PM e uma nova realidade

0

 

 

Como este jornalista anunciou no último dia 25, hoje à tarde, a partir das 15hs, com a assembleia que será realizada dos policiais militares poderá acabar o impasse entre Governo e a corporação que vem se arrastando por quase três meses. Ontem, 29, o governador anunciou um reajuste para a categoria, que se não era o desejado, foi o máximo que o governo poderia chegar neste momento, colocando em risco até mesmo o cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal.

 

De imediato os policiais militares e do corpo de bombeiros militar receberão retroativo a maio 24% de reajuste e depois mais oito reajustes até dezembro de 2010. Pela informação divulgada pelo governo ao final, terão um acréscimo médio de 80% (praças e oficiais intermediários) e 40% para oficiais superiores, sem os triênios. Com os triênios o acréscimo médio será de 92%, com variação entre 64% a 110%.

 

Outro dado importante é que a folha da PM de Sergipe passa a ser a segunda maior do governo do Estado, passando a área da saúde e perdendo apenas para a educação.  Até o final do reajuste a folha terá um acréscimo de 96,8%, saltando de R$ 22, 1 milhões em abril deste ano para R$ 43,6 milhões em dezembro de 2010. Se somado ao reajuste do ano passado, a PM terá em três anos um reajuste de quase 150%. Algo inédito para a corporação em Sergipe.

 

Essa negociação foi fruto de muito diálogo. Nas últimas semanas ela virou realidade por conta de dois fatores: a mudança do comando da SSP, com João Eloy e coronel Pedroso, entrando pra valer nas negociações e as reuniões realizadas pelo senador Valadares e o deputado federal Jackson Barreto. E o governador soube reconhecer isso ontem, durante a coletiva. O próprio governador reconheceu que apenas ontem cedeu no ponto em que o reajuste não seria em dois anos, chegando a 2011, mas até dezembro de 2010. O mais sensato, já que assumir compromisso para um novo governo, não é apenas complicado, soaria a promessa de campanha.

 

Com esse reajuste a PM de Sergipe passará a ser a melhor remunerada da região Nordeste. E não vai ficar apenas nisso. O governador anunciou que em agosto começará uma profunda discussão sobre a Lei de Organização Básica da PM de Sergipe. Algo importante que entre outras coisas vai balizar os quadros necessários e as promoções dentro da corporação. As promoções serão realizadas sem demora e acima de tudo dentro da lei.

 

Uma certeza: não teve vitorioso, nem derrotado neste episódio. Teve o bom senso que demorou a chegar, mas serve de lição para outras ações. É um avanço sem precedentes para a PM de Sergipe. Poderia ser melhor, mas foi dentro da realidade atual das finanças governamentais, deixando o governo a margem de apenas 0,38% do limite da LRF. Foi uma decisão corajosa, já que se chegar uma outra crise financeira, certamente ultrapassará a LRF.

 

Fica a lição para os dois lados. O diálogo é o melhor caminho. Quem ganhou foi a sociedade sergipana que clama por uma melhor segurança pública. As policiais civil e militar de Sergipe nunca tiveram um momento de valorização salarial como o atual. Cabe agora retribuir com muito trabalho e determinação. Com a estrutura que está sendo montada e a valorização profissional Sergipe poderá ser um diferencial na segurança pública tão carcomida brasileira.

 

Repercussão

Ainda ontem, após o anúncio do reajuste este jornalista conversou com vários soldados e oficiais. A repercussão foi altamente positiva. São poucos aqueles que ainda torcem pela radicalização. Na assembleia que será realizada hoje a tarde a PM deve aceitar a proposta.

 

Trabalho

Além do trabalho de bastidores do senador Valadares e Jackson Barreto, o governador Marcelo Déda destacou o trabalho do secretário da Fazenda, João Andrade, nas negociações. Até ontem pela manhã foi realizada uma última reunião no gabinete do senador com as lideranças da PM.

 

Mais mil homens

O governador disse que se a situação financeira melhorar ele deseja realizar concurso público para 500 homens na PM e 500 na polícia civil. Para a PM, o governador deveria retornar aos quadros algumas centenas de policiais militares cedidos a vários poderes e órgãos. Até o Banese tem policiais militares quando deveria ter a sua própria segurança.

 

Lealdade e exemplo

O governador fez um elogio para o líder do governo, Francisco Gualberto que serviu para alfinetar também alguns aliados. Disse que ele foi leal ao governo, mesmo com algum desgaste assumiu integralmente a defesa do governo, mesmo nos bastidores lutando por melhorias. Em nenhum momento expôs externamente suas divergências e sua luta dentro do governo. Serve de exemplo, até mesmo para alguns petistas. O projeto deve ser votado na próxima semana pela AL, que será autoconvocada em comum acordo com o presidente, Ulices Andrade.

 

Nova PM

O último trecho do discurso do governador: “Esse investimento sai do bolso do povo sergipano. A contrapartida desse esforço que o Estado está fazendo não pode ser outra senão a construção efetiva de uma nova Polícia Militar. Uma PM eficiente, disciplinada, com cadeia de comando e hierarquia, que dê segurança ao povo sergipano. Essa é a contrapartida que o Governo tem a obrigação de cobrar”, enfatizou.

 

Últimos adesivos,até hoje

Hoje, 30, é o último dia para quem desejar receber o adesivo comemorativo dos três anos da coluna enviar a solicitação. Quem desejar o adesivo é só enviar e-mail com endereço que receberá em sua residência: claudionunes@infonet.com.br

 

Roberto Cavalo merecia mais respeito

A diretoria do Confiança demonstra que não preocupação com o profissionalismo. O Confiança será amador sempre e pelo andar da carruagem a série D, será de bom tamanho para o clube. Ao demitir o treinador Roberto Cavalo a diretoria deu aval para os jogadores indisciplinados como Valdson (que tinha sido afastado e retornou aos treinos ontem) e outros.

 

Homens sérios devem deixar o Confiança

É uma pena! Para os apaixonados, um recado: este jornalista torce para o Confiança, mas não é cego para ver que o caminho é de retrocesso. Os homens sérios devem se afastar da direção do Confiança imediatamente.

 

Delegado. Perguntar não ofende I

Foi importante o afastamento do delegado, João Eduardo que causou um acidente com duas mortes no último final de semana. O secretário João Eloy pediu rigor nas investigações. O carro era do delegado e ele não estava à serviço,mas fica no ar uma pergunta: um pobre mortal não seria preso imediatamente em flagrante? Qual o motivo que não deram voz de prisão ao delegado?

 

Delegado. Perguntar não ofende II

E mais: quando a SSP fará a apresentação do delegado e do agente de polícia a imprensa? Certamente  o direito constitucional a preservação da imagem será resguardado, o que não acontece com qualquer outro cidadão. Outra coisa, se recusaram a fazer o teste do bafômetro, devem fazer o exame de sangue ou então assumir (o encarregado de inquérito) que ambos estavam embriagados. É neste momento que a Policia Civil deve mostrar imparcialidade para a sociedade sergipana. A situação é grave, afinal quem vigia os vigilantes? Não seria o caso de um membro do MP acompanhar esta apuração?

 

Quem vigia os vigilantes

Com a mudança do comando da SSP alguns policiais (militares e civis) estão se aproveitando para usar os veículos para fins particulares. Não adianta pressão este espaço vai retomar a campanha para acabar com estes abusos. A começar pelo uso indevido de películas acima do permito pela lei.

 

Relembrando: SSP: uso indevido de veículos

Republicando a nota do final de semana para ver se o comando da SSP toma alguma providência: Vários policiais estão aproveitando que o novo comando ainda não tomou o feito a ordem para usar veículos indevidamente. Na última sexta-feira, 26, dos casos em menos de um minuto: um gol do Corpo de Bombeiros (3º GBM, não tinha número de identificação) deixou às 6h50, uma mulher em frente ao banco Real no centro da cidade. Logo adiante, um Astra da PM, com o número 1368 (AG2), parou na rua Santa Luzia, as 6h51, ao lado da Catedral Metropolitana e dele desceu uma mulher.

 

Funasa

E o senador Almeida Lima está disposto a emplacar a todo custo no comando da Funasa em Sergipe, o ex-superintendente do Sebrae, José Guimarães. Tem conversado com muita gente para não atrapalhar seus planos…

 

Guimarães, Poço Verde e o Banese

E não é que o aliado do governador Marcelo Déda, o prefeito de Poço Verde, Tonho de Dorinha, continua com José Guimarães à disposição da prefeitura? No início do ano ele disse que seriam apenas dois meses, já são seis meses e nada. E o pior Guimarães não dá expediente lá, pelo contrário antes do período dos festejos juninos procurou alguns prefeitos dizendo que tinha influência no Banese para liberar recursos. Um destes prefeitos ficou abismado…

 

Arraiá do Povo prorrogado até dia 12

Mais uma vitória. Atendendo a pedidos de turistas e sergipanos, o Arraiá do Povo continuará até o dia 12 de julho.O horário de funcionamento será o mesmo do mês de junho, de quinta  a domingo a partir das 17h. Em decorrência do sucesso do Arraiá do Povo, donos de bares e hoteleiros estão firmando parceria inédita com o governo para o prolongamento da festa. 

 

Imprensa: senadora tem equipe de primeira linha

O site portaltransparência publicou a relação de todos os servidores efetivos e comissionados do Senado Federal, desde as diretorias até os gabinetes dos senadores. Aplausos para a senadora Maria do Carmo que montou uma equipe de imprensa de primeira. Desde 02 de março de 2007, o jornalista Carlos Batalha, ex-secretário de Comunicação Social atua como assessor parlamentar da senadora. O ex-adjunto da Comunicação Social, o radialista David Leite dos Santos, também tem um cargo comissionado, mas não teve a mesma sorte, é lotado como motorista, desde 25 de setembro de 2008.

 

Delegado: Nota Pública ADEPOL

A ASSOCIAÇÃO DOS DELEGADOS DO ESTADO DE SERGIPE – ADEPOL vem a público manifestar-se sobre o acidente automobilístico ocorrido na madrugada do dia 27 do mês de junho do ano de 2009, ocasião em que o veículo particular conduzido pelo seu proprietário, um delegado de polícia civil, o qual estava acompanhado por um agente de polícia civil, colidiu com outro automóvel na Rodovia Estadual SE 270, no Povoado Olhos D’Água, município de Lagarto, levando a óbito o casal ocupante deste último veículo. Inicialmente, preza a Associação pelo auxílio integral e em todos os sentidos aos familiares do casal, independentemente, de quaisquer circunstâncias, bem como pelos cuidados médicos necessários à integridade físico-mental do delegado e do agente. Prosseguindo, explicite-se também que a entidade acredita fielmente na apuração rigorosa dos fatos tais como se realmente se deram pelo órgão policial incumbido das investigações, primordialmente porque, após décadas de evolução, o Estado de Sergipe pode ter orgulho de encontrar em seus quadros delegados, escrivães e agentes comprometidos com a segurança pública e com o Estado Democrático de Direito. Neste momento de profunda dor não podemos nos esquecer da imperiosa necessidade de respeitar os princípios constitucionais pilares do ordenamento jurídico pátio, a exemplo da presunção de inocência e o do devido processo legal. A antecipação de culpa é danosa a todos, pois além de macular a honra de pessoas ainda não julgadas e sequer condenadas, fere conquistas alcançadas pela sociedade no decorrer da história. A diretoria da ADEPOL.

 

DO LEITOR

 

Confiança: caiu a mascara

Do leitor Nairson Machado: “Agora cai a máscara. A tal conversa de planejamento estratégico que a Diretoria do Confiança, principalmente o Presidente Milton Dantas e Luiz Roberto, falava era mentira. Tudo para dissimular que iam transformar o Confiança. Na verdade, incomodado pelo afastamento do amigo Váldson, o Presidente passou a desejar a volta através do velho amigo Maurício Simões que o contactou (conforme notícia da empresa) para substituir Roberto Cavalo. É muita cara de pau. Nada contra a reconhecida competência do Maurício. Ao Luiz Roberto, cuidado para não ir à mesma vala que vai o Presidente.  Vocês são de condutas diferentes já percebidas pela torcida. Desta vez perdemos pelos naturais fatos do futebol (erro técnico, falta de conjunto, qualidade dos jogadores, sorte, azar etc.), não pelo mau caráter alcoólico e desrespeito à Torcida. Quanto à Imprensa, antes exigia comportamento profissional do Confiança para vencer o Sete de Julho no estadual e não eliminar o Sergipe, hoje, assusta quando enaltece o Sergipe pela derrota do domingo. Ética e Diploma são importantes para estes?

 

Impostos e os festejos juninos

Do leitor Narcizo Machado Filho: “Fins das festas juninas são poucos os brasileiros que percebem o quanto custa à farra junina. Os brasileiros trabalham 147 dias do ano só para pagar imposto, e neste período segundo o IBPT 36,54% do valor final dos doces típicos da Festa Junina são tributos, os dados revelam ainda que não é nos doces que está a maior carga tributária, mas nas bebidas.O brasileiro chega a pagar 81,87% em tributos no preço final da cachaça. No quentão, eles chegam a 61,56% do preço final; na cerveja, a 54,80%; e no vinho, a 52,50%. No caso dos refrigerantes, a tributação é de 45,80%.A fantasia típica da festa junina o consumidor paga e uma camisa xadrez, 34,67% do preço final. Nos fogos de artifício, os tributos representam 61,56% do valor desembolsado pelo brasileiro e, na caixa de fósforos, 33,87%. Todos esses dados é do IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário).O Presidente do Instituto faz uma comparação com outros países, o brasileiro trabalha mais do que o espanhol, o norte-americano, o argentino, o chileno e o mexicano para pagar tributos. Mas os suecos e os franceses trabalham mais”.

 

Líder do movimento Hip-Hop acusa PMs de agressão

O líder do movimento Hip-Hop em Aracaju, Geferson Santos Santana, o Sinho, acusa policiais militares de agressão física e psicológica. Ele relata em uma carta aberta enviada à imprensa que foi espancado e arrastado pelo chão pelos agentes da polícia na madrugada de sábado, 27, nas imediações do centro histórico da capital, onde acontecia o Forró Caju. Ninguém da assessoria da Polícia Militar foi localizado para comentar o assunto.

 

Leia abaixo a íntegra da carta de Geferson, que foi enviada à imprensa através da assessoria da vereadora Rosângela:

 

“O FORRÓ CAJU é alegria para alguns e tristeza para outros. Nesse sentido, estamos falando sobre a grave ocorrência na madrugada da sexta-feira para o sábado, 27/06/09, quando, pelo simples fato de ser jovem e usar roupas estilo Hip-Hop, o grande líder deste movimento em Aracaju, o jovem Geferson Santos Santana (Sinho) foi agredido covardemente por membros da Polícia Militar, que além de espancá-lo, com chutes, pontapés e pauladas, arrastaram-no pelo chão por mais de 100 metros e o conduziram à Delegacia de Polícia alegando ser o mesmo um suspeito não se sabe de quê. Caído ao chão, apanhou da policial no rosto, dizendo-lhe para respeitar a polícia.

 

Este relato é mais um para o histórico da juventude negra e periférica do Brasil. Por isso, não podemos calar nossa voz, mas, sim, unirmo-nos para que casos como esse sejam apurados e policiais dessa estirpe sejam exonerados em nome da DEMOCRACIA e do respeito aos DIREITOS HUMANOS E CIVIS de HOMENS e MULHERES da PERIFERIA de Aracaju.

 

Geferson Santos Santana é Estudante, Líder do Movimento Hip-Hop em Aracaju, Ex-presidente da Associação de Moradores da Comunidade onde reside, Ex-representante da UNESCO, Conselheiro da Saúde, recebe apoio do Governo Municipal de Aracaju, da Vereadora Rosangela Santana e da Deputada Conceição Vieira para realização dos eventos culturais do Movimento Hip-Hop.

 

Participe ou indique este blog para um amigo:

claudionunes@infonet.com.br

 

Frase do Dia

Não diga que a vitória está perdida. Tenha fé em Deus, tenha fé na vida. Tente outra vez!”. Raul Seixas.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários