Posição de Dutra

0

O colunista político Cláudio Humberto, em sua apimentada coluna diária, publicou que o ex-presidente da Petrobrás, José Eduardo Dutra (PT), não estava satisfeito no cargo que ocupa na Prefeitura Municipal de Aracaju. Fala em desentendimento com o seu chefe, prefeito Marcelo Déda (PT), e do isolamento que vem sentindo junto aos aliados. A notícia não parece recente, mas só ontem foi mostrada a Plenário, como se revelasse uma crise dentro do Partido dos Trabalhadores, legenda que sempre conviveu em meio ao contraditório. Dutra é um político que não faz muita festa para conquistar o eleitorado e é tido como um sujeito carrancudo, de poucos cumprimentos e que chegou ao Senado com um bom empurrão do senador Antônio Carlos Valadares (PSB). Na realidade, Dutra não está muito presente nos acontecimentos políticos e isso favorece a dúvidas e especulações.

 

Ontem, já por volta das 20 horas, um militante importante do Partido dos Trabalhadores não confirmou a notícia, mas tomou conhecimento dela e chegou a comentar com um correligionário com mandato. Os dois concordaram que Dutra estava “mais ou menos” afastado e lembrou que ele não compareceu ao ato em favor do ex-deputado Gilmar Carvalho (PSB), segunda-feira passada, no auditório da Associação Sergipana de Imprensa (ASI). A mesma fonte lembrou que José Eduardo Dutra compareceu ao Festival de Arte de São Cristóvão, realizado no último final de semana, porque foi ele que conseguiu viabilizar a participação da Petrobrás no evento. A mesma coisa aconteceu em Japaratuba. Além disso, uma faixa colocada na cidade de Barra dos Coqueiros, na festa de Santa Luzia, apareciam apenas os nomes de Déda, Valadares, Jackson e Airton Martins. Exatamente nessa ordem: “a impressão é que está acontecendo alguma coisa”, disse a mesma fonte e complementou: “mas tudo é suposição”.

 

Segundo o militante petista, “não é a primeira vez que isso acontece”. Acrescentou que dento da Executiva Regional também tem problema e lembrou que o ex-secretário geral do partido, conhecido por Vadinho, que foi assessor do então senador José Eduardo Dutra, “foi rebaixado na nova diretoria”. Disse também que causou descontentamento dentro do PT a presença do ex-vereador Rosalvo Alexandre (PTB) na coordenação do programa petista exibido na televisão: “essa participação de Rosalvo serviu de pauta para reunião do Diretório Regional”. O presidente da Executiva, Macio Macedo, confirmou que “alguns companheiros ligados a Frederico Romão (Fredão) reclamaram da presença de Rosalvo Alexandre na coordenação do programa. O advogado Cristiano, ligado à deputada Ana Lúcia, também reclamou”. Segundo Macio, o ex-vereador Rosalvo Alexandre é assessor do prefeito Marcelo Déda e o orientou em seu pronunciamento. Frederico Romão e Ana Lúcia não foram encontrados para falar sobre o assunto.

 

O presidente Macio Macedo também explicou que não existe nada entre o prefeito Marcelo Déda e o ex-presidente da Petrobrás, José Eduardo Dutra. Lembrou que ao deixar a estatal para disputar um mandato em 2006, Zé Eduardo teve um encontro com Déda e os dois discutiram o espaço que ele deveria ocupar. Foi Dutra que escolheu a Coordenação Política e faz um trabalho junto aos prefeitos, vereadores e demais lideranças políticas, além de um trabalho em Brasília, onde tem boa penetração e se entende bem com a ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff: “o resto é fofoca”, disse Macio. Na realidade, o PT tem apenas um candidato certo: Marcelo Déda ao governo do estado. Há alguns meses atrás, Déda revelou que tinha compromissos com a candidatura de Dutra ao Senado, mas depois que se abriu a possibilidade de uma composição com o PSDB, a vaga na chapa majoritária fora oferecida ao ex-governador Albano Franco, dentro de estratégia montada pelo senador Valadares (PSB), que tem interesse em indicar o vice. O deputado Jackson Barreto (PTB) é que defende Eduardo para o Senado, um vice sugerido pelo PSDB e Albano candidato a deputado federal.

