Por que os blogs assustam

0

Por que os blogs assustam

 

Texto de José Dirceu que merece uma reflexão: A campanha contra o blog Fatos e Dados mostrou que a pretensão da grande mídia não tem limites. Ela é capaz de tudo para manter o monopólio da informação que detém de fato, e das verbas de publicidade do governo federal das quais recebeu a maior fatia durante décadas.

 

A Associação Nacional dos Jornais (ANJ) elaborou uma nota de repúdio à iniciativa da Petrobras de divulgar no seu blog todas as informações pedidas pelos jornalistas e jornais a respeito da empresa. Nada surpreendente! Querem preservar o método do jornalismo de escândalo, que consiste em publicar uma reportagem como denúncia e a partir dela iniciar um processo de investigação, seja por CPIs, seja pelo Ministério Público.

 

Com seu blog, ao antecipar as informações, a Petrobras tira da mídia uma arma que tem sido usada quando interessa a esta e a seus aliados e apenas contra o governo Lula e o PT. Nunca contra a oposição. Basta ver como as acusações contra os tucanos, governador-presidenciável José Serra, governadora gaúcha Yeda Crusius, e contra o PSDB, em geral — e o de São Paulo, em particular —, só aparecem escondidas em pequenos títulos e textos e desaparecem rapidamente da imprensa.

 

Explica-se, aí, o medo que a grande imprensa tem dos blogs e da internet, que dão a todos os cidadãos e cidadãs, e às empresas, a oportunidade democrática de prestar informações, e divulgarem a sua versão dos fatos com dados e elementos para a cidadania julgar. A tentativa da grande mídia e da ANJ de censurar a Petrobras é um ato de violência e uma ilegalidade flagrantes. A Associação derrama lágrimas de crocodilo ao acusar a Petrobras de intimidar jornais e jornalistas com seu blog. A questão é outra: com este os veículos perdem um instrumento de luta política.

 

O pavor da grande imprensa e de seus aliados da oposição é outro: é o da concorrência dos blogs e da internet, da democratização da mídia. Blogs que qualquer empresa ou cidadão podem ter colocam em xeque o monopólio da informação. Não vamos nos iludir: o que está em jogo é esse monopólio e a força que ele dá aos proprietários de órgãos de comunicação e a alguns jornalistas para tentar controlar o poder político e as verbas publicitárias das empresas e dos governos.

 

É uma disputa pelo poder na sociedade. Essa ofensiva da grande imprensa contra os blogs e a internet não é de agora. Iniciou-se há tempos. Só intensificou-se nas duas últimas semanas com a criação do blog da Petrobras. Seu surgimento desencadeou a publicação de editoriais e artigos irados sobre o assunto, com os quais pretenderam denunciar, também, um pretenso “Bolsa Mídia” que teria sido criado na gestão Lula. E que nada mais é do que a descentralização e regionalização das informações e das verbas publicitárias pelo atual governo.

 

O “Bolsa Mídia” não passa da simples quebra da concentração de informações e das verbas da publicidade oficial apenas para os grandes veículos de comunicação. Nesse governo, notícias e verbas passaram a ser fornecidas à mídia de todo o País, o que desagradou aos jornalões e redes de TV. Estão aí as razões do choro e ranger de dentes. A partir dessa história do “Bolsa Mídia”, passaram a atacar o blog da Petrobras e os outros independentes como se fossem sucursais do Planalto.

 

O próximo passo da ANJ e da Associação Brasileira de Empresas de Rádio e TV (Abert), não tenham dúvidas, será tentar controlar e censurar a internet. Nesse caminho, já têm o instrumento à mão, o substitutivo do deputado Bispo Gê Tenuta (DEM-SP) ao PL/29, em tramitação nas comissões da Câmara. A proposta trata da regulamentação da TV paga e exclui da normatização os conteúdos audiovisuais distribuídos por meio da rede mundial de computadores, mas impõe uma série de restrições à internet. Com elas, pretendem impedir a democratização da informação proporcionada pela convergência das mídias.

 

Aliás, é o que já vêm fazendo, a pretexto de defender a cultura nacional e o controle da mídia por brasileiros natos. O que não fizeram antes, nunca. Lembrem-se, não defenderam esse controle para nenhum setor de nossa economia. A começar pela Petrobras, que todos pretendiam privatizada – PSDB, DEM, Era FHC, e mídia à frente. ( José Dirceu é ex-ministro-chefe da Casa Civil – Fonte: blog do Noblat).

 

 

SSP: uso indevido de veículos

Vários policiais estão aproveitando que o novo comando ainda não tomou o feito a ordem para usar veículos indevidamente. Na última sexta-feira, 26, dos casos em menos de um minuto: um gol do Corpo de Bombeiros (3º GBM, não tinha número de identificação) deixou às 6h50, uma mulher em frente ao banco Real no centro da cidade. Logo adiante, um Astra da PM, com o número 1368 (AG2), parou na rua Santa Luzia, as 6h51, ao lado da Catedral Metropolitana e dele desceu uma mulher.

 

Expectativa

É grande a expectativa da PM sobre a proposta do governo que deve ser anunciada até terça-feira. Muitas são as especulações, mas se sabe que existe uma proposta concreta até o próximo ano. Tem gente torcendo que o governo envie a proposta com reajuste até 2011. Ou seja, em outro governo, aí ficará difícil. Na quarta-feira os policiais militares realizarão outra assembléia.

 

Bosco reúne imprensa

O secretário de Estado dos Transportes e da Integração Metropolitana, Bosco Mendonça, pasta que foi extinta, reúne a imprensa na próxima terça-feira, 30, às 7h30, na sede da secretaria para fazer o balanço das atividades e explicar em que pastas funcionarão a partir de agora alguns projetos, como a escola de trânsito.

 

Arraiá do Povo

Comerciantes estão na expectativa que o governador Marcelo Déda prorrogue por mais algumas semanas o Arraiá do Povo, na orla da Atalaia que é sucesso absoluto entre os sergipanos e turistas. Como julho é um mês que Aracaju recebe muitos turistas o Arraiá do Povo servirá para fortalecer a divulgação dos festejos juninos.

 

Últimos adesivos

A próxima terça-feira, 30, é o último dia para quem desejar receber o adesivo comemorativo dos três anos da coluna enviar a solicitação. Quem desejar o adesivo é só enviar e-mail com endereço que receberá em sua residência: claudionunes@infonet.com.br

 

Agentes penitenciários são beneficiados com gratificação especial

No último dia de trabalho do primeiro semestre de 2009, os deputados estaduais aprovaram em plenário projetos do Executivo que beneficiam servidores de vários órgãos públicos. Entre eles, o que institui a gratificação especial de apoio às atividades administrativas ou de suporte ao sistema prisional. “Essa gratificações irão estimular os agentes penitenciários que ocuparão cargos importantes dentro do sistema prisional. Entre os cargos, estão as coordenações e direções de alguns setores”, explicou o líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Francisco Gualberto (PT).

 

Condições de trabalho

Segundo o parlamentar, a instituição desta gratificação representa mais uma iniciativa do governador Marcelo Déda para melhorar as condições de trabalho no âmbito da segurança pública em Sergipe. “Foi fruto das negociações entre o governo e os agentes penitenciários. E nos sentimos orgulhosos por poder contribuir com a carreira destes servidores”, disse Gualberto.O líder também destacou a aprovação do projeto que cria cargos públicos no Departamento Estadual de Trânsito (Detran). “Já é a preparação para um concurso público que nosso governo realizará em breve”, adiantou. A lei que dispõe sobre a organização básica da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema), também mereceu destaque de Gualberto.

 

II Forró da AMO

Em clima de muita animação a Associação dos Amigos da Oncologia – AMO – vai festejar o II Forró da AMO, no dia 11 de julho, às 21h, no Iate Clube de Aracaju. A noite que promete ser das mais animadas vai contar com a participação de grandes  nomes do autêntico pé de serra como Trio Sergipe, Edgar do Acordeon, João da Passarada e Marcos Guedes e trio pé de serra. Toda a renda do evento será revertida para a finalização das obras do Complexo Assistencial em Oncologia, que está em fase de acabamento. As mesas serão vendidas ao preço de R$ 100 e podem ser adquiridas na sede da AMO que fica na rua Permínio de Souza, 85, nas lojas Enjoy e Mr. Kitsch, ambas no Shopping Jardins. Prestigie!

 

Deso normaliza o abastecimento de água em Telha

O município de Telha, a 107 km de Aracaju, já esta com o abastecimento de água restabelecido pela Companhia de Saneamento de Sergipe. A cerca de 15 dias as fortes chuvas que atingiram a região, causaram sérios danos à adutora que abastece a cidade e por vários dias a tubulação ficou submersa  sem condições de acesso no trecho de travessia no riacho Jacaré. Para amenizar a situação de abastecimento de água em Telha a Deso colocou em operação a antiga adutora e mais caminhões pipas.

 

Adutora

Segundo Januário dos Santos Costa, gestor da unidade de negócios norte da Deso, a força da correnteza deslocou a adutora e forçou a abertura das juntas da tubulação. Na manha de quinta-feira 25, com a redução do volume das água do riacho Jacaré, os técnicos da Deso iniciaram o conserto da tubulação e na noite do mesmo dia foi restabelecido o abastecimento de água para a cidade de Telha.

 

Jornalistas vão à luta pelo diploma e pela valorização da profissão

Os jornalistas de Sergipe não vão cruzar os braços diante da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que no último dia 17, derrubou a obrigatoriedade de diploma universitário para o exercício do jornalismo. Propostas de luta para buscar reverter o golpe do STF à categoria foram aprovadas na assembléia extraordinária convocada pelo Sindicato dos Jornalistas de Sergipe (Sindijor) e realizada na noite de ontem, 25/06, na sede da CUT/SE.A assembleia envolveu jornalistas profissionais, estudantes e professores de jornalismo, e foi dado direito de voz e voto a todos que participaram. “Entendemos que a decisão do STF meche com a vida de todos os jornalistas e futuros jornalistas. Por isso colocamos a proposta de abrir a assembleia para todos, e foi aprovada por unanimidade dos sindicalizados a participação também dos estudantes e professores”, explicou o presidente do Sindijor, George Washington.

 

Revolta e indignação

Em muitas das falas de jornalistas profissionais e estudantes, o sentimento era o de revolta e indignação pela decisão do STF e pelos argumentos utilizados pelos ministros que, na opinião da maioria, não tinham fundamentos que justificassem o fim da exigência do diploma para jornalista. “É falso e falacioso o debate sobre a liberdade de expressão e de opinião colocado pelos ministros, como é falso e falacioso o argumento de Carlos Britto, que coloca o jornalismo como arte, como literatura. Não é. Mas é bom lembrar que o que mudou, de forma radical, foi o acesso à profissão. Os direitos trabalhistas da categoria permanecem inalterados”, ressaltou Cristian Góes, dirigente do Sindijor. A estudante de jornalismo Gleice Queiroz repudiou a decisão do STF e lamentou profundamente o voto do ministro Carlos Ayres Britto. “Me orgulhei muito quando Carlos Britto assumiu no STF, mas agora ele se mostrou uma grande decepção. Pago caro uma faculdade esperando para me formar e ter meu diploma, e agora ele não vale de nada. Isso me deixa indignada”, manifestou a estudante. Após debater por mais de duas horas a decisão do STF e as conseqüências para os jornalistas, a assembleia apontou uma série de encaminhamentos para a categoria enfrentar essa nova realidade.

 

Ato público de protesto contra Carlos Britto

As propostas aprovadas pelos jornalistas são:A categoria está, desde já, em estado permanente de mobilização e de assembleia; Realização de um seminário com participação do Sindijor, OAB e escolas de comunicação para discutir a decisão e os caminhos para buscar uma nova regulamentação para a profissão de jornalista que exija mais uma vez a formação em nível superior;   Cobrar dos poderes Executivo e Legislativo de Sergipe posição pública em defesa da função de assessor de imprensa nesses órgãos como cargo a ser preenchido por jornalista diplomado;Realização de ato público em Aracaju em defesa do diploma de jornalista e da regulamentação da profissão; Ação jurídica individual ou coletiva dos estudantes de jornalismo ou profissionais contra a União, por intermédio do Sindicato, requerendo indenização por danos material e moral pela perda do diploma de jornalista para o exercício da profissão; Apoio a quaisquer iniciativas de parlamentares no sentido de obter uma nova regulamentação,em especial às propostas já apresentada pela deputada estadual Ana Lucia (PT) e pelo senador Valadares (PSB); Cobrar posição pública das escolas de comunicação sobre a decisão do STF;Realização de ato público de protesto contra o ministro sergipano Carlos Ayres de Britto;Reforçar a ação nas redações de não divulgar matérias de assessores de imprensa que não sejam jornalistas formados. Divulgar no site do Sindijor as empresas de comunicação que estão contratando jornalistas sem formação como repórteres e editores; Sindicato deve encaminhar expediente aos poderes públicos, no sentido de que continuem exigindo o nível superior em jornalismo para os cargos de jornalista em concursos públicos; Como decisão final, a assembleia aprovou, por unanimidade, que o Sindijor não deve filiar jornalistas não diplomados, à exceção de repórteres fotográficos e cinematográficos, ilustradores e diagramadores, conforme o decreto-lei 972/69 ou por imposição de decisão judicial, até decisão final da Fenaj e/ou do Ministério do Trabalho e Emprego. (fonte: Sindijor/SE).

 

 

A peça publicitária acima é  criação do colega Marcélio Couto. Ele é publicitário e jornalista. Mineiro ele está radicado há vários anos em Sergipe e é o publicitário responsável pela capa do livro deste jornalista e de todas as  campanhas de comemoração de aniversário deste blog.

 

 

Paralisação do Fisco 

Reunidos em Assembleia Geral Extraordinária, os auditores do fisco sergipano deliberaram, por unanimidade, paralisar suas atividades a partir da 00h de terça-feira (30/06), com duração de seis (06) dias. Após longo período de espera, solicitado pelo Secretário da Fazenda João Andrade, para que pudesse negociar junto ao Governador Marcelo Déda; em reunião na SEFAZ no dia de ontem (25/06), João Andrade afirmou que não há nada a oferecer, vez que tudo possível já havia sido dado ao fisco, mantendo o mesmo discurso de seus antecessores. Diante dessa ‘novidade’, já que as reivindicações do fisco não estão sendo atendidas adequadamente desde 2008, a paralisação foi deflagrada.A diretoria do SINDIFISCO foi firme durante a reunião com o Secretário da Fazenda, acentuando a necessidade da incorporação de 100% da Produtividade Variável, vez que não se trata de aumento salarial, mas de segurança jurídica para os Auditores de Tributos.

Uma nova assembleia será realizada na terça-feira (30/06) às 15h, na sede do sindicato. A diretoria convoca todos os seus filiados a comparecerem e a definirem os rumos da mobilização/paralisação.

 

 

 

DO LEITOR

 

Sobre o comentário do vereador Gilvan, de Santo Amaro I

Do leitor, engenheiro Bosco de Santo Amaro: “Li, com muita atenção a nota sobre a presença do João Alves em Santo Amaro das Brotas, até porque, na data em que o blog a publicou, recebi ligação do vereador Gilvan do PT as 08:00 hs da manhã, me questionando sobre quem tinha dito que ele estava no palanque do João Alves naquele município! Respondi que não sabia do que se tratava, pois ainda não tinha tido acesso ao blog, como faço diariamente. Assim que pude, acessei e verifiquei que, em nenhum momento citaram nome do petista que estava no palanque, nem tampouco cita parlamentares que não se opuseram a “manobras’ como “levar com a barriga nos meandros jurídicos” o processo de cassação do mandato do Sr. Ivaldo Costa”.

 

Sobre o comentário do vereador Gilvan, de Santo Amaro II

Continua Bosco: “Fico tranquilo, no que diz respeito a comportamento partidário, pois sei que, se houve de fato presença do vereador do PT no palanque do João Alves, este seria apenas por vontade própria e não do Partido, e, este fato se comprovado merecerá ação dos que compõem o Diretório Municipal do PT em Santo Amaro. Quando dia 25 lí nota nesse blog de autoria do próprio vereador, confesso, me soou como uma mea culpa ou uma bem instalada carapuça sobre a cabeça do próprio vereador, colocada por ele próprio, que espero, para o bem do Partido, não se ajuste a ele! Aqui aconselho: “Vereador, não se preocupe com as notícias que são publicadas sem ter nominação que exija defesa! Pode até não ter sido com o senhor, pois não é o único Petista da cidade, nem tampouco o único Histórico(não entendi o que sr. define como histórico). E no caso de falarem do senhor no exercício do seu mandato, isto faz parte do ônus do cargo! Nós do PT de Santo Amaro não estaremos levando em consideração as fofocas da cidade em relação a sua atuação como vereador Petista, que destoa da afirmação de um “mandato revestido de coerência” como o Sr. afirmou em vossa nota! Pelo menos até que se prove o contrário! Quanto aos métodos de Goelbbels, bem…sei que é de vosso conhecimento que em Santo Amaro já praticaram estes métodos contra minha pessoa, pois o Sr bem se lembra do episódio do show da Cheiro de Amor  produzido pelos componentes do Skibabal! Não é verdade? É coisa de quem não tem caráter! Relaxe!”.

 

 

Cabo Zé Ribeiro   X   Valmir (Lagarto)

Comentário de Luiz Santos Silva: “Cabo Zé Ribeiro e Valmir, são políticos da mesma ala, e por surpresa, em tão pouco tempo, começou a briga, ou seja, o duelo, como: Cabo Zé Ribeiro diz em alto e bom som nas emissoras de Sergipe, que Valmir se elegeu prefeito por compra de votos e outras malfeitorias mais como, promessas absurdas, e diz Cabo Zé Ribeiro em bastidores que tem como cassar o mandato de Valmir é só o Cabo querer . Cabo Zé Ribeiro, diz que Valmir não cumpriu com os acordos políticos, a  Cabo Zé Ribeiro só faltou cobrar, e Cabo Zé Ribeiro ainda afirma que o Valmir só foi eleito porque teve  seu apoio. Olha,  a Justiça Eleitoral deve analisar bem as conversas do Cabo Zé Ribeiro, toda população de Lagarto sabe que houve alguma coisa nas eleições para o Valmir estar prefeito. Compra de votos, promessas de emprego a pessoas menores de idade, principalmente do sexo feminino, a ponto de uma jovem de 17 anos falar em emissora de rádio cobrando o emprego que Valmir fez em sua casa, compra de combustível fora das Leis eleitorais, e outras improbridades, mais que a Justiça Eleitoral pode e deve iniciar este processo de cassação de Valmir. O cabo Zé Ribeiro deixou de ser mamateiro para ser o inimigo número 1 de Valmir. Tudo isso acredito por quê em tão pouco tempo (seis meses) o Valmir e filhos, já comprou patrimônios, móveis e imóveis. Interessante é que o Valmir declarou sua renda para concorrer às eleições em apenas R$. 36.000,00, isto mesmo, numa eleição que se gastou mais de R$. 2.000.000,00, a Justiça Eleitoral tem que saber disso, pergunte ao Cabo Zé Ribeiro. Enquanto que o outro candidato concorrente Lila Fraga declarou quase 50 vezes mais e não pôde gastar mais do que 10% do que seu adversário, obedecendo a cartilha da Justiça Eleitoral, que “Compra de Voto é Crime”, será ? Ou será que por cumprir às Leis,  Lila Fraga pagou caro por sua obediência a Justiça Eleitoral ? Hoje, é como diz o Valmir tudo para o PSC é verdadeiro, porque está junto com o Governo do PT, e  transforma-se em pizza.   Em breve trarei mais notícias, assim que receba informações de Lagarto, falando nisso antecipo, estou sabendo que Lila Fraga está sendo muito assediado por Senadores e vários candidatos a Deputado Federal, para as eleições de 2010 tomara que seja verdade, o homem hoje é uma liderança política de Lagarto”.

 

País sem memória

 Do leitor Dinho Santana: “Se fomos ou estamos sem um passado escravo e ditatorial, não podemos deixar de lembrar, que em 14 de maio de 1986, a revista veja trouxe matéria com o título: “Empreguismo” Debaixo do pano- Trem da alegria pega filha de Sarney (reportagem à pág. 28), o marido de Roseana e secretário particular da Presidência, Jorge Murad, reagiu com espanto à denúncia, publicada pelo jornal Folha de S. Paulo. “Nem mesmo a Roseana sabe disso”, afirmou Murad. E ainda traz a matéria: “O trem da alegria” no qual a filha de Sarney foi embarcada passou pelo senado no dia 14 de janeiro de 1985. As vésperas da reunião que escolheu Tancredo Neves para a Presidência da República, o então presidente do Senado Moacyr Dalla, do PPS do Espírito Santo, resolveu agradar vários dos seus colegas e criou sem concurso 60 novas vagas, preenchidas muito mais por critérios genealógicos do que curriculares. Continua ainda a matéria dizendo que: “O mais interessante da história é que o ato de nomeação desses funcionários, ao contrário do que determina a legislação, não foi divulgado na época em nenhuma publicação oficial do Senado”. Quanto ao senhor Agnaldo Timóteo ? São Paulo (SP), cantor e vereador no Bronca Geral 26/06/2009; quero fazer minhas as palavras dele ao dizer que: “Deplorável, demagógico e cínico o comportamento de alguns senadores envolvendo o Presidente Sarney, com quem inclusive trabalharam quando no exercício da Presidência da República. Será que pretendem repetir a barbaridade que fizeram com o Fernando Collor? Estou indignado”. Retificando, porém que no caso do hoje senador Fernando Collor, ele era peixe fresco no mar de lama do nosso Congresso, Sarney não como bem declarado por ele; já é cinqüentão e tri presidente no senado conhece bem as pilantragens deles de cada dia!… E o povo, tadinho do povo salário mínimo de R$ 465, aposentados e pensionistas de cuia na mão; e como bem colocado em  comentário por Cláudio Humberto em sua coluna; 26/06/2009 – “E o salário, ó… Motorista do Senado ganha mais que oficial de Marinha comandando uma fragata; um ascensorista da Câmara mais que piloto de Mirage da FAB e “diretor de garagem” bem mais que general do Exército”.

 

Participe ou indique este blog para um amigo:

claudionunes@infonet.com.br

 

Frase do Dia

“A prudência é uma arma defensiva que supre ou desarma todas as outras”. Marquês de Maricá.

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários