Pirão de traíra

0

Agora na quaresma, época que aumenta o consumo de pescado, a espécie mais presente em muitas mesas de Sergipe será a traíra. O peixe começou a aparecer em abundância depois que o açude da Assembleia Legislativa foi estourado pela reeleição antecipada da Mesa Diretora da Casa. Carnívora por excelência, a traída prefere agir nas sombras, onde é mais fácil dar o bote em sua presa. Dizem ser mais frequente nos partidos políticos que, até um dia desse, faziam parte do governo, porém uma boa quantidade ainda pode ser encontrada escondida nos cargos comissionados do Estado. Aos que pensam em degustar a carne branca e saborosa da traíra, é bom ter cuidado, já que suas espinhas são menores do que os da maioria dos peixes, tornando difícil a sua identificação, podendo passar despercebidas e causar engasgamento, como já ocorreu com alguns políticos mais afoitos. O saboroso pirão também é um perigo, pois sua temperatura muito elevada já queimou a boca de muitos políticos falastrões.

Vira casaca

Acostumados a “mamar” nas generosas tetas do governo, muitos políticos do interior estão de malas prontas para deixar a bodega de partidos gerenciada pelo dublê de empresários e político Edvan Amorim. Segundo o deputado federal Heleno Silva, a mudança de lados é evidente em vários municípios. Ele cita como exemplo o ex-prefeito de Glória, Sérgio Oliveira, que trabalha para que o seu candidato a prefeito não seja apoiado pelos irmãos Amorim. Pode-se dizer que, como os passarinhos, os políticos estão na muda.

Dia do fico

Depois do deputado estadual Arnaldo Bispo (DEM), que bandeou-se para o lado do governo, o também deputado Zé Franco (PDT) elegeu a última sexta-feira como o dia do fico. Após ter se reunido com o governador Marcelo Déda (PT) em Brasília, ele decidiu permanecer na bancada da situação. Quanto ao seu voto na eleição antecipada da Mesa Diretora do Legislativo, Franco prefere dar o assunto por esquecido. Então, tá!

Conversa mole

Ao fazer palestra para os empresários do comércio, o superintendente da SMTT aracajuana, o médico Antônio Samarone, prometeu reduzir as calçadas da avenida Paulo VI, dos atuais 7 metros de largura para apenas 1,5 metros. E como ficam a tão decantada mobilidade urbana e o respeito aos pedestres? É aquela velha história: façam o que digo, não façam o que faço.

Mais baratos

Os preços ao consumidor no comércio eletrônico ficaram, em média, 9,76% mais baratos entre fevereiro de 2011 e fevereiro de 2012. Na análise das categorias, as que apresentaram as maiores quedas de preços nos últimos 12 meses foram a de telefonia (17,98%) e a de eletrônicos (17,88%). No caso dos eletrônicos, destaque para a retração em televisores (-19%), blue-ray player (-24%) e GPS (-16%).

Santinho

Quem ouve o prefeito de Itabaiana, Luciano Bispo (PMDB), pensa que ele apoia o governador Marcelo Déda desde criancinha. Depois que trocou a oposição pela situação, o peemedebista não se cansa de atacar sua adversária e deputada estadual Maria Mendonça (PSB). Vejam a última critica dirigida por ele à filha de Chico de Miguel: “Ela fez uma trairagem com o governador. Maria precisa pedir perdão a Deus e depois a Marcelo Déda”. Parece até um santo do pau oco.

Tapa de pelica

O deputado federal Laércio Oliveira (PR) deu um tapa de pelica no também parlamentar federal Mendonça Prado (DEM), que o acusou de fazer demagogia ao apresentar um requerimento pela implantação do campus de engenharia em Estância. “Não tive a intenção de chateá-lo. Respeito o fato de ele ter se recusado a assinar o requerimento, mas acho que a política é para servir. É isso que Sergipe espera de todos os seus políticos", fustigou Laércio.

Poesia no museu

Quem gosta de poesia bem apurada não pode deixar de prestigiar o lançamento do livro “Viagem na Argila”, de autoria do poeta e jornalista Jozailto Lima. Bem antes de entrar numa redação, esse baiano boa gente já tangia verbos em direção à poesia, coisa que permanece fazendo com maestria. O lançamento do novo rebento do ‘velho’ Joza vai acontecer às 19h da próxima quarta-feira, no Museu da Gente Sergipana. Imperdível, como dizem os colunistas sociais.

Festa do níver

A partir da próxima quinta-feira ocorrerão vários shows musicais como parte da programação de aniversário da transferência da capital de São Cristóvão para Aracaju. Para animar a galera, a Prefeitura convidou os artistas Chico Queiroga e Antônio Rogério, a banda Cataluzes, a cantora evangélica Aline Barros, a dupla sertaneja Zezé di Camargo & Luciano e a banda Capital Inicial. Por que será que não convidaram também a diva do rock Rita Lee?

Dá-lhe Mengão

O Flamengo tascou ontem dois a zero no Fluminense em jogo válido pelo campeonato carioca. Ora, não venham com essa que o “pó de arroz” jogou com time reserva! Será que estão pensando que o Mengão é o Boca Juniors? Pois tire o cavalinho da chuva, sô!

Do baú político

A classe política sempre se preocupou em perpetuar o nome da família, colocando-o em todo tipo de obra pública. Esta prática caiu em desuso depois que se aprovou uma legislação proibindo a colocação de nomes de pessoas vivas em obras construídas com o dinheiro do contribuinte. Quando governou Sergipe, Lourival Baptista (1967-1970) espalhou placas com seu nome por todo o Estado. Mas o caso mais interessante aconteceu em 1943. Graças a um decreto-lei, o interventor Augusto Maynard Gomes trocou os nomes de vários municípios sergipanos, sendo que um se destacava. Cedro de São João virou Darcilena, que vem a ser um nome composto de Darci, mulher de Getúlio Vargas, e de Helena, esposa do próprio interventor. Nem precisa dizer que o povo não considerou o decreto e o município continuou sendo chamado até hoje de Cedro de São João, a terra da melhor carne do sol de Sergipe.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais