Pirambu (SE): Praia, dunas e cachoeira

0
Dunas na Reserva Ecológica Santa Izabel

Quem pensa que Pirambu (SE) é apenas uma praia do litoral norte de Sergipe está completamente enganado. Na região do povoado Lagoa Redonda, a paisagem revela um Pirambú pouco explorado turisticamente, mas de encher os olhos, com sequências de dunas e muito banho de cachoeira, rios e lagoas.

Do outro lado do município, no povoado Canal e Touro, já na divisa com a Barra dos Coqueiros, braços de manguezais mostram uma natureza exuberante que permite o contato com ela através de passeios de barcos por um bioma ora marinho, ora fluvial.

Trilhar dunas, banhos de lagoa e cachoeira. Sim, o Tô no Mundo está falando de Pirambu (SE), distante pouco mais de 40km de Aracaju. O litoral norte é entrecortado por braços de rios e dunas que disponibilizam passeios de barcos entre manguezais, uma sequência de dunas preservadas devido a Área de Preservação Santa Izabel e trilhas que finalizam em uma bela cachoeira.

Lagoa Redonda 

A aventura começa a partir da sede municipal em direção à rodovia SE 204, que liga Pirambu à Japaratuba. Depois de deixar a cidade, a pouco mais de 2km, há uma placa indicando virar à direita. A estrada não é tão agradável assim. Por 12km de via de piçarra, chega-se ao povoado Lagoa Redonda, e logo que termina o calçamento, tem-se acesso ao “Dunas Bar”, que dá as boas-vindas aos visitantes, com infraestrutura simples, mas agradável, onde as mesas são postas no leito do rio e até mesmo no seu curso, promovendo a denominada hidromassagem natural.

Região de lagoas balneáveis

São mais de 14 km de dunas douradas, com vegetação típica litorânea e vista panorâmica da Reserva Ecológica Santa Isabel.

A reserva possui 2.776ha e 45km de extensão de praias e foi decretada em 20/10/88 para proteger delicados ecossistemas costeiros compostos por dunas fixas e móveis, manguezais e lagoas temporárias e permanentes, além da importante preservação das tartarugas marinhas. Foi ali também que o projeto Tamar instalou a primeira sede do país, para proteger, principalmente, a tartaruga Oliva. O projeto está passando turisticamente por reestruturação, mas continua sendo uma base sólida de pesquisas.

Na localidade, o rio forma uma curva desenhando ainda mais a beleza da região. É por uma caminhada de pouco mais de 2h, beirando uma séria de dunas, que se tem a impressão de estar em regiões bem mais famosas, como as de Natal ou Fortaleza, apesar da pouca estrutura turística da paisagem sergipana. Como as dunas famosas das regiões descritas, os paredões de areia também viram escorregadores até as águas do riacho, proporcionando a pratique sandboard e skibund, surfe na areia realizado por meio de uma prancha simples.

Lagoa Redonda

O passeio continua entre as dunas e caminhado sobre elas, percebe-se o barulho da denominada cachoeira do Roncador, que fica a pouco 1km de distância do mar. O poço formado pela queda d’água não é tão fundo, porém há um degrau formado por pedras onde o banho de cachoeira causa bem-estar e sensação de liberdade.

O passeio não acaba por aí. Depois de revigorar as energias, a volta é bastante agradável com a contemplação das paisagens.

Ali pertinho, no denominado Paraíso Lagoa Redonda, um complexo de bares, chalés, além de uma grande área de camping entre coqueirais e árvores frutíferas, pode ser o primeiro refúgio para descasar e recarregar as energias. Passa-se um rio pela propriedade e a lagoa que nomeia o lugar realmente é redonda e muito visitada nos fins de semana por turistas da região, ávidos por diversão.

Camping Lagoa Redonda

Conta a lenda que a Lagoa Redonda tem poderes casamenteiros para quem nela se banhar. O lugar também é bastante visitado por grupos de motoclubes e ciclistas.

Mas Pirambu não se resume a Lagoa Redonda. É a porta de entrada para o Pantanal Sergipe já no município vizinho de Pacatuba. São diversas lagoas entre mangues, pauta de um novo post.

Cachoeira do Roncador

Curta também o marzão da praia de Pirambu, principalmente entre a faixa dos restaurantes Pirambeleza, Estação Verão e Rio Mar, já na orlinha de Pirambu. O que está esperando? Um dos paraísos naturais de Sergipe lhe espera e está bem pertinho da capital.

Dicas de Viagem

  • Conhecer a cachoeira do Roncador requer pouco mais de meia hora de caminhada e aptidão física. Não esqueça do protetor solar e de sacolas para colocar o lixo que sobra do que consumir.

  • Orla de Pirambú no fim de tarde

    Para conhecer a região de Pirambu, reserve mais de um dia. Na cidade há pousadas como a Pirambu Residence, Pousada dos Oliveiras, Piramar Litorânea, entre outras. Em Lagoa Redonda, o Paraíso Lagoa Redonda é a pedida. Há também a Pousada Litorânea e um hotel está sem fase de construção na região de Ponta dos Mangues.

  • Praia de Pirambu e restaurante Pirambeleza

    Para chegar na cachoeira ou fazer trilhas pela região, consulte um condutor na Secretaria de Turismo de Pirambu, ou adquira informações com o Ibama através do telefone (79) 3276-1201/1217. A Secretaria fica logo na estrada da cidade.

  • Os visitantes que frequentam a região nos finais de semana têm deixado rastros de lixo pela trilha, restos de comida no leito do rio, além de vestígios de fogueiras. Não se esqueça que devemos praticar o turismo sustentável, não retirando nada da natureza, apenas fotografias, e deixando somente pegadas.

  • Praia de Pirambu

    De Aracaju, atravessando a ponte Construtor João Alves em direção à Barra dos Coqueiros, percorrendo 30 km da rodovia César Franco (SE-100), chega-se a Pirambu. Depois de deixar a cidade e pouco mais de dois quilômetros há uma placa indicando virar à direita. Por 12km de estrada de piçarra, chega-se ao povoado Lagoa Redonda. Ao terminar o calçamento, chega-se ao leito do riacho.

Orla de Pirambu

Gastroterapia

No povoado Canal, já na direção de Aracaju após a ponte que corta o rio Japaratuba, a localidade tem atraído bons restaurantes com comidinhas caseiras e regionais. Galinha de capoeira, frutos do mar, peixes, catados de crustáceos, a ostra fresca retirada no momento e o guaiamum cevado também são boas iguarias, além do café da manhã no restaurante Meu Veio, à beira de um braço de mangue que concede uma rusticidade em ambiente agradável. Há também passeios de caiaque e de barco partindo a ser negociado no restaurante. Sem sombra de dúvida, os povoados Canal e Touro tem se destacado na gastronomia local.

Na sede municipal, os pasteis e as peixadas do restaurante Rio Mar, na orla de Pirambu são bem apreciados. No Pirambeleza, pratos mais elaborados são servidos aos visitantes, como o camarão tropical servido no abacaxi.

Fotos: Sílvio Oliveira

Peixe inteira assado na braza
Quebradinho de caranguejo 
Ensopado de marisco no povoado Touro
Ostra no povoado Canal
Restaurante Meu Véio

Curta: www.facebook.com.br/tonomundo

Comentários