 

Embora esse quadro se torne inviável em razão da verticalização, ainda não está consolidado o nome de José Eduardo Dutra para o Senado. Daí as especulações em torno do seu constrangimento, que dentro do próprio PT vem sendo observado…

 

 

PONTE

Os jogos Panamericanos de 2007 e a ponte que liga Aracaju à Barra dos Coqueiros estão empurrando a votação do Orçamento para 2006 pelo PFL.

O partido acusa o Planalto de perseguir o governador João Alves Filho, segurando dinheiro para a construção da ponte, e o Rio de Janeiro que quer verba para sediar os jogos.

MACHADO

O deputado José Carlos Machado (PFL) disse que nunca viu um governo tão atabalhoado quanto o do presidente Lula da Silva (PT).

Segundo Machado, o Orçamento da União para 2006 não tem mais condições de ser votado este ano. Provavelmente o será em janeiro.

 

HELENO

O deputado federal Heleno Silva (PL) acha muito difícil a PEC da verticalização cair este ano, porque não há tempo e nem interesse para isso.

Acha que talvez seja votada na próxima legislação, mas admite que ela será mantida, porque é de interesse de setores do PT, PFL, PSDB e até PMDB.

 

JACKSON

O deputado Jackson Barreto (PTB) defendeu em plenário um novo salário mínimo de 400 reais para entrar em vigor a partir de 2006.
Jackson integra a Comissão Mista do Salário Mínimo, instalada na semana passada no Congresso, para promover estudos para promover o reajuste anual do salário mínimo.

TRIBUNAL

Jackson também defendeu que os servidores do Tribunal de Contas da União recebam o reajuste salarial de 15% que foi concedido aos servidores da Câmara e do Senado.

Com o plenário lotado por servidores do TCU o deputado solidarizou-se com a categoria e defendeu a concessão do reajuste.

 

COMISSÃO

A Comissão Mista do Salário Mínimo realizou ontem a sua primeira reunião para eleição da de quem vai dirigir os trabalhos.

O deputado Jackson Barreto é o presidente, ficando como vice-presidente Walter Barelli (PSDB-SP). O relator será o senador Paulo Paim (PT-SP).

 

GILMAR

Qualquer decisão que o ex-deputado Gilmar Carvalho (PSB) vier a tomar sobre candidatura em 2006 vai ouvir o seu partido e lideranças da oposição.

Entretanto, de forma imprescindível consultará a ex-primeira dama Leonor Franco, que jantou anteontem com frei Enoque e Marta Barreto.

 

CONVITE

A reclamação foi feita ontem por um membro do PSDB: “nenhum tucano foi convidado para participar da manifestação em favor de Gilmar Carvalho”.

Considerou que o esquecimento foi proposital e demonstra que não existe nenhuma afinidade com o PSDB.

 

CONVOCAÇÃO

Está praticamente certa a convocação extraordinária da Assembléia Legislativa para a primeira quinzena de janeiro.

Isso acontece todos os anos.

Sem há necessidade de aprovação de matérias de interesse do governo neste período. Os parlamentares, lógico, adoram.

 

MOTINHA

Apenas o delegado Augusto César Carvalho foi ouvido, terça-feira, na 5ª Vara Criminal, sobre o assassinato do agiota Motinha, ocorrido no bar Paraty, na praia do Robalo.

Os outros dois delegados, Bento e Robson, serão ouvidos amanhã. Na segunda-feira será a vez de Patrícia Pinheiro e do marido, Charles, amigos da vítima e que estavam no local.

 

TELEFONES

Foi constado que dois telefones celulares foram encontrados no carro de Floro Calheiros, detido próximo à Secretaria de Segurança.

Está comprovado que houve uma ligação de um dos celulares na região da 13 de Julho para a José Sarney, possivelmente entre Floro e Ademacy.

 

FIANÇA

O delegado Álvaro Bento, segundo consta do processo, presenciou quando a ex-mulher de Floro Calheiros, de nome Pauline, pagou a fiança.

Floro e os dois suspeitos de terem assassinado Motinha foram soltos depois de presos pela polícia, por portarem armas no porta malas do carro.

 

QUADRILHA

Também consta do processo na Justiça o assalto que uma quadrilha de Recife fez a uma relojoaria no shopping Riomar, quando foram levadas jóias caríssimas.

A mulher de um dos componentes da quadrilha foi presa em Aracaju.

A quadrilha devolveu as jóias em troca da liberdade da mulher. A intermediação teria sido feita por Floro Calheiros e Motinha.

 

 

Notas

 

VERTICALIZAÇÃO

A PEC que acaba com a da verticalização das coligações partidárias não será mais votada este ano e possivelmente será mantida para as eleições de 2006, embora esteja clara que a vontade da maioria dos parlamentares deseja vê-la extinta, porque quer fazer alianças com liberdade em suas regiões.

Segundo opinião de alguns parlamentares, não interessa ao governo federal a queda da verticalização e uma boa parte do PSDB também é contra. Isso fez com que a PEC fosse deixada de lado na Câmara.

 

BARBÁRIE-1

É muito importante a convocação que a vereadora Tânia Soares (PCdoB) está fazendo, de políticos e sociedade civil, para um ato de repúdio contra o crime praticado na madrugada de ontem, quando três garotos moradores de rua foram incendiados no centro de Aracaju, próximo à rodoviária velha.

Horrorizada, a vereadora lembra que não é a primeira vez que um “ato bárbaro desses acontece em Aracaju. Há cerca de dois meses um outro morado de rua do Ponto Morto também foi queimado”.

 

BARBÁRIE-2

Tânia Soares tem razão quando diz que se a população permanecer silenciosa e aceitar isso como um fato comum, um incidente qualquer, “estaremos sendo coniventes”. A questão dos moradores de rua é grave, trata-se de um problema social que desafia as autoridades e o crime não pode ficar impune.

Há necessidade sim de um protesto por todos os segmentos da sociedade, sem nenhum cunho político, para que outras pessoas que vivem nas marquises consigam um lugar seguro para se manterem vivos.



É fogo

 

O conselheiro Heráclito Rollemberg, do Tribunal de Contas, sofreu um infarto, anteontem à noite e se encontra na UTI do Hospital São Lucas.

 

Heráclito Rollemberg foi submetido a uma angioplastia e ficará em observação por um período de 48 horas.

 

O deputado Mardoqueu Bodano (PL) teve uma conversa com o comandante da Polícia Militar, coronel Péricles, sobre segurança pública.

 

Mardoqueu Bodano tem cobrado do Governo do Estado reforço do policiamento no sertão. Diz que os bandidos agem escancaradamente, causando pânico à população.

 

Os dois shoppings estão aumentando a segurança em toda sua área, para evitar roubos e confusões.

 

Há necessidade de aumentar o policiamento no centro da cidade, neste período de maior movimentação em razão dos festejos de final de ano.

 

Com a proximidade do Natal e Ano Novo os políticos estão mais acomodados nos contatos com lideranças do interior.

 

O secretário da Justiça, Manoel Cacho, disse que as fugas de delegacias são contingenciais e ocasionadas pela superlotação de presos.

 

A Prefeitura de Itaporanga D’Ajuda abriu concurso público para vários setores da administração.

 

O Brasil deixa de arrecadar R$ 12,8 bilhões por ano em impostos por conta da pirataria nos setores de roupas, tênis e brinquedos.

 

Pesquisa do Banco Mundial (Bird) mostra que cerca de 80% dos empresários atribuem à alta carga tributária a trava principal ao crescimento sustentado do país.

 

O presidente do BNDES, Guido Mantega, fez uma projeção otimista sobre o crescimento econômico do país para 2006.

 

brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários