Políticos copa do mundo

0

Sumidos desde a campanha eleitoral de 2014, muitos espertalhões já começaram a botar a cara de fora, com os olhos grandes nas eleições deste ano. São os chamados políticos copa do mundo. Eles só aparecem de quatro em quatro anos para conquistar os votos das pessoas despolitizadas. Muitos deles já estão usando espaços na imprensa para defender mudanças na política, desde que elas lhes beneficiem eleitoralmente. Sem trabalho prestado à sociedade, estes caras de pau preferem colocar rabo de palha nos adversários e, principalmente, prometer o que não podem nem querem cumprir. O pior é que muita gente boa sai de casa no dia da eleição para, em troca de qualquer migalha, votar neste tipo de político. Lamentavelmente, enquanto o eleitor continuar acreditando em falsas promessas, vendendo o voto ou trocando por mercadorias, estes mequetrefes sobreviverão politicamente.

Afagos aliados

O ex-governador Jackson Barreto (MDB) esbanja elogios à administração do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB). Em visita ao comunista, JB disse que “as obras realizadas em Aracaju me encantam, pois demonstram o compromisso social do prefeito, sobretudo com a periferia”. Então, tá!

Fique de olho

A Justiça Eleitoral adverte que a responsabilidade do eleitor vai além do voto. Cada cidadão pode fiscalizar a atuação dos candidatos durante a campanha, para conferir se estão agindo de acordo com a lei. Deve ainda prestar atenção nas propostas dos candidatos e analisá-las antes de escolher em quem votar. Cabe também aos eleitores cobrar dos políticos eleitos tudo o que eles prometeram durante a campanha. Portanto, fique atento!

Passo de cágado

Ainda não foi constituída a comissão para apresentar alternativas visando impedir o fechamento das Fábricas de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen) de Laranjeiras (SE) e Camaçari (BA). Deverão participar os governos dos dois estados, congressistas, empresários e trabalhadores, além da própria Petrobras. Caso não se encontre uma solução para a grave crise das duas fábricas, elas serão lacradas logo depois das eleições. Homem, vôte!

Apaga velinhas

Podem parabenizar o governador Belivaldo Chagas (PSD). Nesta quinta-feira, ele está completando 58 anos bem vividos. Segundo assessores mais próximos, o “Galeguinho” vai festejar a troca de idade ao lado dos familiares.

Quem me quer?

E o PRB anda conversando com todo mundo sobre as eleições deste ano. O deputado federal Jony Marcos se encontrou esta semana com os senadores Eduardo Amorim (PSDB), Antônio Carlos Valadares (PSB) e o deputado federal André Moura (PSC). Embora aboletado no governo estadual, o PRB não descarta marchar com a oposição, desde que esta decida apoiar a candidatura ao Senado do pastor Heleno Silva. O diabo é que o evangélico é ficha suja. Marminino!

Mais opções

Boa notícia para a juventude de Itabaiana e municípios do entorno: A Universidade Federal de Sergipe analisa a possibilidade de criar na cidade serrana os cursos de Direito, Medicina, Engenharia Civil e Arquitetura. Hoje, a UFS mantém em Itabaiana os cursos de licenciatura, Contabilidade, Administração e Ciência da Informação.

Som alto

As pessoas que costumam promover eventos em residências com uso de som, devem ficar atentas à legislação. Para evitar problemas, é preciso ter uma Autorização Ambiental da Prefeitura e respeitar o limite de emissão de sons. De 7h às 22h, o limite permitido é de 60 decibéis. De 22h às 7h, o som não pode ultrapassar os 50 decibéis. Do contrário, o equipamento pode ser apreendido pela Polícia Ambiental. Aff Maria!

Os fichas sujas

Será que o eleitor ainda lembra os nomes dos nove deputados sergipanos cassados sob acusação de terem se lambuzado com as verbas de subvenção da Assembleia? Para quem já os esqueceu, segue a lista dos fichas sujas: Adelson Barreto (PTB), João Daniel (PT), Augusto Bezerra (DEM), Paulinho das Varzinhas (PTdoB), Capitão Samuel Barreto (PSL), Gustinho Ribeiro (PRP), Jeferson Andrade (PSD), Zezinho Guimarães (PMDB) e Venâncio Fonseca (PP). Pelo mesmo motivo, os ex-deputados Raimundo Vieira (PL) e Zeca da Silva (PSC) tiveram suspensos os diplomas de suplentes. Misericórdia!

Dinheiro fácil

Sugestão para os pré-candidatos que não sabem aonde conseguir dinheiro para gastar na campanha eleitoral deste ano: pegue R$ 3,50 e faça uma fezinha na Mega-Sena. A loteria está acumulada e deve pagar R$ 8,5 milhões a quem acertar sozinho as seis dezenas sorteadas. De uma coisa pode ficar certo: para alguns pré-candidatos será mais fácil ganhar a bolada da Mega-Sena do que conseguir os votos suficientes para se eleger. Marminino!

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano Diário da Manhã, no dia 28 de junho de 1922

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários