Poder de mando

0

Há quase um mês à frente do governo, Jackson Barreto (PMDB) ainda não tomou qualquer medida para demonstrar que tem autonomia no cargo, que vai de fato administrar o estado enquanto o titular Marcelo Déda (PT) se trata de um câncer no estômago. Os dois se reuniram ontem, porém a imprensa não ficou sabendo sobre o que conversaram. Tomara que Jackson tenha recebido carta branca para tocar a máquina administrativa a seu modo e cuidar das delicadas questões políticas até que Déda conclua as sessões de quimioterapia em São Paulo e reassuma o governo. Sem esse poder de mando, Jackson fica de mãos atadas e a administração entra numa perigosa letargia, que resultará em prejuízos incalculáveis para o desenvolvimento de Sergipe, coisa que, convenhamos, ninguém deseja.

Reforma

O jornalista Eugênio Nascimento publica o seguinte no blog Primeira Mão: “O governo de Sergipe está realizando avaliações para definir a realização de uma reforma administrativa para logo em breve, coisa para acontecer antes do final do ano, talvez até em novembro. Mas há quem fale que é coisa lá para janeiro de 2013. A meta é economizar recursos e dar agilidade ao governo em suas realizações mais urgentes. O tema ainda está no plano das ideias”.

Maldade

A construção de uma rodovia ligando Itabaiana a Itaporanga e, consequentemente, à BR-101, pode não ser concretizada. O antigo sonho dos caminhoneiros e empresários itabainenses corre o risco de não se realizar porque os deputados liderados pelos irmãos Amorim ameaçam não autorizar o governo a contrair o empréstimo de R$ 727 milhões. Se isso acontecer, será muita maldade dos Amorim com seus conterrâneos.

Sem picuinhas

O senador Antônio Carlos Valadares (PSB) publicou artigo defendendo a aprovação pela Assembleia da autorização para o governo estadual contrair um empréstimo de R$ 727 milhões. Segundo ele, a hora não é de embates políticos em torno da sucessão que só acontecerá daqui a dois anos. Por fim, Valadares diz ter “plena e absoluta confiança que os nossos deputados estaduais manterão a tradição histórica de nunca negar ao governo o que é justo e bom para o futuro de nossa gente”. Tá certo!

Até que enfim

Deve ficar pronta até o próximo dia 15 a ponte Gilberto Amado, que liga Estância a Indiaroba, através dos povoados de Porto do Cavalo e Terra Caída. A previsão é do engenheiro do DER, José Henrique Rodrigues. A ponte possui 1.712 metros de comprimento e 14,20 metros de largura, sendo a maior em todo o Nordeste. A obra vai aproximar Sergipe de seu maior mercado consumidor turístico, que é a Bahia.

Pelo social

Implantado em janeiro de 2004, com orçamento de R$ 3,2 bilhões para beneficiar 3,6 milhões de famílias pobres ou em situação de pobreza extrema, o Programa Bolsa Família aumentou a capacidade de atendimento. O orçamento deste ano é de R$ 20 bilhões para beneficiar 13,7 milhões de famílias. De acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, mais de metade (51,1%) dos beneficiados do Bolsa Família se concentra no Nordeste.

Mão à palmatória

O blog lamenta por não ter sido claro no comentário “PM está encolhendo”. A intenção não era criticar os policiais que se aposentam e ingressam no mercado de trabalho para desempenhar outras atividades profissionais, pois isso é perfeitamente legal. Tivesse tangido o verbo corretamente, o blog não teria deixado dúvidas que defende exclusivamente a realização de concurso para aumentar o efetivo da Polícia Militar, que vem sendo reduzido há anos.

Perda de tempo

Ao exigir do eleitor um documento com foto para identificá-lo na hora do voto, a Justiça Eleitoral parece não acreditar muito no processo biométrico que implantou. Ora, se a imagem e os dados completos aparecem no computador do mesário quando o cidadão aproxima a digital da maquininha, pra quê o documento com foto?

Caindo na Rede

A coordenação do curso de Tecnologia em Redes de Computadores da Faculdade Estácio FASE promove, desta segunda até a próxima quinta-feira, a 3ª edição do Caindo na Rede. Entre os destaques da programação estão palestras abertas ao público (segunda e quinta), no auditório da faculdade, além de Oficinas para os alunos. O curso Tecnologia em Rede de Computadores da Estácio foi reconhecido pelo Ministério da Educação com conceito 4, em uma escala de 1 a 5.

Dá-lhe Urubu

O Flamengo jogou ontem como gente grande na vitória contra o São Paulo. Primeiro o goleiro Felipe segurou um pênalti batido por Luís Fabiano e, numa falta cobrada por Adryan, o zagueirão González marcou o único gol da partida. Com a vitória, o Mengão chegou aos 40 pontos, subiu uma posição na tabela e manteve uma distância de sete pontos para o grupo dos quatro últimos. Nem precisa dizer que a Urubuzada está rindo de orelha a orelha.

Do baú político

Em que pese tenha vencido as eleições para a presidente da República em 1955, Juscelino Kubitschek (PSD) não obteve um único voto no recém-criado município sergipano de Cumbe. Não que o candidato da UDN, Juarez Távora, fosse tão popular entre o eleitorado daquela pequena localidade, mas porque o líder político Clovis Rollemberg achou que tinha de ser assim. Udenista de quatro costados e fundador de Cumbe, Clovis decidiu que todos os votos dados a Juscelino deveriam ser anulados. Para testar se a determinação era mesmo para valer, um filho do líder político resolveu votar em Juscelino, porém caiu na tolice de espalhar o feito. Resultado: Clovis Rollemberg mandou anular o sufrágio do herdeiro e ainda lhe deu um baita puxão de orelhas. A ausência de qualquer voto em favor do candidato mineiro chamou a atenção da imprensa sulista. A revista Cruzeiro, por exemplo, dedicou um generoso espaço para a acachapante derrota de Juscelino Kubitschek na pequena Cumbe.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários