Políticos na muda

0

Políticos interessados em trocar de partidos estão apressados em fechar os entendimentos, pois os que pretendem disputar as eleições de 2014 só têm até o dia 5 de outubro próximo para mudar de endereço. Portanto, este é um mês de muitas conversas de bastidores e acordos fechados na calada da noite. Cabe ao eleitor acompanhar essa movimentação política para perceber quem está trocando de legenda por incompatibilidade com os atuais aliados, e os que estão pulando a cerca por mero interesse eleitoral. Uma coisa é certa: apesar do desejo em trocar de partidos, muitos políticos com mandato podem ficar só na vontade, pois temem serem denunciados por infidelidade partidária e perder a ‘boquinha’ conquistada a duras penas na eleição passada.

Últimos dias

O partido que pretende lançar candidatos em uma eleição deve estar devidamente registrado até o próximo dia 5. Atualmente, o sistema eleitoral congrega 30 partidos aptos a lançar candidatos em 2014. Outras quatro agremiações tentam obter no TSE o seu registro de partido político. São o Partido Republicano da Ordem Social (PROS), o Partido Solidariedade, o Partido Rede Sustentabilidade e o Arena.

Promovido

O ex-superintendente da Caixa Econômica Federal em Sergipe, Gilberto Occhi, é o novo vice-presidente da instituição financeira. Segundo publica Lauro Jardin, na revista Veja desta semana, Occhi foi indicado para o cargo pelo PP, partido ao qual é filiado. Funcionário da carreira, Gilberto comandou a Caixa em Sergipe de 2004 a 2006, quando foi transferido para Alagoas.

Santos de barro

A procissão de Nossa Senhora da Piedade atraiu ontem para Lagarto políticos de todas as matizes. A festa da padroeira foi prestigiada pelo governador Jackson Barreto (PMDB), senadores Eduardo Amorim (PSC) e Antônio Carlos Valadares (PSB), deputados federais Rogério Carvalho (PT) e Mendonça Prado (DEM), além dos políticos lagartenses. Durante a missa, o padre Raimundo Diniz rezou com a multidão uma Ave Maria pela recuperação do governador licenciado Marcelo Déda (PT).

Indefinido

E o prefeito de Lagarto, Lila Fraga (PSDB), ainda não sabe em quem vai votar para governador. Entrevistado por uma rádio comunitária, o tucano prometeu permanecer em cima do muro até abril do ano que vem. Enquanto permanecer indeciso, Lila vai continuar sendo ‘paquerado’ por Jackson Barreto e Eduardo Amorim, doidos para tê-lo em seus palanques.

Prova difícil

Nas últimas oito edições dos exames unificados da Ordem dos Advogados do Brasil, 41,15% dos candidatos foram aprovados. Segundo a OAB, o levantamento da Fundação Getulio Vargas mostra que o exame não representa uma reserva de mercado. O Exame de Ordem é aplicado três vezes por ano. Separadamente, as taxas são menores: em 2012, apenas 16,67% dos candidatos foram aprovados.

Promessa

O dublê de político e empresário Edvan Amorim (PTB) garante que vai morar em Minas Gerais se o irmão Eduardo Amorim (PSC) for eleito governador de Sergipe em 2014. Segundo pública o jornalista Eugênio Nascimento, Edvan mudará de endereço para evitar boatos que possam atrapalhar o governo de Eduardo. Ah, bom!

Meia pista

A partir de hoje, a ponte Aracaju-Barra estará parcialmente interditada ao tráfego de veículos por conta das obras de duplicação da adutora que leva água tratada para a Barra dos Coqueiros. Segundo a Deso, a orientação do tráfego será feita por equipes no local e instrumentos de sinalização. A obra deverá ser concluída em 60 dias.

Mentira

O PMDB sergipano não impedirá a candidatura a deputado federal do ex-secretário da Casa Civil, Jorge Alberto. A garantia é do presidente do partido em Sergipe, governador Jackson Barreto. Segundo ele, como militante da legenda e presidente estadual da Fundação Ulisses Guimarães, Jorge tem todo o direito de registrar a candidatura. “Tudo que se diga ao contrário disso é pura mentira”, conclui Jackson.

Essa é do baú

A coluna publica hoje um trecho do livro “Aracaju Pitoresco”, a ser lançado brevemente pelo memorialista Murilo Mellins, e que foi antecipado pelo jornalista Luiz Eduardo Costa. “Jornalista inteligente, funcionário da Assembleia e depois da Câmara Federal, Armando Barreto, também conhecido por ‘Armando Bocorô’, editou por muito tempo o Cadastro de Sergipe. Era um informativo sobre as atividades comerciais do estado. Quando alguma coisa lhe contrariava, Armando dizia: ‘São as coisinhas de Aracaju’. Certa feita, uma empresa anunciou no Cadastro de Sergipe uma famosa marca de colchões de mola, tendo solicitado que a chapa composta para o Cadastro também fosse impressa em panfletos para serem jogados em cima dos balcões do Cine Teatro Rio Branco. Tudo foi feito como pediu o anunciante, porém aconteceu uma ‘coisinha de Aracaju’. A impressão saiu com um erro onde se lia: ‘Os melhores culhões de mola’, etc. Foi um deus nos acuda”.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais