Política e folia

0

Começa hoje o esperado Pré-Caju, festa carnavalesca que atrai uma grande multidão para a Avenida Beira Mar. Travestidos de foliões, os políticos aproveitam a prévia para as conversas de bastidores, enquanto medem a popularidade junto aos brincantes. Alguns, inclusive, pedem aos músicos que os citem na passagem dos trios elétricos pelo corredor da folia. Embora este não seja um ano eleitoral, o Pré-Caju funcionará como um bom termômetro, principalmente para o embate eleitoral de 2012. Diferente dos blocos carnavalescos, que garantem estar com a lotação esgotada, o grupamento dos políticos chega hoje à avenida com um grande desfalque: para resolver assuntos particulares, o governador Marcelo Déda (PT) viajou à Paraíba e só comparecerá à festa momesca a partir do próximo sábado. Antenada, a imprensa acompanhará tudo, na tentativa de anotar as conversas mais apimentadas dos bastidores. No mais, é cair na gandaia até a madrugada da próxima segunda-feira.

 

Barulho pra nada

 

Viram aquela mega operação realizada ontem no Piauí pela Polícia Federal? Entre os presos estão sete prefeitos, acusados de desviarem dinheiro público. A coluna aposta uma mariola que, daqui a pouco, todo mundo estará solto e que o processo vai se arrastar por anos a fio. Quem não se lembra da ‘Operação Fox’, desencadeada em Sergipe e que resultou na prisão de 35 pessoas, entre as quais oito prefeitos? Aquele ‘bafafá’ ocorreu em julho de 2006 e ninguém fala mais sobre o assunto. Os presos? Foram soltos rapidinho e continuam participando da política como se nada tivesse acontecido.

 

Boa notícia

 

As obras de construção da Ponte Gilberto Amado, entre os municípios de Estância e Indiaroba, não serão paralisadas. Quem garante é Valmor Barbosa, secretário de Estado da Infraestrutura. Segundo ele, o governador Marcelo Déda (PT) recebeu da presidenta Dilma Roussef (PT) a garantia de que os atrasos nos repasses de recursos para a ponte serão resolvidos até a próxima semana. Sem receber nada desde setembro passado, a construtora deu aviso prévio a 400 operários e prometeu paralisar a obra. Tomara que dona Dilma cumpra a palavra!

 

Dando risadas

 

O senador José Almeida Lima (PMDB) enviou pelo twitter um alerta ao também senador Antônio Carlos Valadares (PSB). Após colocar notícia dando conta do desejo de Zé Eduardo Dutra de disputar o governo em 2014, Almeidinha alfinetou: “Valadares veja porque você não pode ser Ministro da Integração Nacional… Abra o Olho, Vavá. Kkkk”.

 

Água na fervura

 

A twittada do presidente nacional do PT, Zé Eduardo Dutra, de que provavelmente pode disputar o governo de Sergipe em 2014 causou desagrados. O deputado federal Rogério Carvalho (PT), por exemplo, disse que “ninguém pode ser escalado sozinho para o jogo”. Para evitar outros desconfortos, Dutra agiu rápido: “Nunca imaginei que um provavelmente fosse causar tanto calor. Vou mudar a resposta: possivelmente não serei. Tá bom assim?”. Vocês que acham?

 

Quem é o brabo?

 

Veja o que publica hoje a colega Rita Oliveira em sua coluna no Jornal do Dia: “No último domingo, durante uma festa no interior, uma poderosa autoridade agrediu física e verbalmente, além de ter ameaçado um colunista social por notas que lhe desagradaram, mas que são comentadas por muitos negativamente. O fato chocou quem viu a cena em que o poderoso, que se acha acima do bem e do mal, passou uma ‘gravata’ e esmurrou a vítima, que ficou em estado de choque. Lamentável!” Homem, vôte!

 

Posse marcada

 

Será no próximo dia 2, a posse do desembargador José Alves Neto como presidente do Tribunal de Justiça de Sergipe. Ele vai substituir ao também desembargador Roberto Porto. Alves Neto, que comandará o TJ pelo biênio 2011-2013, ascendeu à magistratura em 1970, sendo aprovado em concurso público para juiz de direito. Desde 2002 é desembargador.

 

Investimento

 

O empresário e deputado federal Sandro Mabel (GO), anunciou ontem um plano de investimentos do grupo para o estado a partir deste ano, visando ampliar a fábrica de biscoitos Mabel, em Itaporanga. O plano também prevê a implantação de um centro de distribuição. A empresa está analisando a possibilidade de construir um moinho de trigo no Estado, com a sua linha de produção voltada para massas e derivados.

 

Ajuda a flagelados

 

O governo do estado vai promover uma campanha para arrecadar alimentos visando socorrer os flagelados pela seca em 11 municípios sergipanos. O trabalho será coordenado pela Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social e a da Defesa Civil. O objetivo é arrecadar junto aos sergipanos alimentos não-perecíveis, água mineral e materiais de limpeza e higiene pessoal. Os donativos também serão arrecadados durante o Verão Sergipe, na praia da Caueira, e no Campeonato Sergipano de Futebol.

 

‘Grana’ investigada

 

A Procuradoria Regional Eleitoral em Sergipe vai apurar se os doadores de recursos aos candidatos burlaram a legislação. Para tanto, já pediu à Justiça Eleitoral que mande a Receita Federal fazer o cruzamento dos valores doados para a campanha eleitoral em 2010 e os rendimentos ou faturamentos declarados pelos doadores. A Procuradoria quer saber, entre outras coisas, se foram realizadas doações acima do limite permitido pela Lei, que é de 10% dos rendimentos brutos para pessoa física e 2% do faturamento bruto para pessoa jurídica.

 

Do baú político

 

A maior preocupação da Polícia no Pré-Caju é com os lanceiros, marginais de dedos ágeis, que atacam bolsos e bolsas dos foliões. Quando era deputado estadual, Pedro Firmino resolveu prestigiar a prévia carnavalesca. Ao entrar no corredor da folia, sentiu que o bolso da calça estava sendo visitado por uma ‘mão leve’. Já no camarote, ao narrar o ataque do bandido, um político lhe perguntou de quanto foi o prejuízo. Escolado pela vida de comerciante, que começou nas feiras livres do interior e depois no mercado central de Aracaju, Pedro Firmino disse que praticamente não perdeu nada para o lanceiro. “Como a Polícia tinha alertado para este tipo de crime, antes de sair de casa coloquei no bolso da calça um maço de papeis, coberto por uma notinha de 1 real O malandro percebeu o volume e correu dentro, mas o dinheiro está aqui no bolso da camisa”, explicou Pedro, para alívio de todos.

 

Resumo dos jornais

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais