Políticos na muda

0

Políticos interessados em trocar de partidos estão apressados em fechar os entendimentos, pois os que pretendem disputar as eleições de 2012 só têm até o dia 7 de outubro para mudar de endereço. Tucanos e demistas atuam nos bastidores para comandar o PSDB em Sergipe, enquanto filiados de vários partidos governistas estão de malas prontas para ingressar no embrionário PSD. O fato mais recente desse corre-corre veio a público ontem: o peemedebista Almeida Lima está de olho no PPS, partido pelo qual tentará viabilizar sua candidatura a prefeito de Aracaju. Apesar do interesse em trocar de legenda, muitos políticos com mandato podem ficar só na vontade, pois temem serem denunciados por infidelidade partidária e perder a ‘boquinha’ conquistada a duras penas na eleição passada.

Pisou no freio

O ex-deputado federal João Fontes iria se filiar hoje ao PPS, mas preferiu pisar no freio. O recuo, segundo disse, foi por conta da informação que o deputado federal Almeida Lima pode trocar o PMDB pelo PPS com o objetivo de disputar a Prefeitura da capital. “Nada pessoal contra ele, mas nossas posições são divergentes”, justificou Fontes.

Deselegante

O vice-governador Jackson Barreto (PMDB) não gostou de ouvir do deputado estadual capitão Samuel (PSL) que os irmãos Amorim (PSC) foram os responsáveis pela eleição do governador Marcelo Déda (PT). O peemedebista postou no twitter que “Amorim nos ajudou, e nós o ajudamos. Natural numa aliança. Todos foram leais. Numa aliança cada um cumpre seu papel, entendeu Samuel?” Em outra mensagem, Jackson cutucou o parlamentar: “até compreendo a declaração do capitão, ele é calouro nessa matéria. Além disso, sua avaliação da eleição foi muito deselegante”.

Moto mata

As motocicletas são responsáveis por 16% dos acidentes de trânsito. Estudo da Organização Mundial da Saúde revela que as maiores vítimas de acidentes de trânsito ainda são os pedestres, mas os motos já ocupam a segunda posição. Uma pesquisa recente feita com acidentados revelou que 70% dos motociclistas envolvidos em acidentes não tinham carteira de habilitação.

Emancipação

Os itabaianenses comemoram domingo próximo os 123 anos de emancipação política do município serrano. Ontem, a deputada estadual Maria Mendonça (PSB) fez discurso na Assembléia para enaltecer seus conterrâneos: “Comemoramos a existência de um povo guerreiro, trabalhador, lutador, que transporta o progresso deste país, de norte a sul, através da força do trabalho do nosso caminhoneiro”, afirmou.

Jura inocência

O líder da oposição na Assembléia, deputado Venâncio Fonseca (PP), se esgoelou ontem para defender o ex-governador João Alves Filho (DEM), denunciado nos processos que apuram a ‘Operação Navalha’ e a contratação pelo Estado da Consultoria Fubras. Os dois processos apuram enormes prejuízos causados ao erário durante o governo de João. Fonseca jurou de pés juntos que o demista é inocente. “Estão querendo desgastar o ‘Negão’ porque ele lidera as pesquisas como pré-candidato a prefeito de Aracaju”, discursou o pepista.

Canal de Xingó

O governador Marcelo Déda (PT) se reuniu ontem em Brasília com técnicos da Codevasf para definir as fases da proposta que criará o Canal de Xingó, que levará água do rio São Francisco para o sertão sergipano. Amanhã acontecerá uma nova reunião, agora em Aracaju, visando definir um cronograma físico e financeiro que possa ser incorporado ao planejamento do governo federal e à sistemática de desembolso do Programa de Aceleração do Crescimento. O canal de Xingó é uma antiga reivindicação dos sergipanos.

Piso salarial

O Supremo Tribunal Federal (STF) publicou ontem o acórdão do julgamento ocorrido em abril que reconheceu a constitucionalidade da lei que criou o piso nacional do magistério. Segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, “a decisão do STF torna incontestável qualquer opinião que desafie a constitucionalidade e a aplicação imediata da lei”. Levantamento feito pela Confederação mostrou que 17 estados não pagam aos professores o valor mínimo estabelecido em lei. Não há levantamento sobre o cumprimento da lei nas redes municipais.

Bons aliados

Os irmãos Amorim são dois aliados exemplares. Quem pensa assim é o vice-prefeito de Aracaju, Sílvio Santos (PT). Entrevistado ontem na rádio Ilha/FM, pertencente a Edvan Amorim, o petista disse que se encontrou com o empresário e o irmão deste, senador Eduardo Amorim (PSC), para tratar da sucessão em Aracaju. Sílvio disse que passou a conhecer melhor os dois irmãos durante a campanha eleitoral passada que resultou nas eleições do governador Marcelo Déda (PT) e do senador Eduardo Amorim.

Do baú político

Há exatos 50 anos, Jânio Quadros renunciava à presidência da República, abrindo caminho para a turbulência política que resultou no golpe militar de 1964. Embora poucos saibam, a renúncia de 25 de agosto de 1961 foi a repetição de ato parecido que ocorreu anos atrás. O professor e jornalista Nelson Valente conta que, eleito em 1953 para prefeito de São Paulo, há um momento em que Jânio Quadros ameaça renunciar. Contrariado com as críticas e com a oposição que vinha sofrendo na Assembléia Legislativa, no cúmulo de sua irritação, chamou o seu secretário particular, Afrânio de Oliveira, e lhe entregou uma mensagem para ser divulgada à noite, pelos jornais, noticiando sua renúncia. De posse da mensagem, Afrânio de Oliveira reteve-a em seu poder, não dando ciência a ninguém. No dia seguinte, estranhando a falta de repercussão da notícia, o governador indaga ao seu auxiliar onde se encontrava a mensagem: "Comigo, no bolso.". "Rasgue-a", disse Jânio. Estava superada a crise da "renúncia".

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais