Políticos cigarras

0

Entra ano e sai ano sem que sejam adotadas medidas preventivas para atender os sertanejos quando o verão chega. Logo que o inverno acaba, os mananciais começam a secar e o poder público tira do armário o velho e caro paliativo: os caminhões-pipa. Para obter recursos federais, os prefeitos se apressam em decretar situação de emergência e a reclamar que a ajuda é pouca e demorada. Existe, na verdade, uma seca de boas idéias para amenizar o secular problema da estiagem. Os nossos homens públicos até parecem a cigarra, que passa o verão cantando em vez de armazenar alimentos para sobreviver ao rigoroso inverno. Pior é que o sofrido sertanejo insiste em continuar votando nesses parasitas.

Erro desfeito

A Câmara Municipal de Umbaúba terá que empossar de imediato o 1º suplente Júnior do Conselho (PDT). A determinação do juiz de direito Antônio Carlos de Souza Martins desfaz um erro do Legislativo, que empossou o 4º suplente Vicente Arlindo Neto (DEM) em substituição ao vereador Salvador Barreto (DEM), morto num acidente de carro em março passado.

Educação

A convite da deputada estadual Ana Lúcia (PT), a presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Educação de Sergipe, Ângela Melo, fará palestra hoje no plenário da Assembleia. A sindicalista vai falar sobre os desafios do cenário atual da educação em Sergipe, como parte do calendário de lutas da Semana Nacional da Educação.

Com Fux

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, recebe hoje a visita do prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM), e da presidente da Assembleia, deputada Angélica Guimarães (PSC). Os dois vão informar ao magistrado sobre o projeto do Legislativo sergipano propondo a realização de um plebiscito visando definir se a Zona de Expansão pertence a Aracaju ou São Cristóvão.

Não quer

O deputado federal Rogério Carvalho (PT) desmente as especulações em torno de uma possível candidatura dele ao Senado em 2014. O petista garante que vai disputar a reeleição e trabalhar pela eleição de Jackson Barreto (PMDB) para o governo de Sergipe e de Marcelo Déda (PT) para o Senado. “Fora disso, o que se comenta é coisa de quem aposta num desfecho infeliz para o governador”, alerta Rogério.

Dia 1º

A Central Única dos Trabalhadores em Sergipe vai promover uma manifestação na Orla de Atalaia, em Aracaju, para marcar a passagem do 1º de maio, dedicado ao trabalhador. A partir das 8h da próxima quarta-feira, os sindicalistas distribuirão panfletos mostrando a realidade da classe operária, assistirão uma encenação teatral e a apresentação do grupo musical Tambores da Esperança. Prestigie!

Latas velhas

A licitação para o transporte coletivo de Aracaju só acontece quando a Prefeitura pagar às empresas pelos serviços prestados ao longo dos anos. A advertência foi feita ontem pelo presidente do Sindicato das concessionárias, Adierson Monteiro. Entrevistado pela rádio Liberdade/FM, o empresário culpou a municipalidade pelo péssimo transporte oferecido aos aracajuanos: “Faltam corredores, terminais e abrigos decentes”. Então, tá!

Pouco tempo

Os eleitores que não votaram e não justificaram a ausência nas três últimas eleições só têm até amanhã (25) para regularizar a situação junto à Justiça Eleitoral. O prazo não se aplica aos eleitores de Sergipe e Alagoas que se recadastraram recentemente para o uso da identificação biométrica nas eleições. Isso porque, nesses estados, todas as pendências de eleições anteriores já foram regularizadas.

Pede socorro

A ação de marginais nas imediações das escolas públicas levou o secretário estadual da Educação, Belivaldo Chagas, a pedir socorro à Polícia. Reunido ontem com a cúpula da Segurança Pública, ele afirmou que os bandidos estão atacando professores e alunos. “Semana passada, um meliante entrou armado no colégio Dom Luciano, no centro de Aracaju, e abordou estudantes para roubar celulares”, contou Belivaldo. É feia a coisa!

Adeus, miserê

Quer ganhar uma grana preta na maior moleza? Pois arisque R$ 2 na Mega-Sena desta quarta-feira. Caso acerte sozinho as seis dezenas, coisa muito fácil, você abocanha R$ 6,5 milhões, suficientes para comprar 13 imóveis de R$ 500 mil cada, ou uma frota de 260 carros populares. Na poupança, a bolada rende mensalmente R$ 26 mil. E então, vão tentar?

Do baú político

Em 2003, último ano do segundo governo de Albano Franco, os sergipanos não paravam de se queixar da violência, que crescia a olhos vistos, particularmente em Aracaju. Uma das principais reclamações da população era sobre a ausência da Polícia Militar nas ruas da capital. Para conter o clamor social, o comando da PM colocou dezenas de viaturas com os giroflex acesos em vários cruzamentos da capital, medida que surtiu efeito imediato, pois a bandidagem se recolheu, reduzindo, consequentemente, a onda de delitos. A ação foi aplaudida por todos, porém surgiu uma desconfiança: como a Polícia Militar conseguiu de uma hora para outra tantos carros? Descobriu-se depois que se tratava de viaturas velhas devidamente lavadas e polidas, algumas até sem motor, mas todas equipadas com baterias para manter os giroflex ligados o tempo todo.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais