virou Crente. Ela e todas as suas irmãs. Lembro-me do espanto da minha Vó Maria do Céu: “Eu é que não mudo, nunca vi um Crente virar Santo.” Eu também não!

A igreja católica está retornando à Trento, pelo menos quanto aos Santos. Viva a Santa Dulce! Queremos mais Santos, mais, quanto mais melhor, pelo menos um por cada estado nordestino. O Ceará já tem o seu, falta só o diploma.

Para começar por Sergipe, eu lanço a candidatura do Padre Pedro. Ou alguém acha que o Padre Pedro não merece?

Eu sei, o Frei Miguel, o apostolo de Aracaju, já está sendo beatificado. Mas era italiano.

 

PELO TWITTER

www.twitter.com/AntonioSamarone Aracaju – Uma cidade inteligente. As 8:30, de um dia comum: 1/3 da via engarrafada; 2/3 sem uso para a mobilidade; e 1/3 ociosa…Como explicar? @BlogClaudioNun

www.twitter.com/valadaotv 30 de Novembro de 2019, está chegando…

 

www.twitter.com/rogeraju Fico com imaginando se esse desastre ambiental tivesse acontecido no sul ou sudeste. Petrobrás dia e noite trabalhando, Gov. Federal mobilizando recursos, imprensa Nacional sem outro assunto… Mas infelizmente foi no Nordeste, temos que conviver com a morosidade e o esquecimento.

www.twitter.com/frednavarro Damares consegue encarnar a tia superchata, a professora metida a sabichona, a vizinha cheia dos conselhos e a delegada autoritária dos costumes. Um fóssil e tanto.

Siga Blog Cláudio Nunes:

Instragram

 Facebook

 Twitter

Frase do Dia
“O que eu faço é simples: ponho pão nas mesas e compartilho-o.” Santa Teresa de Calcutá.

Aracaju – Uma cidade inteligente. As 8:30, de um dia comum: 1/3 da via engarrafada; 2/3 sem uso para a mobilidade; e 1/3 ociosa…Como explicar?
Comentários