Políticos coerentes

0

A sessão de ontem da Assembleia foi palco de um show de coerência por parte de alguns deputados, todos contrários à decretação de lockdown em Sergipe. Eles acham que entre a economia e a vida, se deve privilegiar a primeira, que garante empregos e preserva a riqueza de uns poucos endinheirados. Admitamos que soaria falso por demais se os políticos defendessem agora o bloqueio total da economia, alternativa sugerida pelos cientistas para conter o avanço da covid-19. Ora, foram eles que estimularam aglomerações durante a última campanha eleitoral. Lembram? Ademais, muitos políticos preferem ficar ao lado dos empresários, que sempre chegam com uma providencial “ajudinha” na época da caça aos votos. Quanto ao cidadão comum, exposto ao mortal vírus, não deve merecer lá tanta importância, desde que a pandemia preserve alguns milhares deles para irem às urnas em 2022 eleger os políticos adversários do lockdown. Misericórdia!

Tá no páreo

Engana-se quem pensa que o ex-senador Antônio Carlos Valadares (PSB) já pendurou as chuteiras. Em mensagem enviada ao jornalista Jozailto Lima, Vavá negou a pretensão de se candidatar a deputado estadual, em 2022, mas negou a aposentadoria política. “Não me considero inutilizado para os afazeres da boa prática política”, escreveu o ex-senador, para completar em seguida: “Não penso em disputar qualquer mandato eletivo. Mas se vier a participar da eleição de 2022, será para um cargo majoritário, de governador ou senador”. Então, tá!

Cadê a licitação?

Candidato derrotado à Prefeitura de Aracaju, o deputado estadual Rodrigo Valadares (PTB) está cobrando a licitação para o transporte coletivo da capital. Segundo ele, a concorrência pública para o setor é uma promessa antiga feita aos aracajuanos: “Nela está depositada a esperança de uma boa infraestrutura de transporte e, consequentemente, melhoria na mobilidade urbana”, frisa Rodrigo. O deputado está certíssimo!

Vozes da seca

“Seu doutô os nordestino têm muita gratidão/Pelo auxílio dos sulista nessa seca do sertão/ Mas doutô uma esmola a um homem qui é são/ Ou lhe mata de vergonha ou vicia o cidadão/”. Composta em 1953 por Luiz Gonzaga e Zé Dantas, a música ‘Vozes da seca’ permanece atualíssima. Ó Céus, que miséria!

Infectada novamente

Pela segunda vez, vice-prefeita de Aracaju, Katarina Feitoza (PSD), testou positivo para a Covid-19. Ela postou nas redes sociais que, após ter sido medicada, está bem, em casa e seguindo todos os protocolos sanitários e de isolamento social. A primeira infecção de Katarina pelo vírus foi em maio do ano passado, quando ela ainda era delegada-geral da Polícia Civil. A reinfecção também já atingiu a vice-governadora de Sergipe, Eliane Aquino (PT), que, em ambos os casos, sentiu apenas sintomas leves. Graças a Deus!

Ciclistas esquecidos

Com mais de 50 quilômetros de ciclovias, Aracaju poderia ser um exemplo para o Brasil. Não é porque, além das obras físicas, a cidade não implantou uma política de proteção aos milhares de ciclistas, que arriscam as vidas ao pedalarem no meio de um trânsito violento. Alguém já viu em Aracaju uma campanha educativa sobre o uso da bicicleta? Essa triste realidade vai perdurar enquanto as autoridades de trânsito não atentarem que a violência e o descaso contra o ciclista são uma questão social. Danôsse!

Tá no consórcio

O prefeito de Socorro, Padre Inaldo (PP), aderiu ao consórcio público para aquisição de vacinas contra a Covid-19. No entendimento do gestor socorrense, mesmo a vacinação sendo de responsabilidade do governo federal, os administradores municipais não podem deixar que a pandemia se torne uma endemia. O consórcio é organizado pela Frente Nacional de Prefeitos, que oferece vantagens como redução da carga tributária, poder de antecipação da compra e menos burocracia. Legal!

Desejo sinistro

E o senador Rogério Carvalho (PT) não se cansa de culpar o presidente Bolsonaro pelas mais de 250 mil mortes causadas pela covid-19. Segundo o petista sergipano, antes de se eleger, Bolsonaro dizia que o seu sonho era matar, ao menos, uns 30 mil brasileiros: “Estamos caminhando para 300 mil vidas perdidas”, afirma. O senador lamenta que o presidente da República tenha escolhido “ficar do lado do vírus e da morte e não das vacinas e da vida”. Crendeuspai!

Cochilar é bom

Cochilar depois do almoço estimula a aprendizagem, segundo indica um novo estudo sobre o sono. De acordo com o trabalho, uma hora de cochilo durante o dia é capaz de restaurar e até mesmo de ampliar os processos cognitivos. Por outro lado, quanto mais horas um indivíduo permanecer acordado, mais “preguiçoso” se torna o seu cérebro. Perder uma noite de sono derrubaria a capacidade de armazenar novas informações em cerca de 40%. Marminino!

Nova líder

A oposição na Câmara de Aracaju já tem liderança: é a vereadora Emília Corrêa (Patriota). Segundo ela, a escolha ocorreu após diálogos com os integrantes da bancada. A parlamentar promete se empenhar pela unidade do grupo, visando permitir a realização de um bom trabalho em defesa dos aracajuanos. Pelo entendimento, a liderança da oposição será alternada a cada ano de mandato. Ah, bom!

Recorte de jornal

Publicado no jornal Correio de Aracaju, em 8 de março de 1907

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais